História Viagem - Two-shot (JiHope) - Capítulo 1


Escrita por: e _Strawberry94

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Park Jimin (Jimin)
Tags Bottom!hoseok, Hopemin, Hoseok!bottom, Jihope, Jimin!top, Top!jimin
Visualizações 152
Palavras 2.224
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia :)

Como estão?

Boa leitura ☕

Capítulo 1 - One; Na estrada


Narradora P.O.V


Jimin bufou irritado enquanto fechava o capô do carro. Se encostou na frente do mesmo enquanto encarava o nada. Viu seu marido sair de dentro do carro e ir até si o abraçando.


— Desculpa por estragar nossa lua de mel… — Sussurrou rente ao ouvido do moreno.


— Não tem problema, papai. — Respondeu separando o abraço e encarando o marido.


Jimin se afastou do mais velho e andou até a parte de trás do carro para ver se ainda achava alguma coisa que pudesse lhe ajudar a consertar o carro. Sentiu duas mãozinhas agarrarem sua cintura e lhe abraçarem.


— Papai, podemos nos divertir aqui mesmo enquanto não passa ninguém para nos ajudar. — Sussurrou.


Jimin se virou para o garoto e o segurou pela cintura e o virou, colocando-o contra o porta-malas. Levantou fazendo sentar sobre o porta-malas fechado e acariciou as coxas desnudas do marido.


— Quer transar na estrada mesmo, amor? — Perguntou apertando as coxas fartas ouvindo-o arfar baixo.


— S-sim, papai… — Aproximou seu rosto do rosto do mais novo — O perigo é o mais prazeroso.


Jimin mordeu os lábios. Selou seus lábios com os lábios do garoto enquanto suas mãos iam até sua cintura fina coberta apenas por uma blusa grande. Hoseok abriu seus lábios sentindo a língua do Park ir de encontro com a sua. 


Os estalos do beijo podiam ser ouvidos pelo silêncio que fazia na estrada. Jimin puxou o mais velho pela cintura e Hoseok entrelaçou suas pernas no quadril do maior. Caminhou com Hoseok em seu colo até o banco de trás do carro. Com dificuldade, abriu a porta e deitou o corpo delicado do rapaz sobre o estofado do carro.


O cobriu com seu corpo grande enquanto beijava seu pescoço branquinho. Hoseok apertava as costas cobertas pela blusa social branca do rapaz. 


— Papai… Fuck me… — Jimin sorriu e lambeu seu pescoço marcado indo até sua orelha mordiscando a cartilagem.


— Repita pro papai, amor. — Sussurrou.


— Papai… o Hobi quer que você meta fundo e forte dentro dele, que o faça gemer seu nome bem alto. Quero que me foda só como você sabe. — Sua voz manhosa fazia o tesão de Jimin aumentar.


Jimin sorriu malicioso e começou a beijar o peitoral coberto do menor indo até sua barriguinha lisa. Mordeu sua cintura e distribuiu beijos até a parte internas das coxas de Hoseok.


— Hyun-- — Sua fala foi interrompida por uma gemido manhoso, enquanto sentia seu hyung dá uma tapa e apertar sua coxa. 


— Sua calcinha está toda molhada, meu bem. — Levou seu dedo até a intimidade do rapaz passando-o por cima da mesma.


Hoseok soltou um suspiro sofrego. Jimin sorriu e puxou o tecido até as coxas do menor, sorriu vendo a entradinha rosinha do rapaz e seu pênis mediano.


—Papai… — Hoseok levou suas mãos até a nuca do marido e o puxou para mais perto, colando seus lábios em seguida. Hoseok com dificuldade, virou Jimin e o fez ficar de costas contra o banco. Sentou sobre o pênis coberto pela calça do marido.


Jimin chupou a língua do marido em seguida puxou seu lábio inferior. Sorriu inocente e se afastou do mais novo, ondulou seu quadril e rebolou sobre o pênis duro do rosado. Jimin gemeu e agarrou a cintura coberta pela blusa grande.


Levantou-se e sentou no banco com o rapaz em seu colo, levou suas mãos até a barra da camisa e a retirou do corpo do rapaz. Levou seus lábios até um dos mamilos do rapaz e começou a chupa-lo. Hoseok gemeu alto enquanto o marido chupava um de seus mamilos e massageava o outro com o dedo.


— P-papai… — Gemeu rente ao ouvido do de madeixas rosas e mordiscou a cartilagem.


Jimin parou de chupar o mamilo rosinha do mais velho e atacou seu pescoço marcado, e o chupou com agressividade. Hoseok agarrou os fios rosas e os puxou.


