1. Spirit Fanfics >
  2. Villain Deku ( Uma escolha diferente) >
  3. Assassino

História Villain Deku ( Uma escolha diferente) - Capítulo 43


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite gente!!! Como vcs estão?
Mais um capítulo pra vcs, espero que gostem, boa leitura 😘👋

Capítulo 43 - Assassino


Fanfic / Fanfiction Villain Deku ( Uma escolha diferente) - Capítulo 43 - Assassino

Hawks: o próprio! — disse colocando o esverdeado sentado no chão —

Nezu: como vc achou ele?

Hawks: eu trombei com ele, estava chorando é irritado, então eu decedi o seguir. Aizawa pode levá-lo pro meu quarto?

Aizawa: claro — disse se aproximando do mesmo é ó colocando em suas costas —

Hawks: eu preciso de um banho!!! — disse subindo as escadas —

Aizawa: essa criatura aqui também! — foi atrás —

Hawks: vê se vc consegue acordar ele! — entrou no seu quarto acompanhado do aizawa — pra poder tomar banho é trocar de roupa.

Aizawa: ok. — colocou o esverdeado no chão é começou a chamar o mesmo — Midoriya, Midoriya. — puxou suas bochechas —

Deku: uhmmmm... — abriu os olhos é se assustou — sensei?

Aizawa: me chamando de sensei? — olhou desconfiado — aconteceu alguma coisa né?

Deku: talvez.... — desviou o olhar —

Hawks: sei... — se aproximou dele — o que vc tava fazendo fora de casa nessa chuva? — abaixou a cabeça — ok.... melhor vc tomar um banho é vestir roupas secas, vou pegar umas minhas pra vc!

Deku: valeu anjinho. — olhou ao redor — eu tô na sua casa? — o loiro assentiu —

Hawks: vc pode tomar banho lá embaixo? — o esverdeado assentiu — ótimo, vou pegar uma toalha é vc já pode ir se banhar, daqui a pouco eu levo uma roupa pra ti.

Deku: por mim tudo bem. — o loiro abriu seu guarda roupa, pegou uma toalha é entregou pro menor —

 O mesmo pegou a toalha é saiu do quarto, desceu as escadas distraído, é foi pro banheiro. Ele entrou, se despiu é tomou um banho longo. Depois de uns seis minutos, ele se secou é ficou uns minutos esperando o Hawks com uma roupa. 

Deku: cadê essa criatura? — ele pegou a toalha é enrolou na sua cintura que deixava seu membro um pouco marcado é saiu do banheiro, foi em direção as escadas que fica na sala de estar é se assustou quando viu todos os professores — err.....

Narradora off

Deku on

Eu saí do banheiro, já que o anjinho estava demorando demais pra me trazer a roupa é como estamos na casa dele e só está ele é o sensei, não deve ter problema eu ir pro seu quarto só de toalha. Eu estava indo em direção a escada despreocupado, quando vi todos os professores da escola na sala de estar, eu fiquei estático é todos eles ficaram me encarando é logo coraram quando virão que eu estava só de toalha.

Deku: err.... — podia sentir minhas bochechas queimarem de vergonha — desculpa!!!! — saí correndo em direção ao quarto do Hawks, abri a porta com tudo é o aizawa se assustou —

Aizawa: garoto problema! — fechei a porta — espera... — me analisou — vc passou pela sala desse jeito? — perguntou desviando o olhar de mim —

Deku: vcs não me falaram que tinha mais gente aqui! — disse envergonhado —

Hawks: aizawa eu esqueci da roupa do Midoriya-kun! — saiu do banheiro só de cueca todo molhado — Mi-mi-midoriya? — ele corou —

Deku: err..... — eu corei mais ainda é fechei meus olhos — vai por uma roupa anjinho!!!

Ficamos uns minutos em silêncio, é tenho certeza que o anjinho estava me encarando! Até que o aizawa chamou a atenção dele é pude escutar um barulho de porta, fiquei mais uns minutos daquele jeito, até o anjinho terminar de se arrumar.

Hawks: Midoriya-kun. — me chamou é eu abri os olhos — desculpa por antes, já peguei uma roupa pra vc! — estendeu uma roupa pra mim —

Deku: obrigado... — peguei a roupa é fui pro banheiro do seu quarto —

Tranquei a porta depois que entrei é me troquei rapidamente. A roupa era uma blusa comum amarela, uma calça de moletom preta é uma box azul marinho. Eu saí do banheiro, o anjinho é o sensei me encararam é logo o anjinho perguntou:

Hawks: vc passou pela sala só de toalha? — perguntou é eu corei —

Deku: eu não sabia que tinha outras pessoas aqui, quando eu desci as escadas não tinha ninguém na sala!

Aizawa: estranho, mas vamos descer logo. — se aproximou de mim —

Deku: eu preciso? — olhei pra ele —

Aizawa: são seus professores, vc vai ver eles na escola de todo jeito! — bagunçou meus cabelos — vc está com olheiras....

