História Verde e azul - MITW - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Neto, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Júlio Cocielo, Lucas "Luba" Feuerschütte, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Júlia Trindade, Originais, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft, Zelune
Personagens Felipe "Febatista" Batista, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Zelune
Tags Colegial, Mitw, Yaoi
Visualizações 121
Palavras 537
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - The party


Fanfic / Fanfiction Verde e azul - MITW - Capítulo 17 - The party

No dia seguinte, Mike acorda com Pac sentado em seu colo, abre os olhos e vê aquele rostinho delicado e levemente corado, um sorriso se forma ali deixando a mostra seus dentes branquinhos e certinhos. Mike sorri e o puxa abraçando o mesmo.


–Bom dia, meu amor. – Mike diz baixo dando um beijinho na cabeça de Pac bagunçando seu cabelo logo depois.


–Bom dia, ursinho. –Pac diz baixo deixando um leve selar nos lábios macios de Mike.


–Dormiu bem? – Pergunta Mike.


–Sim! E você? – Afirma Pac e em seguida pergunta.


–Dormi como um bebê – Mike ri.


Aquelas carícias estavam ótimas, Pac e Mike estavam caidinhos um pelo outro, mas logo um som quebra aquele clima, era Tayr batendo na porta.


–Gente, vocês estão atrasados pra aula. Estamos lá embaixo doing our Breakfast. (Fazendo nosso café da manhã) – Diz Tayr que desce as escadas em seguida.


Pac e Mike se encaram e levantam correndo para se arrumar, enquanto Pac arrumava seu material escolar, Mike tava banho, quando Mike termina, corre de toalha para o quarto, Pac corre para o banheiro e deixa a porta meio-aberta, toma seu banho e passa perfume, desodorante, se veste e arruma o cabelo. Enquanto Pac se arrumava, Mike fazia o mesmo, ao terminarem descem as escadas correndo e se sentam à mesa.


–Nossa, finalmente. – Diz Tayr tomando seu cappuccino de chocolate.


–Estávamos nos arrumando. – Diz Mike.


–O que rolou ontem heim? – Diz David.


–O que rolou? Como assim? – Pergunta Pac.


–O que rolou foi que eu dormi igual pedra – Diz Mike rindo.


– Tayr, o diretor Cocielo disse que quer falar com você. – Diz Batista e todos na mesa fazem "iiih"


–Eita – Diz Tayr.


– Batista ri – Não gente, é coisa boa.


–Ata, que susto, viu. – Diz Tayr.

Ao terminarem, vão para a escola, como sempre, em suas vassouras.

[...]

2 meses depois

Mike estava cansado, já sabia bastante coisa, de 100% ele acha que já estava 99.9% mas não estava nemm perto. Mike fica irritado com todos os estudos, então, faz uma poção de clonagem, e faz muitos "Mikes" para fazerem a parte chata da sua vida.

–Mike... Precisamos conversar. – Pac.

–Hm? Eu não posso agora, tô jogando o novo Assassin's Creed. – Diz Mike jogando em seu videogame.

–Mike, é sério, você não pode fazer clones seus para resolverem seus problemas! Isso atrapalha! – Pac diz.

–Ah então agora nem você gosta da minha ideia?! – Mike diz irritado.

–Mike, isso não é justo! 

–É justo sim! Agora, Mike, tira ele daqui! – Pac pede para seu clone.

–E-Ei! – Pac resmunga enquanto ia sendo puxado – Isso não vai ficar assim! – O clone o empurra para fora do quarto e fecha a porta na cara de Pac logo trancando a mesma. –MIKE!!!

[...]

–Eu não acredita que o senhoor Mikhael Linnyker está fazendo uma barbaridade dessas – Diz Tayr.

–E a festa dele? – Diz David.

–FESTA? QUE FESTA? – Perguntas Pac.

–Ele vai dar uma festa com todos os clones... – Diz Café.

–É, e não fomos convidados. – Diz David cruzando os braços.

–Pac, arrasa essa festa. – Diz Tayr.

–É, bota moral! – Diz Batista.

Pac fica pensativo e logo tem uma ideia brilhante! 

[...] 

A noite cai e a hora da festa finalmente chega. Já estava começando, Pac vai até lá e se esconde na moita observando o movimento. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...