1. Spirit Fanfics >
  2. .ur so gay and you don't even like boys; ---pwp >
  3. ;yes, i am.

História .ur so gay and you don't even like boys; ---pwp - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


vamos fingir que éh a mao de minho e de jisung

boa leitura~~

Capítulo 2 - ;yes, i am.


Fanfic / Fanfiction .ur so gay and you don't even like boys; ---pwp - Capítulo 2 - ;yes, i am.

Cap 2//2

;yes, i am.

 

Han estava sem sono, não porquê era rangidos da cama do outro quarto, desta vez era porquê Lee Minho tinha ido dormir em outro quarto. Não estava com medo de que tivessem acabado com sua amizade, mas estava com medo do que o amigo estava pensando dele. 

Se levantou e foi para a cozinha tentando não fazer barulho, apenas para tomar uma água com açúcar para acalmar os nervos. Sabia que as staff's brigariam com o coitado se o vissem, mas ele não tinha sono de forma alguma. Respirou fundo após terminar de ajeitar aquela água com açúcar e tomá-la com calma. Havia percebido outra presença, quando se virou ali estava Lee Minho:

- Minho? O que faz aqui? - Sussurrou para que eles não acordassem ninguém.

- Estou sem sono... Você também? - Perguntou assim que viu a água com açúcar em suas mãos, então ele concordou. O silêncio se instalou ali, e foi totalmente estranho, Han estava com pouco de receio em começar uma conversa, então terminou sua água com açúcar, assim que ia sair, sentiu uma mão em seu braço - Por favor... Eu quero conversar com você.

Foram para o quarto que Minho estava, aparentemente sozinho. Assim que chegaram, Minho trancou a porta e Han se sentou na cama, logo Minho indo e se sentando ao seu lado.

- Desculpa se eu te fiz algo, Han - Começou Minho, olhando para baixo, respirando fundo - Eu estive bem confuso, ainda mais quando você disse aquilo da minha sexualidade...

- Tudo bem, a pergunta foi minha... Uma pergunta boba - Han deu uma risada baixa de si mesmo.

- Eu estive repensando e... Eu não sei se sou totalmente hétero... - Se envergonhou o Lee, tirando um sorriso fofo de Han, que segurou em sua mão assim que havia dito aquilo. 

Tudo bem, Hyung, não precisa repensar, foi apenas uma pergunta boba...

- Escuta aqui, Han - Minho respirou fundo, e desta vez o olhou - Sim, eu olho pro seu bumbum toda vez na academia, você é incrivelmente lindo e perfeito, e ainda por cima gostoso pra um caralho, então não diga que foi uma pergunta boba, pelo contrário, foi uma pergunta que nunca ninguém fez pra mim e só você me fez repensar ela várias e várias vezes, então Han... Por favor, me fode - Soltou tudo, recebendo um sorriso de Han.

Sem pensar duas vezes, Jisung sentou em seu colo com uma perna para cada lado e começou a beijá-lo em um pequeno ósculo, em seguida o aprofundado cada vez mais com a passagem da língua. Claro que Minho estava cedendo a tudo que o garoto fazia para si. Arfava entre o beijo quando sentiu Han rebolar lentamente sob seu colo, colocando as mãos em sua cintura o incentivando a continuar, logo Han sentiu uma breve ereção sob si e sorriu entre o beijo, o deitando na cama. 

{ . . . }

Os dois se encontravam sem roupas, ainda em beijos que transmitiam tesão e desejo que ambos guardavam para si e agora estavam a usar isso. Han se posicionou acima do garoto que estava virado com a barriga para cima, segurando nas duas mãos de Han. Aos poucos se colocava dentro do garoto, vendo ele se contorcer pela pequena dor que estava sentindo. 

Han tentava acalma-lo com selinhos e carinhos, passando as mãos de Minho para suas próprias costas. Após o Lee sentir que Han estava totalmente em si, deu um pequeno gemido com dor, deixando Han preocupado. 

- Me avisa se quiser que eu saia ou... 

 

- Tudo bem... S-Só ta doendo um pouquinho... - Han ficou ali tentando o acalmar, quando sentiu que ele estava rebolando em si buscando mais do contato - M-Me fode com tudo, H-Han.

O ativo começou com movimentos lentos de vai e vem, ouvindo os gemidos roucos que saiam do Lee, o deixando mais duro. Esses pequenos gemidos de dor passaram a ser um tanto de tesão para Minho, que agora gemia enquanto arranhava levemente as costas de Han. 

- Awn... H-Han... 

- Hm... Tão a-apertadinho, Min... - Han grunhia de prazer, juntamente com Minho. Han acelerava as estocadas, quando ouviu o outro gemer alto - Achei seu ponto fraco... - Sorriu sapeca e mirou naquele lugar tão difícil de ser achado, ouvindo gemidos mais altos, indicando que estava próximo do ápice.

- E-Eu vou... - Antes de terminar a fala, Han começou a masturbar o membro do garoto juntamente com as estocadas que dava, vendo o gozo do garoto juntamente com o gemido alto lhe lambuzar o abdômen e as próprias mãos.

Han continuou com as estocadas mais rápidas, gozando dentro do garoto. Retirou-se então de dentro dele e se deitando ofegante ao lado do garoto, que sorriu bobo e abraçou Han de lado.

- Eu te amo, Han... Talvez eu seja gay mesmo... - Riram um pouco, descansaram enfim e acabaram adormecendo ali.

 

 

-dia seguinte;

Minho acordou com pequenas dores nas pernas e sentia a presença de Han ainda ali, viu que estava acordado então sorriu para ele:

- Bom dia - disse rouco, tirando um sorriso bobo de Minho.

- Bom dia, Han - Lee Minho se surpreendeu de si mesmo, pelo fato desta vez ele não estar com uma mulher e sim com um homem e o outro fato que ninguém nunca havia lhe dado o prazer assim como Han havia lhe dado, e tinha outro fato; que poderia estar apaixonado por um garoto.

Por mais que tivessem que levantar, não queriam. Han estaria mal-humorado por saber que o garoto que gostava ser lerdo, mas estava ali com ele depois de terem finalmente tido uma das melhores noites de suas vidas. 

Bobos um pelo outro, se deram um selinho e começaram a se ajeitar, as dores do Lee iam se esvaindo, deixando Han aliviado. 

 

Claro que agora aquela amizade não seria apenas uma amizade qualquer, e sim uma amizade colorida. 


Notas Finais


desculpem por nao ser a melhor coisakk

obrigada por lerem<33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...