Deku: eu sei.... — suspirei — então vamos?

Hawks: sim, mas é seus olhos? — os dois me olharam desconfiados —

Deku: meus... olhos? — me lembrei que os mesmos estavam brancos — explico pra vcs depois..... — desviei o olhar — ficaram muito esquisitos desse jeito, né?

Aizawa: não. — olhei pra ele — estão bonitos, é sua cicatriz combina bastante com eles.... — desviou o olhar de mim —

Hawks: o aizawa tem razão! — olhei pra ele — vc ficou fofo desse jeito!

Deku: obrigado! — sorri —

Aizawa: só dissemos a verdade!

Nós descemos as escadas logo depois disso, lógico que o aizawa é o anjinho foram na frente é eu escondido atrás dele. Quando nós chegamos, eu saí da sombra deles é me curvei.

Deku: sinto muito por mais cedo..... não sabia que tinha mais pessoas aqui! — voltei pra de trás deles —

Nezu: tudo bem, nós desculpe também, não devíamos ter ficado te encarando. — o mesmo se curvou —

Deku: ok, mas por que todos os professores estão aqui?

Hound Dog: o gerador de eletricidade da escola queimou é o reserva está estragado. Com essa chuva fica muito perigoso consertar eles, então viemos pra casa do Hawks. — me explicou — é por que vc fugiu de casa?

Deku: eu não fugi de casa, tecnicamente!

Aizawa: sério? Então porque seu irmão me ligou querendo saber se vc estava na escola? — engoli seco —

Deku: digamos que eu esteja de castigo....

Aizawa: castigo? — me olhou de lado —

Deku: meu pai disse que eu não posso sair de casa.....

Nezu: por que? — ficou desconfiado —

Deku: por nós discutimos é eles me chamaram de infantil! — disse irritado é o aizawa riu —

Aizawa: mas vc é infantil! — fiquei indignado —

Deku: mas é claro que eu não sou infantil!

Hawks: é sim! — concordou com o aizawa —

Deku: não sou! — me sentei no chão de costas pra ele é emburrei —

Aizawa: por que vc tá emburrado? — se virou pra mim —

Deku: vcs me chamaram de infantil! — disse sem olhar pra eles —

Aizawa: se vc não fosse infantil, não teria emburrado, que nem criança pequena! — disse rindo é eu fiquei calado — bom, já que vc está aqui....faz comida?

Deku: não! — ele suspirou pesadamente —

Hawks: fala sério!

Aizawa: vc não é infantil! — olhei pra ele — por favor vc pode fazer comida?

Deku: claro! — sorri é me levantei — Hawks vou usar sua cozinha! — o mesmo assentiu animado — com licença.

Eu me dirigi a cozinha é comecei a olhar os ingredientes que tinha, depois de uns minutos, eu me decidi é comecei a preparar tudo o mais rápido possível.

Depois de um hora a comida estava pronta. Fui na sala avisei os professores é esperei os mesmos se servirem, depois eu coloquei um pouco de comida pra mim é fui pro lado de fora da casa, perto da piscina. Lá tem um espaço coberto, eu me dirigi ao lugar, me sentei no chão é comecei a comer enquanto admirava a Lua.

Deku: espero que o papai esteja bem, nunca vou me perdoar se tiver acontecido alguma coisa com ele.... — abaixei a cabeça — se bem que a culpa foi deles por me chamarem de infantil!

Inko: será que a culpa realmente é deles? — uma forte luz verde surgiu atrás de mim é logo depois minha mãe apareceu —

Deku: mãe... — eu me levantei sem acreditar, corri até ela é a abracei — ma-mãe!

Inko: oi filho. — desfez o abraço é me olhou — seus olhos.... — passou a mão no meu rosto —

Deku: eu estou bem, não se preoucupe! — me ajoelhei é abracei ela de novo — que saudades....eu te amo mãe!

Inko: eu também te amo filho. — fez carinho na minha cabeça — mas por favor, me diga a verdade! — eu olhei pra ela — eu consegui sentir sua tristeza, agora que estou conectada a vc pelo colar....o que aconteceu?

Deku: eu briguei com o pessoal é machuquei o papai.... — disse cabisbaixo —

Inko: entendo....mas vc o machucou fisicamente ou emocionalmente?

Deku: os dois jeitos....

Inko: ok. — ela desfez o abraço é foi até a varanda é se sentou na beirada do piso é eu fui atrás me sentando ao seu lado — bom, vamos lá. Vcs discutirão, certo? — assenti — por sua causa, certo? — assenti — vc gritou primeiro, certo?

Deku: eu acho que sim....mas a Toga me deu dois tapas!

Inko: por que vc não queria colaborar com eles! — ela puxou minha cabeça é a colocou em cima do seu colo — ele só estão preoucupados com vc.

