História Vida bandida - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Mc Hariel
Personagens Mc Hariel, Personagens Originais
Visualizações 81
Palavras 764
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura :3

Capítulo 4 - Quatro


Uma menina do cabelo vermelho, do sorriso cativante. -- ele falou e mordeu o lábio inferior. -- e que por sinal está bem na minha frente. 

-Humm... -- falei e passei meu braço pelo seu pescoço, ficando a milímetros de seu rosto. -- Acho que o cabelo dela é Marsala, não vermelho. 

-Foda-se a cor do cabelo dela. -- ele falou e eu ri. 

-Me beija logo caralho. -- falei e sorri maliciosa. 

Hariel segurou firme a minha cintura e colou nossos lábios, o gosto da bebida da minha boca misturado com o gosto de menta da boca dele, fez o beijo ficar tão gostoso. Foi um beijo rápido, mas tão bom. 

-Foi melhor do que eu imaginava. -- falei e ele riu. 

-Quer beber? -- ele me perguntou. 

-Por favor. -- falei.

[... ]

Acordei com uma música alta vinda do andar de baixo. 

Tentei me levantar, mas tudo rodou e minha vista ficou turva, caí sentada na cama. Comecei a reparar no quarto, eu não estava na minha casa. 

-Bom dia. -- Hariel saiu do banheiro com uma toalha enrolada na cintura. 

-Meu Deus do céu. -- falei e coloquei as mãos na cabeça. 

-Relaxa, a gente não transou. -- ele falou e riu. -- você ficou muito ruim ontem, então te trouxe para cá. 

-Você de toalha na minha frente é uma tentação. -- falei e dei uma pequena risada. 

-Está com a cabeça doendo? -- ele me perguntou. 

-Muito. -- falei. 

Ele mexeu na gaveta do criado mudo, me entregou um pequeno comprimido branco, o coloquei na boca e bebi com o resto de uma vodka que tinha ali. 

-Essa é brava mesmo. -- ele falou e eu ri. 

-Posso usar o banheiro? -- perguntei educadamente. 

-Mas é claro. --  ele falou e eu segui para o pequeno cômodo. 

Passei um enxaguante bocal, e joguei uma água no meu rosto. 

Dei uma arrumada no cabelo, e limpei o pouco de maquiagem que tinha em meu rosto. 

Voltei para o quarto e Hariel não estava mais lá.

Comecei a procurar meu celular, o achei debaixo da cama.

Maninhuuu $2: 37 ligações perdidas. 

Amanda ♡: 12 ligações perdidas. 

Marcos: 4 ligações perdidas. 

E sem contar as milhares de mensagens que tinha. 

Desci as escadas e vi o Hariel, ele estava apenas de bermuda. 

-Essa cena é uma tentação. -- falei e ri. 

-Você que é uma tentação. -- ele falou e riu. 

-Tenho que ir. -- falei. 

-Mas já? Tá cedo-- ele falou e se levantou. Mostrei o tanto de ligação perdida no meu celular. 

-Vou te levar então. -- ele falou e pegou as chaves de sua moto. 

Pouco tempo depois eu já estava em frente a minha casa. 

-Obrigada Hariel. -- falei e o devolvi o capacete. 

-Eu que agradeço, sua companhia foi foda. -- ele falou e eu ri. 

-A gente se tromba. -- falei e ele logo saiu. 

Entrei em casa, já estava pronta para ouvir Daniel falou horrores. 

-Aonde você estava? -- ele perguntou. 

-Tava na casa de uma amiga. -- menti. 

-Que amiga é essa? -- ele perguntou intrigado. 

-Conheci ontem. -- falei. 

-E porque não atendeu o celular? Eu estava preocupado. -- ele falou. 

-Não atendi porque eu estava dormindo. -- falei e ri. 

-Essa história tá muito mal contada. -- ele falou e semicerrou os olhos. 

-Acredita se quiser. -- falei e dei de ombros. 

-Vou sair. -- ele falou e pegou as chaves da moto. 

-Vá com Deus. -- falei e me joguei no sofá. Peguei meu celular e mandei mensagem para a Amanda.

-Cola aqui em casa doida (10:43)

Amanda♡: nem rola, to numa preguiça kkkk (10:43)

-Posso ir aí então? (10:44)

Amanda♡: Só vem gata (10:44)


Fui direto para o banheiro, tirei minha roupa e tomei um banho. 

Sai enrolada na toalha e fui direto para o meu quarto. 

Vesti um short jeans escuro e uma blusinha curta cinza. Calcei uma sandália baixa, passei perfume e peguei meu celular. Subi direto para a casa dela. 

-Demorou em. -- Amanda falou assim que abriu a porta. 

-Fui tomar banho, não passei a noite em casa. -- falei e entrei. 

-Eu sei disso, Daniel me ligou desesperado. -- ela falou. 

-Mas o teu irmão ficou sabendo? - falei em um tom mais baixo, para ele não ouvir. 

-Ficou sim, e acho melhor tu se preparar. -- ela falou e meu coração disparou. 

-Porque mesmo? -- perguntei. 

-Ele está puto da vida contigo. -- ela falou e na hora Marcos apareceu na sala. 

-Decidiu aparecer boneca? -- ele perguntou irônico. 

-Calma ai. -- falei e me levantei.


Notas Finais


Até amanhã ou até mai tarde?
Amo vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...