1. Spirit Fanfics >
  2. Vermelho com Açúcar >
  3. Antídoto

História Vermelho com Açúcar - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Olaaar, turupom?
bora ler

Capítulo 9 - Antídoto


Fanfic / Fanfiction Vermelho com Açúcar - Capítulo 9 - Antídoto

Jake e eu fomos atrás do Finn, caminhando pelos corredores daquele imenso castelo feito de gelo. Nós tínhamos sido levados àquele quarto pelo golem rapidamente, então era difícil lembrar do caminho de volta ao salão principal. Depois de vários minutos esbarrando em salas erradas e portas trancadas, finalmente encontramos a sala do trono.

Era possível visualizar o Finn lá. Ele estava exatamente do mesmo jeito que o vimos da última vez, sentado, acorrentado e triste.

- Psss! - Fiz um barulho da porta. - Finn! - Depois chamei seu nome sussurrando. O golem estava bem atrás dele, dormindo.

- Oi! - Respondeu alto, mas logo viu minha expressão de susto e repreensão, fazendo gestos com os olhos, apontando para o monstro. - Ah, desculpa. - Sussurrou.

Eu e Jake chegamos mais perto devagar, na ponta dos pés.

- Aqui, beba isso. - Eu disse aproximando o jarro do rosto do rapaz acorrentado.

- Ugh... O que é isso? Tem cheiro de bicho morto. - Gemeu o loiro.

- É mais ou menos isso mesmo que tem aí dentro. - Respondeu Jake. Dei um tapa na cabeça do cachorro e o fuzilei com os olhos.

- É um remédio, Finn. Cof! Cof! - Tossi, mas logo retomei minha voz normal. - Isto irá acelerar sua recuperação do veneno da planta. Assim que tomar, em pouco tempo voltará a ser homem. Então, o Simon irá perceber que o que falamos é verdade e te libertará.

- Tem certeza que ele irá me deixar ir embora de boa depois disso? - Disse o loiro ainda quase vomitando ao olhar pra poção.

- Você tem alguma ideia melhor? - Perguntei fazendo cara de poucos amigos.

- Ah... Tudo bem... - Respondeu derrotado.

- Tampa o nariz e manda. - Disse Jake.

- Até o faria se não tivesse acorrentado. - Respondeu Finn com raiva.

- Me ajuda aqui, Jake. - Pedi, me aproximando do rapaz. - Finn, coloca a cabeça pra trás.

Finn, então, fez o que mandei e abriu a boca. Jake tampou seu nariz e eu aproximei o frasco devagar para despejar o líquido direto em sua garganta.

- O que estão fazendo? - Gritou Simon da porta da sala. Com a repentina aparição do rei, nós três levamos um grande susto, tanto que eu quase deixei o frasco cair no chão, mas consegui segurar e o escondi atrás do corpo. - Não está tentando roubar minha noiva de novo, né, amarelado?

- N-n-n-não, V-Vossa Majestade! - Respondeu Jake, tomando um susto.

- N-nós só estávamos conversando. - Finn tentou disfarçar dando um sorrisinho amarelo.

- É, Simon. Fica tranq- Minha fala foi interrompida por mãos gigantes e geladas envolvendo meu corpo. - Ahhh! - Dei um grito com o susto.

O golem me levantou do chão e me levou até perto de Simon, me colocando de costas para o rei, expondo o líquido que tentei esconder.

- Merda. - Falei baixo fazendo careta.

- Hum... - Simon pegou o frasco da minha mão e olhou de perto. - O que é isso que estavam tentando dar a minha noiva, hein?

- Simon. Isto é uma poção, quando o Finn beber, o senhor verá q-

- Não vai voltar ao assunto que minha noiva é um rapaz de novo, né? Eu já proibi esta conversa aqui. Se eu ouvir algo do tipo novamente, vocês dois irão para as masmorras! - Ameaçou.

Gelei.

- N-n-não, Simon. Hahahaha. Não era isso que eu iria dizer.

