História Vida bandida - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Mc Hariel
Personagens Mc Hariel, Personagens Originais
Visualizações 77
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura :3

Capítulo 3 - Três


-Te acho muito linda. -- ele falou e eu corei.

 -Ah, muito obrigada. -- falei e sorri. 

Meu celular tocou, fazendo-me tomar um pequeno susto, olhei no visor Marcos.


-Oi 

-Tá ocupada? -- ele falou. 

-To nada, manda o papo 

-Cola aqui em casa, tenho que te falar uma fita -- ele falou. 

-To chegando -- falei e encerrei a ligação.

 

-Tenho que ir Hariel. -- falei e me levantei.

-Você vai subir o morro? -- ele me perguntou. 

-Vou sim. -- falei e coloquei meu cabelo atrás da orelha. 

-Eu te dou uma carona. -- ele falou e me entregou o outro capacete. 

-Vou aceitar. -- falei e sorri.

Subimos na moto e logo chegamos. 

-Muito obrigada. -- falei e devolvi o capacete. 

-Que isso, quando precisar de mim é só me ligar. -- ele falou. 

-Mas eu nem tenho seu número. -- falei e ri.   

-Não seja por isso. -- ele falou e me entregou um pequeno papel com um número anotado. 

-Você anda com seu número anotado? -- falei e ele riu. 

-Já era minha intenção te passar. -- ele falou e montou na moto. 

-Tenho que ir. -- falei assim que notei que o Marcos estava me mandando mensagem. 

-A gente se tromba. -- ele falou e saiu acelerado. 

-Entra aí. -- Marcos falou e abriu a porta. 

Me sentei no sofá enquanto ele fazia algo na cozinha. 

-Então, oque você quer? -- falei e acendi um cigarro. 

-Quero te perguntar um negócio. -- ele falou e se sentou do meu lado. 

-Pois fala logo. -- falei e soltei a fumaça. 

-A Amanda está envolvida com teu irmão? -- ele me perguntou sério. -- não mente para mim, cê tá sabendo que eu sei quando você mente. 

-Não está envolvida com ele não, ele dá em cima dela demais, mas ela não dá moral. -- falei e em seguida apaguei meu cigarro. 

-Hoje a noite tem baile, vai colar? -- ele me perguntou. 

-Nem sei, discuti com meu irmão hoje. To sem clima para sair. -- falei. 

-Larga ele para lá, vamos curtir. -- ele falou e beijou meu pescoço. 

-Que horas vai começar? -- perguntei. 

-A gente se encontra lá as 23:00, pode ser? 

-Pode sim. -- falei e o beijei. 

-Vamos para o quarto... -- ele falou. 

-Tenho que ir para casa. -- falei e me levantei.  -- a gente se vê a noite. 

-Até. -- ele falou e eu sai.

[... ]

Eu já estava pronta, estava apenas esperando o Marcos me mandar mensagem para eu subir para o baile.

-Vai sair? -- Daniel apareceu na sala. 

-Vou sim, porque? -- perguntei. 

-Ótimo, vai vir uns parças meus aqui para casa. -- ele falou e eu revirei os olhos. 

-Não é para trazer puta. -- falei e ele riu. 

-Mas é lógico que vamos trazer. -- ele falou. 

Antes que eu pudesse responder, escuteu chamarem lá fora, Daniel saiu e instantes depois ele voltou com 4 homens. 

-Hariel? -- falei assim que o vi. 

-Mentira que você é irmã do Daniel. -- Hariel falou e começou a rir. 

-Vocês se conhecem? -- Daniel perguntou intrigado. 

-Sim. -- falei. 

-Da onde mesmo? -- Daniel perguntou. 

Antes que eu pudesse responder, Marcos começou a me mandar mensagem avisando para eu subir. 

-Tenho que ir. -- falei enquanto digitava no meu celular. 

-Milena Andrade, volta aqui. -- Daniel falou em um tom mais alto. 

-Tchau irmãozinho. --- falei e fechei a porta atrás de mim. 

Segui para o baile, e logo dei de cara com o Marcos. 

-Demorou em. -- ele falou e me puxou pela cintura. 

-Como sempre meu irmão. -- falei e ri. 

-Tá linda demais. -- ele falou e me beijou. 

-Vamos logo, quero dançar. -- falei e fui o puxando pelo pulso. 

[... ]

Já se passava das duas da manhã, Marcos estava com uns amigos. Eu estava encostada em um carro bebendo um copo de whisky. 

-Quer companhia? -- Hariel chegou do meu lado. 

-Quero sim, por favor. -- falei e ri. --- não era para você estar com meu irmão? Oque está fazendo aqui? 

-Cada cara estava atracado com uma mina lá na tua casa, então decidi vir para cá. -- ele falou e eu arqueei uma sobrancelha. 

-E por que você não estava com uma mina também? -- perguntei e dei um gole na bebida. 

-Quem eu quero não me quer. -- ele falou e eu sorri. 

-E quem é essa doida mesmo? -- falei, não sei se era efeito da bebida, ou se eu estava ficando louca, mas eu estava morrendo de vontade de beijar aqueles lábios. 

-Uma menina do cabelo vermelho, do sorriso cativante. -- ele falou e mordeu o lábio inferior. -- e que por sinal está bem na minha frente.


Notas Finais


Amanhã tem mais ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...