História Vida Sobrenatural. - Capítulo 5


Escrita por: e samara___14

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 53
Palavras 258
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Fazendo o trabalho parte 1.


Fanfic / Fanfiction Vida Sobrenatural. - Capítulo 5 - Fazendo o trabalho parte 1.

Mais tarde...

Havíamos combinado de nos encontrar no portão pra fazer o trabalho mais cedo pois não queria passar mais um minuto com eles.

Agora...

-eles estão atrasado!

Lídia-é.

Depois de mais alguns minutos eles chegam.

Lídia-finalmente! Vamos logo!

A gente caminho até nossa casa sem dizer uma só palavra.

---------------------------------------------

A gente chega em casa. Minha irmã destrancar a porta, eu entro e os meninos entram depois.

Luiz-vocês moram sozinhas?

Lídia-não, a gente mora com nossa tia Carol. Eu vi o Jack com um porta retrato na mão, era uma foto minha e da Lídia pequenas com nosso pais.

Eu me aproximo dele, pego o porta retrato delicadamente de sua mão pra não quebrar e digo.

-vamos fazer o trabalho!--digo botando a moldura na mesa.

A gente se senta no chão envolta da mesa de centro e a Lídia diz.

Lídia-beleza, vamos fazer a pesquisa e vocês escrevem, eu e a Julia vamos pegar o notebook no nosso quarto, vocês ficam aqui.

Jack-vai eu e a Julia pegar o notebook.

Antes de eu dizer algo ele me puxa pro segundo andar.

Jack-onde é que é o quarto de vocês?

Eu aponto, ele entra e eu entro depois. Quando eu ia pegar o notebook, ele me encurrala na parede.

Jack-quero saber quem era aquele casal no retrato.

Eu não queria preucupar a minha irmã, então eu me livrei de seus braços que me prendiam, peguei o notebook, andei até a porta e disse.

-meus pais...eram os meus pais...

Jack-e onde eles estão?

Eu senti que ia chorar mais eu segurei as lágrimas, eu sou muito frágil nesse assunto.

-estão mortos...e seus corpos...desaparecidos...

Eu sento ele me encarando, eu digo.

-vamos eles estão esperando a gente.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...