História Veritaserum do Problema - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Harry Potter, Hoseok Lufa-lufa, Jikook, Jimin Sonserina, Jin Lufa-lufa, Jungkook Grifinória, Minight, Namjin, Namjoon Corvinal, Yoongi Sonserina, Yoonseok
Visualizações 21
Palavras 1.495
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bem vindos a mais uma historia minha. Sei que deveria atualizar SNSOP e VEV, mas, eu queria muito me desprender a essas historias e fazer algo que nem eu ando trazendo.

EU vou atualizafr essas duas fics, alias os capitulos ja estao em andamento. Porém, eu pretendo continuar postando novos enredos para vocês e isso pode demorar o andamento dessas duas fics.

Espero que apreciem essa nova historia Namjin feita com muito amor e carinho.

Olhem as notas finais para saber mais da fanfic.

ps; a fic vai ficar temporariamente sem capa, mas logo terá uma capa para vocês.

Capítulo 1 - Um Começo de um Lufano


Ao sair de mais uma desastrosa aula de poções, eu fui correndo para o banheiro acompanhado do meu melhor amigo antes que alguém veja o estrago que fiz nele.


 

Apesar de todo mundo está acostumado a ver um estrago diferente toda vez que saio da aula de poções – e ocasionalmente eu não tenha uma popularidade em jogo para ser destruída, já que ela nem existe. –, seria humilhante para Yoongi sair de uma aula de poções destruído.


 

— Jin, não sei porque está tão preocupado com o que os outros vão pensar de mim. Nem eu mesmo estou ligando. — Ao conseguirmos fugir de inquilinos traidores, e entrarmos na base segura – vulgo banheiro masculino –, Yoongi teve a coragem de desvalorizar meu esforço em querer cuidar dele.


 

— Deveria ligar, seu bastardo desvalorizador de boas ações. Você é filho dos bruxos mais poderosos do momento. Preciso dizer mais alguma coisa?. — Desbanquei Yoongi em um só passe. Nunca contradiga a forma física da sabedoria, Kim SeokJin.


 

— E por que isso é relevante?. — A cara de tacho do garoto loiro esbranquiçado, juntamente da burrice, me dava vontade de socar aquela cara lisa.


 

— Porque por você ser tão relevante, as pessoas vão prestar atenção em você, e qualquer erro vão te julgar. Se te vissem saindo da aula de poções, cujo você é um dos melhores alunos nessa matéria, todo destruído, iriam pensar que você fracassou e iriam se glorificar por isso. — Enquanto explicava o óbvio ao morcego velho, eu tentava limpá-lo com a água do banheiro. Mesmo que eu estivesse mais sujando do que limpando.


 

— Pelas barbas de Merlin, deixa que eu me limpo SeokJin. Enquanto isso, procure o Jimin, ele deve estar que nem um louco nos corredores procurando a gente. — Decidi obedecer às ordens do príncipe da Sonserina e segui para fora daquele ambiente tenso. Talvez Yoongi tenha ficado irritado por tê-lo lembrado que ele é alguém importante.


 

Eu, às vezes, não entendia o Yoongi. Ele sempre teve de tudo: desde os melhores materiais até as melhores pessoas ao redor dele; e mesmo assim, ele se sente rancoroso com o nome de sua família. Se eu tivesse um terço de popularidade e dinheiro que ele tem, eu estaria me esbanjando e mostrando todo o meu poder.


 

Mas como amigo, eu consigo entender que existe algo mais profundo do que status e dinheiro, é possível ver que a algo mais obscuro do que somente o nome de sua família. Só espero que não seja nada demais, porque a familia dele é incrível demais para ser escrota, me sentiria desolado se eles fossem que nem os artistas dos trouxas, que finge ser algo e na verdade são algo totalmente diferente.


 

Então, eu fico pensando, seria Min Yoongi o herdeiro do futuro dos Comensais da Morte e ele está sendo obrigado a escolher esse destino porque seu pai renunciou o lugar e agora cairia sobre as mãos dele o pecado. Afinal, sempre foi dito que os sonserinos de puro-sangue se aliaram a Aquele-Que-Não-Pode-Ser-Nomeado, e vale ressaltar que Min Yoongi é de uma família totalmente pura e tradicional.


 

— Jinnie? Está tudo bem? Você parece nervoso. — Um garoto de vestimentas pretas e esverdeadas, com cabelos morenos e olhos arregalados me perguntando.


 

— Jimin! O Yoongi está em apuros!. — Pensando nos traumas do Yoongi, até que fazia sentido o que eu pensava, e eu precisava alertar alguém para me ajudar a salvar o Yoongi.


 

— SeokJin, o Yoongie não está em apuros, para de ver filmes de gangues trouxas. — Eu não estava acreditando que o Jimin estava me chamando de louco viciado em filmes trouxas, só porque eu estou falando fatos.


 

— Olha só! Você… — Minha palavra morria quando eu percebia a aproximação do grupo mais venerado em Hogwarts inteira. Era o grupinho de Jeon Jeongguk, o garoto que avançou um ano em Hogwarts; ganhou o torneio tribruxo com 12 anos; melhor jogo de Quadribol; melhor aluno de Feitiços; o mais bonito, e acima de todas essas qualidades, ele ainda era filho do nosso diretor, Alvo Potter.


 

Seus amigos não eram de menos, Kim Taehyung, Jung Hoseok e até mesmo o estranho – sei que é engraçado eu falar de estranheza sendo que sou a definição dela, mas aquele garoto me supera. – Kim Namjoon, eram pessoas ricas em um histórico esplêndido e veneradas por todos.


