1. Spirit Fanfics >
  2. Veloz e Furioso >
  3. "Porquê Eu?"

História Veloz e Furioso - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Eu decidi colocar as entrevistas em português pq dá muito trabalho kkkk

Capítulo 4 - "Porquê Eu?"


Fanfic / Fanfiction Veloz e Furioso - Capítulo 4 - "Porquê Eu?"

14 de Março de 2020 – 19h13min – Toorak Rd. – Cidade de Melbourne, Austrália

 

A Chloe estava com o telefone na mão aberto no Google Maps:

 

Chloe: Gosta de comida vietnamita?

Eu: Não muito.

Chloe: E churrascaria brasileira?

Eu: Falou minha língua. Literalmente.

Carlos: Minha também, amo carne!

Daniel: Acho que pode ser.

Lando: Carne?

Eu: Ei, Lando, comida brasileira não é só carne.

Lando: O que tem de mais?

Eu: Bom, arroz, molho de churrasco, farofa e mais algumas coisinhas.

 

Então o Lando disse enquanto estava dirigindo:

 

Lando: Ok. Me convenceu, vão bora.

Carlos: Arriba!

Daniel: KI KI KI, HEY HEY HEY HEY, HHHRRRUUUAAA!

 

Todos nós rimos e ele dirigiu o carro até uma churrascaria brasileira. Quando chegamos lá, eu recebi uma ligação do Alex.

 

Telefone On:

 

Eu: Alô?

Alex: Oi, Gabi?

Eu: Falaí?!

Alex: Tá fazendo o quê?

Eu: Churrascaria Brasileira. O Lando queria comer alguma coisa, então viemos aqui.

Alex: Posso ir ai também com um amigo meu?

Eu: Claro. Vou te passar o endereço pelo WhatsApp.

Alex: Beleza, tô chegando ai.

 

Alguns minutos depois, eu tomei um susto quando eu vi o “amigo” do Alex. Eu estava conversando com a Chloe normalmente e eu tomei um susto quando olhei pra porta.

 

Eu: Russell?!

 

Na mesma hora, a Chloe olhou pra trás e ela parecia muito mais assustada do que eu estava.

 

Chloe: Desculpa de antemão se alguma coisa acontecer, ok?

Eu: Eu entendo.

 

Então ele chegou na nossa mesa e disse:

 

George: Chloe?! Tá fazendo o que aqui?

Chloe: Me divertindo.

George: Não era pra você estar arrumando suas coisas pra amanhã?

Chloe: George, são 7 horas da noite, não 3 da manhã!

George: E daí? Suas malas não vão se arrumar sozinhas.

Chloe: George você sabe que eu já tenho 18 anos, né?

George: E daí? E você (apontando pra mim), isso foi ideia sua né?

Eu: Eu... Eu...

 

Então o Lando me defendeu dizendo:

 

Lando: George, ao invés de você ficar com esse ciúme todo, por que não senta com a gente e curte um pouco da noite?

Alex: Grande ideia Lando! Vocês já decidiram o que vão pedir?

Lando: Ainda não, mas o nosso guia aqui é o Gabi. Ele que é o profissional em comida brasileira.

Alex: Então, Gabi, o que você indica pra gente?

Eu: Arroz, farofa, muita carne... Só o feijão que eu não sei se é o tropeiro.

Daniel: Tro... o que?

Eu: Feijão Tropeiro é um feijão que vem com linguiça, bacon, couve e outras coisas.

Daniel: Se tem bacon, eu tô dentro.

 

Eu não estava muito confortável vendo o George me olhando a noite inteira.

 

Chloe: Desculpa pelo meu irmão, tá?

Eu: Sem problemas, eu entendo ele.

 

Olhei pro Alex e disse:

 

Eu: Alex, cadê o Max?

Alex: Hotel. Eu convidei ele, mas ele disse que queria dormir pra amanhã.

Eu: Beleza.

 

Terminamos de jantar e eu me despedi da Chloe:

 

Eu: Eu gostei muito da comida. O quê que você achou?

Chloe: Gostei muito. Nos vemos no Barein então?

Eu: É, nos vemos no Barein.

