1. Spirit Fanfics >
  2. Vamos manter isso em segredo -- Black Hat X Dr. Flug. >
  3. Seja sincero. -- Capítulo Único.

História Vamos manter isso em segredo -- Black Hat X Dr. Flug. - Capítulo 1


Escrita por: MissSanity

Notas do Autor


Iae amantes de Fanfics! Tudo bem com vocês?
Bom, já que estamos falando de demônios e de relacionamentos entre chefe e empregado, pq não continuamos?

Eu amo esse shipp, e demorou bastante pra eu poder escrever então espero que gostem!

Boa leitura

Capítulo 1 - Seja sincero. -- Capítulo Único.


Fanfic / Fanfiction Vamos manter isso em segredo -- Black Hat X Dr. Flug. - Capítulo 1 - Seja sincero. -- Capítulo Único.

Narradora Pov's

 

 

 

Black Hat sabia a nova sensação que percorria as suas veias. Mais com Flug era diferente… Nunca avia sentindo isso em tanta intensidade quanto antes, oque era aquela complementação que deixava aquilo tão viciante?!

 

 

Para a melhor compreensão, vamos explicar tudo do começo.

 

 

Flug estava como sempre em seu laboratório, só que dessa vez trabalhava feito louco por causa de um projeto que ele acabou atrasando, ele atrasou todo o programa que ele avia feito para fazê-los no tempo certo, fora que Demência estava muito para baixo e preferia ficar a maior parte do tempo isolada dentro do seu cantinho.

Flug estranhava Demência, mais estava tão ocupado com os projetos atrasados, que na correria, imaginava que seria passageiro. E agora Demência era obrigada a acertar os alvos quando fosse matar os heróis, pois agora Flug não estava se certificando que ela estava fazendo tudo certo, e ele fazia até quase 6 projetos de uma vez! Ele tinha quase certeza que iria enlouquecer naquele ritmo.

Black Hat estava mais distante do que nunca, ele já era frio, mais de uns tempos pra cá ele estava congelante! Estava muito afastado do resto, 5.0.5 ajudava Flug com coisas simples, como uma caneca de café, ou fazendo seus deveres sem que Flug mandasse sempre lembrando dos avisos que ele dava, como por exemplo não limpar o quarto de Black Hat. Fora que Flug sempre era acordado por 5.0.5 por estar muito cansado, acabava não ouvindo o despertador enquanto dormia, então o urso azul tinha que acordar-lo a tempo de ele fazer tudo, isso e mais outras milhares de coisas aviam mudado dentro da Organização Black Hat.

Agora já avia se passado metade do dia, e Flug finalmente estava acabando todos os projetos, só estavam passando pela fase de testagem, que por incrível que pareça, todas as armas estavam funcionando perfeitamente! Ele só fazia mais alguns outros ajustes para o melhor conforto e para que não desse nada de errado, quando ele escuta alguém tentar abrir a porta, outro pequeno detalhe que eu quase esqueci de citar é que Flug gostava de trancar a porta e trabalhar sem seu saco de papel, ele imediatamente coloca o saco novamente, guarda as armas muito bem para onde Demência não conseguisse mexer nelas e abriu a porta.

E como tinha imaginado, era de fato Demência só que estava toda machucada tinha lágrimas nos olhos e parecia que avia tomado banho de sangue de heróis.

 

-- O q-que aconteceu com v-você Demência?! -- Flug foi acudir a garota quase que imediatamente, sabia que os machucados mais leves que tinha no corpo era de Heróis, e sentia que o machucados mais graves eram feitos por Black Hat.

 

-- E-ei Flug… -- O cientista logo a olhou, ele estava de frente a um armário, se perguntando oque o chefe tinha feito com ela. -- Minha barriga e minha perna tá doendo muito….

 

Flug foi imediatamente para mais dentro do laboratório, pegando um quite medicinal e outro de primeiros socorros.

