História Vidinha de Balada (Hiatus) - Capítulo 52


Escrita por:

Postado
Categorias Breno e Caio César, Bruninho & Davi, Henrique & Juliano, Luan Santana, Lucas Lucco, Manu Gavassi, MC Biel, Zé Felipe
Personagens Henrique, Luan Santana, Manu Gavassi, Personagens Originais
Tags Zé Neto
Visualizações 341
Palavras 438
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 52 - Hospital!


Fanfic / Fanfiction Vidinha de Balada (Hiatus) - Capítulo 52 - Hospital!

"Marina, caiu á 30 metros. O carro explodiu e o amor!?...A o amor, talvez só ele que pode salvar a vida da Marina!"

Henrique

- Edson - Grito enquanto chorava.

 - O que foi? - Ele pergunta descendo as escadas.

- Eu ea Marina - O choro fica mais intenso -  Ela não aceitou! - Caiu no chão.

- Não aceitou o que? 

- Meu pedido de casamento!

- Como assim!?

- Eu separei da Estela e pedi a Marina em casamento, mas ela não aceitou!

- Espera - Ele para - O que ela falou?

- Pra falar a verdade. Nada! Mas, ela não ia aceitar!

- Henrique, você está nervoso! Nem tá conseguindo raciocinar na besteira que fez, olha mano, dorme aqui hoje e amanhã bem cedo, você vai conversar com ela!

- Acho melhor conversar hoje!

- Você está nervoso, já disse homem, dorme aqui e amanhã você vai conversar com ela!

- Tabom, e cadê a mãe?

- A mãe eo pai estão dormindo! - Ele se espreguiça.

- Ju, não fala pr - Meu celular começa a tocar...

Chamada

- Alô! - Digo.

- Senhor Henrique? - Uma voz feminia fala.

- Sim é ele, quem está falando?

- Me chamo Carla, trabalho no hospital Gregory.

- E o que isso tem a ver comigo?

- Bom, senhor, eu encontrei o seu número no celular de uma moça chamada Marina!

- A Marina está no hospital? O que aconteceu com ela?

- Senhor... Ela sofreu um grave acidente! 

Sinto meu chão desabar e meu mundo virar, meus olhos se enxeram de lágrimas e meu coração se apertou.

- Senhor?... Senhor? - A moça fala.

- Eu tô indo pra aí! - Falo com voz de choro.

Desligo o celular e pego a chave do carro, sem dizer nada pro Juliano, eu parto o mais rápido possível para o tal hospital Gregory, em meio a trinta minutos, eu chego lá, estaciono com o carro e vou até a recepção e falo pessoalmente com a tal Carla, ela fala pra esperar que o médico estava vindo falar comigo e foi o que eu fiz, sentei em uma das poltronas e fiquei aguardando o médico.

- Quem é Ricelly Henrique Tavares Reis? - Vejo um moço com um jaleco branco.

- Sou eu! - Levanto - Eu quero saber da Marina, minha noiva!

- Bom, a situação dela é bem critica, ela sofreu um grave acidente!

- Eu posso ver a Marina?

- Hoje não, ela acabou de passar por uma cirurgia para por o braço no lugar!

- E amanhã?

- Talvez amanhã, agora eu tenho que ir. Tenha uma ótima noite!

- Igualmente.

Ele saí da recepção e du fico sozinho, volto a sentar na poltrona e começo a fazer as minhas orações a nossa Senhora Aparecida!

.                             .                              .







Notas Finais


Desculpa pelo o atraso!
No próximo capítulo terá fortes emoções... Me aguardem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...