Deku: eles não precisam se preocupar comigo, sei me cuidar sozinho!

Inko: vc é um péssimo mentiroso, sabia? — fiquei envergonhado — eu entendo. Vc se vê como um incomodo pra eles, mas vc não é! — olhei pra ela — vc é um deles!

Deku: mas não tinha necessidade deles me chamarem de infantil, da Toga me bater ou do papai me colocar de castigo! — disse indignado —

Inko: também não tinha necessidade de vc mentir ou gritar com eles, é muito menos se drogar! — seu olhar ficou sério — eles só querem o seu bem, mas vc não ajuda!

Deku: mas eu não fiz nada!

Inko: exatamente! — eu fiquei sem entender — vc não disse que estava com problemas pra eles é quando eles tentaram te ajudar vc agiu como criança!

Deku: eu não agi como criança! — disse chateado — por que todos ficam dizendo que eu sou infantil?

Inko: por que vc é! — acariciou meu rosto — vc é infantil, por que vc simplesmente quer atenção! — arregalei meus olhos — vc não teve ninguém quando era criança, não teve carinho ou amor..... — ela ficou triste — é agora vc se tornou infantil sem nem perceber, mas vc não faz por mal.... só quer o carinho que vc nunca teve quando era pequeno.

Deku: mas eu já ganho carinho, isso não faz sentido! — eu estava confuso —

Inko: nem tudo tem que fazer Izuku.....vc tem que pedir desculpas pra eles!

Deku: é se eles não quiserem me perdoar? — eu estava inseguro —

Inko: eles podem estar chateados ou até mesmo magoados com vc, mas com certeza vão aceitar suas desculpas! — sorriu —

Deku: entendo.....o que vc disse, sobre eu ser infantil....... eu deveria ter percebido que era desse jeito antes... — desviei o olhar —

Inko: vc nunca iria perceber, vc nunca age do jeito que realmente é! — olhei pra ela sem entender — na frente das pessoas vc se faz de forte é frio, mas nós dois sabemos que vc não é assim, vc é extremamente sensível! — sorriu gentilmente —

Deku: eu odeio admitir, mas é verdade....

Inko: não faz mal, mas por que vc não descansa agora?

Deku: vc ainda vai estar aqui quando eu acordar?

Inko: estarei sempre com vc.....

Eu fechei meus olhos é dormi sentindo o vento frio é algumas gotas de chuva.

Deku off

Hawks on

Todos os professores estavam espiando o Midoriya-kun enquanto ele conversava com a mãe dele. Depois dele dormir, a mesma tirou a cabeça dele do seu colo é logo depois começou a brilhar.

Inko: bons sonhos filho.... — ela desapareceu —

Midnight: o que vamos fazer agora?

All might: como assim?

Midnight: não deveríamos trazer ele pra dentro?

Aizawa: eu faço isso. — ele foi até o esverdeado, o colocou em suas costas é depois veio até mim — vou deixar ele no seu quarto. — eu apenas assenti —

Ele levou o Midoriya-kun pró meu quarto, enquanto o resto do nós foi pra sala. Eu me sentei no sofá é os outros foram se acomodando também. Eu comecei a pensar em coisas aleatórias, é por algum motivo eu me lembrei do amigo do Midoriya-kun, o Dabi. Ele até que é bonito, mesmo com todas as cicatrizes, eu diria que elas dão um charme pra ele! Fiquei distraído com esses pensamentos até alguém me gritar.

Present Mic: Hawks!!!! — gritou me assustando — vc tá surdo?

Hawks: que? — eu tava confuso —

Nezu: vc está bem? Esta muito calado, aconteceu alguma coisa? — ele estava preoucupado —

Hawks: mas é claro que não! — sorri nervoso — só fiquei um pouco distraído. Vou ver o midoriya...

Me levantei é fui pro meu quarto, quando entrei o midoriya estava dormindo no minha cama é o aizawa estava observando a chuva pelo janela.

Hawks: oi. — ele se virou pra mim — vc vai descer?

Aizawa: vou, só queria ter certeza de que o garoto problema estava dormindo... — veio até mim — vamos?

Nós descemos as escadas é nós reunirmos com o restante dos professores. O resto da noite foi tranquila, quando deu umas dez da noite todos foram dormir. Alguns dormiram na sala, o Nezu é o aizawa no quarto de hóspedes é o Midoriya comigo, é o restante se acomodou em algum canto qualquer da casa.

Dia seguinte...

Hawks off

Deku on

Eu acordei deitado do lado do anjinho, quando eu vi ele corei instantaneamente! Por que eu tô na cama dele? Me levantei com cuidado pra não acordar ele é desci as escadas em silêncio. Quando terminei,vi alguns dos professores dormindo na sala, passei por eles é fui pra cozinha. Já que eu fui o primeiro a acordar, vou fazer o café da manhã.

1 hora depois...