 

 

Algum tempo depois…

 

 

Demência já tinha tomado banho e Flug já estava terminando o último curativo, quando terminou escutou um "Obrigada Nerd" enquanto a garota tentava se levantar, mais aí seu tornozelo esquerdo estalou e a garota caiu sentada no sofá, reclamando e agonizando pela dor que sentia no tornozelo.

Foi descoberto mais tarde que o tornozelo esquerdo de Demência avia se rachado, aquilo foi descoberto com Black Hat e 5.0.5 na sala também. 5.0.5 inocente foi logo abraçar Demência que retrebuiu o afeto, mais Black Hat apenas fez uma expressão de desgosto enquanto revirava os olhos, sabia que agora teria que tirar temporariamente o serviço de extermínio de heróis. E pensando nisso, apenas saiu da sala sem nem ao menos dizer a demência um "Melhoras".

Flug se sentiu muito irritado pela atitude do chefe, nem ele sabia o que avia dado nele, mais o cientista simplesmente foi até o chefe, o confrontado diretamente.

 

-- Chefe se me permite dizer, qual é o seu problema?!

 

-- Eu me recuso a falar com demência, e eu vou retirar o extermínio de heróis da nossa lista de serviços por enquanto.

 

-- Você vai simplesmente agir como se Demência não existisse e vai agir como se não fosse nada?!?!

 

-- Doutor o que a de errado com você...?

 

-- Eu?! O que há de errado comigo?! O que a de errado com você!?! VOCÊ SIMPLESMENTE E BASICAMENTE ESPANCA DEMÊNCIA MESMO SABENDO QUE ELA É QUE FAZ O SERVIÇO MAIS PESADO E SAI SEM AO MENOS ASSUMIR A CULPA?!?!

 

-- Doutor, eu não sou culpado de demência ter um tornozelo rachado!!

 

-- NÃO?! ENTÃO VAI ME DIZER QUE O MACHUCADO QUE TÁ NA CABEÇA DELA NEM FOI VOCÊ?! OU QUE O MACHUCADO QUE TÁ NA BARRIGA DELA NEM FOI VOCÊ?! SEM FALAR NA PERNA DIREITA DELA! ENTÃO QUER DIZER QUE O SENHOR NÃO FEZ NADA DAQUILO!?

 

-- O senhor está indo longe de mais.

 

-- LONGE DE MAIS?!?! QUEM ESTA INDO LONGE DE MAIS E O SENHOR CHEFE! QUE AINDA SABENDO QUE EU TENHO UM MONTE DE ARMAS PRA ENTREGAR AGORA EU SOU OBRIGADO A CUIDAR DELA! DEMÊNCIA FEZ O TRABALHO DELA CERTINHO E AGORA ELA ESTA COMEÇANDO A FICAR SEM COMIDA E O SENHOR DIZ QUE EU ESTOU INDO LONGE DE MAIS?!?!

 

-- Flug, este assunto está em encerrado.

 

-- NÃO, ESPERE AGORA O SENHOR QUE-

 

-- EU DISSE QUE ESSE ASSUNTO ESTA ENCERRADO!! -- Black Hat falou aquilo erguendo seu tom de voz, enquanto tava um tapa forte na cara de Flug, e apenas saiu indo em direção ao seu escritório furioso.

 

Flug tocou o rosto, sentindo a dor do tapa no seu rosto o seus olhos se encheram de lágrimas, ele se apoiou na parede, logo descendo devagar, assim que encostou o chão, retirou o saco de papel e chorou abraçando os seus joelhos. Ele amava Black Hat, sim, amava, ele certamente avia ido longe de mais, mais seu rosto estava com a marca da mão do chefe, agora ele tinha toda a certeza do mundo do que o chefe nunca o amaria como ele lhe amava.

 

O chefe por sua vez estava encostado na porta, sentindo peso na sua consciência pelo tapa que avia dado em Flug, no que estava pensando?! Flug estava certo mais Black Hat estava orgulhoso de mais para ir lá diretamente e pedir desculpas. O demônio suspirou, logo caminhando até a sua cadeira, se sentando nela, e se afundando nos próprios pensamentos.