 

Então fomos pro hotel e no dia seguinte viajamos pro Barein.

 

21 de março de 2020 – Cidade de Sakhir, Barein – Treino Classificatório 3 para o Grande Prêmio do Barein de Formula 1

 

Tempo Restante | 00:47

1º George Russell | 1:27,987 | Pneus Macios

2º Charles Leclerc | 1:27,999 | Pneus Macios

3º Lewis Hamilton | 1:28,117 | Pneus Macios

4º Lando Norris | 1:29,552 | Pneus Macios

5º Gabriel Castro | 1:29,587 | Pneus Macios

6º Alexander Albon | 1:30,007 | Pneus Macios

7º Max Verstappen | 1:30,045 | Pneus Macios

8º Carlos Sainz | 1:31,000 | Pneus Macios

 

Narrador: O cronômetro vai zerar, e restam oito carros pra passar. As Ferrari vão ser as primeiras a passar, Charles Leclerc vem pra cruzar a linha de chegada... E ele consegue a volta mais rápida! 1:27,554, pra Charles Leclerc. Carlos Sainz vem pra cruzar... Ele consegue só a segunda posição. 1:27,547.

Comentarista: Muito pouca diferença de tempo entre as Ferrari. Acho que as McLaren vão ter o mesmo resultado.

Narrador: É provável. Lá vem os dois garotos com os carros ingleses. Castro é o primeiro a passar. E ele consegue só a terceira posição. Ainda tem mais uma volta. Cadê o Norris?

Comentarista: O Lando tá nos boxes!

Narrador: Lando Norris nos boxes, isso vai ser muito ruim pra classificação final de hoje! O cronometro zerou! Lá vem as Mercedes! Hamilton cruza, e é o mais rápido! 1:27,500! Lembrando que as Ferrari e o Castro tem mais uma volta. Lá vem as RedBull. Verstappen cruza e é o 4º mais rápido. Albon cruza, assume a 4º posição do Max Verstappen. As Ferraris vão pro box! Vem o Castro... Ele foi o melhor no primeiro setor... Vem pra cruzar, e ele consegue a POLE! 1:27,488! E Gabriel Castro é o mais jovem piloto a largar na pole-position!

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

 

Jeff: Better early than ever, mate! Better early than ever! P1! Absolutely incredible! It’s the Lightning Castro on pole tomorrow! (Melhor cedo do que nunca, companheiro! Melhor cedo do que nunca! P1! Absolutamente incrível! É o Relâmpago Castro na pole amanhã!)

Eu: YEAH! KA-CHOW! Thank you guys! WOOOOOOHOOOOOO! (ÉÉ! KA-CHOW! Obrigado pessoal! WOOOOOOHOOOOOO!)

 

No dia seguinte...

 

Volta: 50/57

1º Gabriel Castro | Tempo para o Líder

2º Lewis Hamilton | +25.880

3º Charles Leclerc | +45.003

(…)

5º Lando Norris | +1:15,880

 

Narrador (David Croft): Gabriel Castro está liderando essa corrida desde o início. A diferença para Lewis Hamilton é de quase 26.0 segundos. Vamos ouvir o rádio:

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

Eu: Ah... I’m losing power... (Ah… Eu tô perdendo potência…)

 

David Croft: Ah não!

Martin Brundle (Comentarista): Que pena!

David Croft: Realmente, ele fez tudo certo o final de semana inteiro, e agora tem um problema com o motor. Vamos ouvir de novo:

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

Eu: Jesus, Jeff, help me please! Let me know if I can do something! (Jesus, Jeff, me ajuda por favor! Me fala se eu posso fazer alguma coisa!)

Jeff: Ok, so, we need FAIL 3. FAIL 03 when you can. (Então, precisamos de FAIL 3. FAIL 03 quando puder.)

Eu: No power! C’mon! (Sem potência! Qual é!)

Jeff: Ok, so, you just need to keep it smooth. Keep it smooth. We’re going to the end. (Ok, então, você só precisa mantê-lo suave. Mantenha-o suave. Nós estamos indo para o fim.)

Eu: Will it get better? (Vai melhorar?)

