História Uzumaki's - sasunaru - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Himawari Uzumaki, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags @tsukkie, Boruto Uzumaki, Família, Fluffy, Himawari Uzumaki, Kibahina, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha, Sasunaru, Sasunaru!family
Visualizações 250
Palavras 1.480
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


aaaaaaaa
que saudade que eu tava de escrever sasunaru, mds
então eu trouxe essa fic muito fofinha deles >w<
espero que vocês gostem da história e também da capa que eu fiz (to muito apaixonadinho izi)

Boa leitura!

Capítulo 1 - Único.


Naruto apertou o volante do carro, soltando um suspiro pesado, evitando encarar um Sasuke mal-humorado do seu lado. O Uchiha nunca fora uma pessoa fácil de viver, muito menos nos tempos de infância, Naruto sabia disso mais do que qualquer um por ser o melhor amigo de Sasuke desde sempre — agora, talvez nem tanto por ser marido. Mas hoje ele estava insuportável, talvez fosse aquele ciúme tão exagerado que ele vivia sempre falando que não havia, o que era de fato uma mentira das grandes. Sasuke não tinha se acostumado com a presença de Hinata e nem tão cedo se acostumaria; Naruto e Hinata foram casados por bons anos e tiveram dois filhos, isso causa uma certa insegurança no moreno dos olhos ônix, querendo ou não eles tiveram uma relação longa.

 

— Você vai passar o dia todo com essa cara de quem chupou limão azedo? — Naruto questionou, Sasuke apenas virou o rosto na direção da janela. — Droga, Sasuke! Eu preciso te apresentar aos meus filhos e eu quero que eles gostem de você, não cause uma má impressão por causa de ciúme besta!

 

— Não é ciúme besta! Quem disse que estou com ciúmes? — Bufou o Uchiha. — Eu apenas...

 

— Você?

 

— Tsc!

 

— Teme, esse seu orgulho ridículo me irrita. É tão difícil admitir estar com ciúmes? Olha, Hinata e eu não temos mais nada! Ela está feliz com Kiba! As crianças até gostam dele, e eu quero que elas gostem de você, pode ser?

 

O tom de Naruto era suave, mesmo que ele a qualquer momento pudesse soltar o volante e estapear o Uchiha. Sasuke mordeu o lábio, levemente mexido, não tinha porquê não acreditar em Naruto.

 

— Desculpe. — Sussurrou tão baixo que se ambos não estivessem no mesmo carro, Naruto não o escutaria. — É só insegurança, ela te fez feliz por anos.

 

— Ela fez, mas eu nunca a amei como amo você, baka!

 

Sasuke sorriu mínimo, encarando a paisagem a fora. Tudo bem, talvez o dia pudesse soar menos complicado, bem, ele esperava que sim.

 

(...)

 

Ao chegar a casa de Hinata, Sasuke respirou fundo, pedindo para que tudo ocorresse bem, mesmo que não fosse do seu feitio fazer isso. Assim que Naruto abrira a porta, duas crianças correram em sua direção e abraçaram suas pernas, quase o desiquilibrando.

 

Otou-san! — Os dois gritaram juntos, exibindo enormes sorrisos. Sasuke os observou atentamente, eram copias idênticas a Naruto.

 

— Senti tanta falta de vocês.

 

Naruto pegou os dois no colo, beijando as bochechas rechonchudas de cada um, causando risadinhas adoráveis.

 

— Também sentimos! — Boruto respondeu apressado, parecendo estar muito animado com a presença do outro ali. — Ah! Quem é seu amigo, otou? — Ergueu os braços animados.  

 

— Ele parece o moço das fotos de infância do otou. — Himawari disse, encarando seriamente o moreno.

 

Naruto desceu ambos de seu colo, sorrindo adoravelmente puxou Sasuke para mais perto, o deixando ao seu lado. O Uchiha poderia não aparentar, mas no fundo estava um pouco desconfortável com aqueles olhos azuis lhe encarando profundamente, pareciam querer descobrir os segredos de sua alma. Parecia que os Uzumaki's tinham um efeito esquisito sobre si. Aquilo lhe assustava.

 

— Crianças, eu quero apresentar vocês ao Sasuke.

 

— Ele é seu namorado, otou? — Himawari tombou a cabeça para o lado, curiosa, Naruto apenas assentiu. — Okaa-san! Okaa-san! O namorado do otou é lindo! — A garota correu em direção a cozinha, parecia tão animada.

 

Boruto, no entanto, encarava Sasuke de maneira séria, não parecia tão animado quanto a jovem Uzumaki. Lhe soava estranho seu pai lhe apresentar o namorado depois de tanto tempo.

 

— Oe, não vou deixar você roubar o otou assim tão fácil de mim, ‘dattebasa!

 

— Vocês todos são tão complicados assim? — Sasuke questionou, virando o rosto na direção de Naruto, que riu.

 

— Não me ignore!

 

Sasuke o encarou sério, mas mesmo assim o garoto não se deixou levar. Hinata logo apareceu na sala:

 

— Naruto-kun, Sasuke-kun, fico feliz que tenham aceitado o convite. — A Hyuuga sorriu docemente, parecendo estar feliz.

 

— Precisava conhece-los. — Sasuke disse, retribuindo o sorriso da menor, que ficou confusa por alguns segundos, porém logo sorriu novamente. — Você precisa de alguma ajuda para terminar o almoço?

 

— Não precisa se incomodar.

