História Vie - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Personagens Originais, Taeyong
Tags Jaeyong
Visualizações 26
Palavras 347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O capítulo está pequeno e simples, apenas para explicar a confusão do primeiro. Espero que gostem.

Capítulo 3 - La renommée.


"Você está atrasado."

"Vem logo, Jaehyun."

"O CEO vai te matar!"

Jaehyun leu aquelas mensagens mandadas pelo seu manager e suspirou. Já sabia que estava atrasado, ele só não precisava ficar assim, esfregando em sua cara.

Teria de chegar logo em Seul, então tomou algumas medidas exageradas, porém necessárias no momento.

Foi até o cobrador e pediu-lhe para pararem em Seul, já que precisava descer na capital o mais rápido possível. O cobrador de imediato atendeu, não demorou a reconhecer o astro, quase chegou a pedir uma foto se não tivesse que se apressar.

Jaehyun ficou parado no meio do ônibus, em meio de várias pessoas, esperando o cobrador voltar e dá-lhe a resposta concreta. Não demorou para alguns os reconhecerem; cometeu o erro de não se disfarçar, era um completo distraído.

Tentou, e como tentou, evitar fotos ou qualquer toque. Mas era impossível, quando viu já estavam todos encima de si.

Jaehyun, em meio à mini multidão formada ali, ouviu do cobrador que estavam prestes a parar em Seul, e quase pulou de felicidade.

O Jung confessa amar seu trabalho, mas confessa não amar tanto assim a fama que tem, por mais que em algumas vezes lhe traga benefícios como agora, é cansativo, muito cansativo correr o tempo todo; se esconder. Sempre fugia em situações como essas, exatamente por não gostar. Amava suas fãs, mas tamanho alvoroço não era necessário. Antes elas ficarem calmas e simplesmente conversarem normalmente com Jaehyun a gritarem e criarem uma confusão.

Assim que parou na estação, Jaehyun arranjou um espaço de fugir e saiu do ônibus, acompanhado de algumas fãs e muitos gritos. Agora a atenção em si estava redobrada.

De imediato, ao adentrar a estação, avistou seu manager e correu até ele, alegando que precisava ir agora e que havia sido reconhecido; logo foi atendido.

O caminho até o carro foi tenso, os dois pareciam estar em um filme de ação, como agentes secretos, já que haviam despistados os fãs.

Conseguir finalmente entrar, foi um alívio imenso. Por agora, Jaehyun não teria mais de se preocupar em correr, apenas com seu atraso e a bronca que levaria de seu chefe.


Notas Finais


Me digam se vocês querem mais detalhes no capítulo, ou se preferem deixar como está, rápidos e práticos.

Espero que estejam gostando e desculpa por algum erro.

Até mais, xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...