1. Spirit Fanfics >
  2. Vampiria >
  3. O melhor atirador

História Vampiria - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Jake Reddenfox

Capítulo 4 - O melhor atirador


Fanfic / Fanfiction Vampiria - Capítulo 4 - O melhor atirador

Miguel, Jake e Vinnie saíram da casa de Joana, mãe de Vinnie, para tentar achar uma maneira de voltar ao reino Vampiria. Miguel e Jake entraram no jipe enquanto Vinnie observou sua casa uma última vez.

 –Você acha que vamos voltar? 

 Jake sentou no assento do motorista e olhou para Vinnie. Seu jipe era amarelo e conversível, com apenas 2 assentos.

–Eu espero muito poder voltar, acho que não me acostumaria com um mundo cheio de vampiros. O problema agora é como chegaremos lá, e aonde você vai sentar Vinnie.

Miguel ficou olhando para o nada tentando achar uma maneira de voltar para Vampiria.

–Lembra daquela praça em que paramos assim que entramos na cidade? 

Jake acenou positivamente com a cabeça. 

Se eu entrei por um portal nessa praça, é provável que seja por lá que podemos voltar.

 Vinnie subiu na parte de trás do jipe, junto com as armas de caça.
 

Eu vou aqui atrás – disse reparando nas armas.

Então Jake ligou o carro e seguiu em direção a praça em que Miguel havia mencionado. Era bem próximo daqui, em poucos minutos eles chegaram. Miguel desceu do carro e foi analisar a árvore em que ele atravessou para chegar.
 

–Não entendo.. deveria ser como atravessar uma cortina. – Disse apalpando toda a árvore.
 

–Se fosse dessa forma acho que qualquer um cairia em outra dimensão por descuido. – Disse Jake.
 

–Então.. você pode entrar, mas não pode voltar? – Disse Vinnie que estava em pé ao lado de Jake com as mãos nos bolsos vendo Miguel analisar a árvore.

 –Pode ser... mas deve ter algum portal nesse mundo. Que droga, eu não sei nem por onde começar. – Disse Miguel decepcionado consigo mesmo
 

–Não sei se é pedir muito.. mas já que não temos como voltar para Vampiria ainda, eu gostaria de ver meu pai antes de ir para lá..
 

Os dois, Jake e Miguel, pararam por um momento de focar na maneira de voltar e olharam para Vinnie.
 

–Seu pai? Quer ver o túmulo dele? – Perguntou Jake
 

Vinnie virou a cabeça para o lado deixando visto a parte de sua face onde a franja cobria seu rosto.
 

–Sim, se não for pedir demais...
 

Miguel e Jake compreenderam e aceitaram ir para o cemitério onde estava o túmulo do pai adotivo de Vinnie. Chegaram lá em menos de uma hora. Era um local distante, saindo da região urbana da cidade. Começaram a caminhar por dentro do cemitério no mesmo momento em que o sol desaparecia no horizonte. 
 

Vinnie se sentou no túmulo de seu pai e ficou observando sem muita expressão nos olhos. Miguel e Jake ficaram em pé apenas observando. De repente, um homem loiro dos olhos azuis surgiu ao lado dos três.
 

–Trágico acontecimento. Ele não merecia morrer dessa forma. – Disse o homem. Trajava um manto comprido escuro, seus olhos chegavam a brilhar em meio a noite que chegara a pouco tempo. Sua pele era clara e possuía um sorriso angelical.
 

–Você conhecia o meu pai? – Perguntou Vinnie, olhando para a pessoa.
 

–Sim, eu o conhecia. Era uma ótima pessoa, deve estar em um lugar melhor agora. – a pessoa misteriosa olhou para Miguel – Você deve voltar para Vampiria e ajudar seus irmãos. O destino está em suas mãos.
 

–Espera.. quem é você e por que está me dizendo essas coisas? E como eu volto para lá, eu não consegui. – Disse Miguel confuso
 

–Existem vários portais espalhados ao redor do mundo. Muitos são portais apenas de ida, sem retorno. Existe um na floresta em que você e Jake costumam caçar, vá para lá e você encontrará. – A pessoa virou as costas já se preparando para ir embora e olhou para os três uma última vez – Cuidado, nem mesmo os anjos gostam de seres cruzando dimensões.
 

