História Vendido - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Itachi Uchiha, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Obito Uchiha (Tobi), Sasori, Yahiko, Zetsu
Tags Akatsuki, Amizade, Amor, Gay, Hidan, Itadei, Kakuhida, Kakuzu, Kisaita, Konan, Konoha, Lemon, Máfia, Obito, Pain, Sasodei, Tobizet, Vendido, Yahiko, Yaoi
Visualizações 195
Palavras 1.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá!!
Finalmente estou de ferias! UHU!
e a demora para postar era essa mesma, muitaaa provaa aaa faculdade mata hahah
bom, espero que gostem do capitulo XD

Ah, ouçam "Daddy Issues- The Neighbourhood" combina supeer com esse capitulo hehe
podem até pesquisar a letra eu ameyy <3

kisses e...
Boa leitura!

Capítulo 20 - Sentimentos confusos


“Essa ruiva só pode estar louca das ideias!’

Dentro do carro o albino estava em uma guerra com seus próprios pensamentos enquanto estava com a cabeça encostada na janela olhando as paisagens rotineiras do lado de fora.

“Eu? Apaixonado pelo Kakuzu?”

Ele olha de relance para o motorista, vulga-se Kakuzu e tudo o que disse para Karin alguns minutos atrás voltou em sua mente como um raio.

“E o pior que ele me deu um orgasmo maravilhoso! Nunca vou esquecer aquele dia...e, ele é um grande idiota que sabe exatamente onde me tocar e me beijar quando transamos... argh odeio ele!!”

Hidan sentiu suas bochechas esquentarem e nem precisou olhar no espelho para saber que estava corado, não sabia da onde tinha tirado tanta coragem para falar aquilo com tanta naturalidade, mas se amaldiçoou depois ao ver a cara de pervertida da ruiva.

O Kinoshita nunca parou para a analisar seus próprios sentimentos a respeito do que está vivendo agora, tinha dias que ele preferia acordar em sua cama dura e desconfortável do que acordar em uma macia e confortável de um desconhecido. Oras, quando acordava em sua dura cama ele tinha o direito de ir e vir e fazer o que queria o dia todo, mas agora ele tinha que obedecer o mais velho e não pode sair sem o consentimento do outro, é irritante!

“Mas não vamos esquecer as noites de prazer que esse desconhecido lhe proporcionou não é mesmo?!” - Uma parte de seu pré-consciente o trapaceava

Hidan mordeu a ponta de seu dedo com essa lembrança, tinha esquecido essa parte “importante” da história.

“E quando ele se vingou com o seu pai, você deve isso a ele certo?!”

O homem quis dar um tapa em sua própria cabeça, mas se segurou pois isso faria Kakuzu se assustar e perguntar se ele estava bem,e ele não queria puxar papo.

“Kakuzu é um grande, quer dizer, enorme idiota! Eu odeio ele por ter me comprado e me chamar toda hora que eu sou propriedade e mercadoria dele! Eu não sou desgraçado!!”

O albino soltou o ar pelas narinas e revirou os olhos.

“Mas ele me ajudou a superar o medo que eu tinha do meu pai, se vingou por mim...ele me faz rir e me faz sentir bem...mesmo sendo um completo idiota...”

O rapaz sorri minimamente.

“Mas eu só gosto dele assim porque eu vivo com ele...parecemos casados até...conheço os defeitos dele, mas não todos...Ah! caralho eu estou tão confuso!”

Hidan estava tão concentrado em sua confusão mental que nem percebeu que tinham chegado em casa.

-Ham...Hidan...-O moreno cutuca sua bochecha fazendo o outro despertar e o olhar assustado

-S-sim?-Ele treme

-Chegamos- O outro ri pela atitude do menor e sai do carro

Ele olha o maior entrando dentro de casa e dá a sua palavra final

“Não tem como eu me enganar mais, não mais!”

-Eu estou apaixonado por esse idiota.

Hidan colocou ambas as mãos na cabeça e a balançou negativamente e começou a rir como um psicótico.

-Não posso...tenho que contar isso!

“Já chega”

Ele sai do carro e caminha em passos largos até dentro de casa onde estava Kakuzu checando algo em seu smartphone.

-Eii!!- Hidan entra ofegante como se tivesse corrido uma maratona

-Sim?- Kakuzu levanta a cabeça e se surpreende com a situação do rapaz- Hidan? Está se sentindo bem?

-Seu idiota! Incompetente! – O albino empurra o outro

-Ei! O que aconteceu?!-O moreno o segura pelos braços

-Aconteceu que eu estou completamente apaixonado por você!!

Hidan quase grita ao dizer essas palavras deixando o outro sem reação

-E isso está me deixando louco!! Eu não consigo pensar direito, comer, nem tomar decisões sem que você apareça na minha mente seu desgraçado!