Eu fiz um monte de panquecas, um bolo de chocolate, café, suco de laranja é torradas. Fiquei espantado com o fato de ninguém ter acordado com o barulho da cozinha! É como eles ainda não acordaram, significa que eu posso acordar eles!

Deku: Black, Esme. — os dois se materializaram — vamos acordar os professores!

Nós três pegamos umas panelas, o Black é a Esme foram pro andar de cima é nós contamos até três pela mente é logo depois eu gritei:

Deku: ACORDEM!!!!!!! — gritei extremamente alto é nós três começamos a bater as panelas —

Os professores que está na sala acordaram assustados é eu ouvi o Hawks gritar do andar de cima. A Esme é o Black desceram as escadas correndo é viera até mim é nos três caímos no chão de tanto rir.

Black: mano que Ilário! — disse enquanto ria —

Esme: temos que fazer isso quando voltarmos pra casa! — disse tentando parar de rir —

Deku: eu vou morrer de rir! — disse chorando de tanto rir —

Nós três ficamos rindo parecendo um bando de loucos, até todos os professores se reunirem na sala.

Nezu: Mi-do-riya-kun! — nós olhamos prós professores que estavam com uma aura assustadora —

Deku: bom dia! — sorri alegre —

Present Mic: eu vou te matar por atrapalhar meu sono! — gritou é eu comecei a rir —

Deku: não vai querer comer primeiro? — perguntei é logo depois me levantei — tem panquecas, bolo de chocolate-

Present Mic: bolo!!! — foi pra cozinha apressado —

Deku: então vamos comer!

Todos foram pra cozinha é começaram a devorar tudo, eu comi umas cinco panquecas, um pedaço de bolo, um copo de leite é dois de suco. O Black é a Esme também comeram bastante, quando todos terminaram eu lavei a louça é depois fui pra piscina. Eu me sentei na borda, o Black foi nadar junto da Esme, enquanto eu apenas observava.

Aizawa: garoto problema. — veio até mim — nós vamos voltar pra escola já que parou de chover, é vc vai junto!

Deku: não precisa! — disse despreocupado —

Aizawa: vc vai é não se discute! — disse sério —

Deku: ok, do que vcs vieram? — perguntei curioso —

Aizawa: de carro.

Deku: eu vou correndo. — disse me levantando é me transformei lobo —

Aizawa: ok, já estamos de saída.

Todos os professores se arrumaram é o Hawks abriu a garagem é eu vi dois carros. Logo depois todos foram se dividindo é entrando nos carros. Black é Esme se transformaram em animais é assim que os carros sairão nós fomos correndo atrás. Não demorou muito pra gente ultrapassar eles, é quando eu comecei a ver os prédios, nós abrimos nossas asas é voltamos a forma humana, enquanto voávamos pelo céu.

Eu fui o primeiro a chegar na escola é ainda tive que ficar uns dez minutos esperando os professores. Depois que eles chegaram nós entramos na escola, eu ajudei eles a consertar os geradores de eletricidade é passei o resto do tempo treinando, de noite eu fiz a janta é depois fui dormir.

Dia seguinte

Eu acordei, estava deitado no sofá, fui pro refeitório é fiz um café da manhã pra todos. Quando eu terminei comi um pouco é depois fui treinar até o horário do almoço. Fiz o almoço é depois usei o celular do aizawa pra ligar pro meu irmão.

Ligação on

O que vc quer?

Oi ni-chan.

Izu, onde vc tá?

Calma, eu tô na escola é quero que vc, a Toga é o Dabi venham aqui, agora!

Ligação off

Deku: agora eu tenho que esperar. — eu fui pro portão é fiquei uns cinco minutos lá, até que eu avistei duas motos em alta velocidade — foram rápidos!

Tenko: Izu! — ele estacionou a moto é veio correndo até mim — eu fiquei preoucupado com vc!

Eri: oni-chan!!! — desceu da moto de forma desengonçada é veio até mim —

Deku: primeiramente..... — me curvei — sinto muito por ter discutido com vcs......eu reconheço que estava errado é que deveria ter pedido ajuda a vcs! — olhei pra eles — segundo, o papai está bem?

Tenko: sim, mas ele tá preoucupado com vc....

Deku: é e pra isso que vcs estão aqui! Vcs vão me ajudar a pedir desculpas pra ele!

Dabi: mas vc não tem que simplesmente falar “ desculpa ” pra ele?

Deku: mas é claro que não! Ele é meu pai é eu ataquei ele.... — desviei o olhar —

Toga: nós vamos te ajudar, é desculpa pelos tapas Izuku! — me abraçou —

Deku: tudo bem, eu tava precisando. — sorri — agora, nós vamos fazer compras, por que eu tô vivendo com as roupas do aizawa!

Toga: só se for agora! — ficou animada —

Hawks: Midoriya-kun! — veio até mim é percebi que ele olhou de um jeito diferente pro Dabi — a onde vc vai?

