1. Spirit Fanfics >
  2. Verde e Azul (Satoru Gojo x oc) >
  3. Tortura com a língua

História Verde e Azul (Satoru Gojo x oc) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


🚨ATENÇÃO🚨
Hot nesse cap.

☁sinto que meus dedos quase caindo 😪 mas aqui esta um novo cap, e um bem grande.☁

🌼Eu vou não postar mais cap hoje.🌼

💫vocês estão gostando? Se sim por favor comentem.💫

✨Boa leitura✨

Capítulo 4 - Tortura com a língua


Depois de andar mais um pouco eu e Satoru decidimos ir tomar sorvete. 


-"Doque vai querer?"- ele me pergunta. 


-"Eu que te pergunto! sou eu quem vai pagar"- eu digo o encarando. 


-"mas eu-"- não deixo ele terminar e digo:


-"sem mas Satoru"- Ele se da por vencido e escolhe o de morango, já eu escolho o de baunilha. 

Eu pago nossos sorvetes e nos sentamos em um banco qualquer. 


-"Nós não combinamos um horário."- ele comenta. 


-"Horário para que?"- pergunto confusa. 


-"A festa é hoje, esqueceu?"- ele ri


-"Oh é mesmo. Que tal as oito?, eu te mando o endereço"- indago. 


-"perfeito."- 

Nos terminamos os sorvetes e fomos cada um para sua empresa. 

Eu estou bem feliz, me diverti muito!, Satoru é bem gentil, fora que é muito bonito. Na quela hora que eu cheguei perto para ver a gravata nele eu quase infarto, ao perceber a distância que estávamos, ele não pareceu perceber então me contive. Hoje eu dispensarei o pessoal mais cedo por causa da festa. 


-"Rebeca, dispense o pessoal mais cedo hoje, terei um evento para ir e darei esse presente para vocês."- digo para Rebeca que pula de felicidade ao escutar isso, logo ela vai para sua mesa, para imprimir papéis e colocar no quadro de avisos. 

Eu me dirijo até o último andar que é meu escritório, e sento em minha cadeira, porém é claro que eu mal sento e já escuto uma batida na porta. 


-"Entre"- digo. 


-"Perdão senhorita, é que chegaram alguns países sobre como esta a questão da satisfação dos clientes...."- Aquilo não me cheirou bem. 


-"Bem, então conte para mim"- pesso a ela. 


-"Bom.... Parece que algumas das pessoas estão reclamando de um dos perfumes ter dado alergia."


-"Qual perfume?!?"- pergunto já aflita. 


-"O novo perfume senhora. Aquele que era para ser antialérgico....."- Meu coração quase para ao ouvir tal coisa. 


-"COMO ASSIM O PERFUME ANTIALÉRGICO ESTA DANDO ALERGIA!?!"- eu me levanto de minha cadeira rápidamente e bato as mãos na mesa. 


-"Estamos recebendo algumas reclamações dele, de que a região que passa fica vermelha, incha um pouco e alguns falaram que até cria bolha."- eu fico pasma com aquilo. 


-"CHAME ESPECIALISTAS! TAMBÉM QUERO QUE FAÇAM REVISÃO EM TODAS AS FÁBRICAS, DESCOBRIREMOS OQUE HÁ DE ERRADO!"- ela pisca algumas vezes parecendo em transe até eu gritar novamente. 


-"AGORA!"- ela sai rápido da sala. 


-("E lá se vai toda a minha paz.") 




Após o ocorrido eu cheguei a conclusão de que nos fomos sabotados, e agora estou um tanto pensativa com relação ao Satoru, não que eu ache que ele tenha feito isso, eu acho que ele talvez possa me ajudar....Ou melhor oque se passa pela minha cabeça?!? Ele é concorrência! se souber disso vai tirar proveito.... Na verdade eu não acho que ele vá fazer isso, ele não precisa. 

Porém a essa altura já deve ter se espalhado pela internet, é melhor me pronunciar. 



[Naomi of]

[Satoru on] 



Meu assistente chegou em minha sala ofegante e disse:


-"Senhor soubemos por fontes que um perfume novo da empresa "Green'Up" esta dando alergia em algumas pessoas."- Fico espantado ao ouvir tal coisa. 


-"Como!?"- pergunto espantado. 


