História Verdade ou Desafio? - Capítulo 20


Escrita por:

Visualizações 408
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou tentando escrever pelo menos um pouquinho, me perdoem pela demora e desculpa os erros.

Capítulo 20 - Do you like him?


Lauren POV:

 

- Você gosta do Zayn? – Fiz a primeira pergunta que me passou na cabeça.

- Eu... – Ela respirou fundo. – Gosto dele.

- Ok... –Senti todo meu sangue congelar, o ar foi sugado dos meus pulmões. – Eu tenho que ir... – Tentei respirar fundo e deixei Camila sozinha na sala.

Aquelas simples palavras doeram mais do que um soco em meu estomago. Fui rapidamente em direção aos corredores sem me importar em levar uma bronca por estar correndo, quando estava próxima a sala de aula senti um par de mãos me puxando para dentro de outro cômodo fechando a porta atrás de mim em seguida.

- O que aconteceu com você meu amor? – Lucy disse com o mesmo tom de voz manhoso que antes me atraia, agora nem tanto. – Por que não retornou minhas ligações ou minhas mensagens?

- Eu não estava muito bem. – E acho que agora estou pior- Passei mal o domingo todo. – Não era uma mentira, afinal a ressaca foi das piores.

- Você está melhor agora? – Lucy parecia preocupada.

- Acho que sim.- O barulho de pessoas pelo corredor me deixou ansiosa para sair dali. –Eu tenho que ir para sala, não posso me atrasar mais. Não quero ficar encrencada de novo.

- Nem se for para ficar matando um pouco a saudade? – Lucy perguntava manhosa me prendendo contra a parede.

- Hoje não dá. – Tentei me afastar dela, seu corpo estava muito próximo. - Tenho treino mais tarde e não quero outra detenção para atrapalhar.

Lucy tentou me fazer ficar com um monte de propostas indecentes. Meu estomago revirou com cada uma delas. O que diabos estava acontecendo comigo afinal? Desde quando Lauren Jauregui recusava sexo?

Deixei ela sozinha lá e fui em direção a próxima aula. Me sentei em uma das últimas cadeiras. Tentei me focar na matéria, mas nada tirava as palavras da Camila da minha cabeça.

O dia passou lentamente, meu humor só piorava principalmente quando Dean avisou que o Malik me ajudaria com o treino. Ele ficava o tempo todo me provocando com piadinhas idiotas, as mesmas da infância. Minha felicidade durou apenas alguns minutos quando eu consegui acertar ele em cheio fingindo errar um passe. O olhar de ódio que ele me deu só me fez sorrir.

No final da aula eu segui meu caminho para mais uma hora na detenção. O tempo pareceu parar ali. Fechei meus olhos e deitei minha cabeça sobre a mesa. Alguém tocou gentilmente em meu braço.

Abri os olhos e me deparei com um par de olhos castanhos me encarando. Ela sorria enquanto olhava para mim. Levantei meu rosto e sua mão tocou uma mecha do meu cabelo que estava caída em meu rosto o colocando atrás da orelha.

Ela estava tão linda, parecia um pequeno anjo em minha frente ou uma fada como nos contos.

- Você é real? – Disse quase em um sussurro.

- Para você eu posso ser. – Sua voz era baixa e provocativa havia um brilho diferente em seus olhos.

Camila se aproximou ficando a centímetros do meu rosto, sua boca perto deixando um pequeno beijo em meu rosto. Ela se aproximou da minha orelha.

- Você poderia ter tudo de mim... – Seus dedos passeavam pelo meu braço me deixando arrepiada. – Mas você sempre prefere as outras. – Sua voz mudou para um tom melancólico. Meu coração se apertou. – É por isso que eu vou deixar você ir.

Virei meu rosto encarando seus olhos, lagrimas desciam incontrolavelmente. Tentei encostar em seu rosto mais ela se afastou.

- Você não tem esse direito, não depois que dormiu com minha melhor amiga. - Seus olhos me acusavam. - Como pode fazer isso Lauren?

Tentei falar, mas não consegui emitir som algum. Camila se afastou de mim cada vez mais até o ponto que vi Zayn a abraçar sua boca dizendo silenciosamente um “ela é minha”. Tentei me levantar da cadeira, estava presa.

- Eu gosto de você Zayn e é por isso que eu aceito ser sua namorada. – Camila olhava para ele com o mesmo sorriso que me tirava de orbita.

Tentei me levantar, tentei gritar e nada. Meu corpo estava paralisado no mesmo lugar. Usei de toda minha força e senti meu mundo ser abalado.

- Lauren acorda! – O professor Arthur estava com o braço em mim, me chacoalhando.

- Hãn?.. – Abri totalmente meus olhos. Estava suada e desorientada.

- Você dormiu, sabe que não pode dormir na detenção. – Ele estava bravo.

- Me desculpe professor, eu estava tão cansada pelos treinos que nem percebi.

- Dessa vez vai passar, eu sei o quanto Dean é duro com seus treinos, mas da próxima vai ter que ficar aqui outra vez.

Olhei para o relógio e já estava tarde, não tinha mais ninguém na sala alem do professor. Me despedi de Arthur e segui meu caminho em direção a minha moto.

Meu momento feliz daquele dia foi receber uma ligação de Chris, sua namorada havia aceitado vir nos conhecer na próxima semana. Eu estaria de férias e iria poder aproveitar da licença do meu grande protetor.

A noite chegou e eu peguei no sono mais rápido que um piscar de olhos tendo sonhos conturbados que me trouxeram lembranças de sábado quando acordei. Lembrava me pouco dos acontecidos, mas uma coisa eu tinha certeza. Eu não dormi com Keana ou Justin. Lembro vagamente de ter tirado a minha roupa por sentir calor e não por um ato sexual.

Lembro de ouvir gemidos e olhar para o lado e ver Justin e Keana como dois coelhos no cio, mas até esse momento eu ainda estava vestida e deitada na pequena poltrona que ela tinha em seu quarto. A certeza era tanta dessas coisas que fui para a escola até mais feliz.

Entrei pelo estacionamento em direção a minha vaga, quando passei por um dos carros vi algo que me fez perder o controle e cair da moto. Veronica estava abrindo a porta do carona para uma Camila risonha sair, ela estava linda, perfeita. Como a fada dos meus sonhos. 

Senti vários olhares sobre mim, me levantei e olhei para minha moto vendo se tinha acontecido algo com meu bebe, ela estava intacta. Peguei minhas coisas e segui pelos corredores como se nada estivesse acontecendo. No fundo sentia meu coração martelar em meu peito. Meu rosto estava pegando fogo pela vergonha dos olhares.


Notas Finais


Ainda não estou 100% mas estou melhorando.
Como eu disse antes, as coisas no trabalho estão bem tensas.
Ando tão sem tempo que não estou nem jogando ( que é a coisa que mais amo) .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...