História Vida bandida - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Mc Hariel
Personagens Mc Hariel, Personagens Originais
Visualizações 93
Palavras 643
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura :3

Capítulo 7 - Sete


 Nos juntamos a eles e começamos a jogar conversa fora. 

-E me conta Milena, quantos anos você tem? -- Kevin me perguntou enquanto tragava o cigarro. 

-Tenho 19. -- falei e ele se engasgou com a fumaça. 

-Puta que me pariu. -- ele falou e começou a rir. 

-Gata demais para ter 19 né? -- Hariel falou e deu um gole na cerveja. 

-Demaaais. -- Kevin falou e eu corei.

[... ]

-Gostou dos meus amigos? -- Hariel me perguntou. 

-Adorei. -- falei e o entreguei o capacete. 

-Que bom. -- ele falou e me puxou pela cintura. 

-Oque quer de mim? -- perguntei a poucos centímetros de seu rosto. 

-Quero você. -- ele falou e eu sorri. 

Passei minhas mãos em seu pescoço e selei nossos lábios em um curto selinho. 

-Só mereço isso? -- ele perguntou e fez bico. 

-Até outro dia. -- falei e entrei para dentro de casa. 

-Aonde você estava Milena? -- Daniel me perguntou assim que entrei na sala. 

-Com a Amanda. -- menti, não queria ele dando showzinho de ciúmes. 

-Mentira sua. -- ele falou e eu arqueei uma sobrancelha. 

-Acredita se quiser. -- falei e fui saindo.
Daniel me segurou pelo braço, me fazendo voltar para trás. 

-Você tá metida com o Kevin? -- ele me perguntou. 

-Como conhece ele? -- perguntei. 

-Quem não conhece? Um dos maiores traficantes do Rio de Janeiro. -- ele falou. 

-Oi? O Kevin? -- perguntei, não estava acreditando. 

-Ele mesmo, o Marcos perto dele e dos amigos dele é como se fosse um nenê vendendo balinha. -- ele falou e eu sorri. 

-Pelo menos eu to segura. -- falei e ele me soltou.

-Não se mete com esse povo Milena. -- ele falou e passou as mãos no cabelo. 

-Você deve estar preocupado assim porque tentou entrar no esquema deles e não conseguiu, mas eu, sua irmã mais nova, conseguiu. -- falei e ele deu um forte tapa no meu rosto. 

-Você me respeita, vagabunda. -- ele falou e eu coloquei a mão no lugar do tapa. 

-Toca em mim de novo e eu te mato. -- falei e fui para o meu quarto. 

Me despi, me enrolei na toalha e fui para o banheiro. Entrei de baixo da água gelada, oque me fez relaxar toda. 

Sai do banheiro e vesti apenas uma calcinha e um moletom. 

Me joguei na cama e fiquei mexendo no meu celular. 

Eu estava muito bolada hoje, e só uma pessoa sabia me deixar bem relaxada. Disquei o número dele e logo do segundo toque ele atendeu.

Hariel: fala gatinha.

-Tá em casa? 

Hariel: to sim, to atoa. Porque? 

-Cola aqui em casa. 

Hariel: seu irmão não vai embarçar não? 

-Pula o muro, vou deixar a porta destrancada. 

Hariel: chego em dez minutos. 


 Assim que encerrei a chamada, dei um sorriso involuntário. 

Me levantei e deixei a porta destrancada, apenas encostada. 

Voltei para o meu quarto quarto e fiquei deitada, eu estava viajando no feed do meu insta. 

-Que cena mais linda. -- Hariel falou assim que entrou no meu quarto. 

-Você veio. -- falei e lhe dei um abraço apertado. 

-Vamos colar em um baile com o Kevin? -- ele sugeriu. 

-Não estou com cabeça para isso, você topa passar a noite todinha comigo? -- perguntei com uma voz provocativa. 

-Contigo eu topo tudo minha deusa. -- ele falou e me abraçou pela cintura. 

-Está tão cheiroso. -- falei. 

-Vim assim só por causa de você. -- ele falou e eu sorri. 

-Então eu estou importante demais. -- falei e ele riu. 

-Sempre foi. -- ele falou e eu suspirei. 

-Nem para todos, meu irmão tá foda comigo viu. -- falei e me sentei na cama. 

-Oque aconteceu? -- Hariel me perguntou. 

-Vamos falar disso não, quero aproveitar a tua presença. -- falei e o joguei na cama, em seguida sentei por cima dele. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...