História Vida escondida - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Jungkook, Namjin
Visualizações 12
Palavras 4.990
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Despertar de sentimentos.


Fanfic / Fanfiction Vida escondida - Capítulo 6 - Despertar de sentimentos.

Suga estava de cabeça baixa e custou olhar para mim.

S_Nuna, eu vim te pedir perdão. Sei que agi de forma completamente errada e prometo não fazer novamente, nem com você ou com qualquer outra garota... me perdoa nuna, por favor...

SN_ Você sabe que o que fez foi muito grave?

S_Sim, sei nuna, me sinto envergonhado.

SN_Até onde você teria ido se eu não tivesse te parado?

S_Eu não sei, mas que bom que me parou... me perdoa nuna, eu estava muito errado...

Então ele começou a chorar, como uma criança... eu o abracei e ele começou a soluçar, levei ele para dentro, fechei a porta e continuei abraçando-o... ele não me olhava, apenas chorava sem parar....

S_Me desculpa, nuna.... eu estava tão cego por você, que não pensei direito.

Suga respirou fundo.

S_ Quando sai da casa dos meus pais e fui me virar sozinho, passei por momentos difíceis e estive em lugares precários com pessoas que viviam assim, quando queriam algo, apenas pegava pra si, mesmo a coisa tendo um dono ou mesmo sendo uma pessoa que não concorda com aquilo. Por um momento eu pensei que funcionaria e que eu ficaria feliz assim, que nem fosse tão ruim para você... desculpa nuna, eu sou um idiota, nunca vou conseguir tirar esse fardo das minhas costas e pior, sei que nunca vou limpa essa mancha com você...

Suga dizia essas palavras entre soluços. Ele me abraçava bem forte, mas isso não me incomodava, eu apenas o abraçava de volta. Na verdade, não sabia o que dizer. Boba do jeito que sou, meu coração amoleceu e eu o consolei.

SN_Está tudo bem, é passado e nada aconteceu, então relaxa.

S_Não nuna, eu sou um merda, eu não consigo nem me olhar no espelho, me dá nojo...

SN_Está tudo bem Suga... tudo vai ficar bem... eu perdoo vê, de coração...

Suga apenas chorava... ficamos ali abraçados por sei lá... 40 minutos? 1hora? 2? Não sei... só sei que suga chorou até não ter mais lagrimas para derramar, ele demorou muito para ser recompor e parar de chorar, mas eu fui paciente fiquei ali o abraçando por todo o tempo que se passou. Quando ele finalmente se recompôs, ele me soltou e me olhou nos olhos.

S_Obrigada, nuna... durma bem!

Ele simplesmente foi embora, o rosto dele estava deformado de tanto chorar, me deu muita pena dele, mas ele se foi e fiquei lá pensando no que havia acontecido... suga pareceu mais do que cincerro e meu perdão foi tão cincerro quanto... as coisas vão demorar pra voltar a ser como era, mas um dia vai voltar ao normal...

 

No dia seguinte fui ao treino dos meninos. Suga não foi ao treino...

SN_kookie! Vem cá.

Jungkoook correu até mim.

JK_Sim, nuna.

SN_Porque Suga não veio?

JK_Disse que não estava bem... porque?

SN_Nada...

JK_Nada? Jura? Me fala logo, o que foi dessa vez?

SN_Ele foi lá no meu apartamento ontem de noite.

Jungkook fechou a cara imediatamente, dava para ver que todos os seus músculos se contraíram... coloquei a mão no braço de kookie.

SN_Calma, escuta primeiro...

Então contei toda a história e jungkook apesar de ainda estar muito puto por eu ter aberto a porta para o Suga, estava chocado por suga chorar, ainda mais do jeito que foi, de soluçar, por horas...

JK_Fico aliviado por isso, mas sabe que eu nunca vou conseguir olhar para ele da mesma forma né?

SN_ Também vai ser difícil para mim, mas vamos dar tempo ao tempo.

N_Ei, o casal vai ficar namorando até quando? Vem ensaiar jungkook...

