1. Spirit Fanfics >
  2. Vermelho , a cor mais intensa que existe >
  3. Prólogo

História Vermelho , a cor mais intensa que existe - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Vermelho , a cor mais intensa que existe - Capítulo 1 - Prólogo

Kakyoin narrando 

Olá , eu sou kakyoin noriaki , estudante do 2 ano do ensino médio , tenho 16 anos e sinto como se todos os dias alguém estivesse me observando .

Eu sei isso é deveras estranho de se dizer , mas já vai fazer 1 semana deis de que eu sinto está sensação de estar sendo seguido e observado , mas sempre quando eu olho para trás não tem ninguém .

- hey , kakyoin ! - escutei alguém me chamando , pela voz , deve ser o Polnareff .

- ah , oi Polnareff ! - o comprimentei .

- como você anda rápido *respiração ofegante* , posso ir pra escola com você ? - perguntou ele enquanto se apoiava em seus joelhos tentando puxar ar para seus pulmões.

- claro ! No caminho também quero te falar algo que anda acontecendo comigo - então depois dele recuperar seu fôlego , nós seguimos andando caminho a escola .

Polnareff era um cara só um pouco mais alto que eu , era bastante musculoso , e você já pensou que eu iria dizer que as garotas só ficam em volta dele neh ? Não , coitado , ele tem tudo que uma garota deseja , mas não é desejado .

Além do seu porte físico , ele tem um par de olhos azuis , e seu cabelo longo e branco , as vezes ele faz o seu clássico penteado , que deixa ele alto para cima , nas ultimamente tem sofrido bastante comentários maldosos haver com ele , então tem parado de usar um pouco ele .

Ele é um head banger , heavy banger , eu sei lá como se fala , ele está procurando pessoas para colocar em sua banda , ele até me falou o nome , é game of love , mas está seriamente desistindo de fazer a banda , mas como meu dever , não posso deixar que ele desista assim tão fácil .

- sabe Polnareff , tenho me sentido bastante observado .. - disse eu coçando minha mão .

- huum , o que você acha que pode ser kakyoin ? - perguntou ele olhando para o céu.

- eu realmente não sei , pensei na possibilidade de ser o jotaro , por que já faz 1 semana que ele não vai na aula , mas não faria sentido , ele me observar 24 horas por dia , e ainda mais por que não faz o menor sentido isso Polnareff - disse eu olhando que não teria aula hoje , havia um papel colado com fita adesiva no portão da escola .

- huu , hoje não vai ter aula ! - falava ele todo animado .

- kakyoin , você quer ir lá na minha casa? Tipo passar a tarde comigo tipo eu não tenho nada pra fazer - perguntou ele .

- pode ser , só deixa eu ir lá em casa trocar de roupa - disse eu já indo em direção de minha casa .

(Em casa)

Quando fui abrir a porta percebi que a mesma já estava aberta , será que eu ah deixei aberta ?..

Então entrei , estava com medo , pois eu não sabia me defender se alguém adentrasse a minha casa .

Só que eu vi que meu gato estava quieto e dormindo no mesmo lugar , ele se assusta quando vê alguém diferente .

Então vi que estava tudo seguro , decidi que iria tomar um banho antes de ir na casa do Polnareff .

Quando sai do banho , a sensação de estar sendo observado só aumentava , mas eu tentei não ligar pra isso , creio que só deve ser coisa da minha cabeça mesmo .

Então eu vesti : uma blusa branca , um calção branco com estampas de cereja e meu all star vermelho . 

Então vi que começou a ventar , como não quero me gripar , vou ir com minha flanela vermelha , e arrumei melhor meu cabelo .

Nesse exato momento , Polnareff deve estar resmungando coisas como "ah mais que demora !" Ou " nossa , ele anda rápido demais , mas pra vir na minha casa demora demais !" Hahaha , conheço a bastante tempo o Polnareff , então sei o que ele iria dizer numa situação dessas .

Então deixei comida para meu gato , água , e deixei sua cama arrumada , caso ele quiser dormir , e então tranquei tudo e tranquei a porta , desta vez levarei a chave .

(Na casa do Polnareff)

- mas até que enfim ! - disse ele me recebendo , então eu o comprimentei e me sentei no sofá , e então , seu cachorro , iggy .

_Ele é muito fofinho , tão pequeninho!! Ahh , fofo demaiss !! _ pensei eu fazendo carinho e brincando com iggy .

Iggy deixa eu fazer este tipo de contato com ele agora , por que no começo , Polnareff tinha que prender ele no seu quarto por que se não , me atacava .

- ei , kakyoin ! Quer o que pra comer ? - ah é mesmo , esqueci de dizer sobre a cozinha de Polnareff , ele tinha tudo que você imaginar pra comer .

Se você pensa em pizza , ele tem .

Se você pensa em sorvete , ele tem.

Se você pensa em sushi , ele tem .

O Polnareff é um armazém que tem tudo que você imaginar , mas não só de comida , ele é assim também com roupas e objetos .

- huum.. trás pra gente uma pipoca e uma coca cola gelada ! Por favor ! - disse eu gritando pra ele da sala , eu odiava minha voz por que ela ficava um pouco (muito) fina quando eu gritava , tanto que uma vez , Polnareff achava que eu tinha trazido uma garota pra cá .

- aqui - disse ele me dando minha latinha de coca , e meu pacote de pipoca .

- você quer jogar no meu preisteixion , ou quer ver umas séries que eu achei ? - dizia ele comendo sua pipoca e me olhando .

- huum , vamos jogar um "preisteixion" que nem você diz *risos* - disse eu morrendo de rir .

- tá bom *mais risos* - então ele foi lá na frente da TV procurar por um jogo para nós jogarmos , então ele veio até mim com uma pilha enorme .

- qual desses ? - perguntou ele .

- vamo jogar guitar hero - disse eu apontando pro jogo que eu peguei .

- ah de novo ? - dizia ele fingindo estar enjoado do jogo .

- ahh , só mais uma vez ? - disse eu fazendo cara de cachorro que não tem dono .

- ahh tá bom , mas só hoje e nunca mais jogamos - disse ele colocando o CD no console .

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...