-"A dona da "Grenn'Up" se pronunciou no Twitter a alguns minutos! E a internet toda esta falando sobre isso! veja"- ele me entrega um tablet aberto no post da Naomi. 


[Naomi Green:

Bom sei sobre o novo perfume, e quero que saibam que nós fomos sabotados. Ainda não descobrimos como, porém TODOS que compraram o perfume irão receber reembolso. Por em quanto é só isso que podemos fazer. Espero a compreensão de todos.]

Como isso aconteceu?!? eles foram sabotados? vou ligar para ela. 

[*Ligação*]


-"Alô, Naomi, oque aconteceu? como assim você foi sabotada?!?"- pergunto um pouco aflito e preocupado. 


-"Não se preocupe Satoru, eu mandei pessoas para investigarem, sem contar que o lado bom é que o problema não é nas fábricas e isso é menso mal."- ela fala com uma voz cansada, e eu imagino o quão cansada ela está."


-"você precisa de ajuda?"- pergunto e ouço uma risada divertida do outro lado da linha. 


-"Você ajuda todos os seus concorrentes? "- ela indaga me fazendo rir também. 


-" Não, mas você é uma excessão"- digo humorado. 


-"Bom saber..... Bom então você pode me ajudar com uma coisa."- ela diz. 


-"E com oque seria?"- pergunto curioso. 


-"Na festa de hoje quero tentar descobrir quem me sabotou, tenho certeza que foi outra empresa, a sua esta fora de suspeitas pelo fato de não precisar desses tipos de golpes sujos."- fico feliz ao escutar isso, de certa forma quer dizer que ela confia em mim. 


-"Fico feliz de estar fora de suspeitas. E bom também fico feliz em ajudar."


-"Bom então eu tenho que desligar agora, nos encontrar as oito"- ela diz


-"ok, tchau Naomi"- digo com um sorriso. 


-"Tchau Satoru"- ela desliga. 


Eu desligo o celular e olho para meu assistente, Harry, ele parecia surpreso. 


-"Oque foi Harry?"- indago. 


-"A pessoa do telefonema era a senhora Green? Naomi Green?, o senhor namora a sua maior rival?!? "-ele faz várias perguntas. 


-" Bom não namoramos, somos amigos.... "-digo a última parte meio cabisbaixo. 


-" AI MEU DEUS!"- ele grita, e chama minha atenção. 

-"Você gosta da Naomi Green? sua maior rival?!?".-Ele indaga e eu fico vermelho. 

-"Permissão para agir como seu melhor amigo."- Harry é meu amigos a muito tempo, e de vez em quando pede "Permissão para agir como meu melhor amigo", geralmente para me dar broca. 


-" vai lá"- eu respondo. kook


-"Oque diabos você tem na cabeça para não me contar isso!?!? Quando eu começei a namorar eu te falei!"- ele fala se puxando uma cadeira para frente da minha mesa e se sentando. 


-"Achei que você estivesse com raiva por eu ter me apaixonado pela minha rival"- ao dizer isso eu vejo seus olhos saltando. 


-"ESPERA VOCÊ ESTÁ APAIXONADO?!?"- ele pula da cadeira. 


-"Droga....."-eu suspiro. 


[Satoru of]

[Naomi on]



Eu estou me arrumando para a festa, são sete e meia ainda, porém eu quero demoro um pouco para escolher acessórios.

Eu fiquei bem feliz de saber que Satoru me ajudaria, eu acho que talvez eu goste dele. 


-"Pronto"- digo em voz alta. 


Eu coloquei o vestido que eu havia comprado, coloquei um colar com uma pedra média da cor Verde-limão acompanhado de um par de brincos da mesma cor e tamanho, eu penteei meu cabelo e resolvi fazer uma trança solta lateral. ouço o barulho da campainha e vou abrir. 


Assim que abro a porta eu coro instantâneamente, ele estava muito bonito, e ao olhar melhor para seu rosto percebo uma vernelidam nele também. 

-"Você está muito bonita."- diz ele. 


-"Você também"- eu comento sem tirar os olhos dos dele. 


-"B-Bom vamos?"- ele oferece a mão para que eu segure. 


-"Sim"- seguro sua mão e nos vamos até o evento, nos separamos na porta. Ao entrarmos nos percebemos que os olhares estavam sobre nós. 


-"faça uma cara seria somos rivais esqueceu?"- sussurro e ele muda sua expressão e se vira de frente para mim, logo eu faço o mesmo. 


