1. Spirit Fanfics >
  2. Ven Paraguai >
  3. Papi

História Ven Paraguai - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa história tá horrível

se encontrar algum erro não tenha vergonha de me dizer afinal eu é que devia ter vergonha na cara

Boa leitura 💙

Capítulo 1 - Papi


Fanfic / Fanfiction Ven Paraguai - Capítulo 1 - Papi

O aroma a incenso era forte e dominava o cómodo, mas não era tão forte quanto às mordidas que eram distribuídas na pele tricolor do boliviano ou possuía a habilidade de dominância de Paraguai.

Os dentes aguçados quase  perfuravam a pele do mais baixo de tão fundo que iam. A intenção do Paraguaio era de marcar o máximo de território possível, queria mostrar que Bolívia lhe pertence e a mais ninguém, foi então que mordeu o ombro do outro de maneira firme no intuito de deixar uma marca que mostrasse ao mundo que o menor já tinha '' dono''

~ Ah... Pa-paraguai vai con calma~Bolívia pediu ofegante, apesar de gostar da agressividade do outro nestas ocasiões não iria admitir isso em voz alta, mesmo que quisesse era difícil construir uma frase sem gaguejar com as mordidas do Paraguaio pelo seu pescoço.

Mal o boliviano sabia que a sua súplica tinha sido ignorada, o mesmo sentiu uma das mãos grandes e frias do outro alcançar um dos seus mamilos e começar a acaricia-lo, em simultâneo com a sua outra mão Paraguai abriu as calças do mais baixo retirando as peças que cobriam a  zona privada do boliviano dando início a uma masturbação de velocidade mediana

~ Tá gostando?~Perguntou o Paraguai aumentando a velocidade.

~ Sí... Ah ~O menor respondeu e logo em seguida tomou os lábios do outro num beijo onde as línguas lutavam pelo controlo fazendo os dois soltarem gemidos em meio ao ósculo.
Bolívia estava perto do seu ápice e Paraguai percebeu isso pelo fato do membro do outro pulsar loucamente em suas mãos, foi então que separou o beijo e parou os movimentos deixando o outro a sua frente confuso.

~ Porque parou?~Bolívia perguntou meio desconfiado e  ofegante

~ Achou mesmo que só você ia se divertir  ~ O Paraguaio disse olhando para o seu namorado de um jeito que fez o mesmo perceber o que aconteceria daqui para a frente, antes que podesse responder foi virado de costas ficando de quatro para Paraguai que não aguentou e deu um belo tapa nas nádegas volumosas do Boliviano que gemeu com o ato repentino.

~ Você é uma delícia sabia disso Bolívia. ~ Essa simples frase foi suficiente para deixar o menor corado, não sabia que deixava o outro tão louco assim.Antes que podesse continuar com a sua linha de pensamento sentiu os dedos de Paraguai na sua entrada.

~Paraguai ... Ahh... Humpf... Nghh~Bolívia tentava conter os seus gemidos colocando o seu braço na frente da boca, afinal não queria acordar os vizinhos. 


Os movimentos continuaram até Paraguai sentir que o outro estava alargado o suficiente, retirou os dedos ouvindo um muxoxo de desaprovação do Boliviano que o fez soltar uma risada baixa. Aproximou-se do ouvido do namorado e sussurrou

~Agora vem minha parte favorita ~Disse enquanto abria as próprias calças retirandas junto com a roupa interior deixando com o seu membro bem dotado e ereto à mostra.

~ A parte em que eu te fodo e tu geme meu nome bem alto ~Completou a frase dando exalte no "bem alto"

~ Ven Paraguai ~ O menor disse se erguendo um pouco mais ficando com as nádegas empinadas

~ Me foda  com esse seu pau grosso  ~ Depois da frase de resposta de Bolívia, Paraguai entrou com tudo fazendo os dois gemerem de prazer pois logo na primeira investida o mesmo havia acertado o ponto doce do outro.
Paraguai nem esperou o outro se acostumar, metia num ritmo mediano acertando a próstata a cada investida fazendo Bolívia gemer alto  um monte de coisas sem sentido
A esta altura eles já não se importavam se os vizinhos ouviram alguma coisa pois aquilo estava tão bom que até esqueceram disso

~Papi... Ahh... va-va-i... M-más rápido... AHHH ASÍ~Antes que Bolívia acabasse de falar, Paraguai já tinha aumentado o ritmo das entradas e saídas. Os dois já perderam a sanidade principalmente o Paraguaio que agarrou o pescoço de outro o apertando, pois sabia o quanto Bolívia adorava aquilo. Iniciaram mais um beijo apaixonado e lento para que podessem explorar cada canto da boca um do outro mais uma vez naquela noite. Infelizmente tiveram que se separar pela falta de ar. 

~Me... chama assim... de novo vai~O Paraguaio se prenuncia com a respiração fora de ordem acertando o ponto doce de Bolívia mais uma vez 

~PA-Pi... AH...FÓLL-AME... ASÍ... AI PARAGUAI ~O mais baixo começava a sentir lágrimas de prazer descerem pelo o seu rosto e a garganta arder de tanto gritar o nome do Paraguaio que olhava para ele apenas apreciando a vista paradisíaca do menor tão submisso a si. 

Os gemidos, as declarações de amor e as expressões faciais que o boliviano fazia foram fatores para que Paraguai sentisse o seu ápice chegar e Bolívia não estava diferente, cada vez que o membro colossal de Paraguai atingia o seu ponto doce sentia que ia gozar a qualquer momento
E esse momento era agora

~E-eu... v- vou goz-zar... AHHH! ... Paraguai! ~

~Eu...ta-também!...Caralho! ~Depois de se pronunciar Paraguai deu uma última estocada funda e gozou dentro de Bolívia que gritou o nome do namorado repetidamente chegando ao seu ápice logo depois.Continuaram naquela posição por mais um pouco, pois parcia que a entrada apertada de Bolívia não queria deixar o outro sair tão cedo. O Paraguaio retirou-se finalmente de dentro do seu amado e deitou-se ao seu lado acariciando a bochecha do mesmo. 

 

~Quer que eu te leve para o banho ~Quanto aquela pergunta Bolívia só conseguiu abanar positivamente a cabeça envergonhado por nem conseguir andar para  dirigir-se ao banheiro ou conseguir responder verbalmente a pergunta anterior.Em fim foi pego ao colo por Paraguai que sussurrou no seu ouvido

~Te amo meu gostoso ~

~Eu também te amo papi~


Notas Finais


Obrigado por ter lido
Até a próxima 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...