Jungkook ficou vermelho e envergonhado, eu apenas ri da situação, então Jungkook voltou para perto dos meninos... o fim do ensaio foi como o de sempre e fui para casa dos meninos. Suga estava no quarto e fui lá enquanto os meninos escolhiam que pizza pedir. Dei uma batida na porta antes de entrar, o quarto estava bem escuro, caminhei até o fim do quarto e subi a escada do beliche. Suga dormia, tranquilo.... então passei meus dedos por sua testa, tirando a franja da frente e ele abriu os olhos, não levou susto nem nada, apenas nos olhávamos.

SN_ Você está bem?

S_ Não, mas isso não importa, o que importa é você estar bem...

SN_Eu estou bem, não se preocupe...

Ele sorriu e pegou minha mão, levou até sua boca e a beijou.

S_ Você é um anjo, sabia?

SN_ Não mesmo, mas ok... vem comer pizza com a gente.

S_Depois de tudo você vem me chamar para comer pizza? Eu no seu lugar, não iria querer me ver nem pintado de ouro...

SN_Para, levanta, toma um banho e vem comer pizza como a gente.

 S_Eu não quero, desculpa.

SN_ Desculpa? Vou contar até 3...

Suga fechou os olhos para voltar a dormir.

SN_ 1... 2.... 3.

Comecei a fazer cócegas nele, ele começou a rir e se contorcer.

S_ TÁ BOM... EU VOU, EU VOU, PARAAAA..

Aí parei, sorri para ele.

SN_Te espero lá na sala, não me faça voltar aqui em...

S_Sim, senhora.

Sai e fui para sala, os meninos estavam rindo vendo alguns vídeos na TV. Fui me sentar com eles, mas não tinha muitos lugares, V e Jungkook estavam sentados no chão, me sentei junto a eles. Eu estava cansada, esses dias têm sido bastante intensos, me deitei e coloquei minha cabeça na perna de jungkook, fechei meus olhos e fiquei apenas ouvindo a conversa deles. Acordei com o interfone tocando, eu havia caído no sono. Abri meus olhos e jungkook sorria para mim.

JK_Pizza, nuna...

Levantei meio sonolenta, Suga estava na sala, isso me fez sorrir. Comemos e isso só me deixou mais cansada e com sono. dormi lá mesmo, sentei no sofá em um momento que surgiu um lugar vago, encostei a cabeça no encosto e dormi. Acordei no dia seguinte com Namjoon quebrando alguma coisa na cozinha. Eu estava deitada no sofá com uma coberta, que não sei de onde surgiu. Algo em mim não estava bem... aaaahhhhh não.... cólicas, não brinca comigo.... corri para banheiro com a minha mochila. Que alivio, minha menstruarão ainda não tinha descido, menos mal... fiz o que precisava fazer e voltei para sala.

N_Ei, o que foi? Você está bem? Saiu correndo com sua mochila, fiquei sem entender.

SN_AH, nada, coisas de menina, você sabe...

N_Ahhhh, entendi... tudo sobre controle?

SN_Sim, só estou sentindo cólicas, mas estou acostumada. Só não contem comigo hoje e nem amanhã, ainda mais nesse frio, eu vou ficar quietinha em baixo das minhas cobertas.

N_ahhh fala sério...

SN_ Estou falando sério... estou com dor, vou pro meu apartamento.

JIN_Pelo menos toma o café com a gente...

Me sentei e comi com os dois, os outros meninos ainda estavam dormindo.

N_Você apagou ontem. Eu ia te acordar para te levar para casa, mas jungkook não deixou eu te acordar, ele só te deitou e te cobriu com a coberta... Jungkook está apaixonadinho por você, você sabe disso né?

SN_Claro que não está... aliás ele está de amando, ele me falou...                              

JIN_ Se ele está amando, então é você mesmo a garota que ele está amando...

SN_Claro que não... vocês estão viajando...

JIN_Conheço bem os meus filhos e te garanto que jungkook está caidinho por você.

SN_ Vocês são loucos... eu vou pra casa, estou ficando com muita dor.

N_quer companhia?