 

 

2 Meses depois…

 

 

Já se faziam dois meses após quela briga, e logo Demência já estava andando perfeitamente, e avia voltado a seu serviço abitual de exterminar os heróis.

Black Hat já avia pedido desculpas a Flug, mesmo ele tendo aceitado as desculpas, o clima entre os dois estava estranho, mais um dia Black Hat flagrou Flug falando a si mesmo que "Ele nunca vai me amar do jeito que eu o amo, tudo que eu posso fazer e deixar isso quieto…"

Depois de ter escutado aquilo, essa frase nunca mais saiu da sua cabeça. Quem era a pessoa que ele falava? Estava certo que Black Hat escondia o amor que tinha por Flug, e que várias vezes os senhos mais sujos eram com ele, mais de quem era que ele estava falando? Aquela dúvida martelava a sua cabeça, e sentia que tinha que confrontar Flug diretamente, mais não tinha as palavras em mente para perguntar a ele.

Já era horário de almoço, e Flug embalava todas as armas que foram aprovadas durante os testes, ele olhou e relógio vendo que poderia finalmente almoçar. Flug pega o telefone, decidindo que não faria o seu almoço hoje e que pediria uma quentinha por algum aplicativo de comida.

Já no seu escritório, Black Hat fez o mesmo como sempre fazia e no seu local de confiança por algum aplicativo de comida.

Já faziam alguns minutinhos que ambos esperavam pela comida, Demência já tinha almoçado enquanto trabalhava, e já avia comida pronta para 5.0.5 que comia na mesa de jantar enquanto assistia algo fofo no celular que Flug que tinha deixado o Urso azul usando seu telefone.

 

Depois do almoço…

 

Flug já estava pronto para voltar para o trabalho e iria fazer isso, se não fosse impedido por Black Hat, que o prendeu na parede.

 

 

-- C-chefinho! O que o senhor está fazendo?

 

-- Eu quero a verdade.

 

-- Q-que verdade?

 

-- Eu escutei você falando algo no laboratório-

 

-- C-chefe, o senhor faz isso sempre…?

 

-- Não! Foi só essa vez.. -- Black solta um suspiro, encarando o menor a sua frente. -- Continuando, eu só quero te fazer uma pergunta.

 

-- P-pode dizer c-chefinho

 

-- Quem é que nunca vai te amar do jeito que você ama essa pessoa?

 

Flug começou a suar frio, nessa hora ele mandava um áudio em uma rede social para uma amiga, obviamente estava falando do próprio chefe! O menor tentou pensar em alguma desculpa rápida, mais saberia que nenhuma adiantaria muito, só oque lhe restava e dizer a verdade.

 

-- E-e-eu…

 

-- Você…? -- O demônio olhava o pequeno a sua frente, parecia que ele estava claramente envergonhado, se não fosse o saco de papel, certamente ele veria que o menor estava parecendo um tomate.

 

-- E-eu estava… falando do senhor… -- O menor sussurrou a última parte, o som das palavras nem ao menos saíram direito, sairam quase que sem som.

 

-- Você estava falando de quem?! -- Black perdeu um pouco da sua paciência, aquela duvida lhe atormentava durante semanas! Precisava de uma resposta mais clara.

 

-- Eu estava falando do senhor!!!

 

Pronto, o demônio tinha praticamente a resposta que queria, ele obviamente ficou surpreso, não esperava aquilo, claro que tinha "falsas" esperanças dentro de si, mais aquilo sendo real e ao vivo, lhe deixou surpreso.

Ele sentiu seu coração batendo rápido, e antes que pudesse clarear sua mente com a notícia, ele manteu Flug na parede, subindo um pouco seu saco de papel.

Flug não sabia oque esperar do próprio chefe, ele nunca o prendia na parede daquele jeito, e ainda mais subindo o seu saco de papel.

Foi quando Black não se aguentou e tomou o lábios de Flug para um beijo.

Flug não estava acreditando no que sentia, sentia os lábios do chefe com os dos seus e o menor, acabou por retribuir o beijo.

