História Vida de um adolescente 2 - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 1.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


AE, voltei, boa leitura :3

Capítulo 3 - O resgate


Fanfic / Fanfiction Vida de um adolescente 2 - Capítulo 3 - O resgate

Amanheceu e nenhuma notícia de Carlos, os pais já haviam avisado a polícia mas como previsto não adiantou muito por hora, me preocupa saber como ele está nesse momento. 

Já tá na hora de levantar e começar a tocaia, esse dia é importante para saber a localização de Carlos. Tomei meu café, coloquei meu equipamento, que merda, airsofts é não servem para muita coisa, mas era oque tinha então não posso reclamar. 

Ana estava preocupada, ela acha que eu estou me envolvendo de mais nisso, eu entendo que elea esteja preocupada, mas não deixo um amigo para trás. Algumas pessoas me criticam, acham que eu sou um tolo, mas uma palavra que eu aprendi a usar muito foi o "Foda-Se".

Nos encontramos na rua do dia anterior, eu decidi chamar uma amiga minha para ajudar dessa vez. Beatriz, apesar de baixinha, a garota é barra pesada, luta e é uma das melhores na airsoft, estamos sempre competindo, mas dessa vez não era esse o caso.

-Eae. 

-Eae.

-Luis está é Beatriz, ela topou nos ajudar.

Eu não estava nem um pouco afim de correr mais riscos que já tinham, somos adolescentes, mas somos bem fortes, não tive dúvidas disso depois... daquela morte...

*Luis ON*

Achei mesmo que Emanuel iria desistir, mas ele chamou reforço, estamos muitos envolvidos nisso, não sei se dá pra continuar.

-Emanuel, você tem certeza que quer cot...

-Se quiser ir embora vá antes de começarmos a vigiar, eu entendo que não queria correr riscos.

Eu não posso mentir, ele sabia que eu estava com medo, eu quero sair daqui,  mas... Carlos é como um irmão, não posso correr disso.

-Quem disse que eu vou dessistir?

-Boa porra, é assim que se fala, bora começar essa bagaça logo! -Falou Beatriz toda animada-

-Gostei da animação da garota.

-É nóis.

*Beatriz ON*

Ainda bem que Emanuel me chamou, quero chutar a bunda daqueles filhos da puta ! Tô sentindo eles!

-BORA BOTAR PRA QUEBRAR!

-Ei Beatriz calma -Porra acabou com minha animação- Eles estão em algum lugar, vamos nos esconder e descobrir onde eles estão, se estão armados e quantos são, se eles estiverem armados não podemos fazer mais nada além de esperar a polícia fazer algo.

-Você sabe que eu odeio esperar! 

-Nós treinamos juntos, sabe oqir devemos fazer!

-Ah, ok, que merda.

Ah que saco odeio esperar, espero que não tenha vindo aqui pra nada.

*Emanuel ON*

-Rápido, eu fico no prédio logo no começo da rua, Luis fica no meio naquele beco, provavelmente quem quiser sair discretamente vai passar por lá, fique escondido de longe, Beatriz, Final da rua, se eles tentarem algo você da suporte.

-Certo!

Espero que essa porra dê certo!

*Carlos ON*

Mas que merda, já se faz muito tempo, dormi aqui e tive que comer comida enlatada mas que merda. Eu conheço Emanuel, ele e Luis devem estar me procurando, se eles seguiram oque eu deixei para trás ele já deve estar perto, se eu ao menos pudesse dar algum tipo de sinal... Alguém está subindo as escadas! 

-Aff eu não esperava me meter nessa merda. Ei garoto, você ainda não falou nada.

-Vocês me sequestraram oque queria que eu dissesse? 

-Eu não te culpo.-Ele puxa um canivete do bolso- Eu não queria fazer isso, quando o meu amigo lá em baixo falou de um servisso imaginava algo mais simples. 

-Você chama isso de amigo?

-Claro, ele que me ajuda no roubo.-começa a descascar uma laranja- Não se preocupe se você não tentar nada não vou usar esse canivete em você, ele foi comprar algumas latas de comida e volta logo, enquanto isso vamos bater um papo.

Mas que idiota, nem pra ladrão presta imagina pra sequestrador, espero que me tirem daqui logo. 

Enquanto isso...

*Bia ON* 

Um cara saindo parece suspeito, vou comunicar pelo rádio a Luis.

-Tem um cara saindo pelos fundos com uma caixa cheia de...

-De que?

-Latas!?

-Avisa a Emanuel!

-Ok.

Esse é suspeito se dúvida. 

-Emanuel, quarta casa, o cara saiu com latas de comida, tenta olhar dentro da casa daí de cima.

-Entendido

*Emanuel ON*

Finalmente um suspeito! Tem uma janela, vou para o outro prédio para ver melhor. 

