História Verdade ou Consequência - Jikook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lisa, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Chanbeak, Jenmin, Jikook, Kaisoo, Liskook, Namjin, Taeyoonseok, Xiuyoo
Visualizações 22
Palavras 2.572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Two


Yoongi

Acordei com uma bela preguiça de ir para a escola, ontem os meninos e eu passamos a noite conversando sobre os desafios, até que deu nosso horário é tivemos que ir embora da casa do Jimin.

Por algum milagre dos deuses eu acordei mais cedo do que o normal em todos os dias desse maravilhoso ano. Me levantei todo quebrado, coloquei a primeira coisa que vi pela frente. Ou seja, uma camiseta branca uma jaqueta azul marinho e uma calça jeans preta e meu vans branco. 

E só quando ouvi a campainha ser tocada pela quinta vez aquela manhã, fui andando em passos preguiçosos com a boca cheia de bolachas na boca. Abri a porta e juro que minha boca ficou com um perfeito "O" ao ver Yoonji.

Ele trajava um shorts jeans curtinho, e uma camiseta azul bebê de mangas curtas que marcava sua cintura fininha, que cobria metade do shorts, um All Star azul marinho, uma meia branca de renda que ia até um pouco a cima do joelho e uma cinta liga também branca que ligava a meia com o shorts jeans.

- Yoonji?! - Limpei minha boca engolindo o resto das bolachas dando passagem para ele entrar. - Vamos, entre.

- Obrigado. - Entrou sentando-se no sofá tirando seu óculos. - Pode me fazer um favor?

- Claro, só pedir. - Voltei do meu transe fechando a porta me sentando ao seu lado.

- Pode me ajudar a colocar as lentes de contato? - Pediu e riu meio corado. - Quase furei meu olho tentando colocá-la.

- Tudo bem. - Ri do comentário do menor, colocando a lente em seu olho esquerdo.

- Vai querer carona? - Perguntou sorrindo docentemente piscando os olhos repetidamente.

- É meio óbvio. - dei de ombros colocando a lente em seu olho direito. - Já sabe o que fazer sobre seu desafio?

- Qual era o meu desafio mesmo? 

- Você tinha que roubar as revistas Playboy's confiscadas na sala dos professores. - Ri imaginando várias possibilidades do Yoonji roubar as revistas.

- Estou ferrado. - Suspirou frustrado.

- Você é inteligente, vai pensar em alguma coisa. - dei um tapinha em suas costas.

- Você diz isso porque não é você que vai ter que fazer. - Fez biquinho.

- Vamos, recompinha-se não vai conseguir conquistar Kim Minseok desse jeito. - Brinquei rindo ao ver o menor corar.

- Engraçado. - riu forçadamente. - Rindo muito. 

- Deveria virar comediante. - jogo meus cabelos para trás convencido.

- Haha bem loco. - bateu a almofada em mim se levantando. - Vamos?

- Sim. - Peguei minha mochila saindo de casa o puxando comigo.


A mãe de Yoonji me deu carona e posso afirmar de pé junto que todos os lugares aonde passávamos Yoonji atraia olhares maliciosos de todos os tipos. E eu podia jurar que o menor ao meu lado iria dar uma de avestruz e enfiar a cara em baixo da terra.

No corredor dos armários demos de cara com os meninos conversando com Minseok, assim que nos viram os meninos riram da cara de Minseok que só faltava babar em cima de Yoonji.

- Oi.. - Comprimentou Yoo correndo direto para seu armário.

- Yoo, gostei de ver. - Jin sorriu orgulhoso. - Eles crescem tão rápido.

- Vai se fuder. - bufou frustrado. - Como eu fui concordar com isso?

- Concordar com o que? - Perguntou Minseok.

- Você é tão cem noção quanto todos nós. - Disse Soo para Yoonji, ignorando completamente Minseok.

- Preparados para os desafios? Só de pensar no nome "Chanyeol" me da anciã de vômito. - Beak tampou sua boca hevitando vomitar.

- Que desafios? - Perguntou Minseok novamente.

- Vocês estão exagerando. - Dei de ombros abrindo meu armário, ignorando também Minseok.

- Ei Minseok. - Chamou Jin fazendo Minseok o encarar. - Tem chiclete?

- Apesar de não merecer. - Vasculhou seus bolsos tirando de la um pacotinho de chiclete dando na mão de Jin.

- Eu também quero um. - Jimin fez um biquinho pidão.