SN_ Não, só preciso ficar quietinha e fico muito chata quando estou assim, então eu vejo vocês depois.

Me levantei e fui para casa. Em casa tomei um banho e fui para cama. Estava muito frio, era inverno e o frio estava acabando comigo nessa situação... cólicas.... porque eu tinha que ter nascido mulher? Tomei remédio para a dor e deitei, um cochilo iria me fazer bem, mas bateram na minha porta. Porra... agora que estou deitada? Jura? Levantei me arrastando e fui até a porta. Jungkook me olhava com uma cara de preocupado.

SN_O que faz aqui, Jungkook?

JK_Parou de me chamar de Kookie?

SN_O você quer?

JK_ Nossa... eu só queria saber se você está bem... Acordei e você tinha sumido, Namjoon me falou que você estava sentido dor...

SN_Eu vou sobreviver, não se preocupe...

JK_Hum.. desculpa te incomodar então...

Ele fez uma cara triste de cachorrinho que caiu da mudança...

JK_Eu vou indo, qualquer coisa é só me chamar...

Droga, ele sabe que essa cara triste funciona?

SN_Espera...

Ele voltou um pouco mais sorridente

SN_Desculpa, eu só fico um pouco de mal humor quando estou sentindo cólicas...

JK_Um pouco....?!

SN_Nao abusa menino, eu te mando para casa pela janela, vai voar do decimo sexto  andar...

JK_Desculpa, nuna... o que vai fazer agora?

SN_Nada, vou só ficar embaixo das cobertas curtindo a dor... até ela resolver passar...

JK_Hum... posso fazer companhia?

SN_Voce já viu como está meu humor... não vai ser algo bom para você.

JK_Eu vou ficar mesmo assim...

SN_....

Jungkook entrou e fechei a porta, enquanto ele tirava o sapato no hall eu fui direto pra cama. Eu sentia dor e só queria ficar na minha, espero que jungkook entenda isso, eu avisei que não seria legal... jungkook veio até mim.

JK_Posso sentar aqui do lado?

Eu apenas fiz que sim com a cabeça. Ele veio com cuidado e sentou do outro lado da cama, passando as pernas por debaixo da coberta também.

JK_Quer ver um filme?

SN_Nao...

JK_conversar?

SN_nao...

JK_hum...

SN_ Eu te avisei que seria chata...

JK_ Tudo bem, nuna.

Ele entrou mais para debaixo da coberta e deitou. Ele apenas sorria para mim. Esse menino é tão fofo... isso me fez lembrar do que Namjoon e Jin me falaram mais cedo. Não fazia sentido, Jungkook me disse que estava apaixonado, mas não fazia sentido ser por mim... acho que eles estão apenas equivocados. Jungkook não tem muito contato com meninas por causa de sua timidez, eu sou a meninas mais próxima dele, por isso ele é apegado a mim. Mas ele me vê apenas como a nuna dele e nada além disso...

Comecei a sentir uma cólica horrível, estavam dando um nó dentro de mim, me contorci e me encolhi, Jungkook mudou o sorriso por uma cara de preocupação, mas não disse nada, apenas ficou ali do meu lado. A dor foi passando e consegui relaxar um pouco.

SN_Voce tem muita sorte de ter nascido homem.

JK_Dói muito nuna? Pela cara que você fez, quase consegui sentir a dor também.

SN_Rsrs É bem por aí, Kookie... parece uma facada, lenta e com a lâmina sega ainda por cima kkkk

JK_O que eu posso fazer nuna?

SN_Nada...

JK_Tem algum remédio?

SN_Tem, já tomei...

JK_O que ajuda a passar?

SN_ficar quieta e quente.

JK_Quente?

SN_É, o frio faz piorar...

Veio outra facada no meu útero... essa foi mais rápida pelo menos...

JK_Nuna, eu sou bem quente, se eu chegar mais perto, posso te aquecer...

Ele falou isso com muita cautela, medo pela minha reação? Não sei... jungkook realmente é quente, isso ajudaria, mas não sei se seria uma boa ideia. Eu fiquei em silencio e Jungkook também, mas depois de um tempo ele começou a chegar mais perto, eu não o parei. Jungkook chegou perto o suficiente para me encostar e foi apenas isso, ficou ali imóvel, seu calor era perceptível.

