1. Spirit Fanfics >
  2. Vampyr >
  3. Partida......

História Vampyr - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Partida......


Partida

Não sabia quanto tempo estava dormindo, mais sabia que estava, pois tínhamos á clareira, para o exato momento em que James e arremessado para árvores. Assim que ele e jogado escuto atrás de mim ELE falar – Sentiu minha falta canarinho !

Gelei, conhecia aquela voz como conhecia a palma de minha mão, foi instintivo rosnei para ele, ele por sua vez simplesmente riu, com uma voz grave de doer os tímpanos, retesei o corpo ao escutar, sabia que não era mais uma brincadeira, aquilo era real, mais de um outra forma.

Ele disse ainda rindo – Você não mudou nada!

Só cresceu e ficou....linda!!!

Sinceramente achei que seria mais fácil te encontrar, você sabe á quanto tempo tenho te procurado!!!

Ele apertou mais meu pescoço ao disser aquilo, aquela forma de agir já me era familiar, ele sempre fazia aquilo quando ter uma segunda opção, MATAR, então ri e disse – Velho homem, velhos aptos!

Ele rosnou e disse – Cuidado!

Mais vejo que adquiriu algum censo de humor com o tempo!

Disse seria – Não graças a você, tenho uma família incrível que me ama e cuida de mim !

Ele disse surpreso – E quem aceitaria uma garotinha selvagem e mal criada ?!

Dei risada, pois aquilo me trazia lembranças, então disse – Minha mãe concordaria com você, mais ela e meu pai fizeram mesmo um ótimo trabalho me criando né!

E pra você saber ele são VAMPIROS e tinham o tempo do mundo na época!!!

Ele me apertou mais meu pescoço e disse – Como ?!

Fiquei em silêncio por um tempo e então disse – Aquele que você chutou é meu namorado e o homem da minha vida!

Então se fosse você repensava, tenho 5 vampiros aqui ,e mais 5 em casa!!!

Ele rosnou ao ouvir e disse- Mas você é minha ELIZABETH!!

E sempre será minha!!!

Ele então cravou as unhas em meu pescoço e gritei.

Acordei com uma forte dor no pescoço, me sentei na cama e olhei ao redor, não sabia onde estava então percebi que era o quarto de James, e estava na nossa cama, meu pescoço doía muito, então me levantei devagar e fui ao banheiro, assim que parei no espelho vi sangue por dentro da gaze, então á tirei no intuito de lavar o machucado, e fazer outro curativo , mas assim que a removi o sangue escorreu, pela pele manchando a camiseta ,não sabia que estava tão profundo assim.

Foi então que a porta do quarto se abriu e James disse – Bells ...

Bells você está bem?

Ele apareceu na porta do banheiro antes de eu esconder o sangue, assim que o vi por instinto coloquei a mão no ferimento o tapando e disse – Eu estou bem James!

Você precisa sair daqui estou sangrando!!

Ele suspirou e caminhou até mim despreocupado, me pegou pela cintura e me colocou em cima da pia, depois me olhou nos olhos e disse – Isso não me incomoda!

Pelo menos não como antes!

Olhei perplexa para ele e disse – Desde quando isso aconteceu?

Ele riu e tirou minha mão do machucado, ele então examinou e foi até uma prateleira onde a via uma caixa escrita S.O.S na parte da frente, ele a pegou e colocou ao meu lado na pia, James disse a abrindo – Lize me fez tirar você do banheiro, quando estava sangrando !

Olhei para ele e disse – No incidente da escola ?

Ele balançou a cabeça confirmando, suspirei e disse – E você está bem com isso agora?

Ele sorriu e me olhou nos olhos e falou – Eu te amo Bells, então sim!!!

Sorri e ele começou a cuidar do ferimento, ao que parecia os pontos não tinham estourado só repuxado, ele limpou e fez o curativo perfeitamente, então me desceu da pia com cuidado e perguntou – Está com fome ?

Balancei a cabeça confirmando, então déssemos, assim que entramos na sala todos estavam lá nos esperando. Quando vi Lize meu coração apertou e corri para ela, ela me abraçou e comecei a chorar, ela então disse – Como você está querida ?

Olhei perplexa para ela e disse – Como VOCÊ está ?

Agarrei seu rosto e á examinei, estava preocupada com ela depois do que a via acontecido aquela manhã, ela então segurou minhas mãos me fazendo olhar para ela e disse sorrindo – Bells eu estou bem, não foi nada de mais!

