História Usurper (Yoonmin) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé
Tags Alfa!yoongi, Omega!jimin, Usurpação, Yoonmin
Visualizações 47
Palavras 1.260
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiie, está aki o primeiro Capítulo de Usurper
Espero que gostem.
BOQ LEITURA 💕💕💕

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Usurper (Yoonmin) - Capítulo 2 - Capítulo 1

- Onde você estava? - Jimin escutou assim que passou pela porta. 

E ali estava ele, Min Yoongi. O único alfa capaz de mexer com o coração do Park. Diferente do ensino médio, Yoongi tinha os cabelos negros, postura rígida e face séria. Estava tão mudado. 

- E-eu estava entediado. Então fui dar uma volta. - sorriu forçado se aproximando do moreno - Quando chegou? 

- Há três dias - Jimin se xingou mentalmente e se sentou numa poltrona na frente do Min - Então é melhor me falar a verdade. Onde você estava? 

- Busan, fui visitar meu irmão - murmurou entrelaçando os dedos gordinhos. 

- Com a permissão de quem? - Yoongi fixou o olhar frio no rosto do ômega encolhido no sofá. 

- Não sabia que tinha que pedir permissão pra ir visitar minha família. Sou um ômega, não um cachorro - Jimin olhou bem nos olhos gélidos do alfa quando proferiu tais palavras com deboche. Seu corpo se tencionou quando o maior se levantou e caminhou até ele devagar. 

- É aí que você se engana Park - sorriu sádico aproximando seus rostos a ponto de seus narizes quase se tocarem - Você é a minha cadelinha e é melhor me obedecer, se não quiser usar uma coleira com meu nome escrito. Agora vai pro seu quarto. 

O moreno se afastou o suficiente para que Jimin pudesse se levantar e caminhar até as escadas, aqueles meses que passaria naquela casa seriam um imferno e o menor tinha plena consciência disto. 

Na semana que passaram juntos, Jihyun lhe explicou e ensinou todas as coisas que deveria saber. Então não foi tão difícil achar o quarto que seria elegante se não estivesse todo desarrumado, Jimin revirou os olhos e deu um sorriso irónico ao constar que o,irmão mais novo continuava o mesmo preguiçoso e desorganizado de antes, mas estranhava que todos os outros comodos da casa estavam devidamente arrumados e perfumados e seu quarto estivesse com tanta poeira que chegava a dar coceira no nariz. 

Park Jihyun e Park Jimin eram fisicamente idênticos, mas na personalidade eram totalmente diferente. A prova disto foi assim que chegou, Jimin trocou de roupa e se pôs a ajeitar as coisas do irmão caçula. Em um dado momento, alguém bateu na porta e Jimin a abriu, o ômega reconheceu a garota como uma das empregadas do Min, Jisoo. Jihyun havia lhe falado muito sobre elas. 

- Vim pegar suas roupas sujas. Viu pôr pra lavar - disse a ômega, fria. 

- Ah sim, claro - Jimin deu um leve sorriso e caminhou até o montinho de roupas que havia feito. A morena olhava ao redor com um misto de curiosidade e surpresa.- Você poderia pegar alguns produtos pra mim limpar o quarto por favor? Yoongi disse que não era pra mim sair daqui. 

- E desde quando você obedece seu marido? - ela reclamou enquanto pegava as roupas, não havia sentimento algum na garota, a neutralidade dela deixava Jimin nervoso - Já trago as coisas. 

- Okay, obrigado. 

- Qual é Jihyun? Você arrumando seu quarto, pedindo por favor e obrigado no mesmo dia? Qual é a sua? - pela primeira vez a garota deixou transparecer algumas coisa, e essa coisa era raiva.  

- Não posso mais ser educado? - riu forçado. Se continuasse desse jeito seria descoberto logo, logo - Vá e traga as coisas logo. 