SN_Kookie.

JK_Oi.

SN_Canta alguma coisa pra mim?

Sem hesitar ele começou a cantar uma música calma, ele cantava quase que sussurrando, eu não conhecia a música mais era bem bonita. Ele tem uma bela voz, realmente muito bonita... quando a música acabou e ficou silencioso novamente..

SN_Sua voz é linda Kookie, deve trabalhar isso.

JK_ Acha mesmo nuna?

SN_Canta mais.

Jungkook começou a cantar outra música e eu estava realmente relaxada, o calor do kookie fez as cólicas diminuírem um pouco e comecei a ficar sonolenta, me senti à vontade para me virar e abraçar o kookie pela cintura e ele já foi passando o braço atrás da minha cabeça me fazendo deitar a cabeça no seu peito. Kookie é realmente muito quente... ele continuou cantando e quando eu estava quase caindo no sono, veio uma cólica dos confins dos infernos e me agarrei mais em jungkook que apenas me abraçou e parou de cantar... relaxei quando a dor passou...

JK_Voce esta bem?

SN_ Sim, essa veio com vontade...

JK_Eu percebi... quer que eu continue cantando?

SN_Se você ainda quiser cantar, eu quero ouvir.

Assim ele voltou a cantar e eu dessa vez acabei dormindo. Acordei com o meu celular tocando. Jungkook ainda estava no mesmo lugar.

JK_Eu queria pegar o celular pra não te acordar, mas eu teria que me mover e isso iria te acordar de qualquer forma... desculpa nuna.

SN_Nao há pelo o que se desculpar.

Me estiquei e peguei meu celular no criado mudo. Era apenas o alarme do celular... desarmei e voltei para onde estava. Eu apenas me sentia à vontade para estar assim com jungkook. Voltei a abraça-lo.

SN_Obrigada kookie, eu sei que sou chata nessas horas, mas sua companhia é realmente boa.

JK_ Não precisa agradecer, é um prazer estar aqui...

Eu sorri e abracei ele com mais força.

SN_Desculpa, eu acabei dormindo... é que estava quentinho e sua voz me fez relaxar demais, aí acabei caindo no sono...

JK_ Fico feliz de te fazer se sentir melhor.

SN_ Você é um fofo, kookie!

JK_ Sou mesmo?

Essa pergunta me fez sorrir, levantei minha cabeça para olhar para ele que olhou para mim.

SN_Claro que é kookie...

Apertei sua bochecha o fazendo sorrir. Estávamos perto demais, dava para sentir sua respiração e meu corpo se aqueceu imediatamente, o mesmo aconteceu com kookie, porque deu para perceber que sua respiração começou a ficar mais pesada. Eu olhei para boca dele e no automático mordi meu lábio... me lembrei que era o kookie, meu caçula de ouro e voltei minha cabeça para baixo, mas ele segurou meu rosto me fazendo voltar a encara-lo. Ele se aproximou mais e eu apenas fechei meus olhos e deixei, eu apenas queria.... jungkook me beijou calmamente, mas era intenso, arrepios tomavam meu corpo e ele me puxou mais para cima, assim eu estava na mesma altura que ele, nossas bocas não se separavam nem por um segundo, jungkook me abraçava firme pela cintura, afundei minha mão em seu cabelo e o beijo começou a ficar mais urgente e quente... muito quente...

Nesse momento eu tive um pico de lucidez e separei nossos lábios, ainda estávamos muito perto...

SN_Acho melhor você ir embora kookie...

Havia apenas um espaço de uns 2 centímetros entre nós. Minha mão ainda estava em seu cabelo, o calor ainda estava quente como o fogo...

JK_Se você quiser, eu vou. É só você falar.... quer que eu vá?

Droga de menino, eu não queria que ele fosse embora, então apenas voltei a beija-lo e isso foi suficiente como resposta, eu queria ele ali onde estava, naquele beijo quente e calmo... até uma cólica dos infernos me fazer gemer de dor. Jungkook se afastou rápido com cara de preocupado.