 

— Vamos lá, Hina-chan, aceite, esse aqui nunca ajuda ninguém mesmo. — Naruto deu um leve tapa nas costas de Sasuke, fazendo-o revirar os olhos.

 

A Hyuung assentiu, mesmo estando atordoada. Desde que conhecera Sasuke ele nunca fora muito do tipo sociável e agora até sorria para si, parecia tudo uma mentira. Naruto andou em direção ao sofá, tendo Boruto ao seu lado, logo o garoto desandou a falar sobre o colégio e como estava aprendendo muitas coisas. Sasuke e Hinata seguiram até a cozinha, onde Kiba e Himawari conversavam baixinho:

 

— O namorado do otou parece ser tão legal! Ele gosta muito de preto, deu para notar. — Himawari sussurrava para Kiba como quem contava um segredo importantíssimo. — Você acha que ele gostou de mim?

 

Kiba encarou Sasuke e deu um sorriso largo, antes de responder à Himawari, que se encontrava de costas para os dois recém-chegados. — Tenho certeza que ele te adorou, Hima, quem não adora uma princesinha fofa?!

 

A Uzumaki sorriu alegre, batendo palminhas, logo se virando e dando de cara com os dois adultos, Hinata segurou o riso por conta da carinha de assustada da morena dos olhos azuis, Sasuke não sabia como reagir naquele momento.

 

— Yo, Sasuke-san. — Himawari sorriu envergonhada, colocando as mãozinhas para trás e mexendo os pezinhos nervosa.

 

— Seus filhos são sempre assim? — Sasuke encarou Hinata, que riu baixo. — É Himawari, não é? Gosta de girassóis?

 

— Sim! Eu tenho muitos no meu quarto, você quer ver? Okaa-san posso mostrar ao Sasuke-san os meus girassóis? Posso?

 

Himawari segurou a mão de Sasuke e já se balançava animadamente, os olhinhos brilhantes na direção de Hinata eram demais.

 

— Que tal nós vermos depois? — Sasuke perguntou, se abaixando na altura da menor. — Você pode ajudar eu, sua okaa-san e o Kiba a terminamos o almoço, depois você me mostra todos os girassóis, hum?

 

A Uzumaki assentiu apressada, sorrindo largamente, por instinto abraçou Sasuke pelo pescoço, o Uchiha soltou um suspiro e a pegou no colo, sorrindo minimamente.

 

(...)

 

Quando terminaram o almoço, todos estavam na sala sentados no sofá conversando, Himawari tinha ido até o quarto pegar seus girassóis, Sasuke estava sentado ao lado de Naruto, Boruto estava grudado ao loiro com um bico emburrado, Hinata e Kiba observavam aquilo rindo baixinho. Sasuke, parecia não saber lidar com crianças.

 

— Você parece não gostar de mim. — Sasuke disse, observando Boruto mostrar a língua num comportamento infantil. — Você definitivamente não gosta de mim.

 

— E não gosto mesmo! Você quer roubar o otou de mim!

 

Naruto soltou um suspiro, pronto para interferir naquilo, mas Sasuke logo disse, interrompendo-o:

 

— Não quero roubar o dobe de você.

 

— Não quer?

 

— Claro que não, você acha que ele não prefere você do que a mim? — Boruto franziu o cenho, confuso. — Pirralho, ninguém vai tomar o seu lugar, você conquistou esse grande baka.

 

— Conquistei, né?! Então não precisamos brigar sabendo que o outo sempre vai estar aqui, não é?

 

Sasuke assentiu, observando o garoto sorrir largo. Definitivamente ele era filho de Naruto, a semelhança era quase assustadora.

 

— Sasuke, Sasuke! — Himawari chamou afobada, segurava muitos girassóis e algumas folhas. — Olha os meus girassóis!

 

O Uchiha se levantou e ajudou a menor, segurando alguns dos girassóis que ela tinha trazido. Alguns pareciam de plástico e outros recém colhidos.

 

— Okaa-san e eu sempre colhemos, temos uma plantação lá trás. — Explicou animadamente, se sentando no chão, Sasuke logo fez o mesmo. — Toma, esse aqui é pra você!

 

 Himawari estendeu um girassol que parecia ser colhido recentemente.

 

— Eu colhi agora, aí você pode levar para casa e cuidar dele, assim você nunca vai esquecer de mim.

 

Os presentes na sala soltaram ‘own’ baixinho, Sasuke sorriu largo, bagunçando os cabelos negros arrumadinhos da menor.

 

— Pode deixar que eu vou cuidar com todo o carinho do mundo.

 

— Ah, não vale! — Boruto inflou as bochechas, cruzando os braços. — A Hima já conquistou o Sasuke, agora ele só gosta dela.

 

Himawari abraçou Sasuke e mostrou a língua para o loiro, que ficou ainda mais irritado.

 

— Eu gosto dos dois, não precisam ficar com isso. — Sasuke murmurou, logo sentindo ser envolvido em outro abraço. Boruto tinha lhe abraçado.

 

Logo ambas crianças começaram a falar sobre tudo com ele, que tentava acompanhar ainda um tanto atordoado. Naruto observou a cena com o maior carinho do mundo. Parecia que era natural o suficiente os Uzumaki’s se encantarem com aquele Uchiha mal-humorado.


Notas Finais


Sacaram a referência dos girassóis por causa da Hima né? :'3
espero que tenham gostado!
Comentem e favoritem, iti <3 #FLW


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...