História .vanilla muffin - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - 2 colheres (chá) de fermento em pó


⠀⠀Baekhyun estava irritado. Não! Irritado seria insignificância perto do que estava sentindo na ocasião. Honestamente? Ele estava irritadíssimo ao ponto de querer choramingar de tão ludibriado que se encontrava.

⠀⠀Já era a quarta vez em que tentava ter um momento íntimo com Chanyeol, romântico, ou pelo menos sozinhos! Mas parece que Kim Jongin tinha outros planos, e juntamente com Sehun, seu híbrido e também noivo, atrapalhavam todos os momentos a sós em que o Byun tentava se declarar para o híbrido que estava alheio sobre toda a preocupação de seu dono. Para o mestiço, a presença do outro casal era muito boa, já que raramente saía de casa com Baekhyun e tinha total de 0 amigos, sem querer menosprezar a companhia de seu professor online, que o ajudava duas vezes na semana com aulas particulares.

— Não seja chato, Baekhyun! Já disse que eu e o Hunnie estávamos passando pela vizinhança e decidimos visitar vocês, qual o problema em querer passar mais tempo com meu melhor amigo e a suposta paquera dele?

— Exatamente, Jongin, não tem nada de errado em você querer aproximar o Sehun do Chanyeol por serem da mesma "espécie", ou querer passar mais tempo comigo. O real problema aqui é você estar interferindo na minha vida amorosa! - Baekhyun vociferou, olhando dentro dos olhos amendoados de seu amigo, para ver de dessa vez ele captava a mensagem sublimar por trás daquela frase.

— Baek...

⠀⠀E como se há minutos atrás não estivesse furioso com o moreno bisbilhoteiro do Kim, o loiro virou-se na direção da voz melodiosa que chamava por seu nome, com o coração palpitando dentro do corpo e um sorriso imenso tomando conta de seus lábios finos. Não tinha mais para onde escapar, Baekhyun estava perdidamente enamorado pelo híbrido à sua frente, de bochechas rubras e coração puro. Suspirou, fechando os olhos por alguns segundos antes de voltar totalmente sua atenção para Chanyeol que aparentava estar incomodado, ou somente envergonhado, mandando Jongin ir embora ao apontar para a porta atrás de ambos.

— Sim, meu amor? Aconteceu algo? Por quê estás com o rostinho vermelho? O Sehu...

⠀⠀E antes mesmo que pudesse responder, ouviu um "Boa sorte, Yeollie" ser gritado por Sehun, o maldito híbrido de leopardo que fazia a cabeça de seu precioso menino. Sehun era tão pervertido quanto Jongin, e após juntas as peças do quebra-cabeça que era sua vida nos últimos dias desde que havia contado para o Kim sobre os sentimentos para com Chanyeol, arregalou os olhos, não acreditando que todas aquelas visitas só tinha um único propósito...

— Chany, o que o Sehun tem conversado com você durante esses dias? - Questionou preocupado, logo depois que a porta por onde o casal entrou, fora fechada pelo ser de orelhas alaranjadas e sorriso macabro que era o namorado de seu melhor amigo.

⠀⠀Chanyeol permanecia com o rostinho vermelho, mordendo o canto dos lábios ao mesmo tempo em que a cauda felpuda enrolava-se sobre sua perna, fazendo um carinho singelo, pelo menos era isso que o Byun pensava até sentir um cheiro adocicado vir de seu menino, causando uma pontada em seu ventre. O loiro cerrou os pulsos com o aroma delicioso que estava tirando o resto de sua sanidade, gravando em uma listinha mental para acabar com a raça de Sehun quando o encontrasse outra vez.

— Bae... Baek... Cruze comigo hoje?

⠀⠀E aquela frase fora o bastante para o mais velho voltar a realidade, arregalando os olhos e afastando-se ao ponto de desfazer o entrelaçar da cauda do maior e sua perna. Ainda desnorteado pelo que havia acontecido, o rapaz balançou a cabeça freneticamente, não querendo acreditar que o híbrido estava usando seu cheiro natural para lhe seduzir.

— Chanyeol...

⠀⠀Com a reação inesperada do menor, o híbrido de cão já se desesperava dentro de sua cabecinha. Procurava por outros métodos que havia aprendido com Sehun, mas o calor que se localizava em seu rosto não deixava-o pensar direito, principalmente com o olhar confuso e surpreso que Baekhyun lhe lançava. Engoliu em seco, sentindo os olhos marejarem ao passo em que a vergonha de ter sido rejeitado pelo seu amado preenchia-o.

