História Vampire - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Afton, Alec, Alice Cullen, Amun, Angela Weber, Aro Volturi, Bella Swan, Benjamin, Billy Black, Brady Fuller, Bree Tanner, Caius Volturi, Carlisle Cullen, Carmen Denali, Charlie Swan, Claire Young, Collin Littlesea, Corin, Demetri Volturi, Edward Cullen, Eleazar Denali, Embry Call, Emily Young, Emmett Cullen, Eric Yorkie, Esme Cullen, Felix, Freaky Fred, Garrett, Gianna, Heidi, Irina Denali, J Jenks, Jacob Black, James, Jane, Jared Cameron, Jasper Hale, Jessica Stanley, Kate Denali, Kebi, Kim, Laurent, Leah Clearwater, Lucy, Marcus Volturi, Maria, Mike Newton, Nahuel, Paul Lahote, Personagens Originais, Peter, Quil Ateara, Rachel Black, Rebecca Black, Renata, Renée Dwyer, Renesmee Cullen, Riley Biers, Rosalie Hale, Royce King II, Sam Uley, Sarah Black, Senna, Seth Clearwater, Stefan, Sue Clearwater, Tânya Denali, Tyler Crowley, Victoria, Vladmir
Tags Ação, Comedia, Lobisomens, Romance, Sobrenatural, Vampiro
Visualizações 250
Palavras 2.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem <3

Capítulo 12 - Capítulo 12- Menino dos olhos azuis


Fanfic / Fanfiction Vampire - Capítulo 12 - Capítulo 12- Menino dos olhos azuis

-Já faz tempo que eles saíram!- disse o Emmett.

 -Já devem estar voltando- disse a Esme, para acalmar o pessoal. 

 -I watched my world view disappear in front of my eyes. Moments of magic and wonder seems so hard to find. Is it ever coming back again?...- a Hay estava cantando enquanto ia até a geladeira. 

-Você fica cantando enquanto estamos preocupado?- falou o Jake- Quanta falta de senso… 

-Ugh…- ela bebeu um copo de leite até dizer- Tenho três coisas para te dizer, primeiro, eu canto porque quero, segundo, eles estam bem- ela deu uma pausa. 

 -E a terceira coisa?- perguntou o Jake. -Não nasci para te agradar! 

 -E nem pra agradar ninguém, pelo visto…

 -Ela me agrada!- falou a Ness entrando pela porta- Oi, gente!- ela riu. 

 -Onde vocês estavam?- perguntou a Bella. 

-Fomos fazer uma coisa- começou a Ness- Hay, vem aqui! 

   Por mais que ela tenha chamado a Hay, todos ali presente foram atrás delas. 

   A Hay continuou a cantar, mas ela parou de cantar quando saiu na varanda da frente.

 -Um presente pra você- disse a Ness.

-Parabéns, Hay!- disse o Carlisle.

 -Uma Lamborghini Aventador! Obrigada!- disse a Hay. 

 -E seu aniversário enxerida?-perguntou o Jake.

 -Amanhã totó- respondeu a Hay. -Ignorando em um, dois, três- Hay respirou- Muito obrigado pessoal!- ela agradeceu obviamente alegre. 

   A Ness jogou a chave para a Hay. 

 -Vá em frente! De uma volta. 

 -Vem comigo?- perguntou, Ness olhou pra mãe que fez que sim com a cabeça. 

 -Vou sim.  

 Hay escutou o Edward dizer algo pra sua esposa como “hoje em dia, autoridade de pai não conta?”, Hay sorriu, e entraram no cara.

   Hay colocou o celular conectado ao som do carro e colocou pra tocar “Gucci Gang”, que fez Ness olhar para ela com uma cara de quem diz “Sério? Quanta falta de senso de música! Isso não é música para meus ouvidos, isso não pode nem ser chamado de música!”, Hay fez um gesto com a mão e disse: 

 -Desculpe, não tenho Baa aqui! 

 -Eu… eu não escuto Baa! 