-Vocês não vão acreditar...

-Oque foi?

-Achamos ele.

-QUE!?-Fala os dois juntos quase explodindo o rádio-

-É PORRA ACHAMOS CARLOS! 

-Mas e agora?

-Vamos olhar mais um pouco e descobrir mais, vou tentar acertar Carlos pra ver se ele nos vê.

-Cuidado pra não machucar ele!

-É esfera de plástico, tá tudo bem.

O primeiro tiro errei, o segundo também... tá difícil ele está muito longe, preciso me concentrar...

Com muita calma eu acerto o terceiro.

-Acertei!

-Boa!

Ele não está vendado, mas não pode falar, ele me viu, boa! Mas e agora? Espera oque é que ele está fazendo com as mãos?

-Galera ele está fazendo sinais com as mãos...

-Que sinais?

-Isso é...

*Carlos ON*

Porra,  boa me acharam! Preciso me comunicar com eles mas como? Já sei! Vou aproveitar que o idiota está dormindo e fazer código Morse, espero que Emanuel se lembre das letras. 

*Emanuel ON*

-Código Morse! Filho da mãe, boa!

-Emanuel, você sabe traduzir ?

-Sim!

-Oque ele diz?

-S. E. M. A. R. M. A. S. S. A. O .2.

-Estão desarmados e são apenas 2!

-Galera tá na hora de botar pra quebrar,  todo mundo volta.

-Ok.

Ok, agente tem vantagem, podemos invadir! 

-Emanuel é muito arriscado!-Fala Luis preocupado-

-Porra nehuma, eu vou botar pra fuder eles!-Fala Beatriz-

Baixinha braba da porra. Tenho que pensar... Já sei!

-Luis, estão os dois lá dentro, você bate na porta e inventa alguma história, quando algum deles abrirem Betriz o nocauteia na primeira oportunidade.

-Beatriz? 

-Não deixe se enganar por tamanho meu amigo. 

-Ok.

-Se preparem

*Carlos ON*

Não aguento mais esse filho da puta enchendo meu saco, preciso me adiantar pra quando Emanuel estourar a porra toda com esfera de aço, ele sabe muito bem usar uma airsoft.

Escuto algumas batidas na porta, essa é a voz de... Luis! ?

-Quem será que está ali em baixo.

-Eu meio que tô amarrado, então como EU VOU SABER?

-Isso foi o som de algo caindo no chão,  vou lá ver.

Ele deixa o canivete em uma estante atrás de mim, como ele pode ser tão burro assim?  Enfim é minha chance! 

Consigo esticar minhas mãos e pegar o canivete, corto as cordas que me prendiam a cadeira.

Ainda bem, estou livre, mas aquele panaca ainda esta na porta, vou empurrar ele e sair correndo. 

-Oque está acontecendo? 

-Surpresa! 

-Oque como vc saiu!?

O empurro escada a baixo, ótimo ele apagou é minha chance de fugir! 

*Luis ON*

Beleza, tá na hora!

-Bora Beatriz, se esconde atrás de mim, aí você já sabe o que fazer!

-Ok!

Bati a porta, um homem com cara de mongol abre a porta.

-Olá senhor, vinhemos fazrr uma vistoria em sua casa!

-Mas vocês são adolescente, que porra é essa?

Quando do nada um homem cai escada a baixo, e logo atrás quem desse é... Carlos!?

-LUIS! 

-Agora Beatriz Vai!

Beatriz aplica um soco bem no nariz no cara, com certeza quebrou,  baixinha com uma força da porra! 

-Ae porra, você tá bem?

-Vocês vinheram!

Ele me da um abraço forte

-Ei porra vai com calma! 

*Emanuel ON*

Eles entraram... por enquanto esta tudo bem... espera, alguém saiu, é... Carlos!?

-CARLOS !-Gritei de longe-

DEU CERTO PORRA! 

Alguns minutos depois...

Depois de menos de uma hora a polícia já estava no local e a emprensa local também. 

Um policial se aproxima.

-Parabéns, ainda não acredito que vocês conseguiram isso!

-Obrigado!

-Quero dar um conselho a vocês,  nunca mais façam isso, oque vocês fizeram hoje foi um ato de coragem, mas nem sempre pode ter um final bom.

-Entendemos, prometemos não fazer por impulso da próxima vez!

-Boa, vocês três são demais! 

-Obrigado, nos três somos uma grande equipe! 

Era bom ver Carlos e seus familiares se encontratem, ver os dois filhos da puta ir pra cadeia, foi um dia longo hoje, todos merecemos descanso e uma boa pizza.

-Hoje a noite, todos na pizzaria !

Que dia, esse entrou para a história da vida de todos.













Notas Finais


Capítulo meio longo neh kkkk espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...