História Versos sobre o Garoto que Conheci - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Drama, Kim Taehyung, Min Yoongi, Poesia, Presente, Romance, Sugav, Taegi, Vga, Vsuga, Yoontae
Visualizações 9
Palavras 484
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Poesias
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


dEMOREI MUITO TEMPO TENTANDO POSTAR ISSO, mas finalmente consegui

vou deixar as declarações fofinhas ao fim, então, por agora, desejo boa leitura a ti e a quem mais se aventurar por aqui ;)

Capítulo 1 - Quando acordamos pela manhã


Ei, mãe, eu conheci um garoto.

Numa tarde chuvosa e escura de quinta
— onde os postes de luz começaram a
acender-se logo às quatro.

Seu nome soa como coragem em nosso
idioma, tal como ele é corajoso,
e eu gosto do modo como seus lábios
juntam-se em um biquinho quando ele próprio
pronuncia suas duas sílabas: Yoon-gi.

Ele tocava guitarra para seis ou sete pessoas
naquele café, com os fios de cabelo menta caindo
sobre seus olhos quando abaixava o rosto para
dedilhar as cordas do instrumento em um novo acorde.

Aquele canto era a área de renegados, com
almas repletas de sentimentalismo — do mais
sujo e barato ao mais polido e precioso.
E nele eu vi dos dois, vi-o retratar a falta que
a paz lhe fazia com o dedilhar hábil das seis cordas
de sua Telecaster Custom.

E não, mamãe, eu não entendia sobre guitarras
naquela época. Todavida, entre nossas idas e
vindas, nossos encontros e desencontros, ele
ensinava-me de todas um pouco, agraciava-me
com sua música e me tornava conhecedor do
ramo — de pouco em pouco.

Assistíamos suas produções favoritas de Tarantino,
ouvíamos músicas triste deitados pelo chão do
terraço de seu prédio, observando estrelas e
contando histórias — nas horas em que eu não conseguia
escapar do pensamento de que ele achava-me entediante.

Para ele, deve ser assustador alcançar
as nossas galáxias, onde tudo corre bem e se resolve
na velocidade da luz. Yoongi acostumara-se com
toda a dor que temos aqui pela Terra, mas eu não
desisti de mostrar a forma como explorávamos os
nossos universos.

•••

Ei, mãe, eu conheci um garoto.

E ele agia numa tristeza que cegava e ensurdecia.
Mas eu acho que o amei à primeira, à segunda
e à quantas vistas mais puder-se contar.
Isso é ruim?

A inquietude mexia comigo quando eu pensava
sobre ele. Queria saber do porquê e prezava por
tantas más respostas, mas, mãe, não é doido?
O amor é apenas um tormento?

Yoongi me contou, certa vez, que há certo brilho
na vida — como um revestimento em prata puro —,
e, em meio a um deslize, ao choro e um abraço
para tirar-me daquele vácuo emocional, eu disse-lhe
que encontraria o meu caminho — que nós encontraríamos,
em conjunto.

Porque eu descobri o peso que as dores
na Terra nos trazem.
Todavia, me lembrei que acima haviam nossas
galáxias.

•••

Ei, Deus. Estaria aí quando pedi conversar?

Porque, uma vez, eu senti que teu amor estava
aqui, assim como também não estava. Era confuso.
Nós chorávamos perturbados ao acordar pelas
manhãs doloridas.

Onde apenas necessitávamos
e queríamos a companhia um do outro e, ainda assim,
parecíamos não estar em nossa sintonia perfeita
para os nosso próprios meios de autoajuda e
carinhos.

“— Deus… poderia, por favor, dizer-nos por que…
— Yoongi soluçou, entre as lágrimas, apertando-me
nos braços como se pudesse me proteger
de minha própria crise. — ...a vida é apenas tormento?”


Notas Finais


é um triste bem tristinho, eu sei, me desculpa... mas é inspirado em um uma música que tenho ouvido bastante e você deveria acompanhar a narrativa ouvindo ou dando rápidas olhadas para a letra (instruções para o caso de você relê-la)

~~

mas, vamos para parte boa, né? feliz aniversário, neném :3

ainda tenho o primeiro dia que a gente se falou marcado no calendário e espero poder guardar essa data por bastante tempo mesmo, huh? eu sei que a gente brigou e ainda ficamos meio estranhas uma com a outra de vez em quando. no entanto, eu espero melhorar, não só para deixar de ser idiota — o que também é fundamental, né? —, mas para poder me ajudar também, não é? (não sei se isso ficou confuso kk)

espero que me perdoe por todas a minhas falhas ou manias incorrigíveis, espero que me entenda como eu também espero entender você. desejo que cresça muito (porque você tem um potencial do caramba, safada), desejo que alcance todo bom objetivo e desejo muitíssimos anos felizes para ti.

não sei mais o que falar kk mas é isso. te amo muito e você sabe disso.

voa mlk 😎👍🏻

de: lilid
para: dri linda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...