1. Spirit Fanfics >
  2. Vida Hackeada >
  3. Decisão real

História Vida Hackeada - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Obrigado gente por todos que estão lendo a história, dessa vez estou apartir de agora usando um notebook então não estranhem se ficar errada a formataçâo, agora fiquem com mais um capitulo da história.

Capítulo 11 - Decisão real


Depois de o rei fazer o seu discurso, ele caminha até nós e se ajoelha, eu olho pra Livia que esta com uma cara de espanto, ela me olha sem saber o que fazer e eu simplesmente olho pro rei.

Diego: Não precisa se ajoelhar na nossa frente, o rei deste reino é o senhor, vossa majestade.

O rei se levanta e fica com um ar de pensativo.

Rei: Qual é o plano de vocês?

Diego: Como assim majestade?

Rei: Bom, vocês atualmente são os dois seres mais poderosos que temos conhecimento, mas vocês não demonstram nenhuma hostilidade ou sensação de superioridade, não aparenta ter nenhum plano de vida ou algo do tipo, qual verdadeiramente é seu intuito de vida?

 

Eu olho pra Livia e ela faz um aceno com a cabeça.

 

Diego: Nosso plano atual é derrotar o Rei Demônio, fomos colocados neste mundo para esta missão.

Rei: Quando você diz que foi “colocado” neste mundo você quer dizer que vocês foram reencarnados ou que foram invocados?

Diego: Então parece que vocês tem conhecimento sobre reencarnações neste mundo, sim eu e ela fomos reencarnados neste mundo com poderes acima do normal para derrotar o Rei Demônio, o próprio Deus Kursch nós colocou pra isso.

Rei: Vocês que dizer que vocês falaram e encontraram pessoalmente o Deus Kursch?

Diego: Sim nós fomos mandados pra cá por ele.

Rei: Entendo, parece que vocês tem uma grande missão, mas infelizmente não poderei ajudar vocês, pois ainda não temos conhecimento de um Rei Demônio existente, nem aqui nem no continente demoníaco.

Diego: Não se preocupe ele já existe, porém ainda não esta pensando em colocar sua cabeça a prêmio fazendo algo de grande impacto, acho que ele esta planejando seu modo de domínio, mas logo teremos informações sobre ele.

 

Livia olha com uma cara de confusa pra mim, mas evita falar alguma coisa.

 

Rei: Bom, vamos pra parte que eu lhes devo, cada um fez dois pedidos e somente dois foram cumpridos, ainda faltam mais dois, primeiro vamos para a biblioteca.

 

O rei passa por entre nós e vai caminhando calmamente e assim que passamos da porta da sala do trono quatro soldados ficam a nossa volta e fazem a escolta do rei, o rei continua sua caminhada como se já estivesse acostumado com esta situação, depois de um tempo nos chegamos em corredor que tinha dois guardas protegendo uma porta e nós vamos na direção deles , quando nos aproximamos deles os guardas simplesmente abrem caminho e abrem a porta pro rei passar, passando pela porta eu vejo uma visão espantosa, havia milhares de prateleiras de livros e pergaminhos, tinha prateleiras que ficam na parede e tinha prateleiras que ficavam que ficavam flutuando por todo lugar, a biblioteca não parecia tão grande de fora, mas no momento que você entra parece que tudo expandi e tudo que parecia pequeno fica enorme, eu fico olhando pra aquilo como se fosse uma maravilha afinal de contas não havia isso no meu mundo, depois de eu ficar observando por um tempo todo aquele lugar o rei começa a caminhar novamente, parece que ele notou que eu normalmente não conhecia um lugar igual aquele e pelo jeito Livia também não por que ela estava igual a mim, o rei nós guia até um tipo de mesa redonda com quatro cadeiras em volta, nos sentamos em volta da mesa e os soldados permanecem a nossa volta, o rei faz um sinal e aparece um conjunto de peças de porcelana pra chá com alguns círculos mágicos, ele pega o bule e se servem um pouco.

 

Rei: Aceitam um pouco?

Diego: Não muito obrigado.

Livia: Eu aceito.

 

Depois de Livia também se servir nos prosseguimos com a conversa.

 

Rei: O que eu tenho para conversar com vocês é algo de interesse mútuo, atualmente o nosso continente está sofrendo um aumento excessivo de monstros e aparecimentos de alguns demônios de níveis superiores que são uma grande dor de cabeça e nós estamos com medo de que não pare de crescer e algum momento isso se torno um problema impossível de resolver, o que eu quero pedir a vocês é que me ajudem a encontrar a fonte do problema, certamente isso tem uma fonte e é necessário acabar com ela de uma vez, vocês aceitam minha proposta e em troca eu dou meu total apoio a qualquer coisa que vocês que quiserem fazer, que tal?

 

Eu olho pra Livia afinal de contas ela é minha companheira nessas empreitadas, ela me olha e na mesma e escuto a voz dela na minha cabeça.

Livia: <O que você acha?>

Diego: <Parece que vai ser trabalhoso, mas eu acho que vai valer a pena>

Livia: <Por mim tudo bem>

Diego: <Está bem>

 

Eu olho pro rei que estava aguardando a resposta.

 

Diego: Nós vamos aceitar sua proposta e vamos cuidar deste problema, porém eu acho melhor nós cuidarmos disso devagar pra não precisarmos se cansar ou estragar com tudo de forma desorganizada.

Rei: Acho uma ótima ideia, vou manter tudo em sigilo e deixarei tudo em suas mãos como vocês são a nossa melhor carta na manga não vou deixar escapar uma palavra deste assunto com ninguém.

Diego: Agora vamos indo pra continuar nossa missão, majestade foi um prazer estar em sua presença.

Rei: O prazer foi meu de ter conhecido dois seres de tamanho poder em minha frente, aguardo o retorno de vocês com muita expectativa.

Diego: Voltaremos com boas noticias com toda certeza.

 

Livia e eu nos levantamos e fizemos uma menção com o corpo pro rei, depois nos viramos e eu pego na mão dela.

 

Diego: [Teleporte].

 

Faço ela e eu irmos direto pro saguão da nossa mansão, assim que chegamos lá primeiro várias toalhas voando pra depois vemos Lucy acuada pra trás com as mãos no peito, eu me assusto com aquela cena.

 

Diego: Aconteceu alguma coisa Lucy?

 

Ela demora pra assimilar a pergunta mas responde.

 

Lucy: E você pergunta!? Não fica se teletransportando pro meio dos lugares sem saber o que tem, eu simplesmente vi você aparecer do nada na minha frente, sabe como isso é assustador!?

 

Eu acho que acabei me abusando demais desse poder, a Lucy brava nem parece uma criança.

 

Diego: Desculpa tinha esquecido dessa parte, mas da próxima vez vou tomar cuidado.

Lucy: Tomara que isso não se repita novamente, não quero  falar com você novamente sobre isso.


Notas Finais


É isso gente, até o próximo que eu espero fazer no prazo.

Bjuss <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...