1. Spirit Fanfics >
  2. Vampiros vs Lobisomens >
  3. Capitulo 1

História Vampiros vs Lobisomens - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Queria dar um aviso que não é plagio. Digamos que fiz parceria só que outra autora desistiu da história por motivos particular, então eu vou continuar a história. Não estava no meu planejamento fazer 12 histórias e sim 11 histórias e essa história queria fazer com parceria mais como ela desistiu vou continuar sozinha. Não tenho raiva dela e sim respeito os seus motivos, mas foi ela que quis fazer parceria e desistiu então vou segui a vida e esquecer o ocorrido.
1 Capitulo vai ser o mesmo, quem leu o capítulo e comentou por continuação quero que me ajudem porque a história estava crescendo e tenho que começar tudo outra vez.
Quem não leu o capítulo e parou aqui sem entender nada, leia e boa leitura.
Bem vindos a minha história e boa leitura meus amores S2

Capítulo 1 - Capitulo 1


HOSEOK ON.

Depois que minha mãe morreu, descobrimos pela amiga dela que o nosso pai esta vivo e que mora na Coréia do Sul. Como eu não tenho um emprego e recém vou fazer 18 anos, digamos que eu e minha irmã Taeyeon somos obrigados a morar com o nosso pai. Sully é amiga antiga da nossa falecida mãe e foi ela que cuidou da gente depois do acontecimento trágico, as vezes ela é estranha e sou muito desconfiado quando se trata de estranheza e sim aposto que ela tem segredos sobre a minha família. Eu e minha irmã arrumamos nossas coisas e já estamos no aeroporto esperando o nosso vôo para a Coréia.

— Meus anjos se cuidem! E Hoseok quando fazer 18 anos, você vai entender o porque do seu pai se afastar de vocês e porque ele quer que vocês dois fiquem perto dele e seus tios. — falou Sully, me fazendo arrepiar... com tanto mistérios na suas palavras.

— As vezes você me dá medo, mas eu amo a senhora! Você nos deu apoio e sempre esteve no nosso lado desde quando eu e a Taeyeon eramos bebês. — falei, se aproximando e dando um abraço de despedida e a mesma retribuiu. Taeyeon também o abraçou.

— Eu quero a segurança de vocês dois e também quero que me prometa que vai cuidar da sua irmã! Você vai entender o que estou falando, esse mundo não existe pessoas boas e sim pessoas má que vai querer fazer o mau contra vocês, então me prometa que nunca tire esse medalhão que dei para vocês dois de aniversário, por favor me prometa! — Sully falava aquelas palavras e me deixava confuso e curioso o porque ela fala coisas estranhas enigmas que não consigo decifrar.

— Eu sempre vou proteger a minha irmãzinha, mas me fala o que eu tenho que me proteger... assim séria mais facil a senhora me falar! — tentei convencer a falar mais ela só balançava a cabeça como negação. A minha irmã não falava nada e ficava em silêncio, ela não prestava atenção a Sully e até falava pra mim que ela era maluca.

— Já disse eu não sou a pessoa certa para responder as perguntas, quando você fazer 18 anos vai entender só que a unica coisa que você deve me prometer nunca tirar esse madalhão. — falou Sully, outra vez desse medalhão que estava no meu pescoço e do pescoço da minha irmã. Taeyeon amou o medalhão e até falava que dava sorte, o medalhão tem cheiro de rosas mais a Sully falava que era uma planta verbena que afastava os maus e lá outra vez os mistérios, as vezes eu tenho medo de ir pra Coréia do sul e deixa-la sozinha. Vai que ela faz algo de errado e esteja louca! Os meus pensamentos estavam longe até a minha irmã me dá um cutucão no meu braço me acordando dos meus pensamentos.

— O que aconteceu maninha? — falei olhando dezatendo e preocupado com a Sully.