- Então o que era? - O rei se aproximou desconfiado.

- E-era que, então... Han...

- O que era? - Ele se aproximou ainda mais com uma expressão nada agradável.

- Era uma poção da beleza! - Gritou Jake.

Eu e Simon olhamos para o cachorro espantados. Mas logo após o susto, o rei relaxou.

- Beleza? Como assim? - Perguntou curioso, indo em direção a Jake com o frasco na mão.

- Como o senhor deve saber, a Bonnie é ótima em fazer poções. Então ela fez a poção da beleza para a Fionna! - Disse Jake alegremente. - Assim, ela ficará ainda mais linda para o casamento amanhã!

- Uh! - Disse Simon claramente interessado. - Então era isso! Por que não me disse antes? Hohohoh. - Riu se aproximando de Finn. - Então não tem problema nenhum você tomar, né, meu amor?

- C-claro que não, meu senhor. - Respondeu Finn forçando um sorriso.

- Abre a boquinha que eu vou te dar tudinho, até a última gota.

Finn obedeceu, abrindo a boca e fechando os olhos.

- Espera... - Parou o rei.

- Esperar o que? - Eu e Jake falamos indignados.

- Isso não me parece algo bom... Deixe me olhar mais de perto. - Disse revirando os bolsos. - Onde coloquei meus óculos? MR. BERG! ONDE ESTÃO MEUS ÓCULOS? - Gritou Simon.

O gigante apontou para o trono do rei. O pincenê estava no braço do grande assento de gelo.

- Oh! Estão aqui! - Sorriu o azulado, pegando o objeto e colocando sobre o nariz. - Hummmmm... - Murmurrou olhando atentamente para o frasco. - Não. - Disse e cheirou o líquido. - Não. - Enfiou o indicador no jarro e esfregou a bebida com o polegar. - Não.

Eu, Jake e Finn estávamos apreensivos enquanto rei fazia sua análise.

- Não, minha noiva não vai beber isso.

- Ah, Simon... - Meu tom de voz já era impaciente. - Por que não?

- Oras, isso parece estar vencido desde a época que conheci a Marceline. - Han? Ele conhece a Marceline? - Amanhã será um dia importante, não posso arriscar minha noiva ter problemas estomacais na data de seu casamento. Aliás, ela já é linda e perfeita do jeitinho que é, né, meu amor? - Disse o rei dando um beijo na bochecha de Finn, que fez cara de nojo.

- Mas, Simon. - Tentei argumentar. - Ela prec-

- Eu já disse que ela não vai beber! - Gritou o rei, tacando o frasco no chão, fazendo-o quebrar em dezenas de pedaços e espalhar a poção por toda a sala.

- Não! - Eu e Jake gritamos ao ver nossa última esperança sendo despedaçada no chão gelado do castelo.

- Ora, mas que bagunça! - Disse Simon andando na ponta dos pés, desviando dos cacos de vidro espalhados. - Até parece que eu moro em um lixão. O que está fazendo aí parado, Mr. Berg? Limpe esta bagunça agora! Não vê que temos convidados? Desculpem, crianças. Normalmente aqui é um lugar limpo. - Disse sorrindo.

O monstro se levantou e começou a passar suas mãos feitas de neve no chão. Todo o líquido e o vidro foram desaparecendo, como se a neve os absorvesse.

 - Oh, Finn... - Choraminguei olhando pra a triste expressão do meu amigo, percebendo que sua chance de se livrar das mãos do rei já era. - Cof! Cof! Cof! - Caí de joelhos no chão, tossindo rouco.

- Bonnie! Tá tudo bem? - Gritou Finn.

- Tá, sim. É só uma fraqueza. - Respondi forçando a voz e tentando me levantar.

- Bonnie! - Jake correu em minha direção e me ajudou a ficar de pé. - Você está com febre, precisa descansar.

- Mr. Berg! Leve nossos convidados aos seus aposentos para que estejam cem por cento para nossa grande festa! - Ordenou Simon.