JK_Cólica?

Fiz que sim com a cabeça e ele me abraçou... pouco depois a dor passou e jungkook se afastou um pouco, colocou uma mão em meu rosto e começou a fazer carinho, nós apenas nos olhávamos... Seu rosto, seus olhos, sua boca....

Droga... Não se apaixone por ele... não tem como isso dar certo...

JK_ Está melhor?

SN_ Sim.

JK_ Então que cara é essa?

SN_ ... a menina que você gosta... ela não ficaria feliz em saber que você anda beijando outras meninas...

JK_Outras meninas? Mas eu só beijei você!

SN_Mesmo sendo só eu... ela não gostaria disso...

JK_Nao se preocupe com isso, nuna... gosto de estar com você. Falando nisso, a quanto tempo você não come algo? eu vou arrumar alguma coisa para gente comer...

SN_ O que tem a ver uma coisa com a outra?

Ele me deu um beijo na testa e levantou da cama. Ele olhou os armários e decidiu fazer o que era mais fácil para ele... lámen! Ele colocou a água para esquentar e eu apenas observava. Ele era fofo e estava cuidando de mim...

Ele beijava muito bem e me fazia ficar arrepiada, isso era muito bom, mas não tem como dar certo... já estou prevendo meu lugar reservado no fundo do poço, lá estarei eu e meu coração partido na mão... mas quer saber! Estou na coreia e provavelmente não estarei novamente, vou viver e deixar rolar. Melhor viver do que me arrepender de não ter vivido...

Jungkook voltou com o lámem pronto. Me entregou o meu e se sentou do meu lado.

JK_Nossa, fiquei 5 minutos fora da cama e ela já está fria...

SN_ kkkk isso é verdade.

JK_ Acho melhor eu passar a noite aqui com você, para você não acabar congelada..

SN_ kkkkkkkk nem pensar kookie... come seu lámen...

Assim foi, comemos. Maratonamos um dorama qualquer, Jungkook odiou, mas não reclamou... eu já estava com sono, fui tomar um banho para dormir e ele não saia da minha cabeça. Preciso tirar esse menino daqui antes que seja tarde kkkkkkkkk

Voltei para cama que jungkook mantinha super quentinha.

SN_ Kookie, acho melhor você ir para casa, está ficando tarde.

JK_ Mas nuna, você não disse que eu podia ficar aqui?

SN_ Que? Kkkkkk que cara de pau jungkook... Eu disse que não...

JK_ Eu quero ficar aqui, nuna...

Ele fez carinha de triste e me abraçou.

JK_Nao me obrigue a ir embora, por favor!

SN_ Voce vai pra casa e ponto final.

JK_ Ta bom, nuna...

Ele me abraçou e ficou calado por um bom tempo. Eu não sabia muito o que fazer, queria apenas dormir com aquele calor ali, mas isso não era boa ideia... jungkook veio mais para perto e eu sentia sua respiração quente no pé do meu ouvido. O sussurro que saiu fez eu me arrepiar por inteiro.

JK_Deixe-me ficar, apenas hoje.

Eu não disse que não, nem disse que sim e jungkook tomou isso como um sim. Me abraçou mais forte e começou a me dar beijinhos perto do ouvido, ele estava jogando super sujo.

SN_Jungkook!

JK_Sim nuna.

SN_ Tem certeza que nunca esteve com nenhuma garota? Você parece saber muito bem o que está fazendo...

JK_ O que estou fazendo?

SN_Nao se faça de sonso comigo...

Ele soltou uma risadinha abafada.

JK_Sim, nuna... nunca estive com alguém, apenas beijei você e foi só isso, juro...

SN_ Então sossega aí que você está entrando em território perigoso, estou avisando...

Jungkook apensas continuou me beijando pelo pescoço...

SN_ Para menino, ou vou te mandar para casa.

JK_Parei, nuna!

Ele se afastou um pouco.

SN_ Conversa comigo kookie....

JK_OK... hum... me diga o que está achando da coreia.