- Toma. - deu um dos chicletes para Jimin rindo fraco ao ver o menor com os olhinhos brilhando.

- Yoongi. - Jimin me cutucou.

- O que foi, estrume? - Perguntei o olhando com desdém.

- Aquele ali não é o Taehyung? - apontou para o acastanhado que se encontrava do outro lado do corredor.

- É ele sim. - bufei. - nem ferrando que vou falar com ele.

- Como assim? - Questionou Minseok já impaciente.

- Hey TaeTae! - Beakhyun gritou chamando a atenção do acastanhado. - O Yoongi que falar com você.

Assim que tais palavras foram proferidas o acastanhado veio correndo até nós esbarrando em todos aqueles que estavam no caminho. Enquanto eu tacava uma praga que iria perseguir todos esses traidores até a décima geração deles.

- Seus traidores, eu odeio todos vocês, que todos vocês queimem no inferno, suas crias de satã... Oi TaeTae. - Sorri amarelo assim que ele apareceu na minha frente ofegante.

- Oi Yoon. - sorriu largamente esperançoso enquanto os meninos riam baixinho e Minseok parecia estar brisando no assunto.

- E-Eu queria s-saber se.. - fui interrompido pela vadia do Jimin

- Se você não quer aceitar o pedido de namoro dele. - me interrompeu Jimin aparecendo no meio de nós dois.

- É claro que eu quero, Yoongi. - Pulou animado me puxando pela cintura.

- O q-que você está.. - eu iria protestar e me afastar mais ele foi mais rápido grudando seus lábios aos meus.

Suspirei entre o beijo cedendo a passagem com a língua por um certo momento, deixando sua língua explorar a minha mas não iria deixar ele se divertindo aaaim. O afastei limpando minha boca quase vomitando.

- O que pensa que está fazendo? 

- Eu te beijei. - respondeu se aproximando para me beijar de novo mas eu o afastei.

- TaeTae. - Abracei seu braço falando manhosamente o que chamou a atenção dos meninos que me olharam assustados. - Vai buscar um refrigerante pra mim, vai.

- Tudo pra você Yoon. - sorriu quadrado e foi correndo em disparada para a cantina empurrando a todos.

- Que nojo. - limpei minha boca começando a procurar meu álcool em gel na minha mochila.

- O que foi aquilo? - Jin perguntou pasmo de boca aberta.

 - O Yoongi foi manhoso ou foi impressão minha? - Minseok também parecia mais perdido do que o normal.

- Caramba Yoonie. - Pronunciou Beakie colocando seu braço envolta de meu pescoço. - Nos surpreendeu.

- Eu sei, minhas capacidades de atuação são muito boas. - sorri convencido.

- Capacidadea de Atuação? - Minseok me olhou preocupado. - Estava fingindo?

- Não, cale a boca Minseok. - Briguei cruzando os braços, pensando em alguma desculpa. - Capacidade de Atuação pra fingir que eu não estou interessado.

- Ah porque não disse antes. - Rio o Kim jogando seus cabelos para trás o que fez Yoonji soltar um suspiro apaixonado.

- Capacidade de Atuação, sei. - brincou Jimin sussurrando em meu ouvido. - Você amou isso não foi Yoongi

- Claro que não. - sussurrei de volta revirando os olhos.

- Ih olha lá. - Soo apontou sorrateiramente para a professora de matemática, Jihyo que passava pelo corredor carregando sua pasta com as provas e atividades dos alunos.

- Chegou minha hora de brilhar. - Disse Jin, tirando o chiclete da boca indo até a professora.

- O que ele vai fazer? - Perguntou Minseok sendo repreendido por nós inclusive Yoonji.

- Quieto. - falamos em uníssono.

- Olá Professora. - Comprimentou Jin parando a morena ficando frente a frente com ela.

- Olá Jin, precisa de alguma coisa. - A mulher pareceu desconfiar da atitude de Jin e pareceu se manter alerta.

- Sim. - Suspirou a abaixando a cabeça tristonho. - Meu namorado terminou comigo, aish ele disse que sou muito feio, acredita nisso?

- Feio? - ela não pareceu indignada com tal "fato". - Não acredito nisso.

- É a pura verdade. - Bufou ainda de cabeça baixa. - Ele disse que meu cabelo é muito feio e infantil..