Deku: fazer compras, é vc vem junto! — disse animado —

Hawks: por que?

Deku: por que eu quero! Vai pegar sua moto, aproveita é avisa o aizawa que eu vou sair.

O mesmo não retrucou é fez o que eu pedi, depois de uns quinze minutos ele voltou já em cima da sua moto. Eu fui com o Tenko, o Dabi com o anjinho é a Eri com a Toga. Nós andamos por várias lojas, é por algum motivo há maioria era feminina! Depois da segunda loja eu já estava com um roupa nova no corpo. Uma blusa de manga longa azul é uma saia pequena cinza escuro, tênis da Nike é uma blusa de frio vermelho amarrada na cintura.

16:00 da tarde....

Eu estava num parquinho cheio de crianças junto da Eri. A Toga está em alguma loja é arrastou o Tenko com ela, é o Hawks junto do Dabi estão participando de uma competição de algo que eu não faço idéia.

Eri: oni-chan, eu posso brincar com aquelas crianças? — perguntou enquanto eu apenas observava uns meninos jogando bola —

Deku: claro, mas tome cuidado! — a mesma assentiu é foi até umas meninas, depois de dois minutos ela já tinha se enturmado — acho que vou jogar bola... — fui até os meninos que estavam jogando — ei! — eles me olharam — posso jogar?

Menino1: menina não pode jogar!

Deku: mas eu sou um garoto! — eles riram —

Menino2: mas vc está vestido que nem menina! — me olhou desconfiado — duvido que saiba jogar!

Deku: eu sou ótimo jogando! — sorri —

Menino3: é o que vamos descobrir!

16:50 da tarde

Deku: vcs já cansaram? — perguntei enquanto olhava todos os meninos sentados no chão ofegantes —

Menino1: cara vc é ótimo! — todos eles vieram até mim — nós ensine a jogar bola que nem vc?

Menino2: vc vai ser jogar de futebol quando tiver mais velho? — perguntou animado —

Deku: não, estou estudando pra ser herói! — sorri —

Menino3: que legal!!!! — todos ficaram empolgados — qual o seu nome?

Deku: Midoriya, Midoriya Izuku. Mas vcs podem me chamar de Deku se quiserem! — eles me abraçaram —

Todos: Deku-san!!! — eles gritaram —

Eri: oni-chan. — veio até mim acompanhada de umas meninas — esse é o meu oni-chan.

Deku: Midoriya Izuku. — me curvei — um prazer conhecer vcs! — sorri é todas coraram —

Eri: podemos vir aqui amanhã? — eu assenti — é vc pode brincar comigo é as meninas? Mas nós vamos brincar de boneca!

Deku: claro, por que não? — elas ficaram animadas — amanhã nós voltamos, é vamos vir mais cedo pra poder ficar mais tempo!

Todos: viva!!!! — gritaram —

Mulher: filho, vamos embora! — uma moça chamou um dos meninos, o mesmo se despediu é foi embora —

Depois disso todos se despediram de mim é começaram a procurar seus pais ou foram embora sozinhos mesmo. Logo o parquinho estava vazio, mas eu vi uma criança escondida nas árvores.

Deku: ei vc! — corri até o mesmo — vc estava me observando enquanto eu jogava!

???: e daí idiota? — o mesmo tentou dar um soco nas minhas partes baixas, mas eu segurei sua mão —

Deku: vc é agressivo, hein? — ele ficou assustado — qual o seu nome é a sua idade?

???: Kota Izumi, tenho sete anos. — soltei sua mão — eu já sei o seu nome.

Deku: ok, por que vc estava me espiando?

Kota: eu escutei vc dizendo que está estudando pra ser herói, é verdade? — assenti — pra que vc quer ser um idiota de herói? — perguntou com ódio —

Deku: vc não gosta de heróis? — perguntei é o mesmo se calou —mas os heróis são incríveis é salvam pessoas!

Kota:CALA A BOCA. VC ESTÁ LOUCO... VCS FICAM CHAMANDO A SI PRÓPRIOS DE "HERÓIS" OU "VILÕES" E MANTANDO UM AO OUTRO FEITO IDIOTAS. CONVERSANDO SOBRE SUAS INDIVIDUALIDADES O TEMPO TODO... TUDO APENAS PARA SE EXIBIREM. IDIOTAS!! — gritou com ódio —

Deku: vc odeia os heróis?

Kota: sim, são todos idiotas!!! Ficam jogando suas vidas fora por uma coisa idiota, vcs matam uns aos outros é dizem que estão fazendo o que é certo! — ele me emburrou — vc é todos os heróis são falsos é eu odeio todos!!!! — eu ri de forma sínica — do que vc está rindo?

Deku: eu disse que quero ser um herói — me levantei — mas eu nunca disse que gostava deles. — ele arregalou os olhos —

Kota: o-o que?