SN_ Ahhh essa é uma boa pergunta... Estou amando. As pessoas, o idioma, a comida, a cultura, vocês... é muito novo para mim e estou amando. Já estou triste por pensar que não vou ficar aqui por muito tempo, em breve estarei voltando para o Brasil e só Deus sabe quando vou voltar e se vou voltar né...

Jungkook voltou a me abraçar forte.

JK_ Eu não quero que você vá, fica aqui pra sempre....

SN_ Não é assim que as coisas funcionam...

Jungkook me abraçou forte e suspirou profundo.

JK_ Você me deixou triste agora, eu não tinha parado para pensar que você vai embora. Eu não quero ficar sem você.

SN_ Você vai sobreviver, kookie... Agora está na hora de você ir para casa...

JK_ Não, nuna...

SN_ Sim, João biscoito...

JK_ O que?

SN_ Nada, agora vai para casa...

Foi difícil convencer esse menino de ir embora, mas ele ficar aqui está sendo uma coisa complicada, não estou afim de me apaixonar por uma criança! Levei Jungkook até a porta.

JK_ Nuna, estou realmente triste em pensar que você vai embora, eu não quero que vá.

Seus olhos se encheram de lagrimas e eu fiquei super comovida, tadinho, ele estava mesmo triste. O abracei e ele me abraçou apertado de volta, me levantando e meus pés não tocavam mais o chão. Deus! Não faça eu me apaixonar por esse menino... depois de um longo tempo, jungkook me colocou no chão de novo, mas sem me soltar, ele tinha seu rosto afundado em meu pescoço.

JK_ Não quero esquecer o seu cheiro, nuna...

Jungkook finamente me soltou e sorriu para mim, ele estava sem graça por ter baixado tanto a guarda. Segurei o rosto dele com minhas duas mãos e o beijei, um beijo não muito longo. Jungkook sorria fofamente...

SN_ Presta atenção no que eu vou falar! Esse foi o último beijo, entendeu? Porque isso já está passando dos limites... então vai para casa e a gente se vê amanhã. Ok?

JK_ Sim, nuna.... mas é o último beijo de hoje ou de sempre?

SN_ De sempre...

Ele fez uma carinha triste.

JK_ Você deveria ter me dito que era o último, para que eu pudesse ter aproveitado mais....

SN_ KKKKKKKK você é muito cara de pau!

JK_ Mas você não acha isso injusto?

SN_ Ok... vou te dar outro e saiba que é o último...

Jungkook concordou triste, mas concordou. Cheguei mais perto e ele já foi me segurando pela cintura e me puxando para mais perto. Não nos beijamos de imediato, ele me abraçava pela cintura me mantendo muito perto, nos olhávamos, olhos nos olhos, até jungkook fechar os mesmos e encostar nossas testas. Meu coração batia com muito mais força que o normal e eu sentia borboletas na minha barriga... jungkook com toda calma do mundo foi chegando mais perto e começou a me beijar... Foi o melhor beijo da minha vida! Dava para sentir a paixão e o calor, em um beijo calmo, mas intenso. Nos braços de Jungkook me deixei levar pelo beijo. Nunca havia sentido algo assim, eu sentia a calma, a paixão, a tristeza dele. Nanjoom e Jin estavam certos, ele realmente gosta de mim... paramos para respirar, coisa que estava ficando difícil de fazer, não nos afastamos, Jungkook selou nossos lábios calmamente...

JK_ Obrigado, nuna!