- Ah Jin, não se deixe abalar por causa disso, acho seu cabelo muito bonito. - Sorriu tentando reconfortar Jin, que fazia um belo de um teatro. - Seus cabelos róseos são lindos

- Obrigada Professora. - Olhou para a mulher a sua frente a abraçando e logo foi retribuido. - Muito Obrigada.

- De nada, Jin. - Riu baixo. - É bom ajuda um aluno.

- A senhora é uma ótima professora, deveria ter um salário melhor. - Comentou acariciando os cabelos da mulher, aproveitamos e grudando o chiclete bem na raiz de seu cabelo. 

- Ah muita gentileza sua, Jin. - Sorriu meio corada olhando em seu relógio se afastando dele. - Tenho que ir, preparar a primeira aula, boa sorte.

- Pra você também. - Se afastou dela acenando minimamente.

- Até daqui a pouco. - E assim a professora acenou e seguiu seu curso.

- Podem apreciar a minha obra de arte, logo a frente. - Apontou para o cabelo da professora.

Olhamos para o cabelo dela e pudemos ver perfeitamente o chiclete na raiz da morena.

- Puta que Pariu, Jinnie. - Beak gargalhou alto chamando a atenção de metade do corredor.

- Vocês são loucas. - Minseok segurou o riso tentando parecer sério.

- Somos. - Jimin se apoiou em mim enquanto gargalhava feito uma hiena.

- Vocês são cruéis isso sim. - Falou Yoonji rindo junto a Minseok que agora não se segurava mais.

- Aquilo só irá sair na máquina zero, tão ligado? - Disse Soo entre riso negando com a cabeça. - Quando ela descobrir vai ficar puta.

- Vai mesmo. - confirmei rindo.

- Acho que vou fazer o meu agora, não vai ser tão difícil. - Jimin fechou seu armário suspirando.

- Não, aqui não. - segurei o riso controlando minha respiração. - Na aula de matemática.

- Mas o Jeon vai estar lá. - Me olhou incrédulo.

- Essa é a intenção. - Explicou Soo batendo de leve nas costas de Jimin

- Não vai ser tão ruim.  - Reconfortou Jin.

- Vamos então. - Falei já indo embora ao ouvir o sinal bater.

- Mas e o Taehyung? - Questionou Soo

- Ele que se dane com aquele refrigerante. - Bufei batendo o pé em direção a aula de literatura.

- Nossa, ele tá estressado ele. - Brincou Jimin recebendo um belo dedo do meio vindo de mim.


Yoonji

Estávamos todos na aula de literatura, hoje iríamos apresentar nossas poesias favoritas. Mas não era por isso exatamente que estávamos anciosos e sim para o que está por vir.

- Yoongi. - O professores Siwon, chamou o branquelo que se levantou na hora. - Venha apresentar a sua poesia.

- Sim, fessor. - foi saltitante até frente se toda a aula segurando um livrinho de unicórnio. - Eu vou ditar um dos meus podemos favoritos.

Lá vêm.

- "Ser ou não ser, eis a questão" - ditou fazendo a sala rir baixinho sendo repreendida pelo professor. - "Me jogue na parede e me chame de largatixa" - continuou a ditar arrancando mais risadas.

- Esta brincando com a minha cara, senhor Min? - questionou o professor.

- Não eu... Aí. - pois a mão no coração, se ajoelhando no chão. - Meu coração.

Todos se levantaram assustados menos eu e os meninos e é claro o Minseok que já tinha sacado que era brincadeira mais uma das nossas "brincadeiras".

- Aí meu coração. - Yoongi se jogou no chão se contorcendo fazendo todos os outros alunos e o professor se desesperarem.

- Alguém chama uma ambulância, pelo amor de Deus. - gritei fazendo todos da nossa mesa rirem mais enquanto a sala se desesperava ainda mais.

- Alguém me ajuda. - Yoongi continuava a se contorcendo no chão fingindo ter um infarto. - Ai Jesus

Um aluno chegou com os paramédicos, Soo se levantou indo até Yoongi o ajudando em toda aquela cena. Arrancando ainda mais risadas nossas

- Oh meu caro amigo. - Soo se jogou em cima de yoongi. - Não me abandone..

- Oh Soo, eu estou vendo a luz. - Diz Yoongi com lágrimas de crocodilo.

- Você irá pra um lugar melhor meu amigo, um lugar cheio de pandacornios e doces de todos os tipos. - Diz Soo chorando junto a Yoongi fazendo o resto da sala com, exceção da mesa do riso, se derramar em largimas.

