1. Spirit Fanfics >
  2. Vampire Apocalypse - Vkook >
  3. A Casa E Os Dois Garotos

História Vampire Apocalypse - Vkook - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei!
Bem, eu até que gostei de escrever esse capítulo, e espero que gostem também. Não esqueçam de não sair de casa e cuidarem de vocês mesmo nessa quarentena.
Enfim, boa leitura!

Capítulo 2 - A Casa E Os Dois Garotos


Fanfic / Fanfiction Vampire Apocalypse - Vkook - Capítulo 2 - A Casa E Os Dois Garotos

O... O que aconteceu?

Abro meus olhos observando o ambiente ao meu redor. Um quarto até que bem espaçoso, uma penteadeira, uma cama de casal, na qual estou deitado, um carpete preto, com pelos que aparentam ser artificiais, uma pequena geladeira com barras de cereal e chocolate e uma bandeja, com uma sopa aparentemente fria. Me levanto e ando ao redor do quarto, passando a mão em tudo percebendo que está tudo perfeitamente limpo, sem nenhuma poeira se quer. Olho para o prato de sopa e ando em sua direção. Seguro a colher e mexo a sopa. Decididamente coloco a colher em minha boca, e faço uma careta quando percebo que está azeda. Me pergunto de que sabor ela era. Depois de limpar minha boca checo meus bolsos desesperadamente.

-Meu celular!

Falo para mim mesmo e vejo ele sobre a penteadeira, pego e ligo ele percebendo algumas chamadas perdidas do meu irmão. Tento retornar, mas estou sem créditos.

Enquanto tento achar qualquer coisa, ouço um ranger da porta, indicando que ela está sendo aberta. Olho para a porta com medo, vendo o mesmo garoto de cabelos prateados que vi antes. Ele estava com uma bandeja, com um bule de chá, xícara e torradas. Quando me vê, faz um biquinho surpreso.

-Vj.... J... Voc...

Ele parece estar em dúvida entre falar "Você" ou "Jungkook".

-Você já acordou...

Ele diz meio embaraçado.

-Quem é você?!

-Calma. Eu sou Kim Taehyung, mas pode me chamar de Tae ou Taehyung. Eu... — Ele exita um pouco antes de falar. — Trouxe seu café da manhã.

Ele fala erguendo um pouco a bandeja.

—O que querem de mim?! E que lugar é esse?!

Eu falo tropeçando nas palavras.

—Olha, eu acho melhor você comer antes. Eu venho aqui daqui alguns minutos e a gente conversa melhor.

—Como eu posso ter certeza se posso comer isso?

Eu falo e lembro da sopa. Ugh...

—Uff, certo.

Ele come um pouco do que está na bandeja. Eu levanto a sobrancelha.

—Olha, se quer morrer de fome, é só não comer.

Ela fala e da uma risada constrangida.

—A escolha é sua.

Ele deixa a bandeja em cima da mesa e sai do quarto. Bem, acho que não tenho escolha. Decido comer. É até que bom. Me levanto e vou até a porta. Está aberta. Abro e dou de cara com o mesmo garoto, cujo o nome parece ser Kim Taehyung.

—Uh, já estava indo?

Ele diz quando me vê.

—Acho que você faria o mesmo se estivesse na casa de um estranho.

Eu falo olhando em volta. É um corredor bem agradável, com janelas enormes e cortinas vermelhas tampando as mesmas. Tem várias portas com quartos dentro, todas as portas de madeira tem um desenho diferente esculpido. Lâmpadas com uma luz fraca e relaxante. O cheiro é bom também. A casa é realmente bem cuidada.

—Bem, acho que eu tenho que te explicar por que você está aqui, certo?

Ele diz e se vira.

—Vamos pra sala, é mais confortável lá.

Ele anda até o fim do corredor onde tem uma sala de estar aconchegante, com uma mesa de centro, uma televisão, uma lareira apagada e um tapete. O sofá é marrom claro com três lugares. Um pouco atrás do sofá tem um balcão, dividindo a sala e a cozinha.

—Pode se sentar.

Ele diz enquanto se senta de forma relaxada e com um sorriso no rosto. Eu me sento o mais longe possível dele.

—Então, Jeon Jungkook certo? Nome interessante.

Eu permaneço em silêncio.

—Bem, como eu já disse, sou Kim Taehyung, e estou aqui em nome de seu irmão.

—Meu irmão...?

Eu olho pra ele.

—É, ele me disse para protegê-lo, já que ele não esperava um ataque tão rápido.

Ataque? O que ele quer dizer com isso?

—Como assim?

—Acho que podemos dizer que estamos em um apocalipse vampiro.

—O que?!

Eu arregalo os olhos. E Jimin?! Como ele sabia disso?!

—Isso... Isso é insano... —Falo olhando pro chão, e logo olhando em sua direção. — E Jimin? Onde ele está?

—Ele está bem, não se preocupe. Ele vai vir te ver logo.

—Logo tipo quando?

—Logo tipo quando ele ter resolvido alguns assuntos.

Eu olho para o chão.

—Enfim, fique a vontade para explorar a casa, a senha do wi-fi é "Batata123".

Ele se levanta e vai para o quarto. Eu decido verificar a casa.

Quebra de tempo

Depois de explorar a casa decido mandar mensagem para Jimin.

Eu: Heyy

Jimin: Oii

Eu: Onde está? Você está bem? Vem me ver quando? Devo confiar naquele cara?

Jimin: Calma, calma, tá tudo bem, eu vou te ver em breve. Quando eu estiver aí falo melhor com você, e pode confiar no Taehyung sim.

Eu: Aaah Jimin-Hyung, você me abandonou com esse doido TT

Jimin: Haha, ele não é tão ruim assim vai! E eu não te abandonei! Mas fico feliz que sinta minha falta :)

Jimin: Vou ter que ir, te vejo logo JK

Eu: Thau Hyung TT

Desligo o celular. Agora não tenho mais nada pra fazer. Decido tentar socializar com Taehyung, vou andando em direção ao seu quarto quando vejo um cara alto, de ombros largos e cabelos loiros. Me assusto assim como o mesmo, soltando um grito.

—TAEHYUNG, SOCORRO!!!

Eu grito para o Taehyung que vem correndo.

—Meu Deus garoto, calma!!

Diz o homem.

—O que foi?!

Taehyung diz quando se aproxima.

—Não tá vendo esse homem aqui?!

Eu digo apontando pra ele.

—Aah, é isso... Esqueci de dizer. Esse é Jin-Hyung, ele é meu amigo que está morando aqui por enquanto.

Eu arregalo os olhos envergonhado.

—A-ah... Foi mal, "Jin".

Eu digo. Ele coloca a mão na testa meio constrangido.

—Tudo bem, tudo bem, só não faça de novo. Você é o tal de Jeon Jungkook, né? Prazer em conhecê-lo.

—Eh... É um prazer te conhecer também.

Sorrio constrangido.

—Bem, vou indo, se precisarem é só me chamar.

Diz Taehyung s virando para o quarto.

—Hyung, espera!

Digo para ele que olha para mim ainda de costas.

—Eu posso... Conversar com você? Pra gente se conhecer melhor...

Ele abre um sorriso fofo no rosto.

—Claro!

Eu sorrio e o sigo até um quarto cujo na porta tinha uma plaquinha escrito "Taetae" e um Chibi dele. Parecia um quarto de criança. Ele abre a porta mostrando assim seu quarto.


Notas Finais


Espero que tenham gostado☕💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...