História Utopia - Jikook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Visualizações 4
Palavras 828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leituraღ

Capítulo 2 - Definitivamente belo


Fanfic / Fanfiction Utopia - Jikook - Capítulo 2 - Definitivamente belo

Jungkook P.O.V


Puxa, obrigado — foi tudo que consegui dizer enquanto ainda me mantinha paralisado, encantando com tamanha peculiaridade, afinal, o cabelo dele é natural?

De nada — Profeiru ele ao tempo em que colocava o lápis em minha carteira. A voz foi tão baixa e serena que podia ser considerada melodiosa.

『•••』


Parecia que o tempo não passava, infinitos minutos em que eu era obrigado a prestar atenção à aula. Mas eu simplesmente não conseguia, talvez por sono ou falta de querer, quem sabe. Vez ou outra me pegava o fitando, tão pequeno e delicado. Seus fios alaranjados estavam totalmente emaranhados, as bochechas rosadas e as poucas sardas, clarinhas, me atraíam. Park é definitivamente belo.

Finalmente o sinal tocou. Recreio, puxa, já estava quase morrendo de fome. Eu e Jin sempre lanchamos juntos no refeitório, considerando que ele é meu único amigo. Temos nossa mesa especial lá no fundo, onde é possível observar todas as outras.

『•••』


Ao chegar no refeitório, eu e Jin compramos nossos lanches e nos sentamos. Enquanto comia a minha deliciosa fatia de bolo de laranja, pude ver Jimin adentrando o local. Sempre com o olhar baixo, semblante distraído como se estivesse perdido no meio de tantas pessoas.

— É incrível como você nunca muda. Ora, não se cansa de comer sempre a mesma coisa?
— olhei pra SeokJin, e é incrível como ele sempre atrapalha meus pensamentos.

Ao contrário de você, eu sei bem do que gosto. Coma logo isto seu bobão.

Eu e Jin somos amigos desde a 6° série. Eu era bastante solitário, não sou bom em fazer amigos, mas ele chegou na escola. O novo aluno mais velho que tinha repetido de ano, oras, não soava bem naquela época, mas ao conhecer ele pode ver o quanto é incrível e divertido, apesar de ser muito hiperativo às vezes. Sua risada escandalosa é a única coisa que consegue me alegrar em dias ruins. É tão bom ter ele aqui comigo. Ele era maior que todos os outros então sempre me defendia dos valentões da escola, começou a namorar primeiro que eu então eu era obrigado a ouvir suas reclamações e desabafos de quando era magoado por alguém. Não entendo isso. Afinal, se o amor machuca tanto assim, por que as pessoa fazem questão de se apaixonar?


『•••』


O sinal tocou novamente indicando o final do intervalo e Seokjin ainda não tinha terminado seu lanche.

Vamos Jin. Vamos nos atrasar de novo, por sua culpa — a esta hora eu já estava puxando ele pelos pulsos e arrastando até a sala de aula, qual a dificuldade de comer um pouco mais rápido? Puxa.

Não posso nem fazer minha refeição em paz, quando Eu morrer de fome ou desnutridonutrido porque o horário de intervalo é muito curto. Vocês vão sentir minha falta. — proferiu Jin fazendo drama. Ele é mestre em fazer isso

Chegamos na sala o professor já estava lá. Ótimo. Pedimos permissão pra entrar, todos estavam olhando para nós. Mas eu só consegui perceber um olhar, Park Jimin, estava me olhando e sem perceber eu o fitei de volta.


No restante das aulas pude ver Jin dormindo em sua carteira atrás de mim então fui obrigado a ouvir sobre a história da independência da China. Eu moro na Coreia, pra que iria querer saber sobre a China?
Sem nada para fazer, olhei para o lado. Lá estava ele, novamente mantinha-se concentrado em seu livro, seus olhos percorriam as palavras em uma intensidade tão grande que ele parecia estar vivenciando cada momento. Em um simples gesto, ele se virou e manteve-se a olhar pra mim. As bochechas gordinhas sorriram, juntamente aos olhos e os lábios lisos e róseos, um rir sútil e angelical. Fiquei paralisado. Por que ele estava sorrindo pra mim? Sem saber o que fazer, dei um mínimo sorriso de volta, sentindo minhas bochechas queimarem por ter sido pego no flagra o observando. Me virei rapidamente para frente e fingi escrever algo em meu caderno. Senti um nervosismo, mesmo que peremptório, foi estranhamente novo pra mim.


『•••』


Finalmente em casa, posso ouvir meus discos e brincar com Puff. Puff é meu cachorrinho, um poodle pequeno de pelos negros e enrolados. Não me pergunte sobre o nome, tá na cara que foi ideia de Seokjin. Ele tem um pensamentos tão estranhos às vezes.

Passei o dia ouvindo músicas de Joy Division enrolado nos lençóis. Não havia dever de casa e meus pais saíram pra fazer compras e Puff estava dormindo em baixo do tapete então eu estava sozinho, perdido em meus pensamentos. De volta à escola, quando ele sorriu pra mim. Foi um riso tão doce e espontâneo, pude perceber seu dente da frente um tanto saltadinho. Era belo, definitivamente bonito. E a sua voz, puxa... Que voz, talvez Jin esteja certo, talvez seja mesmo interessante fazer novos amigos esse ano, afinal, é o último ano e são só novas pessoas. O que poderia dar errado?




Notas Finais


Espero que tenham gostado, essa é minha primeira fic então paciência comigo por favor. Desculpem os erros.♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...