O cientista se sentia nas nuvens! Não poderia acreditar naquilo, era surreal de mais!

Black Hat sabia a nova sensação que percorria nas suas veias. Mais com Flug era diferente… Nunca avia sentindo isso em tanta intensidade quanto antes, oque era aquela complementação que deixava aquilo tão viciante?! O beijo começou a ficar selvagem por parte de ambos, que pela (maldita) falta de ar, tiveram que parar o beijo.

Logo escutaram Demência chamar Flug, e obviamente, ambos separam, mais Black mandou 5.0.5 entregar um bilhete para Flug, que dizia para que o encontrasse no seu quarto.

 

E lá estava ele, o menor nem imaginava algum dia estrar ali, viu que o quarto estava vazio, e que tinha uma lingerie sexy toda inspirada nos tons de vermelho e preto, as meias eram de renda e também tinha um bilhete que dizia que o doutor deveria retirar o saco de papel e usar a coleira que estava no banheiro junto com a lingerie. Como o Flug sentia que não tinha nada a perder, pegou a lingerie e foi no banheiro e retirou o saco de papel, o doutor tinha os cabelos azuis num tom muito escuro, tinha os olhos dourados com algumas cicatrizes no rosto, inclusive uma cicatriz bem pequena na boca. Ele retirou as roupas e tomamou um banho, tinha tido um dia longo com as suas tarefas e com Demência.

 

Quase meia hora depois…

 

Flug o esperava, mais imaginava que não viria mais e caminhou em direção a porta, mais sentiu um calafrio na espinha, quando nem ao menos percebeu, já estava sentado no colo do chefe.

O menor começou a retirar o paletó do maior, enquanto o demônio olhava cada parte do corpo do seu subordinado, ele passava a mão por todo o corpo do cientista, que arrepiava a cada toque.

Black Hat não resistiu e deu um tapa levemente forte na bunda do menor, que gemeu de dor e prazer, ele que estava calmamente retirando a calça do maior.

 

Agora só para Black, só lhe restava a box, que foi retirada com calma pelo menor. O maior o puxou mais para perto do próprio membro e soltou um leve suspiro ao sentir a respiração quente do menor.

Nem Flug estava acreditando que estava fazendo aquilo. Colocou devagar o membro do chefe dentro da boca, começando a chupar com uma certa gula, ele alternava entre a língua e a boca, quando sentiu Black Hat lhe empurrar para mais fundo do seu membro, ele agora alternava entre a a língua e a boca, a maioria das vezes misturando os dois, mais sempre fazendo uma garganta profunda do jeito que o chefe fazia de maneira até brusca.

Ele ficaram nesse vai e vem por um tempinho, por o membro do maior já está molhado e, por ele estar inquieto, acabou rasgando a lingerie toda mais sem ao menos machucar a pele do menor, o demônio nunca se sentiu tão impaciente em toda a sua vida!

 

Flug estava de quatro na cama, mesmo já não sendo mais virgem, já fazia muito tempo que não fazia aquilo, então imaginava que provavelmente iria doer.

Mais não era que ele estava errado? O membro de Black Hat deslizou para dentro do menor de uma vez, o fazendo gemer por quase encontrar seu ponto doce. Eles começaram em um ritmo lento, para se tornar quase que brutal após algum tempo, tanto Flug quando Black sentiam a luxúria transbordar de seus corpos, já não importava mais se alguém os escutassem, não mais.

 

Após algum tempo, ambos chegaram ao seu ápice, oque acabou com Black Hat preenchendo o menor, e o mesmo sujando os lençóis.

Ambos tomaram um banho e dormiram juntinhos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fim..?


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Desculpa qualquer erro de português! Oq vocês acham de eu trazer uma fanfic com esse tema? Pior que eu acho que ficou meio grande ^^"
Bom acho que é isso por enquanto.



Lava as mãos, passa álcool em gel, bebé água e só sai de máscara! >:^


ASS: Frisk Skeleton/Autora (Vitória Violet)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...