1. Spirit Fanfics >
  2. Viagem de verão 3- A vez de Maria >
  3. Um detalhe

História Viagem de verão 3- A vez de Maria - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Estou atualizando de longe, estou em Guarapari, feriado... E como estão? Viajaram também?
E pensei na continuação a todo tempo. E aqui está. :)

Capítulo 8 - Um detalhe


Fanfic / Fanfiction Viagem de verão 3- A vez de Maria - Capítulo 8 - Um detalhe

  Então já estávamos em nossos aposentos. Onde Jhon estava antes do nosso casamento, Henry ficou lá. Sei que não é mais o mesmo castelo, claro. Mas as posições e estilos não mudaram. Manteram tudo. Incrível. Eu no meu quarto onde guardo memórias da era de ouro. E levanto da cama, arrumo a cama e logo vou ao meu armário para pegar minhas roupas, hoje é dia de treino. E enquanto vou me vestindo, escuto meu primo reclamar: -Mas isso é da conta de Maria, eu não tenho nada a ver com isso! E já penso e me preparo piscologicamente que terei que lidar com um chato, mas do que já é. E vou ao meu baú, pego minhas flechas, arco, espada e punhal, tudo que faremos. E lembro dos presentes que a família Pevensie deu a gente, e me orgulho disso. E quando vejo meu quarto, tudo em ordem e saio para fora. O meu primo olha para mim e diz: -Até que enfim em. Essa senhora me obrigou a ir no treino com você!; e eu olho para ele e digo: - Você tem que me ajudar mesmo, não viemos para brincar, explorar feito trilha de entreterimento, o rei está precisando da gente, é o perigo que vem ai, entende. Temos que estar preparados. Seremos supervisionados, sem corpo mole primo, vem. E pego ele, sem querer, e vamos a sala de treinos do castelo e ele pergunta: -Onde vamos!? E eu não falo nada, e seguimos o corredor iluminado de tochas e lustres e fiquei com vontade de gritar, mas não posso "controle-se" penso e chego onde está o rei Rilian e lorde Shanon, como ele se apresenta e posicionanos aos nossos lugares. Enquanto me arrumo, Henry reclama: -Isso pesa! Me ajuda aqui. E ajudo ele com a cota de malha, vestir ao corpo e ele nem leva jeito e começo,sem paciência com a molesa do meu primo. Acerto as flechas, duas no alvo e quatro perto e na hora da espada, Shanon decide duelar comigo, fico um pouco confusa e tudo bem. -Aceito digo. -Tudo ok, vamos diz ele.

 

Quando começamos, ele me olha com cara desafiadora, parece que está duvidando de mim, uma maudade nisso, ele é arrogante. Já não vou com a cara dele. Para completar, quase me machuca no braço, um corte quase profundo, o que dói. Lembro do Grande rei Pedro com Miraz, sinto o que ele sentiu com aquele embuste e Shanon me levanta essa suspeita. E querendo parar, mas ele diz: -Ah vamos, não é mosqueteira? Cadê a garra? E fico sem o que responder, aliàs até poderia, mas não vou brigar com esse ridículo. E continua a conversa de espadas, e nessa derroto ele. Já sem paciência digo: -Pronto.

 

Olhando bem para ele, estranho os olhos, um caramelo e ao redor escuro e azul. "Tenho que prestar atenção nesse "Lorde" eu tenho impressão que o perigo está em baixo dos nossos olhos. E desacanço para próxima etapa. Tiro as cotas de malha e fica só a blusa comprida de manga. Esperamos o Lorde das flechas, Henry ainda apanha nas espadas e seguro para não rir.

 

E pego uma maçã na bolsa, mais algumas frutas e vou comendo. E vem memórias antigas, no dia que eu e ele(Jhon) treinamos com músicas, os quatro Pevensie vendo a gente o quanto  éramos diferentes, incríveis e os únicos. Isso por que éramos de épocas diferentes. Então volto ao presente e nosso progresso e seguro para não chorar, lágrimas traiçoeiras brotam e deixo pra lá. Então chega a hora, e no caminho ao campo verde, ouço Shanon conversar com um servo do castelo: -Eu tenho que agir rápido, mas esses estranhos chegam bem na hora! Ele bate na mesa. E o servo diz: -Ei calma, não deixe ninguem mais ouvir, ele fecha a porta, mas ainda dá para ouvir: -Escreva tudo antes de mandar a Calormânia, Telmar e as ilhas inimigas. E eu gelo na hora, saio dali para não passar mal, e logo vou ao banheiro, lavo o rosto para acalmar e logo vem uma vontade de vomitar, mas seguro e passa. Não posso ficar nervosa, pode afetar a mim e meu pequeno, que é só uma semente. Com a mão na barriga, tenho certeza que é isso, mas não quero pensar, e vem uma voz: -Tome cuidado, está grávida mesmo, e vou te ajudar para que nada aconteça. Agora se vista e vai. E some. Era Aslam. E tenho que disfarçar para esconder isso de Henry junto com o casamento, se ele souber, ele vira um monstro. E um anão aparece na minha saida e diz: -Estou com você, sei que sabe. E faço um sinal de positivo e digo: -Depois ok. E ele entende. Sigo para o campo e ele diz: -Não esqueça, meu nome é Trap. -Tá ok. E quando chego, o primo está lá e começamos com outros truques que Riliam ensina e assim seguimos. Vem a hora das adagas, meu primo consegue melhor nessa e o rei nos elogia: -Estou impressionado com os mosqueteiros, a prova de que os meus antepassados eram excelentes. E vocês então, estão ótimos. Ele termina de falar e prosseguimos. E quando estava tudo bem, Shanon vai para outros lados do castelo e tenho que investigar ele, penso no meu lado espião, que eu estava no campos, com o povo falando de Jhon na biblioteca, a isca que quase nos separou. E meu primo se machuca, e me pede: -Maria me ajuda aqui. E vou lá ajudar ele, mas ele logo aproveita para me puxar para perto dele e olho feio. Ele diz: -É bem durona né. Pelo jeito Jhon te manipulou bem em... Me solto dele e falo: - Para com esse papo e vamos nos concentrar, dou um empurrão nele. -Não quero te machucar, esquece meu namorado, CHEGA! Grito. E ele tenta falar, mas dou um chute nele e cai um pouco distante.

 

-CUIDA DA SUA VIDA! e ainda tem que aprimorar, está pécimo nas espadas. E nessa ele se cala. Entendeu depois dessa. E pegarei pesado se ele insistir.

 

E assim ele termina: Ok, mas me ajuda.

-Tá. E chamo o lorde:

-vem aqui e ajuda ele, tenha paciência, por que a minha se foi.

 

Saio do campo, vou aos meus aposentos para tomar um banho, e penso no plano, Henry fica fora dessa. O jeito é ver o nível dessa inimizade. Por que ele ficaria contra um rei tão bom, ele vai se casar com a princesa Halian, uma estrela. Logo virá em forma humana e isso fortalece ele.... Perai? Então é isso, os poderes delas nas coisas... Ele quer matá lo! E nessa fico sentada no chão do quarto, ainda suada, assustada com tudo isso. E logo vou tirando minhas roupas, preciso relaxar para colocar tudo no papel e agir antes que seja tarde. 


Notas Finais


Sempre que levantamos suspeitas, é melhor guardar apenas para nós. Já passou por isso? Viu isso em filmes?
Me lembro de um desenho da infância, que para mim foi o melhor: Três espiãs demais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...