O golen nos pegou novamente e nos carregou até o mesmo quarto de antes. Ao entrar no cômodo, não perdi tempo me joguei na cama. Estava com frio, então me enrolei e me encolhi. Fechei os olhos e senti que meu corpo estava realmente acabado, precisava urgentemente descansar.

- Você vai ficar bem? - Perguntou Jake preocupado, se aproximando de mim.

- Eu to legal, só preciso dormir um pouco. Deveria se preocupar com o Finn, não comigo... - Disse tristemente. - A poção já era... E agora? O que faremos?

- Eu não sei... - Respondeu o cachorro desanimado.

Ficamos alguns instantes em silêncio, pensando no que poderíamos fazer. Mas minha mente acabou sendo levada àquela vampira de novo. Pensei no que ela deveria estar fazendo naquele momento, se estaria preocupada com a gente ou se já tinha esquecido de mim...

- Jake. - Chamei.

- Oi.

- O Simon conhece a Marceline? - Perguntei curiosa.

- Sim.

- Wow... Toda Ooo conhece ela, menos eu até alguns dias atrás.

- Hahahah. - Riu o cachorro. - O Rei Gelado não só a conhece, como cuidou dela durante muitos anos. Até enlouquecer e a abandonar...

- Nossa, que triste...

- É... Sua mãe humana morreu de causas naturais, depois foi abandonada pelo pai, demônio e governante da Noitosfera. E ainda tempos depois, por Simon também. Ela não tem uma história nada agradável.

- Sua mãe era humana? Mas ela não é uma vampira?

- Não viu as marcas em seu pescoço? Ela era metade humana, metade demônio. Era uma caçadora de vampiros, até ser mordida por um e se tornar uma deles também. - Ele deu uma pausa em sua história. - Bonnie... Eu vou atrás dela.

- O que? - Perguntei surpresa.

- Não adianta tentar me impedir por causa de orgulho bobo. Ela é nossa última esperança. A Marcy é poderosa e pode arrancar o Finn daqui a força, além de conhecer muito bem Simon e suas maluquices.

Apenas me calei. Ele tinha toda razão, precisávamos dela.

- Irei agora! Dará tempo voltar antes do casamento. Você fica aqui descansando, tudo bem?

- Tudo bem... - Respondi derrotada.

- Não sai daí! - Disse Jake e foi correndo em direção a porta do quarto.

Assim que ele saiu, eu fechei meus olhos e relaxei. Em poucos segundos, já estava mergulhada em um sono profundo. Mas, num piscar de olhos, ouvi um barulho muito forte, me fazendo acordar com um baita susto.

- Ahhhh! - Gritou Jake, sendo jogado amarrado no quarto pelo golem de neve e gelo.

- O que está acontecendo? - Perguntei espantada.

- Vocês disseram que ficariam para a festa. - Disse Simon entrando no quarto, com uma expressão de decepção. - E agora está tentando ir embora? Não, não, não, não... Vocês irão ficar! Mr. Berg, amarra ela também.

- Não! Espera, ele não tava tentando fugir! - Tentei argumentar desesperada, mas de nada adiantou. O monstro me amarrou mesmo assim.

- Eu ia buscar mais convidados para sua festa, Rei Gelado! - Exclamou Jake.

- Não tentem me enganar! - Gritou Simon. - Eu sei que vocês se arrependeram de ficar para a festa depois que perceberam que minha noiva não é o amigo que vocês tanto procuram. Mas é tarde demais. - Disse o rei batendo a porta e largando eu e Jake amarrados no quarto. Foi possível ouvir um barulho de tranca assim que ele saiu.

- Fu... - Disse Jake.

- Deu... - Completei.


Notas Finais


Puts, quando finalmente ele ia chamar Marceline, isso acontece ;/
Eu sei que vocês estão com saudade dela, eu também to
Quando será q ela vai aparecer? Sei naummm kkk
E aí? Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...