1. Spirit Fanfics >
  2. Vendida >
  3. Capítulo 5

História Vendida - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Mulheres são como a Lua: com suas fases, às vezes ficam escondidas, mas nunca
perdem seu brilho encantador
Desconhecido

Capítulo 5 - Capítulo 5


Chega o dia do primeiro jantar, Bulma sentia um frio no estômago , pediu que uma maquiadora viesse a ajudar com penteado e maquiagem. Ela decidiu se dar ao luxo de ter um mimo, sem contar que a ocasião pedia algo mais sofisticado.

Perto da hora da maquiadora chegar ela tomou um relaxante banho de banheira, colocou um roupão felpudo enquanto esperava. A maquiadora chegou pontualmente, seguiu direto para o quarto de Bulma como ela informou aos empregados. Para esse primeiro jantar Bulma preferiu usar o vestido chumbo, optou por uma maquiagem com os olhos marcados nos tons preto cinza e prata e nos lábios um Baton vermelho, de início Bulma achou chamativo, mas o vermelho tornava o visual mais sensual, e quebrava um pouco a escuridão do look.

Bulma não pode negar que era gostoso sentir se como uma barbie. As joias escolhidas foram um bracelete em ouro branco e um par de brincos de Brilhantes, isso foi suficiente para não exagerar no brilho, pois no vestido haviam pedrarias. Os cabelos foram modelados de maneira mais simples, levemente cacheados nas pontas formando uma linda moldura final.

Assim que ficou pronta ela desceu para esperar por Vegeta, assim que ele desceu ela se surpreendeu com ele, estava belíssimo, num terno escuro bem ajustado, por mais que ela já o tivesse visto com terno e gravata, aquela noite ele parecia excepcional. Ele reparou que ela o olhava e sorriu de lado fazendo com que ela desviasse o olhar para um espelho ao qual ela estava de frente.

-Pensei que Eu ia ter de lhe esperar!

- Ah...A maquiadora foi bem rápida!

- Ela fez um ótimo trabalho! Você está linda! Gosto de te ver de cabelos soltos!

Bulma sentiu seu rosto queimar imediatamente, e olhando para si mesma através do espelho viu que as bochechas estavam rosadas. Ela notou que ele fez questão de detalhar o que tinha gostado, não foi apenas um elogio genérico.

-É...Você também está muito bonito!

Ele se aproximou por trás dela fazendo com que Bulma sentisse um arrepio percorrer a sua espinha.

-Fazemos um belo casal! -diz enquanto apoia a mão na cintura de Bulma.- Relaxa! Não vou fazer nada!- Ele acrescenta ao sentir o nervosismo de Bulma ante a sua aproximação súbita.

Ela puxa o ar profundamente, era um mecanismo que ela usava para buscar a calma.

- Que algo para beber antes de sairmos?

Bulma fica surpresa , mas aceita.

-Posso beber um pouco de vodka com gelo?

- Um pouco forte para uma garota!-Vegeta diz com ar zombeteiro.

- Forte para uma garota forte! – Ela rebate imediatamente em tom de brincadeira fazendo Vegeta sorrir de volta.

-É assim que quero você essa noite! Não quero que pareça uma múmia ao meu lado! Interaja com os convidados...Seja você!

- Ah...sim... Mas quando perguntarem que sou eu? Ou o que faço lá?

-Oras, Você é minha futura noiva! Filha do Senhor Briefs, a maioria lá conhece seu pai, sabem que ele se afundou, mas não deixe que isso te abale!

- Ah ótimo! Vão achar que eu estou tentando dar um golpe!

- Pouco me importo! Você sabe a realidade e isso basta! No mais eles não mordem! Ah! Mais uma coisa! Não exagere na bebida! Não quero que saia de lá bêbada!

-Sim mestre!-Bulma fala de forma levemente debochada.

Após beberem eles finalmente seguem para o jantar. Era aniversário de casamento de um dos investidores do cassino.

Ao saírem do carro Vegeta pega na mão de Bulma, mas dessa vez ela estava mais relaxada, talvez graças a bebida. De início ela se sentiu um pouco retraída, mas logo se sente mais a vontade, Vegeta a tratava como igual, as mulheres elogiaram o gosto dela pelo vestido, falavam de sua beleza e jovialidade. Ela sentia também os olhares de alguns homens, alguns eram até casados.

Após o jantar houve uma espécie de renovação de votos, Bulma aproveitou o momento para contemplar a visão da varanda do local, dava para uma belíssima praia, uma brisa suave tocava sua face e balançava suavemente as cortinas leves do lugar trazendo aquele aroma praiano. Ela estava absorta em seus pensamentos e não notou quando ele a abraçou de leve pelas costas.

- Calma!- Ele sussurrou em seu ouvido. – Sou eu!

- Eu me assustei...

- Você foi incrível!- Ele continuo a falar baixo para que só ela ouvisse.

Logo ele passou para o lado dela é ficou observando a visão que ela tinha do local por algum tempo.

-O que procura?- Ele questiona confuso.

-Nada...São apenas lembranças...

-Espero que boas!

- Sim! Meu pai festejou aqui os dez anos da empresa! Eu lembro que era criança! Teve uma queima de fogos linda aqui na praia! Foi incrível! Lembro da minha mãe ajudando a organizar, foi uma loucura!

-Deve ter sido um espetáculo em tanto!

- Sim...sim...- os olhos dela lacrimejaram com a lembrança.

Vegeta segurou a mão dela fazendo com que ela se voltasse para ele.

-Essa empresa era muito importante pra você...Não é?

- Sim...Muito!

-Sinto por você que as coisas não tenham ido da forma que você imaginou que seriam...

- Obrigada!

- Quer ir pra casa?

- Com certeza! Meus pés estão me matando!

Eles se despedem dos anfitriões que elogiam muito a simpatia de Bulma e finalmente eles deixam o restaurante, ela pensa que eles entrariam no carro, mas Vegeta a leva na direção da praia.

- Tire as sandálias! Andar na areia da praia ajuda aliviar as dores dos seus pés !

Bulma olha para ele com estranheza, mas sorri e obedece e pisa na areia é sente seu pés se relaxarem sob a areia, ela então sobe seu vestido até a coxa e segue da areia até a beira do mar, brinca com as ondas cuidando para não molhar o vestido. Por alguns minutos ela se permite esquecer dos problemas.

Vegeta a observa de longe, ela ficava linda a luz do luar, as pedras do vestido refletiam o brilho lunar é faziam o rosto de Bulma ficar iluminado.

Ela o vê distante a observa-la, parecia tão tranquilo quanto ela, com os braços cruzados contra o peito enquanto a aguardava. Começa a soprar um vento bem gelado o que faz com que Bulma saisse da Beira do mar e fosse de encontro a ele que percebendo que a garota sentia frio tira o terno para que ela se aquecesse.

-Como estão seus pés?

-Muito melhor! Obrigada pela dica!- Ela responde forma sincera.

Eles enfim entram no carro e retornam para a Mansão, Bulma se sentia diferente do que imaginava que sentiria. Até que o evento tinha algo legal, apesar dela mal conhecer as pessoas todos foram bem simpáticos. Ela se perguntava se ela trilharia um caminho similar se tivesse assumido a empresa de seu pai. Após tirar toda a maquiagem e tirar todo o laque que ajudava a segurar os cachos ela estava tão exausta que adormeceu rapidamente numa noite sem sonhos.


Notas Finais


Obrigada por ler!! ♥️♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...