-"Você chama bastante atenção não é?"- eu comento. 


-"Acho que eles estão olhando mais para você"- ele fala me olhando. 


-"B-Bom vamos, temos que procurar informações."- eu digo a ele e me viro. 


[Quebra de tempo.] 


Eu e Satoru já cumprimentamos pelo ao menos umas cem pessoas, não conseguimos muita coisa, podem eu ouvi que tem uma pequena empresa nova, isso me chamou atenção pelo fato de ela de perfumes e maquiagens antialérgicas. 


-"Hei eu acho que tenho uma suspeita na empresa de perfumes e maquiagens antialérgicas."- me aproximo de Satoru que estava em um canto escondido e cometo minhas suspeitas com ele. 


-"Também estou suspeitando deles."-Ele diz em quanto bebe uma taça de vinho.


-"Então oque faremos?"- eu pergunto pensativa.


-"Vamos conversar com ele e tentar tirar algo dele."- ele fala. 


-"Você vai conversar com ele, se eu for vai ser suspeito."- falo o olhando. 


-"Bom ponto, estou indo."- ele me passa sua taça e vai em direção ao homem. 

Eu observo discretamente a conversa. 



[Naomi of] 

[Satoru on]


-"Hei você é de uma empresa nova? nunca te vi por aqui."- eu pergunto. 


-"Bom sim, meu nome é Quioh Zhong, eu sou dono de uma empresa de perfumes e maquiagens antialérgicas. E Você é Satoru Gojo certo? Sou muito fãn do seu trabalho."- ele diz animado. 


-"Sim, fico honrado que goste de meu trabalho."- Digo sorrindo simpático. 


-"Bom eu que fico honrado com sua presença"


-"Hei você já viu o novo assunto do momento?"- eu pergunto. 


-"Qual assunto?"- ele pergunta curioso. 


-"Aquele sobre a empresa Green e o perfume que foi sabotado."- no momento que eu falo "Green" ele engasga. 


-"Sim esta em todas as redes sociais. Oque você acha sobre isso?"- ele me pergunta. 


-"Bom acho que é de certa forma bom para mim, afinal ela é uma forte concorrente"- vamos ver se ele morde a isca. 


-"Eu acho que para mim também"- ele fala sorrindo. 


-"como assim?"- estamos chegando a algum lugar, ligo meu celular discretamente, e começo a gravar. 


-"Se tiver a opção de perfume antialérgico eu posso falir, não é?"- ele diz simples. 


-"Então você tem algo haver com isso? Porque isso foi bem inteligente"- eu lanço outra isca. 

Ele faz sinal com os dois dedos para eu me aproximar, eu o faço e ele chega perto do meu ouvido e diz:


-"Talvez eu tenha, e não se preocupe não irei atingir sua empresa, em quanto você não fabricar perfumes antialérgico é claro."- ele diz 


-"Então você fez aquilo? Incrível"- finjo surpresa. 


-"Contei a você porque são rivais, e eu vi o olhar que vocês lançaram um para o outro."- ele falava sobre o momento em que entramos. 


-"Bom, é a primeira vez que a vejo pessoalmente e você?"- pergunto para disfarçar. 


também, ao terminar nos ouvimos o som de algum objeto batendo em uma taça. Era o aniversariante, ele então fez um decurso bemmmmm longo.


-"Bom senhor Quioh Zhong, eu acho que vou indo, tenho assuntos da empresa para resolver amanhã cedo."- digo a ele para poder sair logo dali. 


-"Ok, foi um prazer lhe conheçer, até uma outra hora."


-"Até"- falo me retirando. 


Ao sair da festa entro no carro e mando mensagem para Naomi, logo em seguida eu ligo para ela. 


[*ligação*]


-"Consegui uma gravação, estou no carro te esperando"- eu digo. 


-"Ah ainda bem, eu estou indo."- ela diz e desliga. 


Uns cinco minutos depois eu vejo ela vindo até meu carro, ela entra e me olha. 


-"Aqui"- dou inicio a gravação e ela escuta atentamente, depois que acaba eu sou surpreendido por um abraço. 


-"desculpa, eu realmente estou muito feliz."- ela infelizmente se separa de mim


-"Tudo bem, também estou feliz por você"- digo. 