— O nosso vôo! Já esta na hora de nós ir! — respondeu Taeyeon me puxando para entrar no avião. Nós nos despedimos outra vez e eu olhava pra trás vendo Sully quase chorando e acenando. Entramos no avião, Taeyeon se sentou no banco onde ficava a janela e procurou os fones de ouvidos no seus bolso para escutar suas músicas malancolicas, digamos que a viajem vai ser longa.... Coréia ficava no outro lado do mundo e adeus Brasil. Depois de horas dentro do avião e ainda aturar a minha irmã falando que a Sully é uma maluca e me preocupar mais ainda se ela fizesse algo de errado ou colocasse fogo na casa se matando, eu ia me culpar pelo resto da vida... mas eu decidi tirar esses pensamentos ruins e quando chegasse no meu destino, eu ia ligar pra ela perguntando se estava tudo bem. O avião pousou no Aeroporto Internacional de Incheon, me fazendo me alevantar já que estava cansado da viagem e ainda louco pra tomar um banho quente, descemos do avião e ficamos perdidos pois nem conhecia o lugar e principalmente o nosso pai, mas Sully falou que ele nos conhecia já que viu nossas fotos na redes sociais. Perto dos taxistas tinha dois homens estranhos com roupas estranhas principalmente estavam com uma regata branca com uma tatuagem no braço, quando vi essa tatuagem meu coração palpitou e um calor subiu em mim, parecia que minha pressão estava alta, minha irmã viu a situação e me agarrou já que tudo em roda de mim estava embaçado e meus olhos escureceu só ouvindo a minha irmã gritando o meu nome.

                                                                              TAEYEON.

Nós estavamos olhando o aeroporto procurando o nosso pai ou alguém que levasse para o nosso novo lar, mas meu irmão começou a andar esquisito até cair no chão, fiquei em choque e não sábia o que fazer... coloquei a cabeça dele no meu colo preocupada, tentando acorda-lo mais nenhum sinal ele dava de abrir os olhos e o pior ele estava molengo e muito quente, sua mão estava suando e eu estava ficando que nem ele, mais suando de nervosa e em choque... eu não queria perder o meu irmão, não agora que a unica pessoa que o amo e a unica pessoa que confio. Um homem alto viu a cena e veio correndo na minha direção.

— O que aconteceu com ele? — falou um homem alto com uma expressão séria, eu não sábia se confiasse nele, já que eu nem conhecia... mas qual quer ajuda era bem vinda e eu não queria perder o meu irmão. Outra vez ele fez a pergunta mais chamando o meu nome! Espera! Como ele sabe o meu nome e como eu consigo entender tudo que ele fala se eu não sei falar coreano, Aigo mistérios... vou acabar louca que nem a Sully.

— Eu não sei! Ele caiu no chão e desmaiou, vamos levar ele no hospital! — respondi tentando ter força para me acalmar, já que eu estava nervosa. O Homem que nem sei o nome, pegou a mão dele e passou a mão na testa medindo a temperatura.

— Não se preocupe, ele está bem! É só a transição da transformação... daqui a quatro meses ele vai se acostumar a conviver com isso, está no sangue dele como o meu. — ele falou acariciando o meu rosto e eu me afastei assustada com o seu ato.

— Não encoste em mim! Você é maluco? Não te conheço e deveria te denunciar pra policia por tentar encostar em mim sem a minha permissão! — falei sério olhando nos seus olhos azuis e me deu um arrepio pois os olhos dele era que nem os meus.

— Calma! Você deveria me respeitar, eu sou o seu pai! — as unicas palavras que ouvi fazia sentindo, olhos azuis o jeito que ele olhava pra mim parecia o Hoseok. Estou assustada e confusa, nem sei o que falar.

— O que vamos fazer! Ele tá quente e deve está queimando de febre! — mudei de assunto, pois estava parecendo um pimentão de tão timida que eu estava.

— Vamos pra casa, os meus amigos vão cuidar dele e você parece cansada e alias meu nome é Taemin é bom rever os meus filhos e ter mais membros da minha familia e desculpa por abandonar vocês dois, eu tenho os meus motivos e um dia vou conta-los. — o seu jeito de falar parecia com a Sully, cheios de mistérios... mas ele parecia gentil e para a minha sorte ele tinha um carro espaçoso que pensei que ia até o meu destino apé. Um tal de Jackson pegou o meu irmão no colo e levou até o carro, o seu olhar se encontrou com o meu e todo o trajeto até a mansão o Jackson não parava de me olhar que me deixava contrangida. É estranho você viver no Brasil nunca conhecer a lingua coreana e entender tudo ou morar numa casa simples e descobri que tem um pai misterioso e ainda rico, to mais confusa quando uma vez o copo na minha mão estourou sem eu fazer esforço e a Sully dava risada e falava que os meus poderes estava desenvolvendo e outra vez a Sully viajando na maionese e sim ela é maluca. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...