1. Spirit Fanfics >
  2. Viciada >
  3. Reconciliação?

História Viciada - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Reconciliação?


No meio da festa

Carlota Elias

 Ainda não tinha bebido nada é já lá iam 4 horas de festa, não estava com cabeça para festas, não naquele momento.

Fui lá para fora, e fiquei sentada num banco, a música estava alta, o fumo pairava no ar, as luzes mudavam de cor a cada segundo que passava. Parecia uma droga que estava a controlar todos. Eu estava com sono pela primeira vez naquela semana.

- Estás a pensar em que? – reconheço aquela voz.

- Que susto Liam! – disse.

- Desculpa. – ele disse.

- Precisava de falar contigo. – dizemos os dois ao mesmo tempo.

- Diz. – ele disse.

- Não diz tu. – eu disse.

- Desculpa. – dizemos ao mesmo tempo.

- Eu sei que disse coisas horríveis, mas nada daquilo era verdade, eu mudei yha, mudei, bastante, já não sou aquela rapariga boazinha, eu estou lixada, Liam. Eu estou toda fodida por dentro. – Comecei a chorar. – Eu baixei as notas, faltei as aulas, eu não sou a mesma, e não queria mesmo perder a tua amizade, eu peço desculpa por te ter magoado. – eu disse, e ele abraçou-me.

- Eu desculpo-te, mas perdoa-me também eu errei, quando tu mais precisas-te eu abandonei-te. Desculpa Carlota. – ele disse ainda abraçado ao meu corpo. Desfiz o abraço, e peguei nas mãos dele. – Carlota… tenho só uma pergunta.

- Diz. – disse a parar de chorar.

- Além das festas e da bebida, fazes bem alguma coisa? – ele perguntou-me e eu reverei os olhos.

- Fumo. – disse.

- Cigarros? – afirmei. – E drogas? Consumes? – ele perguntou-me.

- Liam. Achas? – eu disse, eu não podia dizer-lhe a verdade se não era a gota de água.

- Ok. Queres sair daqui? Temos muitas coisas para falar um com  outro. – ele disse.

- Yha, eu também não quero estar aqui. – eu disse, despedimos-nos  da Mel e da Milena e dos restantes e fomos embora, fomos para a “minha casa”, casa do meu padrinho, quando lá cheguei o meu padrinho já estava em casa, cumprimentei-o e apresentei o Liam, ele encolheu os ombros quando disse que ele iria cá dormir, claro que ele mandu uma boca “fica no quarto de hóspedes”, eu e ele rimos, já por muitas vezes dormimos juntos, mas claro amigos.

Subimos para o meu quarto.

- Está casa é enorme. – ele disse quando se sentou na minha cama, encostei a porta.

- Diz que é. – disse deitei-me ao lado dele, já sem os saltos.

- Como é que tens estado? – ele deitou-se ao meu lado.

- Tenho sobrevivido. E tu? – disse e ele sorriu.

- Tenho sobrevivido. – ele disse.

- Tinha saudades tuas. – disse.

- Eu também, tinha saudades de te chatear a noite toda, de ouvir a tua risada. – ele disse.

- Eu tinha saudades dos teus conselhos. – eu disse.

- Também. – ele disse.

- Foi difícil para mim  quando sai da minha casa. – admite.

- Também senti a tua falta a fazer barulho, e a mandar pedras para a minha varanda. – ele admitiu.

- Sentimos falta da presença um do outro. – disse. – No final das contas crescemos juntos. – eu disse.

- Lá isso é verdade. – ele disse.

Ficamos a conversar até as 05:30 e depois acabamos por adormecer.

Acordei em cima do Liam, eram 15:00 da tarde. Levantei-me e fui tomar banho, assim que terminei o banho vi o Liam já acordado.

- Queres tomar banho? – pergunto, ele afirmou. Dei-lhe uma toalha e depois de vestida fui buscar uma blusa e umas calças e uns boxers para ele, claro que pedi a Olga, e foi o Matheus que emprestou a roupa, eu disse que ele depois devolvia, mas ele disse que não era preciso pois já não lhe serviam, subi e vi o Liam sentado na minha cama a espera de uma roupa. Dei-lhe a roupa e disse o que o Matheus me tinha dito, ele vestiu-se na minha casa de banho e descemos.  Ele agradeceu ao Matheus assim que chegamos ao andar de baixo. Comemos e depois o Matheus levou-o a casa. Como era domingo fiquei por casa, fiquei a brincar com a minha sobrinha/afilhada, sim sou madrinha da Micaela.

Depois de lhe dar lanche e banho, fiquei no quarto dela a ler um livro com ela, até o meu padrinho chegar.

- Olá rainhas do meu coração. – a Micaela correu para os braços dele, e ele pegou nela ao colo beijando-a na testa, fez o meu gesto comigo, beijou a minha testa. Eu deixei a Micaela ali e segui-o atrás o escritório dele, a Olga chegou ao quarto e começou a brincar com ela fiquei mais descansada.

- Carlota? Queres alguma coisa? – ele perguntou-me.

 - Desculpe ter trazido o Liam… - ele interrompeu-me.

- Carlota, podes trazer os teus amigos a vontade, está agora é a tua nova casa, e queres que te sintas confortável. – ele disse.

- Posso lhe fazer uma pergunta? -disse.

- Sim. – ele disse.

- Como…


Notas Finais


Finalmente?
Desculpem, agora isto da quarentena dá-nos tempo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...