História Vida de mudanças - Capítulo 1


Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Drama, Naruhina, Naruto, Romance, Sasosaku, Sasusaku
Visualizações 661
Palavras 1.098
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oii meus amores, então essa é a minha primeira fic relacionada a Naruto, sinceramente não tenho muito o que dizer aqui, mas eu espero que vocês leiam e gostem bastante. aiii gente to tão animada com isso!! beijos de nutella pra vocês kkkkk

Capítulo 1 - Como tudo começou


Sábado, 18 de fevereiro de 2017 – 2:00 AM

 

Sakura apenas corria. Corria, corria e corria. Não sabia exatamente de quem, mas tinha certeza que nunca mais queria encontrar esta pessoa em sua vida. As lagrimas escorriam em seu rosto gélido e pálido, misturando-se com a leve chuva que caia sobre si. Cada vez que ela fechava seus olhos sua cabeça a levava para horas mais cedo. Ela tentava pensar em outra coisa, mas não sabia como...

Flashback

-Ei, todos para o chão, agora! – Gritou um dos homens com umas mascara preta.

-Mamãe o que está acontecendo? – Perguntava a menininha pequena ao lado de sakura

-shh querida, apenas os obedeça e faça o que a mamãe fizer – disse a senhora mebuki deixando algumas lagrimas lhe escaparem.

-eu estou com medo- disse a pequena começando a chorar

-Sayuri, estou aqui. Não precisa ter medo – disse sakura a sua irmã, tentando parecer forte e não chorar – agora obedeça a mamãe...

Flashback of

Interrompeu suas lembranças antes de que não conseguisse mais se manter em pé. Quando se deu conta do que fez se sentiu perdida e sozinha. Sentou-se um pouco tentando clarear a mente e pensar em uma solução, mas tudo em que pensava era na quantidade de trabalho que teria agora com o falecimento de ambos os pais e sua irmã, com a quantidade de vezes que as pessoas lhe diriam “eu sinto muito” sem nem ao menos ligar de verdade.

Depois de alguns minutos que lhe pareceram horas ela se levantou e foi correndo para a casa onde morava com seus pais. Sim, morava, agora não mais.

Ao chegar pegou uma mala média de mão, colocou algumas mudas de roupas, sua escova de dentes e alguns outros itens pessoais. Colocou roupas seca e quentes, uma calça jeans preta com um cardigan azul marinho comprido, com um all-star preto.

Quando estava para sair se deparou com sua imagem no espelho ao lado da porta. Nunca se imaginou tão acabada e devastada do jeito que estava. Em baixo do espelho havia uma mesinha alta, em cima dela havia um porta-retratos de sua família e o colar de sua irmã. Ao ver a fotografia foi inevitável deixar uma lagrima cair. A tirou da porta-retratos e guardou, pegou o colar de sua irmã que foi um presente seu a pequena Sayuri e colocou no pescoço.

Saiu batendo a porta com força e chamou um taxi pelo celular. Seu destino? O aeroporto mais próximo daquela casa, afinal se dependesse dela, jamais voltaria a pisar na Califórnia. Ao chegar no aeroporto pagou o taxista, o agradeceu e entrou a procura de um caixa ou um banco.

Após sacar uma grande quantia de dinheiro e comprou passagens para new York. Sakura não sabia exatamente o que estava fazendo, mas sabia que se ficasse na Califórnia o pior aconteceria, e suicídio não era uma coisa que ela achava interessante no momento. Ficar na Califórnia só ajudaria ela a se lembrar do que aconteceu e isso não era nem de longe uma opção. Se sentia mal por estar usando o dinheiro das economias de seus pais, mas afinal não é como se eles fossem voltar para reclamar.

Após pegar seu dinheiro ela comprou suas passagens. Infelizmente haviam somente para as 8:30 da manhã. Ela ainda tinha cerca de 5:30 sem ter o que fazer, mas voltar para casa não era uma opção. O tédio a consumiu e ela viu um salão de beleza aberto e vazio dentro do aeroporto. Como queria mudar resolveu se arriscar...

-Olá, seja bem vinda senhorita – disse a mulher com aquele sorriso falso de quem só quer vender seus produtos.

-oi, hummm... eu gostaria de cortar e pintar meu cabelo – disse meio tímida

-ah claro, não vejo problema algum. O seu cabelo é bem loiro, portanto acho que a cor pegará bem facilmente. É só me dizer como o quer e que cor que farei – ela falou já indo até uma estante cheia de amostras de cores de tintura.

Sakura olhou todas atentamente, por um momento achou loucura o que ela estava fazendo, mas resolveu fazer mesmo assim...

 

 

-Então? O que achou? – Disse a mulher mostrando o novo cabelo de sakura. – o cabelo que antes ia até o quadril de sakura agora estava um pouco abaixo dos ombros em uma tonalidade rosa claro em vez de loiro.

-Gostei muito – disse sakura se olhando no espelho meio cabisbaixa.

-ta, ok, cansei. Desembucha logo – disse a mulher falando impaciente a sakura.

-...-

- As meninas costumam fazer esse tipo de coisa por dois motivos: ou um ato de rebeldia contra os pais, ou um término com alguém importante. Qual dos dois casos é o seu? – falou a mulher girando a cadeira de sakura para si.

- eu só queria mudar mesmo, não que isto seja da sua conta, mas obrigada por se importar. Quanto deu? – disse sakura já remexendo sua carteira.

 

Após pagar o salão percebeu que esqueceu de um detalhe muito importante, foi correndo até a farmácia do aeroporto com sua mala e sua pequena bolsa. Ao chegar la um farmacêutico homem a ajudou, mas ela pediu por uma mulher.

-Bom dia, precisa de ajuda? – disse uma mulher de cerca de 25 anos

-oi, hummm eu preciso de... uma pílula do dia seguinte por favor – ela disse rapidamente e abaixando a sua cabeça.

-ok, vou pegar e já volto – disse a mulher enquanto saia e sakura morria de vergonha por ter feito aquilo.

Ao sair da farmácia já com a sua pílula e uma garrafa de agua sakura tirou um peso das costas, mas com uma vontade de chorar, pois suas lembranças a atacaram novamente

Flashback on

-Sayuri, estou aqui. Não precisa ter medo – disse sakura a sua irmã, tentando parecer forte e não chorar – agora obedeça a mamãe...

-ei! – gritou outro homem apontando um revólver na cabeça da irmã de sakura – as duas quietas, agora!

-Não fale assim com minhas filhas! – Disse kizashi, pai de sakura. Apenas se ouviu um barulho alto seguido do corpo de kizashi caindo no chão com sangue a sua volta. As lagrimas de mebuki aumentaram...

-É melhor calar essa porra dessa boca se não você vai ser a próxima – disse outro colocando um canivete no pescoço de mebuki.

Flashback of

Sakura só parou de chorar e saiu de seu transe quando ouviu o anuncio de seu voo, saiu correndo e conseguiu entrar a tempo no avião. A viagem era longa e os planos da Haruno eram dormir durante ela inteira, não queria pensar mais no que aconteceu, queria uma ficha limpa, mas mesmo sabendo disso, mudar não é fácil...


Notas Finais


não sei se ficou meio pesado ou grande para o primeiro capitulo, mas gente por favor comentem e deem as suas opiniões, aceito críticas também, falem a verdade kkkkk (falando sério com voce, muitos autores de maravilhosas fanfics desistem por que os leitores não comentam e não favoritem, por favor não façam isso realmente dói quando se é ignorado desse jeito)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...