-Hidan...eu...

-Cala boca!! Eu nunca senti isso direito está bem?! A única pessoa que eu gostava pra caralho era minha mãe, apenas ela!! E dai você apareceu do nada e confundiu toda a minha cabeça, eu tomo decisões que nunca tomaria só por sua causa, eu sinto coisas que nem nos meus sonhos eu sentiria só por que você me toca e me beija, isso era estranho para mim mas eu não consigo te largar!! Você é a porra de uma droga que eu estou viciado!!

Hidan tinha o rosto vermelho e estava ofegante após falar tudo que estava enterrado apenas no seu subconsciente.

Kakuzu o encara sem saber o que dizer, nunca esperava essa reação do albino, muito menos essa declaração assim no nada.

Mas fez uma coisa, sorriu.

Sorriu quase mostrando seus dentes perfeitos.

-Eu não esperava isso de você...caramba, você é uma caixinha de surpresas em Hidan- homem balança a cabeça ainda sorrindo

-Mas eu não quero sentir isso caramba!

O menor trinca os dentes fazendo o sorriso do outro desaparecer

-Eu preciso pensar...pensar o que eu estou fazendo da minha vida, as decisões que estou tomando...tudo!

-Eu não vou te forçar a nada Hidan...Você sabe...-Kakuzu desvia o olhar

-Mas eu preciso pensar sobre isso longe de você!

-Longe...? -O moreno levanta uma sobrancelha

-Sim...longe de você, dessa casa...de...de tudo que me lembre você entendeu?! Se eu pudesse voltar para o meu antigo apartamento...

O albino olha piedosamente para os olhos verdes do homem a sua frente

-Mas...você vai embora? Vai me deixar? -Uma linha apareceu entre suas sobrancelhas

-Pensar...e ficar sozinho...é o que eu preciso...

O albino sentou-se na poltrona e passou a mão em seus cabelos os bagunçando-os 

Kakuzu o fitou e apertou os lábios tomando sua decisão

-Tudo bem... é o que você quer, eu permito que você saia.

 

**

-E foi isso o que aconteceu Karin! Está satisfeita agora?!

Depois de contar toda a história para a ruiva e ficar vermelho outra vez ao se lembrar da declaração que fez ao outro homem a mulher finalmente balançou a cabeça positivamente.

-É por isso que estou morando nesse apartamento perto do trabalho, o Kakuzu não quis que eu voltasse para a minha antiga casa...

-Eu estou de cara... por que vocês não se pegaram loucamente depois dessa declaração?! Que complicado...-A mulher revira os olhos

-Você é idiota?! Eu acabei de falar que eu tenho que pensar sobre tudo o que eu sinto por ele!

A ruiva se senta no sofá novamente

-Então, sua opinião mudou em relação a ele?

-Só se passou dois dias desde que eu saí da casa dele oras!!

A ruiva levanta novamente e abre as cortinas da sala.

-Eu já casava com ele!! Ele te deu logo a cobertura desse apartamento! – Ela sorri olhando para a cidade iluminada de noite- a vista é maravilhosa e tudo aqui é tão lindo...você tem uma puta sorte Hidan...Ele é rico, gostoso, faz tudo o que você quer, teve ter um pauzão e uma pegada...ai parei!-ela estremece

Hidan olha a paisagem também e suspira olhando seu reflexo através do vidro

-Mas e se não existisse Kakuzu? E se ele não tivesse me comprado? E se nada disso acontecesse?

-Aí você estava fodido mesmo- A ruiva o olha

“Nos conhecemos quando crianças...mas porque ele não gosta de tocar nesse assunto?”

-Vou dormir...está tarde- Ele fecha as cortinas-Vai para a casa que amanhã tem trabalho!

A ruiva revira os olhos mas sai acenando e se despedindo por contragosto.

-Sozinho novamente...

O albino se arrasta até o seu quarto apagando as luzes pelo caminho.

-Que quarto grande...

Ele tira a camisa e vai até a varanda sentindo o vento frio da noite bater em seu peito nu e bagunçar seus fios brancos.

O albino suspira e fecha a porta de correr de vidro mas deixando sem as cortinas, fazendo as luzes da cidade noturna iluminar um pouco o quarto, então tira as calças e escorrega para de baixo das cobertas de sua confortável cama.

Sozinho.

Ele passou quase toda a sua vida sozinho, mas porque nesse momento ele se sentia mais sozinho ainda?

Então virando-se de lado e abraçando o outro travesseiro ele finalmente deixa o sono o invadir por completo. 


Notas Finais


Se preparemmmmmmmm heheh
eai curtiram? Prox capitulo tem Itachi e Kisame uhu e outros casais~
Não esqueci deles não haha só estava mais focada no principal mesmo <3

Kisses no Kokoroo e Até o prox capitulo anjos e anjas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...