Soltou minha cintura e foi embora. Minha alma praticamente foi junto com ele. Mas consegui me recompor e fechar a porta. O mundo estava um pouco fora de lugar e eu não estava pensando direito. Me joguei na cama, passei meus dedos em meus lábios, onde estavam os dele. Minha vontade era ligar imediatamente para ele e mandar ele voltar e nunca mais deixá-lo ir embora. Mas como isso ficaria? Ele tem apenas 15 e eu 21... e moramos em lados opostos do globo, como poderia dar certo? Me lembrei de uma amiga que me disse parar viver tudo o que eu pudesse viver aqui, que a vida é uma só e que passa muito rápido. A mesma me disse outra vez que devemos nos permitir viver e sentir o momento... eu nunca levo a sério as coisas que ela fala... mas aqui estou eu tentando me convencer a continuar essa loucura. Peguei meu celular, procurei o contato dele... ali estava... hesitei em tocar a tela.... melhor não.... isso, melhor não... mas eu toquei e a chamada começou... meu coração parecia que iria sair pela minha boca. Eu estava rindo de mim mesma, nunca tinha me sentido assim... eu não sou uma menina acanhada, eu já tive uns 2 namorados nessa vida e nem era mais virgem.... mesmo assim, eu nunca tinha me sentido desse jeito e por isso me permite aproveitar esse sentimento... foram necessários apenas 2 toques e já ouvi aquela voz do outro lado.

JK_Nuna, está tudo bem?!

Tadinho, dava para sentir a preocupação dele...

SN_ Está tudo bem... eu só....

JK_ Só...!?

SN_ Você pode voltar aqui? Já está em casa?

JK_ Sim e não... na verdade eu estou na sua porta...

SN_ Na minha porta?! Porque você está na minha porta?

JK_ Não sei... cheguei na portaria e nem sai do elevador, voltei... eu não sei... eu não queria ir embora... eu... eu não sei....

Me levantei correndo e fui até a porta. Abri e lá estava ele, sorrindo sem graça, eu também estava sem graça... ele olhava para os próprios pés.

SN_ Entra...

Dei passagem e ele entrou, tirou os sapatos e me seguiu até o quarto, me sentei na cama, eu não sabia o que falar, o que fazer... eu não tinha pensado nessa parte... ele veio e se sentou do meu lado.

JK_ Nuna, porque me pediu para voltar?

SN_ hum... eu não sei, assim como você não sabe explicar porque estava na minha porta...

Jungkook deu uma risadinha e eu o acompanhei. Estávamos envergonhados demais para nos olhar e olhávamos para nossas próprias mãos. Depois de um tempo de silêncio constrangedor.

SN_ Jungkook..

JK_ Sim!

SN_Eu só queria que voltasse mesmo. Você foi embora e ficou muito frio.

JK_Então eu posso dormir aqui?

SN_ Pode. Mas só se você cantar para eu dormir.

Jungkook sorria vitorioso.

SN_ Outra coisa... avisa os meninos, eles vão ficar preocupados.

JK_ Ok...

SN_ Melhor, vai em casa, pega sua roupa de dormir, escova de dentes e avisa eles. Pode tomar banho aqui se quiser.

JK_ Ta bom, já volto...

Ele saiu que nem um furacão. 2 minutos depois meu celular começou a tocar. Era Namjoon.

SN_ Oi Amor!

N_ Que historia é essa do Jungkook dormir aí?

SN_ Hum.. o que tem? Algum problema?

N_ Não acha isso estranho? Quero dizer... eu sei que é você, mas sei lá....

SN_Relaxa, não vou fazer nenhum culto satânico com o menino.

N_ Ele está aqui super sem graça, os meninos estão zuando muito ele.

SN_ kkkkkkk Tadinho.... manda o menino logo e para de constrange-lo... eu vou cuidar bem dele.

N_ Estou ficando com ciúmes, você tem passado mais tempo com ele do que comigo...

SN_ Ahhhhh que fofo... amanha vai ser só eu e você... não esqueceu que amanha a gente vai sair né?

N_ Não, não esqueci não, está de pé...

SN_ Ok... beijos, até amanhã... passo aí para deixar o bebê e a gente vai.

N_ OK, até!

Jungkook bateu na minha porta pouco tempo depois, não tão feliz como quando saiu.

SN_ O que aconteceu com você? Saiu daqui todo alegre e voltou assim...

JK_ Nada não...

SN_ Eles ficaram te zuando, foi isso?

Ele apenas fez que sim com a cabeça e entrou tentando sorrir. Ele estava envergonhado... peguei pela mão dele o levei até o banheiro. Mostrei onde ficava tudo e dei uma toalha limpa para ele. Ele apenas concordava sem dizer nada.

