História Vênus - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Visualizações 38
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Alone


[Porão]

- Ai, ai... Nada melhor pra comecar o dia do que um belo bolinho recheado, um livro gostoso e várias postagens de famosos pra eu stalkear. - Quando Alexy disse, Priya e eu nos olhamos rapidamente.

- O que vocês pretendem fazer final de semana? - Rosa nos questiona.

- Não é da conta de ninguém aqui. - Uma voz rouca soou do canto do cômodo.

- Como sempre você é um amor, Castiel... - A bela jovem ironiza.

- Eu ainda não sei. - Priya toma a frente e responde.

- E eu idem. - Respondo logo em seguida.

- Armin quer me mostrar um jogo novo... - Kentin não parece feliz com sua programação.

- Infelizmente, eu fui um dos escolhidos pra ajudar na decoração, limpeza e cantina para os jogos semana que vem. Pelo menos vou poder trabalhar com uns gatos de outros colégios.

- Eu também vou trabalhar aqui! - Kim está muito animada.

[...]

Ao final da tarde, encontrei com Priya na saída, pois como havíamos combinado anteriormente, iríamos para a casa dela.

Como a mesma havia dito, a casa dela era bem próxima de Sweet Amoris, não sabia que ela estava falando tão sério. Sua casa é apenas um quarteirão depois.

Entrei na bela casa tingida de branco, nunca havia visto antes uma casa tão bela e limpa como esta.

Aparentemente não havia ninguém, então ficamos ali na sala mesmo conversando enquanto a dona da residência foi preparar alguns petiscos.

- Agora me conta. Como você vira a Vênus?

- Apenas duas maquiadoras, minha banda, minha família e um apresentador de TV sabem a verdade. A transformação acaba sendo um trabalho em equipe.

- Cada um faz sua parte pra manter em segredo.

- Eu coloco as lentes e a peruca. As maquiadoras tentam mudar um pouco o formado do rosto com o contorno, tiram as sardas, escondem as tatuagens...

- Qual o papel dos outros?

- Meu pai normalmente marca vôos de madrugada pra evitar furdunço, a banda sempre pega vôos comigo e entram na frente das câmeras e Stan sempre consegue fazer perguntas que tiram o foco sobre tudo isso.

- Ou seja, o cara que te entrevistou aquele dia...

- Ele também sabe.

- Que coisa de doido. - Ela coloca alguns lanches sobre a mesa.

- É doideira demais! Você não sabe como é subir no palco e ouvir as pessoas gritarem seu nome...

- Não posso nem imaginar! - Ela sorri doce.

- O mais estranho disso é ver Alexy falando de "mim", sem saber que está falando de mim...

- Ele realmente gosta bastante de "você"... - Ela pega em minha mão. - Mas eu sei que ele provavelmente gosta mais de VOCÊ.

Fiquei conversando com Priya por muito tempo, sinto que desde que cheguei nessa cidade ela foi a pessoa em que eu mais pude confiar.

- Você confia na Rosalya? - Pergunto como quem não quer nada.

- Por que?

- Eu sinto que ela esconde algo, principalmente depois que ela... Deixa.

- Agora fala!

- Depois que ela iludiu meu irmão.

- Leigh?

- Lysandre.

- Todos sabemos que ela tem segredos, mas ela esconde isso como ninguém... Ele finge que não acontece nada.

- Como assim?

- Depois do término do Castiel com a namorada, eles foram vistos juntos algumas vezes, foi estranho quando ela implorou pra Lysandre ir com ela na festa de halloween e também teve a vez em que ela brigou com uma menina que tinha uns quatorze anos...

- Isso é estranho demais.

- Sabe Fly... Existem coisas que nós não devemos saber, isso mudaria a maneira como vemos as pessoas. Todos tem segredos.

- Entendo.

- Você não aparece satisfeita.

- E não estou. - Sorri pra ela.

- Minha vez de perguntar: Como você sabe o motivo do atraso do professor hoje?

- Ele está saindo com minha tia! Eu estava saindo do meu quarto hoje e vi ele saindo correndo pra fora de casa! - Ela engasga com o refrigerante e começa a rir.

- Isso é insano!

- Eu sei! Minha vez de novo de perguntar.

- Vá em frente.

- Por que Castiel terminou com a ex?

Priya apenas fica em silêncio enquanto me analisa dos pés até a cabeça, esboçando um ele sorriso. Ela parece ver algo em mim que não é visto a olho nú.

- Que foi?

- Não é nada. Um dia, você vai perceber.

- Que?

- Eu não sei. Quando eu cheguei na cidade ele não estava mais namorando. - Ela sabe mudar de assunto realmente rápido.

[...]

Desci no ponto de ônibus que ficava próximo a casa de meus irmãos. Leigh me mandou mensagem me chamando pra comer pizza com eles.

Voltei caminhando pensando no dia que tive com a Priya, foi realmente bem divertido poder falar de várias coisas diferentes com ela. A garota parece me entender de verdade.

Foi bom ter um tempo de descanso com alguém antes da semana agitada que vem aí com os Jogos.

Entrei na casa de meus irmãos e encontrei com Lysandre e Rosalya sentados em diferentes sofás. Ambos apreciam visivelmente desconfortáveis, isso apenas serve para me deixar ainda mais desconfiada.

- Cheguei... 

- Estava achando que não vinha! - Rosa muda sua expressão bem rápido e vem em minha direção rindo.

- Onde está Leigh?

- Foi buscar a pizza. - Lys se levanta e começa a subir as escadas.

- Entendo...

- Então... Vamos arrumar a mesa? - Rosalya começa a me puxar em direção da cozinha.

- Eu preciso ter um papo de gêmeos com o Lysandre. Sabe como é né.

- Sei... - Me soltei dos braços da garota.

Subi as escadas correndo e parei em frente da porta do meu Lys. Olhei pra ele que estava sentado na cama olhando para seu bloco de notas.

- Você vai me dizer?

- Não.

- Não? Eu realmente ouvi um "não"? E o papo de conexão de gêmeos foi parar a onde?

- Você pode me deixar sozinho.

- Não! Você diz "não". Eu digo "não"!

- Chega! Eu não aguento mais! Você já parou pra pensar que talvez, só talvez, esse papo de gêmeos só seja real pra você.

- Lys?

- Não me venha com " Lys?" agora. Você some, fica dia após dias contando como sua vida é maravilhosa, como Ed Sheeran escreveu uma música pra você... Você já parou pra pensar não existe mais um "nós"?

- Mas é claro! Olha quem está me afastando.

- Você sabe que não se importa! Enquanto você estava se divertindo brincando de ser famosa eu estava aqui aguentando os dramas de Castiel, meu irmão namorando a melhor garota do mundo e eu sozinho! Por sua causa eu fiquei sozinho!

- É, mas agora agradeça a você mesmo por continuar sozinho. - Sai dali e bati a porta do quarto.

Passei correndo pela sala ouvindo vagamente a voz de Rosalya me chamando. Sai daquela casa sem ao menos esperar Leigh chegar.

[...]

Assim que cheguei em casa fui direto para meu quarto, não parei nem na cozinha pra comer algo.

Deitei em minha cama abraçada com Lyla. Pelo menos tenho ela comigo pra me confortar. Isso também me lembra que amanhã é dia de levá-la para um dia no veterinário.

Peguei meu celular e vi algumas notificações mas não estou com cabeça agora para responder.

Aos poucos fui ficando com sono e antes de dormir pude ouvir alguns passos vindos do corredor, provavelmente Faraize novamente. Será possível que esses dois não dão descanso?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...