História Vai que dá Certo? - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~YWF

Postado
Categorias B.A.P
Personagens Youngjae, Zelo
Tags Bap, Comedia Romantica, Debut, Dia Dos Namorados, Festividades, Fluffy, Jaelo, View Em Wake Me Up, Ywf, Ywf Project
Visualizações 50
Palavras 635
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi, sou a Strange!
E queria indicar uma coisinha primeiro: que tal você dar uma olhada no Young, Wild & Free Project?
Recomendo muito, acabamos de debutar, nos dá uma chance nesse seu coraçãozinhooooo :(

A capa foi feita pela incrível @Radagast_ e a betagem foi feita pela maravilhosa @Laristica lololol
Espero muito que gostem, apesar dela ser simples e rápida.

Essa One tá curtinha, mas foi feita com dedicação!
E enfim, boa leitura!

Capítulo 1 - Propósito


Sendo muito sincero, parece que vou vomitar meu próprio coração. Hoje é o que chamamos de "dia dos namorados" e como sou o tipo de pessoa que planeja tudinho antes de qualquer coisa… Espero me superar na genialidade.

Ainda mais no momento crucial da história, onde chega a hora em que eu posso sair feliz, decepcionado ou ficar no famoso climão. Não agora, neste momento, mas vai acontecer.

Foco, Youngjae.

Procurei pelo número de JunHong e simplesmente liguei, sem enrolação, apenas esperando ele atender animado como sempre.

Oooooi, Youngjae! – parecia estar sorrindo.

Vamos sair? Hoje o dia está tão romântico para ir ao parque rir dos casais apaixonados.

Tenho interesse. – ele riu. — Vou levar até a pipoca. Nos vemos lá!

Até depois. – e desligou.

E agora não tem mais volta.


Youngjae o que você me foi fazer?!

Calma está tudo bem, vai dar tudo certo.


Me arrumei um pouco melhor, afinal, o objetivo não era parecer um mendigo e peguei as coisas que deveria, saindo de casa e indo até meu carro.


Meia hora depois.


Quando cheguei no parque, logo avistei JunHong longe. Coloquei meus fones, saí do carro e fui até ele enquanto ouvia música e quase dançava. Assim que o mais novo me viu, sorriu divertido.

As floriculturas estão distribuindo rosas. – lhe entreguei a flor, enquanto o loiro permanecia sorrindo. — Como você está?

— No momento, bem. E você? – pergunta e então me sento ao seu lado, tirando os fones.

— Vamos considerar que sim. – dou lhe um sorriso. — Quantos apaixonados já achou?

— A cada segundo vem um do além. Moças sorrindo felizes, caras abraçando elas, LGBT vivíssimo... A sociedade tradicional coreana está in love. – riu brincando com as pétalas. — Sinceramente não entendo esse dia.


Não se preocupa, você vai entender.


— Que nervosismo. – comentei já sentindo o coração na garganta.

— Por que?

— Porque é agora que eu falo tudo que queria falar já faz um tempo. – ele estranha.

— Bom dia, Youngjae. – ironizou.


— Sério, tenho que ir direto ao ponto antes de desistir. – olhei para Junhong que passou a prestar atenção em mim. — E claro, antes de eu derrubar sorvete em você.

— Foi um acidente! Ainda se cobra por isso? – começou a rir.


Aquilo foi um desastre com as roupas dele.


— Enfim, foco. – olhei diretamente nos olhos de JunHong. — Acho que desde aquele dia eu fiquei muito, muito encantado com você. Pensei durante dias na hipótese de ser só um simples "gostar", mas adivinha? Não era! Toda vez que te vejo penso em... em te abraçar e até te beijar! Como pode?! – ele abaixou a cabeça e sorriu. Estava envergonhado. — Faço umas bobeiras com o objetivo de ver esse seu sorriso, mas isso parece não ser suficiente para demonstrar meu imenso, e clichê, amor por Choi Junhong. Por você!


Continua que está dando tudo certo, Youngjae, não estraga tudo!!


Ele olhou para direção oposta a minha, fitando a rosa e por fim, me olhou novamente sorrindo.

— Sem palavras. Definitivamente, sem palavras. – fazia sinais com a cabeça, de negação, porém continuava a sorrir e brincar com a planta.

— Vamos ser diretos ao extremo? Vamos. – eu apenas estava falando tudo o que guardei durante um bom tempo.

— O que é...?

— Namora comigo? Cansei de ser apenas seu amigo. Cansei, não quero mais. Quero conversar com alguém, te olhar lá longe e dizer para a pessoa “meu namorado está vindo”. Isso é um sonho, vamos tornar realidade. – ele ficou em silêncio, apenas me olhando. Cogitei um belo "não" até vê-lo se aproximar e juntar seus lábios finos aos meus. Poucos segundos depois, ele se afastou.

JunHong estava mais feliz. Se aproximou novamente e eu pude finalmente passar meu braço por seus ombros, para então ficarmos observando todos que passavam por ali.

— E pensar que a ideia inicial era rir dos casais alheios e apaixonados. – comentou, me fazendo suspirar.

Isso foi proposital.


Notas Finais


Me perdoem qualquer coisa, qualquer erro e espero que tenham gostado!

Queria agradecer a @LiHak por me notar em meio a multidão e me dar essa oportunidade incrível de fazer parte do projeto. Obrigada senpai você é 1000/10.

Caso tiverem interesse no projeto, sigam o user @YWF e no Twitter, @ywf_project
Eu sei que vocês gostam de ler fanfic de grupo que quase nem tem histórias aqui no site, então vamos lá galera!

E enfim, fico por aqui. Até a próxima! :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...