- Espera. - Yoongi se levantou fazendo todos o olhar assustados menos nós. - foi um engano.

- Como assim? - Perguntou o professor.

- Foi um engano, meu coração está bem. - suspirou fingindo alívio.

Soo se levantou do chão e andou até um dia paramédicos colocando a mão em seu ombro.

- Melhor sua equipe continuar porque vai ter muito mais disso. - Soo abraçou o paramédico gostosão porque ele não era trouxa.

- Senhor Min, pra diretoria agora, que brincadeirinha de mal gosto. - Brigou o Professor.

- Desculpe Fessor. - foi saltitando pra fora da sala enquanto nós ainda riamoa feito hienas parindo.

- É uma pena que o Yoongi não vai poder ver a aula de matemática. - Disse Jin dando uma leve cotovelada em Jimin que revirou os olhos.

- Vocês são de mais. - Minseok riu. 

- Nós sabemos. - Ri junto a ele.

- Ain eu shippo. - sussurrou Beak para Jin e Jimin que concordaram


Jin

Na aula de matemática a professora Jihyo estava atrasada já faz 10 minutos. O coração ingado do branquelo virou assunto em toda a escola.

- A professora está demorando tanto assim porque? - Perguntou Kai no fundo da sala.

- Ela tá com SIS. - disse Beakie jogado com os pés em cima da cadeira.

- O que é SIS? - Questionou Soo.

- Síndrome do intestino Solto, sabia não? - Respondeu arrancando risadas de toda a sala.

A professora chegou bufando com uma touca tampando todo seu cabelo, se sentou em sua batendo o livro na mesa chamando a atenção de todos.

- O responsável sobre a brincadeirinha sem graça no meu cabelo irá pagar caro pelo o que fez. - A professora bufou mais uma vez.

- Que brincadeira professora? - Pergunto Minseok segurando o riso.

- Isso. - Tirou sua touca mostrando eu cabelo raspado com a zero bem em sua raiz

A sala inteira caiu na risada, todos pareciam nem ligar para o olhar mortal da professora. Tampei a boca fingindo surpresa

- Eu sou um monstro. - sussurrei pra Yoonji atrás de mim. - Mas ao mesmo tempo um Gênio.

O menor atrás de mim se levantou chamando a atenção da sala inteira que já parecia esperar mais uma gracinha de nosso grupinho.

- Professora. - Jimin olhou para Jeon no canto da sala que parecia entretido em desenhar algo em seu caderno suspirou e em fim falou. - Eu amo Jeon Jungkook... 

- Você o quê? - Jeon finalmente tirou seus olhos do caderno e fitou o loiro.

- Eu amo Jeon Jungkook. - gritou assustando a todos enquanto o resto do dia sem parar. - ISSO MESMO MUNDO EU AMO JEON JUNGKOOK. - saio gritando da sala correndo pelos corredores. - Eu sou perdidamente apaixonado pelo Jeon Jungkook.

- Eu preciso gravar isso. - Beak pegou seu celular e saiu correndo atrás de Jimin, o gravando. - Me espera aí amigão.

- Aí meu pâncreas. - Soo se jogou no chão rindo com a mão na barriga.

- Vocês são loucos. - Minseok me olhou pasmo com o que havia acontecido.

- Só agora que você percebeu, meu jovem gafanhoto. - brinquei recuperando a respiração de tanto rir.

- Precisamos de tratamento. - Yoonji suspirou frustrado.

- EU AMO O JEON JUNGKOOK PORRA, EU AMO MUITO ELE.

Jimin continuava gritando pelos corredores feito uma gazela enquanto era perseguido por Beak que gravava tudo para colocar no YouTube, os paramédicos que tentavam segurar ele a todo custo e o próprio Jeon Jungkook que tentava segurar Jimin junto aos paramédicos.

- Nós precisamos nos internar num manicômio de segurança máxima. - Zombou Soo.


Notas Finais


Oin Oin meus Cookie's, pensaram mesmo que eu ia deixar o próximo capítulo só pro final do mês?

Nem fudendo. Eu acho que como eu tenho assim uns cinco ou quatro capítulos já preparados na minha cabeça, não terei nenhum bloqueio de criatividade por enquanto. Mas não se acostumem muito com os capítulos todo dia.

Obrigada por ler até aqui, mereço algum favorito, comentários, crítica, elogio. Que tal um beijo?

Beijinho de Cookie's 💋🍪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...