Jeff: Negative, Gabi, negative. (Negativo, Gabi, negativo.)

David Croft: Desespero do Gabriel. Fez tudo certo, dominou todos os treinos desde sexta-feira, e agora corre risco de perder o Grande Prêmio do Barein.

 

Alguns momentos depois...

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

Jeff: Ok, so, at the moment ERS has failed. (Ok, então, perdemos o ERS.)

Eu: Yeah, I can see the battery, is not charging. (É, eu consigo ver que a bateria não tá carregando.)

 

David Croft: Está confirmado o problema. Falha no Sistema de Recuperação de Energia, o ERS (sigla de “Energy Recovery System” em inglês).

Martin Brundle: São 160 cavalos de potência que ele não possui mais.

David Croft: Exato, Martin.

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

Eu: C’mon, Ayrton, don’t let me down! (Qual é, Ayrton, não me deixa na mão!)

 

Eu tava desesperado falando com o Jeff:

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

Jeff: HPP POSITION 14! (HPP POSIÇÃO 14!)

Eu: Yeah, but I... I... Jesus Christ! I can’t go through the 6th gear. I’ll try anyway. (É mas, eu... Eu... Jesus Cristo! Eu não consigo passar da sexta marcha! Eu vou tentar de qualquer forma.)

Jeff: Keep calm, Gabi. We just need the car home. Hamilton +24,7 behind. (Mantenha calma, Gabi. Só traga o carro pra casa. Hamilton +24,7 atrás.)

Eu: Ok, I’ll try. (Ok, eu vou tentar.)

 

David Croft: Ele tá quase chorando no rádio.

Martin Brundle: Crofty, eu já passei pelo o que ele tá passando. Eu tenho certeza que ele tá desesperado por potência no motor.

 

À medida que o Jeff ia me falando a distância em relação ao Hamilton, eu realmente chorava mais.

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

Jeff: Hamilton, closing. Gap is +17,0 seconds. (Hamilton, chegando, a distância é de +17,0 segundos.)

Eu: Jeff, stop... (Chorando) Let me race alone... Ok? (Jeff, para… [Chorando] Me deixa sozinho… Ok?)

Jeff: Copy. (Copiei.)

 

Oito voltas depois...

 

Volta: 57/57

Volta Mais Rápida | 1º Gabriel Castro | Tempo para o líder

2º Lewis Hamilton | +0.542

3º Charles Leclerc | 20,123

 

Eu já conseguia ver o Hamilton no meu retrovisor. Eu estava quase no final da volta. Quase chegando na última curva. Quando eu olho, o Hamilton tinha colocado por dentro na última curva pra ultrapassar. Eu não podia fazer nada.

 

David Croft: Eles vem pra última curva! E o Hamilton ultrapassa...

Martin Brundle: Ah, não!

David Croft: E Lewis Hamilton vence o Grande Prêmio do Barein... Mas, Gabriel, você ainda conseguiu um milagre! Manter o Hamilton atrás até a última curva da última volta.

Martin Brundle: Tem razão, Crofty.

 

Rádio de Equipe | Mercedes | Lewis Hamilton:

Peter Bonnington (Engenheiro do Hamilton): GET IN THERE LEWIS! Absolutely, great overtake! That is the best win of the year, I can presume. Excellent! (TOMA ESSA LEWIS! Absolutamente incrível a ultrapassagem! Essa foi a melhor vitória do ano, pelo o que posso presumir. Excelente!)

Lewis Hamilton: WOAH! THAT’S WHAT I’M TALKIN’ ABOUT GUYS! Great effort! Thanks very much! (WOAH! É DISSO QUE EU TÔ FALANDO PESSOAL! Grande esforço! Muito obrigado!)

 

Croft: Vamos ouvir o rádio do Gabriel.

 

Rádio de Equipe | McLaren | Gabriel Castro:

Jeff: I’m so sorry... Gabi. I am really sorry for... (Eu sinto muito… Gabi. Eu sinto muito pela...)

Eu: Save them. (Chorando) Do you have something to say to take this moment any better? (Salve elas. [Chorando] Você tem algo a dizer para deixar esse momento melhor?)