–Espera você não disse quem é você.....
 

A pessoa sumiu antes de Miguel completar a frase. 
 

–Tudo isso está ficando muito estranho para mim, e olha que eu já vivi de tudo – Disse Jake
 

Vinnie levantou e os três caminharam de volta para o jipe. Já tinham um destino, dentro de algumas horas eles estariam no local onde a pessoa misteriosa mencionou. Jake ligou o carro e já partiu pela grande estrada.
 

–Anjos heim? Pensei que fossem seres amigáveis e deixariam a gente passar de boa, afinal foi profetizado, certo? – Disse Jake de olho na estrada 
 

–Eu dúvido um pouco sobre ser alguma mensagem divina.. se fosse, nós teríamos ajuda de anjos. – Disse Miguel
 

Algumas horas se passaram e Miguel estava dormindo. Vinnie observava as estrelas enquanto Jake dirigia. Era madrugada e não havia quase nenhum movimento naquela estrada. Passavam apenas 1 ou 2 carros as vezes, iluminando o rosto dos protagonistas com seus faróis.
 

De repente um caminhão que vinha do lado oposto se jogou no jipe, como se naquele momento ele estivesse desgovernado. Jake, em um reflexo, conseguiu virar o jipe em outra direção antes que o caminhão se chocasse com este, mas acabou saindo da estrada e quase se chocando com uma árvore. Miguel e Vinnie se assustaram com o ocorrido.
 

–Jake, o que aconteceu? – Disse Miguel segundos após acordar assustado.
 

–O caminhão desgovernou, vou ver se o motorista está bem. – Respondeu Jake saindo do jipe e correndo para o caminhão.
 

Nesse momento, antes de Jake abrir a porta da cabine do caminhão Miguel viu o motorista que estava dentro, seus olhos estavam negros.
 

Jake abriu a porta da cabine e viu apenas a silhueta do motorista.
 

–Ei, você se machucou? Espero que esteja bem.
 

O motorista do caminhão então pulou para cima de Jake com uma pequena marreta e antes que ele pudesse acertar a cabeça dele, Miguel acertou a marreta com um tiro de seu rifle, fazendo com que a marreta fosse arremessada para longe. Nesse momento Jake jogou o motorista no chão e imobilizou ele.
 

–Jake! Ele está possuído! Não o machuque! – Disse Miguel deixando o rifle de lado.
 

Vinnie viu um carro de polícia se aproximando e parando no local.
 

–Gente! A polícia chegou, eles podem nos ajudar!
 

Quando Vinnie terminou a frase os policiais saíram do carro e começaram a atirar em Vinnie, porém este se escondeu atrás do jipe. O mesmo fez Jake, se escondendo atrás do caminhão.
 

–Mas que porra está acontecendo aqui? – disse Jake
 

Miguel vasculhou por armas e encontrou uma pistola no porta luvas e atirou, com auxílio de sua visão aprimorada, nas pistolas que os policiais usaram para atirar, sem que machucasse eles.
 

O motorista do caminhão pulou em cima de Jake e ambos começaram a brigar pelo chão. Miguel, olhando a cena, não percebeu quando um dos policiais possuídos prendeu seu pescoço com um mata leão. Vinnie logo derrubou o policial no chão, tirando ele de cima de Miguel.
 

–Obrigado Vinnie... vamos logo sair daqui.. – Disse Miguel tentando recuperar o fôlego.

Vinnie concordou e ambos tiraram o motorista de cima de Jake a força e o amarraram no caminhão junto aos dois policiais.
 

–Espero que eles não fiquem com raiva quando voltarem ao seu normal. – Disse Jake limpando o sangue dos lábios, pois havia levado um soco durante a luta.
 

–É melhor a gente ir Jake, podem vir mais deles – Disse Miguel terminando de amarrar os 3 juntos.
 

–possessão não era algo feito por demônios? – Perguntou Vinnie 
 

–Agora até eu estou confuso... Como demônios sabiam sobre a nossa jornada? E por que eles se incomodariam com isso...? – Perguntou Miguel enquanto se dirigiam para o jipe.
 

–Seja lá o que for.. parece que não somos bem vistos por aí – Disse Miguel ligando o veículo.
 

Os 3 seguiram sua viagem pela estrada, deixando os possuídos para trás.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...