Jimin se afastou alguns poucos segundos e admirou sua arte feita no pescoço do rapaz. Sorriu e se aproximou passando sua língua novamente no local. Hoseok se afastou e levou suas mãos até a calça do marido, abriu o zíper e a puxou deixando até suas coxas fartas. Jimin o olhava o rostinho corado do marido, um arrepio percorreu seu corpo ao sentir as mãos pequenas e geladas em seu pênis descoberto.


— Papai… Ele tá tão durinho, é por causa do Hobi? — Ah, essa inocência na voz, Jimin amava tanto isso.


— Sim, bebê, é por sua causa… Seja um bom garoto e desfaça isso pro papai, huh? — Hoseok assentiu.


Sentou sobre suas pernas e se inclinou deixando seu rostinho perto do pênis do marido. Deu beijinhos tímidos e os desceu até ás bolas. Subiu com sua língua até a glande do marido e abocanhou o pênis teso do mesmo.


— Seokie… — Levou sua mão até os fios do garoto e os puxou.


Hoseok afastou sua boca do pênis do marido e o olhou com um sorriso inocente nos lábios.


— Fode a minha boquinha, papai — Passou sua língua sobre a fenda do pênis do marido e o olhou — Dá o seu leitinho pro seu bebê, huh? 


Hoseok colocou novamente o pênis do marido em sua cavidade úmida. Começou a subir e descer com sua boca sobre o membro do marido. Jimin gemia alto enquanto sentia seu pênis tocar na garganta do garoto.


— Caralho…! — Gemeu jogando a cabeça para trás batendo contra o vidro da janela do carro.


Voltou seu olhar para o garoto e agarrou seus fios com mais força e o fez parar de lhe chupar. Mexeu se quadril para cima estocando a boquinha do marido. Começou a estocar a boquinha do mesmo até se desfazer dentro da mesma. Hoseok engoliu como um bom garotinho que era e se afastou do pênis do marido.


— Papai… Sabe que o seu bebê gosta de receber o leitinho em dois lugar, certo? — Segurou na gola da camisa social do marido e o puxou para perto, Jimin assentiu— Quais são os lugares, papai?


— Na sua boquinha e no seu cuzinho. — Falou.


— Então complete o seu serviço, papai… — Jimin o beijou enquanto agarrava a cintura desnuda do rapaz.


Hoseok separou seus lábios e levou as mãos até a blusa social do marido e abriu os botões da mesma, o tecido deslizou pelos ombros do rosada, deixando seu peitoral amostra. Hoseok sorriu e levou seus lábios até o peito do mais novo e começou a beijar o mesmo.


Hoseok sentou sobre o membro do mais novo e começou a esfregar sua entradinha c no pênis já ereto do Park. 


— Hoseok chega de enrolação. — Segurou o rosto do garoto e fez olhar para si — De quatro, agora. — Falou sério.


Hoseok adorava quando Jimin ficava sério, achava-o extremamente sexy. Obedeceu seu papai e ficou de quatro deixando sua bundinha livre — E a saia curta deixava tudo amostra —  de marcas bem impinada, sua entrada pedia para ser preenchida pelo membro de Jimin. 


Jimin segurou as nádegas do menor e as afastou fazendo-o ter a visão perfeita da entradinha do moreno. Levou seu rosto até a entrada do Jung e passou sua língua sobre a mesma, o Jung gemeu.


— Gosta que beije seu cuzinho, bebê? — Hoseok abriu a boca para responder, mas só saiu um gemido manhoso quando Jimin repetiu o ato — Responda.


— Ahw… Papai… E-eu gosto! A-amo… — Respondeu em meio a gemidos.


Jimin sorriu e levou seus dedos até a boca de Hoseok, esse que a abriu e acolheu os dedos gordinhos e extremamente fofos do marido em sua cavidade úmida. Quando já estavam bem lubrificados Jimin os tirou da boquinha e os levou até a entradinha do mais velho. Penetrou o primeiro ouvido o garoto gemer incomodado, a entrada apertada tentava expulsá-lo.


Com o passar dos minutos Hoseok se acostumou e Jimin inseriu mais um e começou a fazer tesouro para alargar a entrada do mais velho.


— Papai… Vai logo… — Pediu, ou melhor, implorou enquanto olhava o rosado por cima do ombro.


Jimin retirou seus dedos da entrada do rapaz e se ajeitou atrás do mesmo. Segurou a base de seu membro e o encaixou na entrada do mais velho e adentrou devagar.


Hoseok apertou o estofado do carro enquanto sentia Jimin o invadindo. Quando já estava dentro do garoto por completo, abraçou sua cintura e beijou suas costas, Hoseok se rebolou na tentativa de se acostumar, o que não demorou muito.


— Jiminie… — Gemeu enquanto sentia o mais novo começa a se mexer. 


Jimin apertou sua cintura enquanto saia e entrava de sua entradinha. Hoseok gemeu manhoso e apoiou sua mão no vidro embasado pela noite fria.