— D-Desculpa, eu só... Eu queria que fôssemos um do outro d-de uma vez! - Disse derramando as lágrimas que se acumulavam em seus olhos, e para o desespero do loiro, não eram poucas.

— O que?? Chanyeol, Chanyeol, não chore! - Preocupado com o híbrido, Baek segurou-lhe o rosto vermelho com ambas as mãos, limpando as lágrimas do grandão que agora respirava fundo. — Fôssemos um do outro? Mas príncipe, de onde você tirou essa idéia? Por quê não conversou comigo?

— O Sehun disse que... Pessoas que se amam cruzam-

— Transam, Chanyeol.

— S-Sim... Ele disse que eu tinha que ser atraente e fazer você parar de me ver como um menininho porque eu já sou grande o suficiente para fazer essas coisas! Você não me acha atraente o suficiente para ser seu namorado, Hyung? - E com um bico sendo formado nos lábios trêmulas, o híbrido voltou a chorar, não suportando a dorzinha que sentia no peito. — Por favor, Baekkie, eu sou tão cheirosinho, e-eu sou atraente!!

⠀⠀E com isso, Baekhyun calou o híbrido desesperado com o indicador sobre os lábios bonitos que ele possuía, segurando a vontade que tinha de apertar o mais novo entre seus braços. Ele era tão precioso! Byun não sabia o que tinha feito de tão bom em sua vida passada para merecer ter aquele menino consigo, e só de pensar em tê-lo, finalmente, como seu namorado, sentia uma felicidade imensa.

⠀⠀Com todo o cuidado e apreciação do mundo, Baekhyun selou ambas as bochechas lentamente, sentindo o gosto salgado das lágrimas de seu garoto, para em seguida limpá-las. Chanyeol mantinha os olhos focados no menor, com os batimentos cardíacos acelerados, esses mesmos batimentos que só aumentaram conforme o loiro aproximava ambos os rostos. O híbrido tremeu, tremeu de nervosismo e totalmente entregue ao momento tão esperado para ambos.

— Chanyeol?

— Hm...? - Disse completamente bobo, sentindo as pernas molengas assim que seus olhos avistaram o sorriso lindo que nascia nos lábios de Byun. À essa altura do campeonato, o híbrido já exalava seu cheiro natural sem vergonha alguma, e só então percebeu que ambas as mãos estavam entrelaçadas.

— Eu te amo.

⠀⠀E então, pela primeira vez, os lábios se juntaram em um selinho cheio de ternura, expressando o amor puro que os dois rapazes sentiam um pelo outro. Chanyeol sentia-se tão entusiasmado ao ponto de gritar, já Baekhyun, estava louco para abusar mais da boquinha de seu menino que esperou tanto para sentir o gosto, não tardando para transformar aquele simples selinho em um ósculo lento e completo de carinho, e meio atrapalhado pela parte do híbrido que era totalmente inexperiente, mas que com o passar com o tempo, iria se acostumando com a sensação que era de ter outra língua dentro da própria boca.

— Baekhyun? - o maior disse abobalhado após se afastarem em busca de ar, ainda de olhos fechados enquanto procurava à cegas pelos lábios do mais velho necessitado, acabando por arrancar uma risada fraca do mesmo assim que os lábios quentinhos tocaram o canto de sua boca.

— Sim, príncipe?

— Eu também te amo, muito, muito, muitíssimo! Obrigado por me amar!

⠀⠀E se beijarem outra vez, até caírem no sofá e permanecerem ali pelo resto do dia, da noite, e da madrugada, somente compartilhando do amor que sentiam, e de carícias.


Notas Finais


BAE: WIN!!!!
e é isso, pessoal, sou tipo o Bill que tem os livros com os piores finais do mundo. enfim, esse aqui é meu xodózinho, pois além de ser a primeira fanfic que consigo escrevê-la até o final sem desanimar, é de minha total autoria!!!!!!!! isso é tão impressionante, estou orgulhosa de mim mesma.

se algum dia alguma pessoa ler isso daqui (KKKKKKKKKK), só gostaria de lembrar que você é muito especial, e desejar um ótimo 2020. Livre de todo tipo de relacionamento tóxico e quaisquer outras coisas que possam te prejudicar. beijos, e até a próxima. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...