1. Spirit Fanfics >
  2. Vermelho Carmesin - SaiDa >
  3. Tzuyu, o pecado da luxúria

História Vermelho Carmesin - SaiDa - Capítulo 7


Escrita por: astyrs

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 7 - Tzuyu, o pecado da luxúria


Fanfic / Fanfiction Vermelho Carmesin - SaiDa - Capítulo 7 - Tzuyu, o pecado da luxúria

Tzuyu? Ah Tzuyu! Aquela era a preferida de Sana e nem mesmo Lúcifer tinha a cara de pau em negar, ao seu ver, a mais nova era perfeita, altura certa, sorriso com covinhas, pele bronzeada e o mais importante, era recatada e quieta, a tipica moça metida a santinha, mas que dentre quatro paredes podia facilmente se tornar a putinha do Diabo! Sana sempre esteve por perto, desde o crescimento dela, acompanhou sua educação, crescendo dotada em todos os sentidos, e não que Sana fosse uma pedófila desgraçada, pois cooperamos que até mesmo o pai das coisas erradas tinha suas faixas vermelhas e seus limites, ao início, Tzuyu foi moldada para ser seu demônio mais perfeito, assim como ela já foi um dos anjos. E as expectativas de Sana foram cumpridas uma por uma.

Viu Tzuyu se transformar em uma mulher poderosa. Em uma mulher sedutora. Em uma mulher talentosa. 

E assim como Jihyo, ela acabou por curtos períodos, se apaixonando por Tzuyu, mas aquilo não chegava tão perto assim como ela queria, diferente de seus amores fracassados, a Chou não era boba, ela queria sempre mais de sua senhora, ela queria ser o de poder absoluto, ela tinha interesses com Sana, e por tempo, buscou sempre ter conflitos com Nayeon! Aquilo era uma corrida contra o pecado da ganância, mas a questão era, Tzuyu odiava Nayeon, e não só Nayeon a odiava, como a irmã do capeta! Diferente dos seus sentimentos solidários por Chaeyoung, Mina nutria um ódio incondicional por Tzuyu, incapaz de ser transmitido para uma tela de celular ou computador! Mas elas mantinham posturas retas, la dame cramoisie, assim apelidada pelos demônios vermelhos e invejosos de Sana. 

Amor não ligue para isso... — Desceu suas mãos quentes para o colo da mais alta, beijando a parte interna de sua coxa desnuda ouvindo um pequeno suspiro sair da boca de sua menina. — Demônios são invejosos, eles querem o que você tem, eles querem ser você... mas você é perfeita demais para ser comparada com eles... olhe nos meus olhos Tzuyu, me deixe ver você. — Fez esforço para atender aos pedidos de sua senhora, vendo chamas lhes queimarem as pálpebras, levando uma de suas mãos para o cabelo da outra, agarrando com força algumas mexas, fazendo a pontinha do nariz de Sana tocar em seu clitóris já inchado devido ao prazer que sentia somente ao ter Sana sobre seu corpo, e ela teria soltado um gemido alto ao sentir a língua quente de sua senhora fazer movimentos lentos e proveitosos de vaivém em sua boceta.

Sana... hmm! — Mordeu seu lábio impedindo de fazer um total escândalo para aquilo. — Mas... o-o que poderei fazer? Até mesmo sua irmã me odeia... — Lúcifer amou a forma de como sua garota cortava sua fala, para se auto aliviar enquanto Sana deslizava o polegar por seus lábios menores, iniciando pequenas penetrações, sentindo o corpo da outra se contorcer em meio ao prazer que lhes era fornecido. 

Mina tem inveja de você! Ela quer ser você, ela quer estar no seu lugar... mas ela é uma humilhação para mim, e sabe porque? — Acenou em meio a um grunhido, enquanto soltou seu corpo pós orgasmo dentre os lençóis brancos. — Olhe nos meus olhos e diga, Chewy...

— E-ela pediu a... a deus... — Buscava o ar de seus pulmões, enquanto Sana levava seus dedos melados para a boca, os lambendo um por um, não deixando que nenhuma gota daquele manjar se disperdissar-se. — Para que, você voltasse aos céus! 

— Hmm, vejo que fez a lição de casa, minha Chewy! — Pôs novamente seu corpo sobre o da mais nova, inclinando seu corpo para fisgar os lábios finos da outra, os puxando dentre dentes a ouvindo resmungar para aquilo, e teria resmungado ainda mais ao sentir Sana acariciar suas nadegas por dentre os lençóis, Lúcifer era uma besta insaciável? — E você sabe o motivo principal? — Negou em meio a um pequeno choramingo. — Tsc, tsc! Achei que iria ganhar um dez. O segundo motivo é por ela ter se tornado um neutro! Sabe o que é um neutro Tzuyu? 

— Uma alma perdida...

— Exatamente, então eu lhes digo, você não é um neutro! Você é a minha criação mais perfeita, ela, ela não é nada, e enquanto a Nayeon? É apenas um humano que mantenho vivo por meios particulares! 

— Fazer dela sua escrava sexual? 

— Não, fazer dela minha vítima.

— Desculpe senhora... não entendi! 

Mas era claro que você não entenderia Tzuyu, nem mesmo o mais inteligente dos homens compreenderiam aquilo, mas o Diabo era mais inteligente que um homem normal. Ele era o pai da mentira, ele tinha lábia, ele conseguia o que queria, e por mais que ocultasse suas vontades, o interesse que tinha com Nayeon era intimo demais para sair dizendo aos ventos livres, pois como costumava dizer, as paredes tem ouvidos! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...