Deku: eu almejo me tornar um herói, mas isso não significa que eu goste deles. — ele ficou chocado com minhas palavras — é eu quero me tornar um herói verdadeiro, não um falso que só pensa em dinheiro. — eu me virei é voltei pra junto da Eri, deixando ele sozinho no meio das árvores — vamos?

Eri: sim. — peguei ela no colo — com quem vc estava conversando?

Deku: um garotinho.

Nós saímos do parquinho é eu fui atrás da Toga, tive que entrar em umas três lojas pra conseguir achar ela! Quando eu finalmente encontrei ela, reparei que a mesma estava com um monte de sacolas, sem contar as que estavam com o Tenko.

Deku: pra que vc comprou isso tudo? — perguntei analisando as sacolas —

Toga: mas não são todas pra mim, algumas são pra vcs dois!

Deku: eu não vou usar nenhuma dessas roupas!

Tenko: tanto faz, mas vamos embora logo, por que nós já gastamos todo o meu dinheiro! — disse irritado —

Nós saímos da loja é fomos até um local que escolhemos pra ser nosso ponto de encontro. Quando chegamos o Dabi é o Hawks não estavam, é logo nosso carro chegou. Abrimos o porta-malas que já estava cheio de sacolas é colocamos o restante das coisas, eu apenas peguei algumas roupas é umas coisas é coloquei dentro de uma mochila que eu comprei.

Deku: pronto! — fechei o porta-malas — cadê o Dabi é o Hawks? Já deu nossa hora! — meu celular tocou é eu atendi —

Ligação on

Oi Izuku

Dabi cadê vc?

Eu tô na casa do Hawks, nós dois estamos muito bêbados é eu trouxe ele pra cá.

Tá....vc vai voltar?

Não, vou ficar por aqui até ficar sóbrio.

Beleza então, te vejo depois.

Ok.

Ligação off

Deku: o Dabi vai passar a noite na casa da Hawks! — guardei meu celular —

Tenko: vc vai voltar pra sua escola? — assenti — afffs, vc passa mais tempo naquela escola do que com a gente! — revirou os olhos —

Deku: isso é ciúmes? — perguntei rindo —

Tenko: mas é claro! — disse irritado — não gosto que vc passe tanto tempo naquela escola, não confio muito naqueles heróis, mas..... até que eles cuidam bem de vc! — fez carinho em mim —

Deku: não se preoucupe, prometo que logo vamos passar um tempo em família! — disse animado —

Tenko: ok...

Na escola....

Nós quatro entramos na escola é fomos pra sala dos professores, quando chegamos todos olharam pra nós, eu percebi que o All might não estava, é logo a Eri correu até o diretor.

Eri: vc é muito fofinho! — começou a fazer carinho nele é eu emanei uma aura assassina —

Toga: parece que alguém está com ciúmes! — ela é o Tenko riram —

Eri: oni-chan. — veio até mim — não precisa ficar com ciúmes, vc é o meu oni-chan é eu te amo! — me abraçou, eu ativei minha quirck de lobo é comecei a abanar minha calda —

Deku: também te amo! — dei um beijo na testa dela — mas agora vcs tem que ir embora, amanhã nós vamos ao parquinho de novo!

Eri: mas eu quero ficar! — fez uma carinha fofa — não vou embora!

Deku: mas.... — ela ficou irritada — ok, ok! — olhei pro aizawa —

Aizawa: nem pensar, já basta eu ter que ficar de olho em vc!

Eri: ratinho-san! — olhou pró diretor — posso ficar? — fez um carinha fofa — por favor!

Deku: por favor! — fez minha carinha mais fofa —

Nezu: ok! Mas vc vai cuidar dela Midoriya-kun!

Deku: viva!!! — peguei ela no colo —

Eri: vou ficar com o oni-chan! — gritou animada —

Deku: ok, mas vc precisa de um banho é depois janta! — ela assentiu —

Tenko: nós dois vamos indo, tenho que avisar pro mestre que vc ainda tá vivo, antes de que ele tenha um infarto! — me abraçou — cuide bem do Izuku, Eri-chan. — a mesma assentiu —

Toga: tchau! — os dois foram embora —

Nós fomos pra sala do aizawa, ela tomou banho primeiro é vestiu um pijama que a Toga comprou pra ela, depois eu me banhei é vesti um short preto é uma blusa social branca.

Deku: vamos preparar a comida agora! — peguei ela no colo é saí correndo pra cozinha — quer me ajudar?

Eri: sim!!!

Nós preparamos uma comida simples é ela foi chamar os professores, quando voltou todos jantamos é depois nós fomos dormir.

Dia seguinte.....