 

Vê-los passar por aquele corredor estreito, mesmo que cheio de alunos, era de se babar e se abaixar ao perceber que ele estava vindo em sua direç- em nome de Merlin! ele está vindo para com todo seu grupinho, o que eu faço.


 

— Cuspe de Gárgula! É Jeon Jeongguk na minha frente… ah, me desculpe Jeon. — Me curvei pedindo desculpas ao todo soberano Jeon Jeongguk.


 

— Tudo bem, Jin. Me chame de Jeongguk, somos amigos não somos? — Jeongguk era uma pessoa tão gentil, mesmo tendo motivos para se esnobar, ele continua sendo humilde e amigável com as pessoas, como na primeira vez que ele entrou em Hogwarts.


 

— Sim! Claro que somos Jeongguk, somos amigos, ou melhor, mais que amigos, bruxiends. — Ser chamado de amigo por Jeongguk me deixava extremamente alegre e solto, e por isso, eu acabei me esquecendo de que na verdade não era totalmente amigo do Jeon e de que ele  não me entende. Eu somente percebi isso quando vi a cara de avoado do grifinório e a risada doce e escandalosa do sonserino, Jimin, a única pessoa que entendia minhas piadas, ou muitas das vezes, nem entendia mas ria mesmo assim.




 

— Essa foi boa, Jinnie. Mas agora se me der licença, eu vou conversar com o Kookie ali rapidinho e já volto. — Aqueles dois, mesmo não se assumindo publicamente, eram  incrivelmente fofos e um casal de se dar inveja. Queria eu ter alguém para ficar no chamego, só comendo feijõezinhos mágicos e rindo um do outro, e depois se beijarem até as bocas paralisarem. Bem, pelo menos essa era minha ideia de “amor”, já que eu nunca soube o que era isso, além do que era escrito nos livros e via em meus olhos. Sei que pode ser triste uma boca tão linda como essa estar criando teia de tanto que ela ficou só nesse mundo, mas é a pura realidade.


 

Enquanto divagava sobre minha boca estar virando abrigo de aranha, eu nem notei a presença da criança nojenta Kim Namjoon.


 

— Ah olá, Kim Namjoon, algum problema? Perdeu suas covinhas em mim?. — Sacanear com o Kim era meu passatempo favorito, mas ao mesmo era um o pior passatempo do mundo, já que eu não sabia provocar alguém.


 

— Na verdade eu perdi algo sim, não foi minhas covinhas já que seria impossível elas sumirem magicamente de meu rosto, apesar de aqui ser tão mágico isso é impossível no momento. Você por acaso viu meu livro de estudo avançado no preparo de poções? Eu preciso dele para minha aula. — Kim Namjoon era alguém tão inteligente e elegante com qualquer coisa que me irritava profundamente. Odiava sempre o quanto aquele corvino poderia ser petulante e sempre com uma resposta na ponta da língua.


 

— Mesmo que soubesse não iria te falar. — Parecia que eu era uma criança, mas qualquer coisa que poderia ser usado contra aquele garoto petulante era agradável.


 

— Bem, já que você não tem o que eu quero, eu vou indo. Ah! Me sinto lisonjeado por você ter reparado em minhas covinhas, deve ser realmente algo chamativo em meu rosto para cativar sua atenção, abraços e boa aula. — Aquela educação falsa me dava aos nervos. Depois de ter falado eu somente gritei para ele um belo e sonoro “Nunca”.


 

Pode parecer estranho eu odiar uma pessoa que aparenta ser extremamente educada e gentil, mas eu sou o único que sei realmente como aquele garoto era a própria víbora fantasiado de corvo.


 

Kim Namjoon desde o primeiro ano em Hogwarts foi uma pessoa prepotente e arrogante com todos ao seu redor, e nada mudaria isso de alguns anos para cá.


 

Me lembro de quando eu tinha somente 11 anos e fui pedir um suco de abóbora para ele com a maior educação e fofura, e simplesmente fui ignorado, recebendo somente uma jarra de suco em minha direção. Minha intenção na época era fazer novos amigos de diversas casas, pois, na época eu acreditava – ainda acredito porque a trouxice nunca me abandonou. – que não existia barreiras entre as amizades, e que era importante você tentar fazer novos amigos sem se importar com os estereótipos de cada casa. Enganado eu era.


 

Kim Namjoon depois disso somente piorou e me deixou mais enraivecido. Como quando ele ajudou Kim Taehyung a esconder meus livros de feitiços; quando quebrou minha varinha quando a emprestei porque ele esqueceu sua varinha; quando ele me perguntou algo de feitiços e logo depois me ignorou, sabe essas coisas magoa o coração de um lufano.


 

Por conta desses motivos e vários outros eu odeio Kim Namjoon do fundo do meu coração e nunca pediria nada, nem faria nada por ele.


 

Uma pena, porque pela a primeira vez eu terei que descumprir minhas próprias palavras.

 


Notas Finais


Esse capitulo foi uma introdução de como o nosso lufano é, e também sua relação com o conrvino Namjoon.

fiz uma thread com a caracteristica de cada personagem:https://twitter.com/mwinsgi/status/996886968352067590

playlist do spotify: https://open.spotify.com/user/5r3xio9pqygqk9a7xq4ygq4cm/playlist/2xCEogweKWohQToz7bJ7Rm?si=5Ze0RdJ8SD-Lkm_kBdGJxQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...