História Viber Duo - Camren - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Brigas, Cabello Gip, Revelaçoes, Romance
Visualizações 245
Palavras 782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um. Vocês merecem.

Capítulo 6 - Episódio 6


Fanfic / Fanfiction Viber Duo - Camren - Capítulo 6 - Episódio 6

              ( Lauren J. )

Sentir um peso quase morto em cima de mim, e embaixo de mim um colchão macio. Sim cama deliciosa, quando entrei na casa ontem tive que me esforçar pra não ficar encantada, tudo nesse lugar é magnífico.       


Meu corpo balança sobre a cama. Abro os olhos e vejo uma linda garotinha sentada sobre minha barriga, ela sorriu Banguela, os cabelos ruivos e cacheados soltos e bagunçados.

- Mimi, sentir saudades! - a pequena se jogou em meus braços e afundou o rosto em meu pescoço.

Essa é a Megg. que menina adorável. - bom dia princesa! - falei.

- Megg , não pedi para não acordar sua mãe? -  Camila aparece somente de roupão, os cabelos soltos já penteados e uma leve maquiagem.

- bom dia mãe Mimi! - me apertou em seus bracinhos e pulou para fora da cama. - Desculpas por ter acorda! - Saiu disparada.

Arranquei uma gargalhada de meu peito. Levei um susto quando sentir uma mão em minha barriga. Quando ela chegou perto de mim?

A encarei. - bom dia! - falei sem graça.

- bom dia meu amor! - Veio se inclinando para me tocar a boca, mas eu me sentei rápido me saindo dela.

- Que foi? Não que me beijar? -estreitou os olhos.

- não é isso, não escovei os dentes! - meio que menti.

Camila se aproximou de mim e me abraçou apertado, seu roupão meio que abriu e eu posso sentir seus seios no meu, já que estou com uma camisa regata de algodão.

Meu corpo se arrepia.

- vamos voltar ao médico, você irá fazer alguns exames! - Sinto ela começar a dar Beijos no meu pescoço e a me cheirar. - Mi, me abraça, você está toda tensa! -

Gemi com uma leve mordida dela.

" Camila é muito gostosa, não se atreva a abrir as pernas para ela, a latina é minha! "

Lembrando das palavras Michelle empurrei Camila com uma brutalidade, nisso o roupão dela se abriu , e passei a contemplar o sexo dela é nossa, vejamos bem, nunca fiquei com meninos,  já vi sim pênis, mas nunca tão perto , e o de Camila com certeza fez eu mudar a minha concepção sobre...apesar de sua cueca boxer ser azul  escura, o mesmo está bem marcado. Camila fechou o roupão. Mas a imagem do seu membro vai ficar na minha mente.

- me desculpe, não estou disposta para fazer isso!  -

- se arrume, vamos ao médico! - Diz com o mesmo tom de voz doce. - Eu só queria um carinho seu! -  Me deixou sozinha.

- Eu estou ferrada! - sussurrei.

Depois de alguns minutos ela retornou devidamente vestida,  despojada, camisa gola polo, calça jeans surrada, de sandálias de dedos. Eu aproveitei que ela foi se trocar é fiz minha higiene.

- aposto que não vai querer ajudar no closet, já que foi ao banheiro sem minha ajuda! - sentir tristeza em sua voz. - de qualquer forma eu vou te esperar na sala! -

- não vou ao médico! - digo.

E vejo suas mãos em punhos fechados. - Já escolhi uma roupa pra você, se vista!-

somente olhei para ela. Camila relaxou os ombros. - espero que lembre de nossa última conversa , não vou suportar mais uma rejeição sua! -  disse e foi saindo.

Eu nunca vi tanta tristeza em uma pessoa. Droga!

- Camila! -

Para de andar mas não se vira para mim.

Suspiro. Tenho que fazer isso.

- se não quiser ir ao médico não importa, eu o trago até você! - Soou baixa sua voz.

Me levanto e tento andar, com dificuldade, eu seguro pela sua cintura. Ela me encara por cima de seu ombro. - por que faz isso comigo? -

meu coração partiu em dois.
- Ca. ..mz, Camz me perdoe!- a viro para mim e a abraço. Deixo meu queixo em seu ombro.

- Camz? - ela disse e riu.
- você não me chama de apelidos carinhosos!- beija meu pescoço.

me arrepio. - pois agora tem um!-

Ela me aperta em seus braços.
- Vou pedir que a médica da família venha te ver aqui. - Ela traz seus olhos onde eu possa ver. - Assim você descansar. -  Camila fecha os olhos e se inclina para mim, automaticamente fecho os olhos com força, e seus lábios deita nos meus mansamente. O encostar e duradouro, macios, paciente.

Ela escorrega à boca para a minha bochecha. - descansa!- pediu antes de me dar mais um beijo agora na ponta do nariz, me ajudou a deitar na cama e saiu do nosso quarto.


“nosso? !” - Levo às mãos no rosto.
Camila não é deste mundo, é eu sou uma pessoa horrível.





Notas Finais


Eita, um pouco de calor rs. Gostaram do beijo?
Quis deixar o romance prevalecer, apesar de Camz se inter. .. Ela vai ser bastante dócil é feminina aqui.

Desculpas pelos erros. Os vejo depois Tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...