1. Spirit Fanfics >
  2. Video Games >
  3. Tell me all the things you want to do

História Video Games - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


bOM dia NOITE tarde
eu amo 2won, é isso

Capítulo 13 - Tell me all the things you want to do


Aquela era a primeira vez em um bom tempo que Hyungwon não tinha uma folga no sábado, o segundo dia mais movimentado da boate perdendo apenas para a tão caótica sexta-feira. 

Tinha achado muito estranho quando seu chefe chegou mal-humorado até si e lhe disse que não precisava vir no sábado, mas não iria reclamar, longe disso. O sorriso satisfeito que deu quando o homem alto e bruto sumiu de sua vista era a maior prova de que um sábado de relaxamento era o que mais precisava naquele momento em sua vida. Seria bom para espairecer seus pensamentos e, lógico, ler os seus livros do romantismo que tanto adorava entre uma fatia ou outra de pizza.

Bom, esses eram seus planos.

Mal havia tocado no telefone para discar o número da pizzaria da esquina quando uma batida em sua porta o fez franzir o cenho confuso, já que todos os seus amigos estavam trabalhando na boate naquele momento.

Não pôde segurar sua surpresa quando viu que quem estava lá, parado na sua porta com o maior sorriso sacana, os fios de cabelo mais uma vez tingidos, dessa vez de um loiro e as roupas sempre grosseiras e dignas de um modelo agora trocadas por roupas normais e nada sofisticadas. E mesmo daquele jeito tão despojado, Hoseok continuava sendo a pessoa mais linda que Hyungwon já tinha visto em toda a sua vida.

Foi cumprimentado com um beijo, antes de qualquer palavra dita. Hoseok o agarrou pela cintura e prensou seus lábios contra os seus, fazendo o Chae suspirar entre um puxão nos seus fios dourados entre os encostares de línguas, consequência da enorme saudade que sentia de Wonho e dos seus beijos de tirar o fôlego.

— Eu senti tanta a sua falta — Hoseok confessou fazendo Hyungwon abrir os olhos antes fechados e o encarar. — Tive que fazer um acordo com o seu chefe pra ele te deixar um dia de folga sem descontar do seu salário.

— Hoseok, o que você fez? — Perguntou preocupado com a possibilidade do outro ter feito alguma besteira.

— Calma, eu só ofereci um show de graça se ele te liberasse — riu pela reação do outro. — Ele até resmungou algo como “Esses artistas underground adoram meus empregados, francamente”, mas eu não entendi do que se tratava então apenas ignorei.

Hyungwon mordeu o inferior, mas não disse nada apesar de saber sim do que se tratava embora “artista underground” não fosse um título adequado para Im Changkyun naquela época de namoro dos dois. Hoje em dia, porém, as coisas estavam muito diferentes para o rapper em ascensão, ele sabia bem da sua relativa fama pela cidade.

— Eu também — falou ao notar Hoseok um pouco constrangido pelo seu silêncio.

— Também o que?

Hyungwon se aproximou de si, arrumando sua gola anteriormente amassada pelas mesmas mãos, aproveitando desse objeto para puxá-lo para mais perto e selar seus lábios em um selinho rápido.

— Também senti sua falta.

Hoseok sorriu em resposta, passando as mãos livres ao redor da cintura do Chae e grudando as testas.

— Ah é? E o que vai fazer a respeito disso? — Indagou aos sussurros, a boca próxima demais do pescoço do mais alto, ansiosa para marcar aquela área lisinha.

— Eu pensei em pedir uma pizza, comer assistindo aquele novo filme ruim da Netflix e depois...hm, quem sabe usar a minha cama para coisas nada puras.

— Tentador — continuou com a voz baixa. — Mas não é pra isso que eu vim hoje.

Hyungwon se pegou confuso por um segundo.

— Não?

Hoseok negou.

— Eu vim pra te fazer se divertir — falou se afastando subitamente do mais novo apenas para encará-lo melhor e acariciar sua bochecha. — Você passa muito tempo naquela boate, está mais do que na hora de aproveitar pequenas coisas.

— Eu aproveito pequenas coisas — retrucou.

— Quanto tempo faz desde que você não vai há um, sei lá, parque de diversões com os amigos?

Hyungwon não respondeu e Hoseok interpretou aquilo como “há muito tempo”, mas antes que pudesse retrucá-lo de volta, Hyungwon disse algo que fez seu coração quase se partir ao meio.

— Nunca — falou o Chae com a voz baixa. — O máximo que eu cheguei foi observar as outras crianças brincando junto com o Minhyuk quando nós tínhamos uns dez anos.

Hoseok ficou um tempo com a expressão de choque, mas logo sorriu mais um vez e puxou o mais alto até seu carro, este que não estava entendendo nada.

— Entra — ditou e Hyungwon o fez ainda confuso. — Vou te levar no mais caro e melhor parque de diversões desse país. E não se preocupe, eu pago tudo.

Hyungwon encarou o Lee surpreso, incapaz de ter qualquer reação, pensando em como talvez ainda pudesse se apaixonar ainda mais por Hoseok.

E Hoseok, por outro lado, pensava que talvez não conhecesse Hyungwon como achava que conhecia.


Notas Finais


changkyun está mais perto de aparecer do que vocês pensam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...