Jeff: I do not think so... (Eu acho que não...)

Eu: Then just save your words. (Então salve suas palavras.)

Jeff: Ok, so, once you come to the pits, switch off. I am really sorry. (Ok, então quando você chegar ao boxes, desligue o carro. Eu realmente sinto muito.)

 

Quando cheguei no box, desliguei o carro e fui pra entrevista no parque fechado. Quem faria a entrevista seria Martin Brundle, ex-piloto de Formula 1, e comentarista na rede de televisão Sky Sports. Depois que o Hamilton deu a entrevista, o holandês me chamou e perguntou:

 

Martin Brundle: Gabriel, corrida muito boa que você dirigiu hoje, você mereceu a vitória, mas infelizmente aconteceu essa falha no motor. Claro que você se sente decepcionado, mas o que você pode dizer sobre isso?

Eu: Não muito. [Enxuguei minhas lágrimas e continuei] Claro, é muito lamentável o que... O que aconteceu e talvez a gente possa... Pra ser sincero, eu não sei o quê dizer...

Martin Brundle: Ok, não vou te incomodar muito, Gabriel, pode ir pra pesagem. Lewis. Uma vitória muito sortuda hoje, você acha que se não fosse pelo problema no motor da McLaren, você poderia ter ficado em segundo uma semana atrás do Castro?

Lewis Hamilton: Sim, eu acho que eles fizeram um excelente trabalho nesse fim de semana, e temos que tomar cuidado, porquê é uma grande equipe e não queremos ficar pra trás.

Martin Brundle: Quando você viu o Gabriel no horizonte, você pensou que poderia não ganhar a corrida, mesmo estando mais rápido?

Lewis Hamilton: Você sempre tem que pensar em todas as possibilidades. E você sempre tem que ser otimista, você sempre quer ganhar, mas tem vezes que pode ser que você não ganhe. Acho que hoje nós tivemos umas estrelas sortudas sobre nós hoje.

 

Eu estava escutando aquilo e quando ele terminou de dizer aquela frase eu disse em voz alta:

 

Eu: Só pode estar de brincadeira!

 

E saí dali e fui pra pesagem. Quando cheguei na sala do pódio, eu fiquei sentado enquanto o Lewis e o Charles conversavam. Quando nos chamaram para o pódio, o Hamilton saiu primeiro, e depois eu. O inglês, lógico, estava pulando de felicidade. Eu nem esbocei muitas reações. Mas eu pelo menos cumprimentei o pessoal da equipe.

No meio do hino da Alemanha, o Hamilton chegou no meu ouvido e disse:

 

Hamilton: Desculpa, por te ultrapassar. Mas você tava lento demais. O que aconteceu?

 

Então eu disse:

 

Eu: Cara, onde você vive? Eu tive um problema no motor!

Hamilton: Ah, tá. Eu não sabia.

 

Fiquei surpreso com aquilo. Depois da entrevista oficial, eu fui pra área de imprensa do circuito.

 

Will Buxton: Desculpa por te incomodar, mas, você pode dizer pra gente o que aconteceu na pista hoje?

Eu: Não, não incomoda, mas eu acho que não foi erro da equipe, lógico, fizemos um fim de semana perfeito, até a corrida, e eu acho que poderíamos realmente ter saído daqui do Barein com uma vitória, mas... Fizemos uma boa corrida, de qualquer forma.

Will Buxton: Pelo o que nós vimos até aqui nessas duas primeiras corridas, vocês demonstraram que querem desafiar a Mercedes, Ferrari e a RedBull. Já é a hora de pensar na possibilidade de um de vocês, ou o Lando, ou você, obviamente, de brigar pelo título de pilotos? Ou de dar um título de construtores à McLaren que não ganha esse troféu desde 1999?

Eu: É, sim, a partir do momento que você começa a brigar com as equipes de ponta pela vitória, você sempre pensa na possibilidade de brigar pelo campeonato. Mas esse ano vai ser longo, e eu espero que possamos ter uma briga excelente no campeonato de construtores e de pilotos até Abu Dhabi.

Will Buxton: Obrigado, Gabi!

Eu: De nada!

