História Vida Contada Por Pontos - Capítulo 3


Escrita por:

Visualizações 0
Palavras 1.123
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Ficção
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Assinado


"Boa tarde sr.Royal ! Tudo bem?

É para avisar que quero toda a equipa no balneário ás 19:00 , para uma apresentação"- ordenei de forma a mostrar que aceitei a proposta mas num tom de brincadeira e no fundo ele percebeu que era uma brincadeira.

O Sr. Royal riu-se e respondeu da mesma forma.

"Só te quero avisar que quem dá as ordens aqui sou eu (risos) , mas esta passa , contamos contigo ás 17:00 para tratar dos papéis.

Vamos caralho!" - terminando a chamada demonstrando a sua alegria.

Antes de ter tomado esta decisão de emprego , eu já tinha falado com a Marta , e ela concordou também que era o mais correto , e ela como sempre apoiou me .

Harvey ficava a 1 hora de viagem da Miami, mais específicamente da zona onde eu moro. Por isso mal acabei a chamada , pus me na estrada.

Enquanto ia de viagem liguei o rádio para saber algumas notícias. Vim a descobrir da recente troca de DeRozan por Kawhi Leonard , e veio me logo a cabeça nas possíveis trocas que poderia fazer na minha nova equipa. Antigamente , não tinha essa possibilidade , porque não existia no meu campeonato esse sistema de trocas . Foi algo que me deixou bastante feliz porque adoro analisar as capacidades e características de jogadores.

Fui ouvindo música e cantado durante o resto da viagem , para descontrair um pouco. Sentia um pequeno nervosismo até.

Assim que cheguei á cidade , consegui situar logo a arena dos Astros. Era enorme! A arena estava rodeada por um enorme parque de estacionamento ao ar livre , que tinha depois vários caminhos que levavam para os recintos de xisto escuro com acesso á entradas para o interior pavilhão cinzento escuro , coberto por enormes televisões que faziam propaganda aos novos equipamentos feitos pela a Nike ou aos bilhetes que iriam estar disponíveis brevemente para pre-época.

Enquanto contornava o estadio encontrei a porta principal . Bastante grande que ocupava dois pisos e muito luminosa , e sobre ela estava um ilustração de um astro rodeado de fogo com o nome da equipa , Harvey Astros.

Contornei então a arena gigante , e procurei pela a entrada de automóveis numero 1 , que ia direto para os pisos subterrâneos onde só stuff e membros da equipa podiam entrar , sendo estas as indicações.

Assim que descobri a entrada, conduzi até lá ,e á minha espera junto aos seguranças na cancela do parque subterrâneo , estava um diretor que me iria guiar até á sala da direção.

Estancionei , e segui-o.

Depois de subirmos alguns pisos pelo o elevador onde nenhum adepto ou fã teria acesso , cheguei a um corredor com várias salas. O chão estava coberto por um tapete com as cores da equipa , azul escuro e turquesa , e nas paredes brancas por vezes surgia estampado o símbolo dos Astros , que era por fim, um astro flamejante.

Entrei numa sala onde estava o Sr.Royal já sentando com os vários papéis em cima de uma mesa negra quadrada e moderna situada exatamente no centro da sala.

Estava de fato e gravata todo elegante , um homem baixinho já velhote com muitos cabelos brancos compridos e andava sempre apoiado numa bengala.

Ele deu me um grande aperto de mão , e sentia-se a sua satisfação.

Na sala , estava também o vice-diretor , Hugo Saltman , o diretor da comunicação social , Allen Korven , e a secretária dos Harvey , Lucy Oswaldo.

De resto , cumprimentei toda a gente, e procedemos para o contrato. Li atentamente tudo como deve ser e resumindo tudo: salário mediano , que até me daria jeito para minha vida mas nada de extraordinário , e nem sequer prêmios de vitória ou jogos existiam.

Cumprir rigorosamente os horários , qualquer membro teria de fazer e havia objetivos a atingir :

- Classificar-nos para os playoffs (ficar nos 8 primeiros lugares).

- Destacar e evoluir dois ou mais jogadores que sejam chamados para o NBA Draft (por cada jogador levado para o Draft , é dado 2,5 milhões de dólares por cada jogador á equipa original).

Eram desafiadores , mas nada que fosse extremamente difícil. Os Astros eram uma equipa em crescimento , não eram das equipas mais fortes na competição , pelo o contrário , eram das com menos possibilidades de lutar por boas classificações.

Por isso é que exigiam pouca coisa no contrato , mas eu estava disposto a lutar por muito mais que aquilo , ir o mais longe possível.

Tratamos da papelada , assinei os papéis e agora , através de um projetor , iriam me mostrar os jogadores ao serviço da equipa.

Apagaram as luzes e apontaram o projetor para parede. Tirei um caderno e uma caneta para tirar apontamentos.

Hugo Saltman deu início :

"Ora bem , a nossa equipa é constituída por 11 jogadores , e alguns deles podem estar de saída da equipa .

Point Guard : Jailen Lon , George Clones

Shooting Guard : AJ Cooper , Norman Barry , Allen Hicks

Small Forward : Harold Jackson , Michael Cruz

Power Forward : Scott Marlin , Roger Pen

Center : Robert Andrew

Jailen Lon é nosso melhor jogador , na época passada teve uma média de 20 pontos por jogo e 6 assistências também. Seu ponto forte é o lançamento triplo e a sua técnica.

Ele é muito cobiçado para ir para o Draft mas muito dificilmente irá entrar. " - informando tudo .

Sr.Royal interviu também.

"Lon é a nossa esperança , mas ele não pode jogar sozinho .Harold Jackson é o que melhor acompanha o ritmo de Lon , e muitas vezes , Jackson foi fundamental em vários jogos."

Percebi que o Lon e o Jackson eram as estrelas da equipa. Mostraram me alguns videos de ambos da época passada , e não desiludiram-me.

De resto , a reunião foi apenas conversa desnecessária para o que me interessava .

Ao fim de uns minutos , já a notícia se tinha espalhado pela a impressão e nas notícias também.

Alguns jornalistas estavam á entrada do parque barrados pelos seguranças , mas aproveitaram o momento que estava a sair de carro para tirar fotos e provar que Kane Stank é oficialmente o novo treinador dos Harvey Astros.

Voltei para casa motivado e com vontade de por as mãos ao trabalho.

Jantei e fui logo para o meu computador , no escritório , fazer já os horários e dias de treino , folgas , planos e jogos de treino para dar o início a pré-epoca.

Ao fim de uma semana de trabalho duro no escritório , quase sem sair de casa para poder estudar muito bem a equipa , já tinha tudo organizado , e ainda para mais , iria conhecer os jogadores nesse mesmo dia , o período de férias terminou e seria o primeiro treino .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...