Jisoo o encarou raivosa antes de dar as costas e sair á passos firmes do quarto bagunçado. Para Jimin era difícil ser mau educado, sempre se preocupou tanto com as pessoas e a única pessoa que já chegou a odiar foi o Min e ainda foi por poucos dias. Parece que ao vê-lo novamente tudo o que sentiu por ele na adolescência retornou de forma intensa, mas foi só ele abrir a boca que tudo voltou aos eixos. Estava tão absorto em seus pensamentos que nem notou quando a morena entrou no quarto e deixou tudo o que precisava, só notou quando olhou pro lado e viu tudo que precisava em um canto perto da porta. Então ttudo,o que fez foi limpar o quarto e parar de pensar, sua mente lhe deixava mais confuso do que deveria estar. 

Já era noite quando Jimin terminou de ajeitar o quarto do irmão, o ômega estava faminto pois a última vez que comeu foi antes de embarcar no avião e isso já fazia horas. Nada mais justo que sair para comer alguma coisa, Yoongi não brigaria consigo, certo? Certo. 

Depois desse pequeno diálogo interno, o de cabelos recém pintados de cinza-arroxeados saiu do quarto em direção à cozinha onde estava Jisoo e mais duas ômegas, sorte sua seu irmão ter lhe mostrado fotos de quem era quem ali se não ele estaria perdido no meio de tanto ômega pra uma casa só. 

- Oi, desculpa atrapalhar vocês mas é que eu estou com fome. Tem algum cafezinho por aqui? - perguntou envergonhado. 

- Senhor Min não toma café regulamente então não tem nada preparado. Então se quiser café Príncipezinho, vai ter que fazer - uma das ômegas disse cruzando os braços, ela era loira e seu cabelo era cortado alinhadamente, Lalisa Manoban. 

- Ah, tudo bem. - pedir ajuda pra achar as coisas naquela cozinha enorme não parecia boa opção tendo três pares de olhos questionadores sob si, o ômega estava constrangido, não gostava de ser o centro das atenções - Eu poderia...? 

- A vontade-  Jisoo respondeu se afastando junto das outras, mas ficaram perto o suficiente para ver o ômega se embananando todo na cozinha. 

Com muito esforço, Jimin achou uma prateleira dentro do enorme armário cheia de pó de café. Tinham de todas as marcas e estilos, um hyung seu do trabalho ficaria babando por aquela prateleira. Pensar em Jackson fez o coração do garoto apertar de saudade e para se sentir próximo do beta outra vez escolheu um pacotinho de café solúvel que ele dizia ser espetacular. Ouviu as ômegas rirem quando pegou uma batedeira de bolos e uma vasilha, sentiu o rosto queimar de vergonha mas continuou com seu trabalho, já havia feito cafés desse tipo milhares de vezes na cafeteria então sabia que estava fazendo certo. Conseguiu achar o açucar e colocou uma quantidade razoável dentro da vasilha junto do café solúvel, o próximo passo seria o mais fácil, esquentar a água. Seria, se não acabasse todo molhado por causa da torneira estranha e atraísse mais risos das ômegas. Estava fazendo um trabalho vergonhoso, tinha plena consciência disso mas não ia desistir, ia provar pra aquelas garotas que sabia fazer um bom café. 

Enquanto a água esquentava, Jimin ligava a batedeira, depois acrescentou a água e deixou batendo para ir ferver o leite que encontrou na geladeira, sua boca salivava de ansiedade para sentir o gosto do café cremoso novamente, claro que não seria digno de um café a'la Jackson Wang mas daria pro gasto. Depois de pronto, Jimin acrescentou duas colheres da substância cremosa no seu leite e tomou um gole e, realmente, aquela marca de café era divina. 

- Querem um pouco? Está uma delícia, hum -provocou as meninas enquanto tomava outro gole. Agora quem sentia vontade de rir era ele dos rostos perplexos das ômegas.- Vou guardar na geladeira pra não estragar, podem se servir se quiserem. 

Dito isso Jimin guardou a vasilha na geladeira e saiu da cozinha balançando o quadril levemente. Isso era bom, o rapaz adorava a sensação de provar para as outras pessoas que ele não era só mais um ômega inútil como tantos outros. 

 


Notas Finais


Só queria dizer que eu AMO café cremoso e não podia deixar passar a oportunidade de declarar meu amor e tentar fazer um bom capítulo pra vcs
Espero que tenham gostado meus amoress,
^°^
Desculpem os erros e até o próximo
Xaau ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...