Acordei, escovei os dentes, acordei a Eri é ela fez a mesma coisa. Nós dois fomos pra cozinha é eu preparei o café da manhã, comemos um pouco e voltamos pra sala do aizawa, trocamos de roupa é eu levei ela pra campo de treinamento. Ela passou a manhã inteira brincando com a Esme, enquanto eu é o Black treinávamos. Voltamos pro prédio principal, eu fiz o almoço é nós dois comemos, fomos pra sala do aizawa de novo é eu tomei um banho é vesti uma saia preta, uma blusa azul, uma bota de fivela roxa é a Eri vestiu um vestido simples vermelho.

Deku: com licença. — entrei na sala dos professores é todos nós olharam — eu é a Eri vamos sair aizawa.

Aizawa: ok, é vcs vão a onde?

Deku: em um parquinho perto daqui cheio de árvores, tchau.

Nós dois saímos da escola é fomos pro parquinho, quando nós chegamos já tinha umas crianças. Fiquei um bom tempo brincando de casinha é boneca com as meninas, mas depois de duas horas todos os meninos chegaram é a gente jogou bola. Nossa partida durou uma hora, depois nós fizemos várias brincadeiras como: pular corda, pique esconde, pique pegue é outras.

18:00 da tarde

Deku: acho que já chega por hoje! — me levantei do chão — amanhã eu venho de novo. — eles assentiram —

Homem1: ei menininha do cabelo verde! — eu me virei — não é seguro ficar sozinha com essas crianças sem nenhum adulto por perto!

Deku: eu sou um garoto idiota! — o mesmo se irritou —

Homem1: sei.... — mais cinco homens apareceram — esses são meus amigos..... eles adoram crianças! — sorriu de forma maliciosa é todas as crianças se esconderam atrás de mim —

Deku: Black, Esme. — os dois se materializaram — quero que fiquem de olho nas crianças — os dois assentiram é eu me aproximei do homem — quem são vcs?

Homem1: fazemos parte de um grupo de vilões, nossa especialidade é estupro, tortura é assassinato de crianças! — falou no meu ouvido —

Deku: eu faço parte de uns alunos da U.A. — sorri — curso de herói! — eles me analisaram —

Homem2: então vai ser melhor ainda fuder vc! — eles riram —

Deku: vcs são doentes! — ativei minha quirck de lobo é arranhei o rosto do homem que estava na minha frente, o mesmo caiu no chão com o rosto sangrando — crianças eu quero que vcs fechem os olhos é tampem os ouvidos!

menino1: o-ok! — disse assustado —

Homem3: nós vamos matar vc! — ele transformou suas mãos em espadas — vamos matar esse muleque!

Ele veio pra cima de mim junto de mais três. Um deles era estremamente ágil, o outro produzia escudos é o último cuspia um bafo ácido. O mais difícil era o último, eu não podia me aproximar dele! É o da agilidade também era outro irritante. Eu cuidei primeiro do homem das mãos de espadas, só precisei desviar um pouco dele é depois cravei minhas garras no seu estômago é girei minha mão devagar dentro dele, depois disso ele caiu no chão, eu sabia que ele não ia sobreviver muito tempo com aquele ferimento. O do escudo também foi fácil, os escudos só aguentavam uma certa quantidade de dano é depois se desfaziam, é esse era o momento de atacar! Quando o escudo se desfez eu cuspi fogo nele, é o mesmo caiu no chão e enquanto sua pele queimava, eu fiquei apenas encarando ele queimando é gritando por ajuda. Eu podia matar ele logo, mas eu quero que ele sofra até a morte! Então vou deixá-lo queimar até a morrer. Eu encarei os dois homens que estavam me atacando é logo os dois sorriram.

Kota: me largura idiota! — eu me virei pra trás é vi um dos homens segurando o Kota é se esfregando nele — para com isso seu nojento!!!!

Deku: larga ele! — em uma alta velocidade eu corri até o mesmo é soquei o rosto do homem que cambaleou pra trás — vá pra junto das outras crianças Kota-kun! — o mesmo me obedeceu — como ousa colocar suas mãos sujas em uma criança? — perguntei com nojo —

Homem4: do mesmo jeito que eu coloco as minhas em vc! — o homem da agilidade me agarrou por trás — vc é muito bonito, mas aposto que fica muito mais sem essa roupa é todo sujo de sangue! — ele começou a passar sua mão pelo meu corpo —

Homem5: ele me socou! — veio até mim — também quero me divertir com ele! — passou sua mão pelo meu rosto —

Deku: nem nas profundezas do inferno vcs iriam me fuder! — espinhos negros sairão do meu corpo é perfuraram os dois homens que caíram no chão sangrando — eu odeio estupradores! — olhei prós dois homens caídos no chão com nojo — faltam dois!

Homem1: fala sério, que bando de estúpidos! — ele começou a atirar uma espécie de bolinha com a boca na direção das crianças, a Esme é o Black abriram suas asas pra proteger as mesmas, mas assim que as balas encostaram nas suas asas elas explodiram —

Deku: pessoal!! — tentei correr até eles, mas o cara do bafo me deu uma rasteira é eu caí no chão — droga!