Abracei ela e comecei a chorar novamente, ela não fazia ideia do medo que tinha sentido em perder todos eles, me soltei dela e observei a sala, todos se encontravam ali....Mari a mulher que me criou e que eu amava incondicionalmente, Simmons o homem se sempre esteve ao meu lado me ajudando, Lize a melhor vampira e irmã de todos. Tinha também minha nova família, Rose a melhor sogra que sonhei em ter e também uma segunda mãe, Benedict o médico incrível e segundo pai para mim, Maggie minha segunda irmã e amiga, Antônio o brincalhão que sempre me fazia rir independente do momento, tinha também Charlotte e Charles eles eram mais na deles, mas também eram minha família, e também James o amor da minha vida, nunca achei que um dia poderia existir alguém que chamaria só de MEU, mais agora existia.

Meu peito doeu com a possibilidade de algum deles se machucar, então tomei uma decisão naquele momento, iria embora!!

Todos me olhavam amorosamente, eu amava todos eles, a minha segurança não era nada em comparação da deles naquele momento. Olhei para James e sorri, acontecesse o que acontecer, sempre me lembraria daquele rosto, daquele sorriso e daqueles olhos, caminhei até ele e o abracei, talvez aquela fosse a última noite em seus braços então aproveitaria.

Ele foi até meu ouvido e disse – O que aconteceu amor?

Sorri, adorava quando ele me chamava assim, fazia eu me sentir só dele, então disse – Nada...

Só me deu vontade.

Ele riu e disse – Tudo bem mais você não estava com fome!

Vamos para cozinha, vou cozinhar alguma coisa!

Balancei a cabeça e o acompanhei , ele cozinhou para mim e aquilo foi maravilhoso, terminei de comer e subi para o quarto, tomei um bom banho e me fui pra cama, assim que subi na cama James me puxou e disse – O que aconteceu, você está estranha !

Sorri e disse- Talvez seja porque não ganhei meu beijo de bom dia hoje!!

Ele riu e disse – Isso não é um problema podemos resolver as pendências agora!

Sorri e o beijei, dessa vez não foi uma coisa apresada e eufórica, foi calma quase como uma dança, passo a passo. Aquela seria minha última noite com ele, queria que fosse especial, não queria brigas ou ter arrependimentos, só queria ele comigo pelo máximo de tempo que conseguisse.

Me afastei pouco tempo depois meia sem ar, ele me olhou surpreso com aquilo, então disse a ele – Não queria passar dos limites !

Ele franziu as sobrancelhas , e dei de ombros, ele não disse nada, só se deitou ao meu lado em silêncio, acariciando meus cabelo, e aquilo foi o suficiente, não exigiria nada dele ou nada que ele ainda não poderia me dar, então deitei em seu peito e dormi.

Acordei antes do sol nascer, com dor no pescoço, olhei para James e ele estava deitado ao meu lado com os olhos fechados, talvez pensando, sabia que não estava dormindo, então me levantei devagar e fui até o banheiro, minhas mochila estavam lá com minhas roupas, então peguei minha calça, minha jaqueta e meu sapato, coloquei tudo e prendi o cabelo num rabo de cavalo simples. Caminhei até o quarto e espiei dentro, James estava sentado na cama me esperando, suspirei e entrei no quarto, ele olhou pra mim e disse – Onde você vai ?

Disse seria – Tenho que fazer uma coisa !

Ele disse sarcasticamente – As 5 da manhã Bells!

Dei de ombros e comecei a caminhar para porta, ele então correu para frente dela me impedindo de passar, olhei pra ele seria e disse – James sai da frente !

Ele me olhou desafiador e disse – Aonde você vai Elizabeth!

Disse furiosa – Não é da sua conta !

Ele ficou furioso com minha resposta, então me agarrou pela cintura e me jogou na cama, se inclinou e me beijou furioso.

Então foi até meu ouvido e disse sério – Você é minha e não vai a lugar nenhum !

Olhei pra ele e sorri, ele não fazia ideia do quanto estava tentando ser boazinha, estava tentando partir sem brigas mais ele não estava cooperando muito, então disse sarcástica – É o que você pensa!

E só pra você saber, estava indo para minha casa!

Ele riu e disse – Até parece!

Disse seria – Problemas femininos!

E sai de cima de mim James, você está me esmagando!

Ele suspirou e saiu, relutante mais saiu, assim que saiu corri pra para porta e desci as escadas ,então como previsto, ele correu atrás de mim, peguei uma chave de cima da mesa de entrada e corri porta afora, ainda bem que ninguém tinha guardado os carros noite passada, apertei o botão e o alarde do carro de James disparou, corri até a porta do carro apresada, e atrás de mim escutei James gritar – Bells...

