História Vidinha de balada - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Matthew Daddario, Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Matthew Daddario
Tags Amor Verdadeiro, Ciumes, Harry, Matthew, Shumdario
Visualizações 28
Palavras 1.080
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, LGBT, Musical (Songfic), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capitulo Único


Nova Iorque,   Agosto de 2017

 

Isaiah convidou o cast depois do encerramento da segunda temporada, para irem na boate Lavo. A Lavo é uma boate em que as pessoas que podem entrar são escolhidas a dedo, pois, várias celebridades vão lá.

Então, o cast todo foi para a Lavo, inclusive Matt que não estava de humor para festas e também porque ele não gosta de ir em boates mas foi para não fazer desfeita mas foi principalmente por causa de Harry.

Harry e Matt tem um relacionamento complicado. Desde o episódio 6 da primeira temporada, eles estão juntos. Eles são apaixonados um pelo outro mas não admitem e não se assumem para o mundo. Matt é muito possessivo e ciumento com Harry e foi isso que causou a última briga deles antes de irem para a boate. Por isso, Matt não está com clima para balada mas veio.

A briga aconteceu por causa de uma moça da produção, Aline, ficou encarando Harry enquanto ele usava o coldre de coxa de Matt. Matt é extremamente possessivo e ciumento com coisas que são dele mesmo que ainda não sejam oficial.

Matt vai fazer essa balada valer a pena. Ele fará todo o possível para ter o amor de sua vida de volta.

 

Chegando na balada

Matt vai para o bar enquanto o resto do cast segue para a pista de dança. Mas Matt sempre fica de olho em Harry para cuidar pra ver se não tem ninguém de olho nele.

Harry, depois de muito dançar com as meninas, se dirige ao bar pra pegar uma bebida. Ele se senta ao lado de Matt e fica um clima desconfortável.

- Me veja um whisky. Preciso de algo bem forte para esquecer certas coisas. Ele diz jogando uma indireta direta em Matt.

Matt se vira exasperado e diz:

- Ok, eu sei que eu fodi tudo mas não precisa ficar jogando na cara.  Matt diz com a voz entrecortada.

Harry suspira, bebe sua bebida, estende sua mão para Matt e diz:

- Vamos dançar, idiota?

Matt cora e pega a mão de Harry. Harry tem a mão pequena , quentinha e que se encaixa perfeitamente na sua.

Quando eles se tocam, uma eletricidade passa por seus corpos como se dissessem que isso é casa , o lugar onde eles pertencem.

Eles chegam na pista de dança, Harry coloca seus braços envolta do pescoço de Matt enquanto Matt coloca suas mãos em seus quadril. Eles começam a dançar e é uma música bem romântica que diz tudo o que seu coração quer dizer para o outro.

Matt começa a sussurrar pedaços da música no ouvido de Harry o fazendo se arrepiar.

Eu vim acabar com essa sua vidinha de balada

E dar outro gosto pra essa sua boca de ressaca

 

Vai namorar comigo, sim!

Vai por mim, igual nós dois não tem

Se reclamar, cê vai casar também

Com comunhão de bens

Seu coração é meu e o meu é seu também

 

A dança é muito sensual e desperta o corpo dos dois. Seus olhares estão conectados durante toda a música.

Quando a música acaba, Matt se ajoelha em frente a Harry, tira uma caixinha de veludo de seu bolso e diz:

“Meu querido Harry,

Desde que te conheci tive a certeza de que você surgira para ser o homem da minha vida, para a minha vida toda. O único e eterno, o mais amado dentre todos os outros do mundo, aquele a quem eu deveria dedicar todo o meu carinho e atenção.

Passaram-se, dias, semanas e meses, e o tempo apenas reforçou a minha primeira opinião, pois você foi se mostrando, cada vez mais, a criatura mais doce e belo que o Criador colocou na face da terra.

Você me proporciona tudo o que eu poderia desejar encontrar em um ser humano, pois me dá carinho, conforto, atenção e tranquilidade. Você me dá alegria a cada vez que sorri ou olha para mim, e me dá prazer a cada vez que toca a minha pele com suas mãos e com os seus beijos.

Eu sei que te amo e não sinto o peso de carregar todo este amor em meu coração porque, pelo contrário, é este amor que me dá força e coragem para suportar o peso de todos os contratempos e adversidades do dia a dia. Quando penso em você revitalizo o meu espírito e renovo os meus sonhos de futuro, e você sempre faz parte destes sonhos. Aliás, se não fosse assim, não seriam sonhos! Sei que terão brigas e ciúmes mas isso só prova o meu amor por você.

Tenho a certeza de que este período em que estamos juntos é o período mais belo e feliz que já vivi. Quando você surgiu veio preencher um espaço que eu nem desconfiava estar vazio, que eu nem imaginava existir. Hoje, olho para o passado e percebo o quanto a minha vida era oca, o quanto o meu cotidiano era sem graça e quanto tempo eu perdia em conversas vãs ou em outras atividades que não acrescentavam nada à minha essência.

O seu amor me transformou, e hoje faz com que eu entenda o mundo e as perspectivas futuras sob uma nova ótica, uma ótica que privilegia os esforços cooperados e o desejo de conquistar para, depois, dividir. Dividir com você, desfrutar com você o resultado das boas colheitas.

Por tudo isso, meu querido, é que eu preciso lhe fazer uma pergunta e espero que ela não lhe traga surpresa ou espanto, mas apenas alegria, como também me trará a maior alegria do mundo se eu tiver uma resposta positiva para ela... Quer casar comigo, Harry Shum Jr ?”.

Harry olha espantado e emocionado para Matt. Então, ele se ajoelha também, pega o rosto de Matt, lhe dá um selinho e diz:

- É claro que sim, seu idiota. Eu amo você.

Matt coloca o anel no dedo de Harry e Harry coloca no dele.

Ele chora emocionado e puxa Harry para um beijo apaixonado.

Quando seus lábios se tocam, é como se passasse uma eletricidade por eles e eles se sentissem finalmente como estivessem em casa.

Matt suspira quebrando o beijo e diz:

- Consegui lhe tirar de sua Vidinha de balada?.

Harry sorri e diz:

- Com toda a certeza, noivo.

Eles se beijam e tiram uma foto com as alianças. Eles postam a foto em suas redes sociais finalmente assumindo para o mundo o amor que sentem um pelo outro.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...