História Vidas trocadas - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sense8
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Drama, Romance, Sense 8
Visualizações 1
Palavras 412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção Científica, Luta, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Isabella


Fanfic / Fanfiction Vidas trocadas - Capítulo 8 - Isabella

- pedido na mesa número 3 um raviole ao molho do chefe

- Teresa prepara a massa para mim Ricardo termina as carnes e depois começa a prepar o peixe Giovanni porque os molhos estão sem ninguém vamos porque estão parados me olhando ao trabalho

Todos começam a seguir minhas ordens e vou  finalizar os pratos ver se está tudo certo começo a sentir cheiro de queimado

- Ricardo por acaso a carne e bem queimada eu pensei que era passada

- desculpa chefe vou arrumar

- e bom você arrumar isso bem rápido mesmo

- Anna vai ajudar ele

- ok chefe

Pode ser cântivo e na maioria das vezes eu sair rouca mas vale a pena ter meu próprio restaurante em um lugar como Veneza e maravilhoso começo a inspecionar o trabalho de todos e parece que está tudo certo vejo que os pedidos vão diminuindo até chegar aos últimos quando terminamos a última massa vejo todos sentar cansados

- Parabéns pessoal foi um ótimo trabalho hoje

Todos pareceram orgulhosos de si mesmos porém cansados

- nós temos uma surpresa para você

Vejo as luzes se apagarem e o centro das luzes ser direciona a um bolo lindo cheio de velhinhas eles começam a cantar para mim e fico emocionada não esperava que eles lembrasem asopro as velinhas e recebo um abraço coletivo apertado

- discurso discurso discurso

- eu não sou boa em discursos mas quero agradecer por lembrarem de mim e fazer essa data se tornar especial agora vamos comer porque eu estou morrendo de fome.

Não lembro qual foi a última vez que comi um bolo de aniversário talvez com meus 15 anos lembro que fiz uma festinha o sonho de algumas meninas aos 15 lembro que naquela data recebi um belo presente o meu primeiro beijo da minha melhor amiga eu nunca vou me esquecer depois ela voltou para Grécia e eu nunca mais a avi mas já fqz tanto tempo não sei porque ainda me lembro.

Volto ao lugar em que estou e começo a cortar os pedaços de bolos abrimos um champanhe não ia brigar com eles está noite por querem comemorar acabei ganhando uma família, quando acabamos a bagunça peguei minha moto e dirigi para o meu apartamento, vou para o estacionamento deixo minha moto na minha vaga e pego o elevador para subir eu moro no último andar o vigésimo então me encosto no espelho enquanto subo desejando que a sensação desse dia não acabe.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...