SN_JUNGKOOK!

Ele me olhou assustado

JK_ Que foi?

Eu comecei a rir muito da reação dele, ele estava viajando quando o chamei alto.

SN_ Se for pra você ficar tristinho eu prefiro que você vá pra casa para eles pararem de te encher....

JK_ Não, nuna, eu vou ficar aqui...

SN_ Então relaxa, você esta começando a fazer eu me sentir mal por isso...

JK_ Desculpa...

SN_ Toma o banho e sai desse banheiro sorrindo, entendeu?

JK_ Sim, nuna.

Antes de sair dei um beijo em sua bochecha, mas bem perto da boca... como doce para criança. O sorriso apareceu no rosto dele instantaneamente. Sai e fui para a cama, as cólicas ainda estavam ali e cama era tudo para mim no momento. Jungkook saiu do banheiro e veio direto e reto para cama. Com certeza aquilo no rosto dele era um sorriso... entrou em baixo das cobertas rapidamente e deitou olhando para mim.

SN_ Gosto desse sorriso...

JK_ Você sabe como fazer ele aparecer...

SN_ Não gosto de ver você triste, ainda mais por causa dos meninos te enchendo o saco. Não dê bola para eles. Alias alguns deles devem estar doidos para estar no seu lugar nesse momento...

JK_ Caramba, isso é verdade! Eu sou um cara muito sortudo e eles são idiotas por tentarem fazer eu me sentir mal por isso...

SN_ Exatamente, bebê!

JK_ Bebê?

SN_ Sim, você é um bebê fofo, não?

JK_ Sim nuna, sou o que você quiser.

Dei um soco em seu braço e rimos juntos. Conversamos por um tempo e já estávamos com sono.

SN_ Vamos dormir?

JK_ Sim, estou com sono.

SN_ Então, boa noite Kookie.

Fui até ele e dei um beijo em sua bochecha. E deitei, me aconcheguei para dormir, luzes desligadas.

JK_ Nuna.

SN_ hum...

JK_ Aquele foi realmente o último beijo?

SN_ Sim, porque?

JK_ Nada, só queria confirmar... na verdade eu só queria te beijar antes de dormir.

SN_ Um beijo? Mas eu já te dei um..

JK_ Não, foi na bochecha... Por favor, prometo me comportar e não ficar te pedindo isso...

SN_ Ok, mas não vai ser de graça... você vai ter que me dizer o nome da garota que você gosta.

Jungkook ficou em silencio bom um looongo tempo.

SN_ Não? Ok, boa noite então!

JK_ Ok, eu falo.

SN_ Então fala primeiro.

JK_ Isso não é justo, falo depois....

SN_ Pedra, papel e tesoura.

SN/JK_ Pedra, papel, tesoura!

Jk_ Aaaaaaaaaaahhhhhhhhh voce perdeu!

SN_ Grande coisa...

Jungkook chegou mais perto, fez carinho no meu rosto e me beijou. Como sempre, o beijo do Kookie me levava a outra dimensão, era quente, calma, intenso e muito provocante ao mesmo tempo. Suas mãos foram em minha cintura e eu sentia cada fio do meu corpo arrepiando, isso era uma merda, porque atiçava minha cólica, que não demorou para aparecer e estragar o momento. Jungkook parou o beijo percebendo que eu sentia dor. Me abraçou e fazia carinho em minhas costas...

SN_ Desculpa, não tenho controle sobre isso.

JK_ Esta tudo bem, estou feliz por ter conseguido te beijar depois do que seria o último beijo.

SN_ Agora me diga o nome dela.

JK_ Certeza que quer saber?

SN_ Absoluta.

Ele ficou calado por um bom tempo, acho que criando coragem para falar.

JK_ SN.

SN_ Oi.

JK_ SN.

SN_HUM...

JK_ SN, ué.

SN_....

JK_ SN, esse é o seu nome.

SN_ SN é o nome da menina que você gosta?

JK_ Isso...

SN_ Quantas SN você conhece?

JK_ Apenas uma...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...