   Hay apenas riu e passou a marcha, o que fez com que o carro fosse mais rápido. Ness pegou o celular da Hay e colocou para tocar “Castle”, mas dessa vez quem olhou foi a Hay, depois se pronunciou. 

 -Eu tenho a música? Sim, gosto dela?- começou a Hay- Sim, é o momento para escutar? Não.

 -Então qual música você sugere?- quis saber a Ness. 

 -Coloca “Wait”.

 -Ai sim!- disse a Ness.   

Depois de algumas horas elas voltaram, isso uma dez horas da noite, não tinha ninguém à espera delas, Hay se sentiu decepcionada quanto a isso, mas não pensou muito nisso a barriga dela roncou de fome.

 -Também estou com fome- disse a Ness- Vou fazer alguma coisa pra gente comer.                            

                                ***  

 Hay acordou com um assobio fino e alto vindo de fora, ela levantou e foi até a janela… decepção, era o Jake. 

 -Você ta atrasada!- ele falou- O Sam quer te matar.

 -Com certeza quer!- ela disse e olhou pro relógio- são exatamente quatro horas! Qual o problema de vocês?

 -Cala a boca e anda logo! Não esqueça de pegar uma bolsa com roupas! 

-Tá na TPM? Eu hein! 

 Ela tomou um banho de gato tão rápido que lhe deixou triste, como pode alguém não tomar um banho quente e demorado?, a presa, pensou ela. Ela vestiu uma calça jeans azul e uma regata cinza com um desenho da lagarta da Alice fumando narguilé, um all star pra finalizar o look, escovou e penteou o cabelo, pegou uma mochila com três calças, três blusas, três tops, tudo três e uma toalha. Talvez ela estivesse pensando que iria nadar.   

Ela correu pela sacada e pulou. Flequicionando o joelho e por fim uma cambalhota, foi um sucesso seu salto. Não tinha ninguém em volto, apenas folhas e galhos no chão e árvores em volta, até que o Jake emergiu da floresta.

 -Vamos? 

 -Você viu meu salto? Espero que tenha visto, não tem graça me exibir se ninguém estiver vendo! 

-Menos ego enxerida.

-Não sou enxerida. Só gosto de me manter informada.

- Tanto faz. A propósito, parabéns!  

 Eles entraram na floresta, andando lado a lado e discutindo, tudo nessa ordem.

 -Melhor irmos em forma de lobos, assim chegaremos mais rápido e o Sam vai ficar com menos raiva! 

 -Ainda não sei controlar essa mudança de forma- falou a Hay olhando sempre pra frente. 

 -Não foi o que pareceu naquele dia- ele disse.  

-Foi uma exceção aquele dia- ela disse, e um mosquito picou o braço dela, o que fez com o que o Jake olhasse.

 -Nossa, você tem tatuagem!- ele disse surpreso- pensei que fosse aqueles protetores de motoqueiros. E são muitas por sinal- ele completou cutucando o braço dela.

 -Tenho… deve ser a primeira vez em anos que mostro elas- ela disse olhando pro braço.

 -Por quê?

 -A diretora do orfanato não gostava que eu mostrasse, de uma certa forma ela esperava que eu fosse adotada, e creio que ela achou que isso fosse impedir alguma coisa ou sla- ela disse e pulou para pegar um galho. 

 -Você tem que idade mesmo?- ele parou para perguntar.

 -Hoje, 17- ela falou depois voltou a andar, ele correu para alcançá-la. 

   Eles chegaram no centro da floresta, onde só tinha um círculo grande e sem árvores. Vários lobos surgiram da floresta em volta. 

 -Po! Ceis nem gostam de entrada surpresa- comentou a Hay.  

 O Sam surgiu na forma humana com uma expressão nada feliz. 

- Está atrasada!- ele falou. 

 -Já me falaram isso- respondeu a Hay, não soou grosseiro mas o Sam não ficou feliz. 

 -Pensei que tivesse se perdido- ele completou só que dessa vez olhou para o Jake.