Ouviram barulho de um carro se aproximando, e Jimin sorriu começando a se mexer mais rápido. Hoseok mordeu os lábios para não gemer.


— F-filho da puta… — O xingou e Jimin riu.


O carro passou e o motorista olhou para o automóvel parado na estrada achando estranho, porém, proseguiu seu caminho. Jimin saiu de dentro do garoto e o virou fazendo deitar no banco.


— Eu te ode--


Jimin o beijou atrapalhando sua fala. Hoseok abraçou as costas do maior, Jimin separou o beijou e se ajeitou encaixando seu pênis na entrada do mais velho. Logo o preenchendo novamente.


Jimin começou entrar e sair da entrada apertada do mais velho, enquanto esse arranhavam suas costas e gemia manhoso para si.


— Papai… Vai mais rápido… Aah… — Jimin o obedeceu, começando a ir mais rápido dentro do menor.


Gemia rouco no pé d'ouvido do moreno. 


— Hhm… Tão apertado, amor… — Falou entre gemidos enquanto começava beijar seu pescoço.


Hoseok sentiu o pênis do mais novo tocar sua próstata, foi impossível não gemer alto e manhoso. Jimin sorriu.


— É aqui? — Perguntou tocando naquele lugar novamente, recebendo um gemido como resposta — Responda, bebê.


— S-sim, papai… Ahw… — Mordeu os lábios inclinando a cabeça para trás, deixando seu pescoço ainda mais amostra para Jimin.


Esse que mordeu o pescoço do rapaz e logo levou seus lábios até os do marido e o beijou de formar afoita enquanto suas mãos acariciavam a barriga lisinha do menor.


— P-papai Jiminnie… — Arranhou as costas do mais novo e gemeu contra o beijo.


Jimin gemeu sentindo seu pênis ser apertado deliciosamente pela entrada judiada do rapaz. Desceu suas mãos até o pênis do Jung e começou a masturba-lo na velocidade de suas estocadas.


— Hhm… Papai… Hobi pode gozar? 


— Goze para mim, amor. — Sussurrou rouco olhando o rosto corado do menor.


Hoseok gozou algumas estocadas depois gemendo manhoso e alto o nome daquele que lhe dava prazer, seu corpo molinho foi apertado pelo Park enquanto continuava estocando o moreno.


Gemeu o nome do Jung enquanto gozava dentro desse. Hoseok o encarou com os olhos semicerrados. Jimin saiu de dentro do moreno e beijou seu rosto suavemente enquanto deitava seu corpo ao lado do menor.


As respirações ofegantes era o único barulho na noite, Hoseok sorriu e subiu em cima do rosado e se deitou em cima do mesmo. Jimin abraçou o corpo pequeno e acariciou suas costas.


— Cumpri meu serviço, não pode reclamar, Sr. Jung. — Sorriu olhando os fios castanhos.


Hoseok sorriu e se mexeu olhando para o Park, o beijou apaixonado enquanto o mesmo acariciavam suas bochechas suadas e coradas.


[•••]


Jimin conversava com um motorista que havia parado ali. Enquanto ambos conversava, Hoseok estava encostado na parte de trás do carro com um sorriso bobo nos lábios.


— Olá. — Ouviu uma voz e viu um garoto de cabelos verdes.


— Oi. — Sorriu para o esverdeado.


O garoto o olhou dos pés a cabeça e mordeu levemente os lábios. — Você é uma gracinha com essas roupas femininas.


— Roupas tão tem gênero, eu me visto assim por que me sinto bem. — Se afastou do carro e se aproximou do garoto — Por favor, pare de dá em cima de mim, sou casado.


— Oh, Desculpe-me. — Se aproximou do menor — Não consigo segurar a língua quando estou perto de garotos tão fofos e sexys como você. 


— Então segure, se não terei o prazer de corta-la — Ouviu Jimin o chamar — Agora se me de licença, vou curtir a minha lua de mel com o meu homem.


Hoseok rumou em direção ao carro e se sentou no banco do mesmo, fechando a porta em seguida.


— O que ele queria? — Jimin perguntou fechando a porta do carro e ligando o mesmo.


— Estava dando em cima de mim. — Rolou os olhos.


— Garoto idiota. — Falou olhando o mais novo entrar no carro do motorista que havia ajudado os recém casados.


— Amor… — Hoseok colocou sua mão sobre a perna do marido. — Vamos logo? Tem muitas coisas mais interessantes pra fazer quando chegarmos na casa na praia.


— O que seria? — Aproximou seu rosto do rosto do rapaz de cabelos castanhos.


Você pode me foder até a lua de mel acabar.


— Coitada dessa sua bunda, meu amor. — Beijou levemente o pescoço do garoto — Vou te foder dando que não vai conseguir se manter de pé.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...