1. Spirit Fanfics >
  2. .vanilla muffin >
  3. 1 xícara (chá) de leite

História .vanilla muffin - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - 1 xícara (chá) de leite


⠀⠀Não sabia dizer, ao certo, quantas horas eram, porém, o vento estava duas vezes mais forte, ao ponto de bagunçar os fios ajeitadinhos da franja do híbrido, e obrigá-lo a se escolher no meio das vestimentas grossas de marca que Yifan havia lhe dado, mordendo a si mesmo para descontar o nervosismo e o medo da escuridão que tomava conta do céu outrora claro e ensolarado. No momento, o céu estava em diversos tons de laranja, roxo, rosa, mas Chanyeol não estava sentindo-se seguro o bastante para aproveitar aquela visão gloriosa. Estava com fome, e com um grande receio de levantar dali, já que o chinês disse com todas as letras e sílabas para que não saísse de jeito nenhum. Encolheu-se ainda mais contra o muro pichado, fungando o narizinho levemente vermelho e sensível por conta do frio estridente que o envolvia naquele beco pouco iluminado, até que passou a escutar passos vindo de algum lugar que não conseguiu decifrar, pois suas orelhinhas estavam completamente tampadas pela touca de lã que pinicava em demasiado.

⠀⠀Arrancou-a de sua cabeça, acariciando as orelhas dormentes antes de voltar com seu olhar para frente quase que automaticamente: havia uma porta pintada de vermelho a sua frente, provavelmente a saída dos fundos da cafeteria que agora estava pouco movimentada, Chanyeol concluiu, já que não escutava gritos eufóricos de criancinhas. Sua barriga roncou, e o híbrido não conseguiu fazer nada além de tampar a boca e arregalar os olhos. Só faltava essa! Ele estava em uma esquina totalmente vazia e silenciosa, com risco de ser sequestrado, Fanfan havia sumido juntamente com a gritaria dentro do estabelecimento, e agora havia um monstro barulhento em sua barriguinha comendo seus órgãos! Hoje não estava sendo um dia nada mágico, pensava o grandão de orelhas felpudas, que no instante seguinte sentiu o coração ultrapassar algumas batidas quando a porta antes fechada se abriu, revelando um...

⠀⠀Muffin gigante?????

— Eu ainda me demito dessa porra de lugar.

⠀⠀Uma voz melodiosa se fez presente naquele beco, carregando um misto de raiva e melancolia. Chanyeol percebeu que, essa voz, vinha do muffin de olhos grande e um sorriso maior ainda! Como isso era possível? O híbrido foi obrigado a esfregar os próprios olhos com as costas de suas mãos, encarando mais uma vez o bolinho alegre a sua frente, não entendendo o porquê do sorriso maroto já que este reclamava e dizia palavras feias assim como o chinês quando se encontrava estressado.

— Onde já se viu? Eu me formei em gastronomia, passei noites sem dormir apenas para estudar, para no final acabar como atração principal de um evento de doces, vestido de muffin só para chamar atenção de crianças insuportáveis? Não mesmo, argh, eu não acredito que aquela garotinha vomitou justamente nos meus pés.

⠀⠀O, até então muffin gigante, bufou alto o suficiente para chamar a atenção de um certo híbrido confuso de olhos esbugalhados, que ainda estava escondido um pouco mais afastado do cara rabugento, este que tinha a mesma mania estranha de soltar o ar pela boca igual o chinês desaparecido. Chanyeol precisou encolher suas pernas para que a luz que vinha de dentro da cafeteria não o atingisse, porém permaneceu com as orelhinhas em pé, atento a qualquer movimento brusco do ser estranho poucos metros de si. Viu-o abrir a porta com mais agressividade, deixando que a mesma batesse contra a parede de uma forma brusca, assustando o cão que soltou um choramingar, o que acabou atraindo a atenção do muffin estranho até o local escuro onde estava. Engoliu em seco, observando quando o doce desceu os poucos degraus que ali existiam, caminhando lentamente, mas seus olhos grandes causavam um desespero enorme no híbrido que tampou suas orelhinhas inconscientemente, provando ao bicho que sim, tinha alguém tão encolhido naquele canto que podia ser comparado com uma bolinha de cobertas.

— Tem alguém aí?

Silêncio.

— Jongin, se for você escondido só para tirar sarro de mim com o seu namorado metido, se prepare porque o soco que você irá levar será mais forte do que qualquer droga que você já experimentou na sua vida inteira.

E de repente, aquela voz não o assustava mais, pois a curiosidade que nascia no peito do cão era maior do que desespero. Prestou atenção nas palavras proferidas pelo doce ambulante, deixando que o mesmo avistasse seus olhos brilhantes, e se afastasse minimamente.

— Jongin...? - Chamou mais uma vez, e dessa vez levou suas mãos gordinhas – aliás, uma delas carregava um pirulito gigante, mas que em nenhum momento foi largado – e estranhamente pequenas até a própria cabeça, arrancando-a...

Chanyeol gritou.


Notas Finais


Ψ(`▽´)Ψ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...