Olhei para trás e sorri triste, e na porta vi, Lize e Rose me olhando , sabia o que elas tinham escutado com o resto do pessoal e sabia também o que estavam pensando, então disse sem emitir som – AMO VOCÊS !

Entrei no carro, o liguei e segui estrada adentro, atrás escutava James me chamar suplicante, meu coração apertou e comecei a chorar ao ouvi-lo. Tudo que queria era voltar para seus braços , mais já tinha tomado minha decisão, tinha até escrito um carta para todos noite passada, mais mesmo assim meu peito doía e chorava horrores, não sabia se o que estava fazendo era certo ou se era só meu extinto me dizendo o que fazer, mais de uma coisa tinha certeza eles eram tudo para mim e os protegeria.

Segui para o aeroporto, e ainda bem que tinha pegado minha carteira antes de sair, iria voltar para Seattle, para minha casa, e assim fiz, embarquei. Cheguei lá as 8: 50 da manhã, peguei um táxi e fui para Port Angeles.

Agradecia a Deus por meus pais não venderem suas casas ao se mudarem, a viagem de carro foi longa, mais enfim cheguei, assim que a vi meu peito se apertou. Aquela casa não era como a outra, ela não tinha mais vida, ela pelo menos era mais afastada da cidade e confortável, mais nunca seria a de Anchorage.

Entrei na casa e tudo estava vazio, e aquilo me alegrou, pois não a via mais vestígio de mim ali, mas o mais importante era o que faria de agora em diante, sabia que ELE viria atrás de mim mais quanto tempo demoraria? Droga!!

Subi para meu antigo quarto e me deitei no chão, estava cansada e com fome, talvez depois de dormi um pouco pudesse ir comprar alguma coisa, sinceramente não sabia o que fazer, então dormi.

Acordei por volta das 4 horas da tarde, e fui ao mercado, o bom era que a via um bem pertinho então não precisava pegar um carro na garagem, e sim ainda tínhamos carros ali, assim fiz fui ao mercado, e quando cheguei levei um susto, James estava encostado na porta da sala com os braços cruzados me olhando.

Assim que o vi, minhas pernas amoleceram, ele me olhou furioso e disse – Você sabe o quanto todos estavam preocupados !!!

Você não tem noção do que fez Bells !!!!

Estava tão assustada que meu cérebro não assimilação o que estava acontecendo, então comecei a chorar e disse – Você é que não faz nossa do que está acontecendo!!

Fui embora pra proteger as pessoas que amo, então porque você está aqui!!

Era para você estar em Anchorage agora !

Seguro James!

S-E-G-U-R-O!!!

Ele me olhou sarcasticamente e disse –

COMO SE EU FOSSE FICAR TRANQUILO COM A MULHER QUE EU AMO, FUGINDO PARA O OUTRO LADO DO PAIS SOZINHA!!!!

Bells eu quero estar com você e te proteger mais você dificulta as coisas demais assim!!!

Coloquei as compras no chão e o abracei, sinceramente não sabia o que fazer e a única coisa se queria desde que tinha chegado era voltar para casa. Ele então disse – Desculpa pela demora!

Lize fez eu trazer algumas coisas para você ,já que não trouxe nada!

Sorri e perguntei – Como sabia que estava aqui ?

Ele me abraçou forte e disse – Instinto... !

Não tinha certeza mais tinha que tentar.

Suspirei e perguntei – Veio só você?

Ele confirmou e disse – Todos acharam melhor eu vir na frente.

Concordei e disse – Então temos a casa só pra nós por enquanto!

Ele riu e disse ao meu ouvido – Só pra nós!!

Ri e ele beijou minha testa, então caminhou ate as compras e levou para cozinha, assim que abriu a sacola disse – Você só comprou bobagem Bells ...

Dei de ombros e disse – Não ia cozinhar!

Ele suspirou e falou – Trouxe sua mala, vai trocar de roupa!

Sorri, já estava com calor com aquelas roupas, então subi e me troquei, não sabia porque mais me sentei no chão e olhei para o quarto, aquele lugar me trazia lembranças e muitas. Não sei quanto tempo fiquei ali, só sei que depois de um tempo James entrou e se sentou ao meu lado, achava incrível como tudo mudava quando tinha ele ao meu lado, quando percebi já estava escurecendo, olhei para ele e sorri, James então disse divertidamente– Aonde vamos dormir?!

Ri e disse - O chão e bem confortável, dormi aqui mais cedo!

Ele segurou meu rosto com as mãos e beijou minha testa, e foi descendo até chegar na boca. Assim que nossos lábios se encontraram meu mundo, minhas preocupações tudo sumiu, e ali era diferente só a via nos dois, eu e ele.