 -Ela tava tomando banho- respondeu o Jake, o Sam voltou a olhar para Hay, não era um olhar de quem quer derreter a outra pessoa e sim um olhar de dúvida. 

 -O que?- perguntou a Hay- Não é porque eu vou entrar no mato que tenho que ficar fedida. 

 -Pelo amor de Deus!- falou um dos lobos que tinha se transformado em humano, Hay quase não percebeu, ele era igual aos demais, cabelo escuro, bronzeado, bombado e tatuagem de mandala no braço.

- Se transforma!- disse o menino. 

 -Que?- perguntou a Hay sem entender, ela estava distraída demais vendo todos os lobos ficam na suas formas humanas, são todos iguais, pensou a Hay.

 -S-E T-R-A-N-S-F-O-R-M-A! - ele repetiu calmamente, o que pra Hay soou como uma humilhação.

 -Tenho cara de atração de circo? 

 -Tem! 

 -Você tem cara de vira- lata e nem por isso eu fico mandando você ter pedigree!

 Talvez eles não fossem todos iguais, pelo menos não no temperamento, esse diferente do Jake e do Seth, não tinha senso de humor e estava ficando com muita raiva e começou a fungar como se fosse virar um cão raivoso transmissor de raiva.   Ele se transformou rasgando suas roupas, o que fez sentido o Jake ter falado da bolsa com roupa, o lobo raivoso estava indo na direção da Hay, mas o Jake pulou na frente. 

 -Calma Paul- disse o Jake- Ela não teve a intenção!

-Sam, ela não sabe controlar a transformação!  

-Não foi o que pareceu aquele dia!- gritou o Seth do lado do Sam.   

O lobo jogou o Jake pro lado com o focinho e jogou a Hay para trás com força, ela se transformou no ar- algo que já havia acontecido- ela caiu sobre as quatro patas- a mochila jogada no chão e a roupa que ela estava havia rasgado.   


Na vista do Jake não havia mais uma menina magra de olhos escuros e cabelos pretos e longos, a pele tão branca quanto um floco de neve se é comparado, com os braços cobertos por tatuagens pretas, mas sim um logo branco com muita raiva, olhos azuis como o oceano e vivos como a vida, ele estava de frente para o Paul na forma de um lobo um pouco maior e marrom acinzentado dos olhos dourados.  

 Paul pulou pra cima da Hay mordendo no seu pescoço, o lobo branco dando um patada na barriga do lobo maior fazendo ele cambalear para trás, o lobo branco foi por baixo e mordeu a pata do lobo maior que perdeu a estabilidade e caiu, o lobo branco pulou em cima do lobo caído e o mordeu na barriga e no pescoço depois colocou a pata no pescoço dele e começou a rosnar, foi quando o Sam e mais cinco membros da alcateia pegaram no meio para separar. 

   A Hay acenou para que levasse a bolsa até ela, e ela correu para a floresta, quando o Jake chegou lá, ela estava nua escondida no mato, com pescoço sangrando e o queixo roxo. 

 -Joga a bolsa - ela pediu. 

 -Ok!- o Jake respondeu e jogou depois se virou de costa.   O lobo incrível tinha voltado a ser a menina ignorante e grossa. Ela havia se vestido, agora estava com uma regata preta escrito nirvana que mostrava o top preto, e uma bermuda cinza de moletom.

 -Você viu meu all star?

 -Você está sangrando e é com seu all star que você ta preocupada?- perguntou o Jake olhando para a menina parada ao seu lado.

 -Lógico! O sangue vai limpar e o machucado vai curar, mas meu all star foi caro!

 -Você está agindo diferente! -Me falaram uma coisa e agora estou refletindo. 

 Ele olhou pra ela durante alguns minutos depois foi andando na frente e a menina atrás dele, eles chegaram no centro da floresta de novo e todos olharam pra ela.  

 Hay não se lembrava da ultima vez que olharam daquele jeito pra ela, talvez tivessem olhado daquele jeito um dia depois dela ter apanhado no futebol, mas esse não era o caso. O paul estava sentado com alguns membros em volta, ele estava com mais machucados que ela. 