-"Hei, quero comemorar, oque acha de ir para minha casa beber?"- ela me convida. 


-"Eu aceito"-dito isso eu dou partida no carro em direção ao apartamento dela. 


[Quebra de tempo]


Nos estamos no apartamento dela, ela já até mesmo se trocou e agora estamos bebendo e conversando, eu já até enviei a gravação para a polícia.


-"Meu Deus você fez mesmo isso?!? "- pergunto rindo. 


-" Sim, eu pintei a sala dela de verde e preto, só porque ela disse que eu deveria mudar a cor da empresa. A empresa é minha e eu faço oque eu quiser."- ela diz tomando mais um golhe de cerveja, a nos já estamos bêbados a um bom tempo. 


-"Não sei o porque, mas você lembra de hoje quando nos encontramos no restaurante?"


-"sim, porque?"- ela pergunta curiosa. 


-"Eu confesso que fiquei um pouco zangado com aqueles olhares sobre você, me incomodou."- eu admito. 


-"Já que é assim também serei sincera."- ela desce da cadeira e fica a uma distância de poucos sentimentos de minha boca. 


-"Quando nós fomos escolher sua roupa e eu coloquei a gravata na sua frente, eu quase explodi por dentro, e eu não sei como você não havia notado a distância. "- ela se aproxima um pouco mais. 

Eu não sou burro de perder uma oportunidade dessas, me aproximo dela e dou inicio a um beijo, um beijo calmo que vai se aprofundando cada vez mais, nossas línguas se chocando, entrelaçando, aquilo com certeza é algo que eu sempre quis fazer, nós paramos o beijo por falta de ar, ela segura minha mão e me puxa pelo apartamento até uma porta dupla da cor branca, ela abre e me da a visão de seu quarto, um quarto bem organizado. Sem perder mais tempo ela me puxa para outro beijo, mas dessa vez nos continuamos a andar, ou melhor ela continuou a me empurrar para a cama, eu sinto meu corpo afundar no colchão, ela separa o beijo e coloca as pernas do lado das minhas sentando em meu colo em quanto abria os botões da minha camisa, eu olho cada movimento dela com cuidado para não esqueçer nenhum. Ela termina de desabotoar minha camisa e eu resolvo tirar a dela, assim que o faço eu a coloco na cama ficando por cima em quanto tirava minha calça com uma das mãos, assim que termino de desabotoar a calça ela me ajuda a puxar junto com minha cueca, depois nós nos beijamos novamente, eu já havia seus tirado o shorts, também me livrei de sua calcinha e seu sutiã, agora ela estava totalmente exposta para mim e eu para ela, ela me decorava só com o olhar, eu não posso mentir estava gostando daquilo. Sem perder mais tempo eu a penetro arrancando dela um gemido prazeroso, eu então começo a me mover, eu a olhava e vía cada reação dela procurando insatisfação, começo a me mover mais rápido arrancando gemidos ainda mais altos dela, ela então troca nossas posições e eu saio dela, ela cobre meus olhos com uma das mãos e começa a morder meu lóbulo, ela desceu até meu pescoço e começou a deixar chupões naquela área. Depois ela tira a mão de meus olhos e vai descendo até minha barriga, ao sentir sua respiração próxima a minha intimidade eu arfo um pouco, ela então me abocanha de uma vez me arrancando um gemido alto, ela me chupava ela usava a língua para brincar com a ponta da minha intimidade, aquilo estava me deixando louco de prazer, quando eu já estava quase gozando ela para e me olha com os olhos brilhando, eles estavam com um brilho travesso, eu então a puxo para mim e fico por cima dela, percebo que seus seios pareciam querer atenção, eu então abocanho um deles em quanto massageava o outro com uma das mãos, ela quem estava enlouquecendo agora, eu mordo um pouco a ponta e brinco com a língua logo em seguida, eu então paro abruptamente e ela me olha com raiva, eu então dou um sorriso travesso para ela antes de beijá-la, no mesmo momento eu a penetro de novo, com mais força e rapidez, ela agora gemia alto, eu não estava muito diferente dela para ser sincero. 







Depois de algumas rodadas, nos fomos finalmente dormir, estamos dormindo de conxinha, ela disse estar com raiva por eu tê-la "torturado" com a língua. E eu finalmente conclui, estou perdidamente apaixonado por ela. 


Notas Finais


✨Obrigada por ler✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...