 

Quando acabou tudo, o Lando me disse que estava indo pro hotel. Mas eu disse pra ele que ficaria mais um pouco no circuito. Então eu fui pra mureta do box e fiquei parado, sozinho, observando o  meu carro que estava dentro da garagem.

 

P.O.V. da Chloe:

 

Algumas horas antes...

 

Foi uma boa corrida pros padrões da Williams. Terminamos em 13º lugar, largando de 20º. Então o meu engenheiro me disse pelo rádio a classificação final:

 

Paul: Ok, Chloe. Great race. Great effort. So, positions: Hamilton, P1; Castro, P2; Leclerc, P3. Your brother finished P4.

Eu: What happened to Gabi? (O quê aconteceu com o Gabi?)

Paul: I think he had an engine failure. (Eu acho que ele teve uma falha no motor.)

Eu: Oh, he’s gonna be pretty disappointed. (Oh, ele vai ficar muito decepcionado.)

Paul: Yeah, I’m sure about this. (É, eu tenho certeza disso.)

 

Depois que o pódio acabou, eu procurei o Gabriel por todo o paddock mas não achei. Perguntei aos meninos se eles sabiam, mas...

 

Daniel Ricciardo: Ele deve estar na coletiva.

 

5 minutos depois...

 

Charles Leclerc: Não sei, ele sumiu depois da coletiva.

Lewis Hamilton: Ele sumiu.

Carlos Sainz: Eu não faço ideia.

 

Finalmente, eu tive uma ideia de onde ele estaria:

 

Lando Norris: Ele disse pra eu ir indo pro hotel. Ele iria depois. Disse que precisava de ficar um pouco sozinho.

Eu: Alguma ideia de onde ele pode estar?

Lando: Não faço a mínima. Mas eu vi ele saindo pra dentro da garagem. Deve estar dentro dos boxes.

Eu: Brigado, Landinho.

Lando: De nada!

 

Então eu entrei nos boxes da McLaren e procurei o Gabriel. De repente escuto uma voz longe dizendo:

 

Gabriel: Procurando alguém?

Eu: Ah, você tá aí!

 

Ele mexeu a boca numa espécie de um sorriso.

 

Eu: Tô procurando você por todo o paddock.

Gabriel: Decidi ficar um pouco sozinho. Precisava de pensar um pouco sobre o que aconteceu hoje. Eu tenho certeza que eu fiz alguma coisa errada.

Eu: Tenho certeza que isso não é verdade.

Gabriel: E como você pode estar tão “certa” sobre isso?

Eu: Você é um excelente piloto. Não cometeria um erro bobo que custaria a sua corrida. E além do mais, essas coisas acontecem.

Gabriel: Mas por que eu?

Eu: Porque pode acontecer com qualquer um.

Gabriel: Será?

Eu: Olha, se tá pensando em alguma marcha errada que passou, uma aceleração que não deveria ter feito, esquece. Se culpar pelo o que aconteceu não vai adiantar de nada.

Gabriel: Mas eu queria ter ganho.

Eu: E quem disse que você não vai ganhar uma corrida? Pode ter certeza que você vai! Mas, ficar se culpando não vai adiantar de nada. Bola pra frente. Ainda restam 20 corridas pra você tentar ganhar.

Gabriel: Tem razão, obrigado.

 

Eu percebi que estávamos nos aproximando, e quando percebemos estávamos nos beijando. Quando nos separamos, ele olhou pro lado, e vermelho de vergonha, disse:

 

Gabriel: Aham, aham... Desculpa.

Eu: Desculpar do que? Eu gostei!

Gabriel: Sério?

Eu: Sério. Agora vamos embora, antes que o meu irmão chame o Serviço Secreto Britânico pra me procurar.

 

Ele riu e disse:

 

Gabriel: Tá bom.

 

Então o Lando apareceu atrás de mim, e rindo, ele disse:

 

Lando: Não é só o George que vai ficar com ciúmes, eu também vou, se você roubar meu companheiro de equipe.

 

Bom... Acabou pelo Barein, próximo desafio? Vietnã. Circuito Urbano de Hanói.

 

continua.............


Notas Finais


Até o próximo capitulo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...