 -Você está bem?- perguntou o Sam.

 -Estou sim, e ele?- ela perguntou apontando para o Paul sentado em um toco.

 -Vou ter que tomar vacina anti raiva!- ele falou, agora você usa o senso de humor né, idiota. Pensou a Hay. 

 -Então vamos juntos, vou precisar também- disse a Hay.  

 Já era umas cinco e meia, o tempo passou bem rápido na opinião da Hay.   

Todos começaram a correr em meio a floresta, o Jake acenou para que a Hay fosse também, correram tanto que Hay estava ficando sem fôlego até que pararam.

 Havia um meio precipício, uma divisa com um lago no meio, do outro lado tinha a continuação da floresta. Então o Sam correu e pulou para o outro lado.

 -Tá me zoando?- disse a Hay pasma. 

 -Como?- perguntou o Seth.

 -Pula, albina- falou o Paul. 

 -Se vocês não gostam de mim e só falar, não precisa ficar tentando me matar não! - disse a Hay virada para o Paul e depois para o Sam.  

 Mais três meninos pularam para o outro lado enquanto a Hay se negava a fazer o mesmo. Hay viu um menino- de cabelo preto brilhante, olhos azuis como o mar e a pele bronzeada, só que mais clara que a dos outros, a tatuagem da matilha era preta e se destacava bem mais- ver ele, foi como se tudo parasse e nada mais importasse, só dele respirar já era o suficiente, tudo ficou claro para a Hay, como se aquele menino tivesse nascido para ela, para mantê la acordada, para fazê-la feliz. 

    Ele olhou para a Hay, os olhos brilhando. Hay percebeu um meio sorriso, discreto, mas ela percebeu. Ele deu uns passos para traz e então correu, enquanto ele estava no ar ele deu um rodopio parando agachado e dando uma cambalhota no outro lado do meio precipício.

 -Depois, meu ego que é grande!- disse a Hay para o Jake.

 -Talvez o dele seja um pouquinho maior- ele disse rindo.   

Depois pulou o Paul e depois o Seth. 

 -Vou depois de você- disse o Jake.

-Pois nós vamos ficar muito tempo aqui!- afirmou a Hay. 

 -Para né!- começou o Jake- É o mesmo que pular da sacada. Você consegue. 

 -Sei que consigo!- falou a Hay- Só não quero humilhar o menino de olho azul. 

 -Pula logo!- ele gritou e depois quem gritou foi o Sam.

 -Andem logo! 

 -Chocolate ajuda!- gritou a Hay pro Sam- Ele vai ficar muito bravo comigo um dia! 

 -Com certeza!- disse o Jake- Pode humilhar o menino do olho azul, ele merece!  

 Hay sorriu, o Jake pulou e então ela finalmente correu, dando no ar dois giros e aterrissando graciosamente.

 Ela olhou para o menino de olhos azuis que sorriu para ela, ambos se mantiveram distante durante todo o tempo.

 -Percy- disse o Seth baixo quando eles param de correr. 

 -O que?- perguntou a Hay confusa. 

 -Percy!- ele repetiu- Esse é o nome do menino. 

 -Mas… quem disse que eu quero saber?

 -Sou adivinho! Ele tava falando sobre você- disse o Seth.

 -Me poupe Seth- falou a Hay dando uma cabeçada nele- Não é como se eu me importasse mas… por que ele é o único que tem olho azul aqui?

 -Hum… não se importa né- ele sorriu- Normalmente todos os quileutes tem o olho castanho mas a mãe dele tinha uma grande descendência britânica ou algo assim, e ele nasceu assim. No começou foi muito difícil para ele se adaptar mas agora… já faz parte da matilha. Ninguém nunca viu ele na forma de lobo, é estranho mas ninguém nunca viu, e o Sam não critica. Ele parece com você na verdade!

 -Comigo? Por que?- perguntou a Hay. 

 -Ele é metido! -Ugh!  


Notas Finais


Comentem a opinião de vocês S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...