Meu coração batia rápido, estava ofegante, queria mais daquilo, mais dele, quando me dei conta já estava em seu colo, ó olhei e disse baixinho - Desculpa !

Vamos parar por aqui!

Ele me olhou maliciosamente e agarrou minhas pernas me prendendo ali sobre ele, não sabia o que tinha acontecido com ele, ele parecia mais sensual, mais decidido. Olhei para aqueles grandes olhos e o beijei, aquele era o beijo mais excitante que já a via tido com James, passei minhas mãos em sua nunca e ele pelas minhas pernas, enfiei minha mão em sua camisa e o olhei, não tinha certeza se iríamos continuar.

Ele então me olhou e disse ofegante– Você está bem?

Quer parar?

Sorri e disse – Nunca!!

Nós beijamos com uma excitação crescente nunca vista, passei a mão pela sua camisa e comecei a desabotoar os botões, ele me olhou assim que terminei de abrir todos, estiquei minha mão para tocar seu peito e ele retesou ao meu toquei e foi ali que descobri o poder que exercia sobre aquele homem, sorri ao ver aquilo e me afastei tirando minha camiseta, assim que a tirei o olhei.

James me olhava com desejo nunca antes visto, e aquilo me excitou, me levantei e tirei o shorts e ele me acompanhou tirando a camisa já desabotoada e então as calça, nesse momento fechei os olhos, me senti envergonhada, ele riu da minha expressão e se aproximou, levantou minha cabeça e me beijou, olhei para ele e tirei o sutiã.

James então me pegou no colo e me colocou no chão, era estranho mais stav perfeito, ele então disse – Me desculpa por ter que ser aqui !

Sorri e disse – Aqui é perfeito!

Passei meu braços em seu pescoço e o beijei, ele começou a me beijar dos lábios ao pescoço, do pescoço os seios e dos seios a barriga, a cada beijo e caricia, ofegava mais, seus lábios frios me davam arrepios nunca antes sentidos, ele então começou a puxar a última peça para baixo.

Me senti envergonhada mas me lembrei que era James ali, então tudo meu corpo relaxou, assim que ele arrancou a última peca começou a beijar meus pés, e traçou caminhos com seus lábios, do pé ao joelho e do joelho até a barriga.

O olhei ofegante e disse em tom de súplica– Quero você James !

Preciso de você!!!

Ele sorriu e tirou sua última peça, estava tão agradecia pelo quarto estar escuro, só a via a luz do céu iluminando o quarto naquele mormente, ele se inclinou sobre mim e me beijou, o segurei pela nuca e nos encaixamos, sabia como aquilo funcionava, então ó senti, e ele era maior do que imaginava. Meu corpo inteiro se arrepiou, senti um formigamento na barriga só dele me tocar, ele então foi ao meu ouvido e disse – Bells não sei como fazer isso sem doer!

Balancei a cabeça e disse- Do vá devagar está bem!

Ele então me olhou serio e disse – Se eu estiver te machucando me avise na mesma hora, entendeu !

Concordei com a cabeça, então e avançou, sinceramente a sensação e a mais esquina do mundo, e doía um pouco, mais finalmente ele estava dentro de mim. O segurei forte pelos ombros, não sabia como expressar aquela mistura de sentimentos, ele então disse – Bells você está bem?

A machuquei?

Balancei a cabeça e disse – Não, está tudo bem!

Só é um pouco.... estranho!

Ele riu e disse – Relaxe, você está me apertando muito forte!

Ri e disse envergonhada – Desculpe!

Ele alisou meu cabelo e disse – Tudo bem!

Mas vou começar a me mexer, tudo bem!

Concordei com a cabeça e ele começou, no começo doeu, mais depois passou, James mantinha um ritmo constante, adorava aquilo pois ele nunca se cansava. Depois de um tempo comecei a sentir um formigamento dentro de mim, e aquilo me levava a loucura, agarrei James com as pernas e ele minha cintura, ele aumentou a velocidade dos movimentos, fazendo aquilo crescer cada vez mais até que explodiu. Vi estrelas, estava anestesiada e tinha espasmos por todo o corpo, James também me segurava forte pela cintura, sabia que tinha chegado ao ápice do prazer assim com eu, ele me segurava forte até demais, não liguei, mas sabia que teria hematomas amanhã .

Depois de um tempo nos deitamos, estava aí em seus braços com os batimentos cardíacos ainda acelerados, então me deitei em seu peito e esperei tudo se acalmar, ele então disse em meu ouvido – Você está bem?

Sorri e disse – Não podia estar melhor!!

Ele beijou minha cabeça e disse – Pode descansar se quiser...

 Concordei e deixei o sono me levar .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...