Black: não se preoucupe, nós estamos bem! — disse com dor — cuide desses dois!

Homem6: não vai ser tão fácil! — sorriu — como um futuro herói, vc deve priorizar as vidas das pessoas.... então vamos fazer um acordo, vc vem comigo é deixamos as crianças em paz! — seu sorriso ficou malicioso — o que me diz? — se aproximou devagar de mim —

Deku: Vcs dois.... — eu olhei pra Black é a Esme — tirem as crianças daqui, é uma ordem!

Esme: mas--

Deku*interrompi*: agora! — os dois relutantes pegaram as crianças que se recusavam a ir é fugiram dali —

Homem6: mais que menino inteligente, vc daria um ótimo herói! — puxou meu cabelo — mas vc não vai viver o suficiente. — com sua mão livre ele começou a acariciar meu rosto é o outro homem me agarrou por trás — te foder vai ser ótimo!

Deku: como se eu fosse deixar! — sorri de forma sádica é cuspi fogo no seu rosto é logo depois o mesmo cuspiu suas bolinhas em mim, mas eu pisei no pé do outro cara, fazendo o mesmo me soltar. Eu me abaixei é as bolinhas acertaram o estômago do cara que tava atrás de mim é o estômago do mesmo explodiu é ele caiu morto no chão —

Homem6: por favor! — se ajoelhou com o rosto ainda em chamas — piedade!

Deku: vc é um idiota se pensa que vai ficar vivo depois de por suas mãos sujas em mim! — eu ia arranhar o rosto do mesmo quando alguém me gritou —

Kota: Midoriya-san!!! — me virei pra trás é tinha um cara com uma faca em seu pescoço —

Homem7: vamos fazer um acordo--

Deku*interrompi*: seu homem pelo menino! — ele ficou surpreso — se for isso eu aceito...

Homem7: vc é esperto.... — ele soltou o Kota-kun — pode ir — o mesmo correu até mim é me abraçou chorando — agora se afaste é deixe eu me aproximar do homem.... — eu puxei o Kota-kun pelo braço é nós afastamos deles — muito bem, — em uma velocidade incrível ele se aproximou do outro cara é passou a mão por cima do seu rosto é as chamas se apagaram — vamo embora seu incompetente!

Homem6: mas é o muleque de cabelo verde? Ele matou todos os outros! — disse com seu rosto todo desfigurado — eu quero matar ele! — se levantou com raiva —

Homem7: vc é seu grupinho não conseguiram cumprir uma tarefa simples! — deu um tapa no rosto do outro é o mesmo caí no chão gritando de dor — é ainda perderam pra uma criança! — ele emanava nojo — que decepção... — ele se virou de costas é começou a caminhar em direção as árvores — vamos logo...

Homem6: não! — ele se levantou com dificuldade é começou a cuspir suas bolinhas em alta velocidade, eu comecei a correr puxando o Kota-kun pelo braço. Quando eu ia abrir minhas asas pra fugirmos, o Kota tropeçou em uma pedra é caiu no chão — agora vc morre!

Deku: não!!! — eu abri minhas asas de demônio é entrei na frente do kota pra servir de escudo, eu podia sentir minhas costas queimando é o gosto de sangue na minha boca — vo-você... está...bem? — fiquei de joelhos é o mesmo me olhou assustado —

Aizawa: garoto problema! — apareceu correndo é veio até mim — uma ambulância, tem um garoto ferido!!! — gritou é logo vários heróis chegaram —

Homem7: mas que droga! — o olhei de lado — gostaria de ficar é conversar com vc menino, mas dadas as circunstâncias eu já vou — ele sorriu — mas prometo que nós veremos de novo! — ele se virou é começou a correr em direção as árvores é o outro cara ia fazer a mesma coisa —

Deku: vc não vai fugir! — eu me levantei é corri até o mesmo é o segurei pelo pescoço, sufocando ele até desmaiar — o outro fugiu.... — olhei pras árvores é logo depois caí de joelhos —

Aizawa: seu idiota! — correu até mim — suas costas estão acabadas, é vc tá preoucupado com o cara que fugiu?

Deku: claro! — ele arregalou os olhos — aliás, é as outras crianças, estão bem? — perguntei preoucupado —

Esme: estão... — apareceu junto do Black é das crianças que assim que me viram, correram até mim —

Crianças: Deku-san!!!! — vieram até mim correndo é assustados —

Deku: oi... — sorri — como vcs estão? Se machucaram?

Menino1: não... estamos bem graças a vc é ao seus dois amigos! — eles começaram a chorar mais — nós desculpe! — se ajoelharam — teria sido mais fácil vencer eles se vc não estivesse preoucupado em nós proteger!

Deku: não se preocupem! Era o meu dever proteger vcs.... — sorri gentilmente é eles me abraçaram — ai,ai, eu ainda to machucado! — disse com dor é eles me soltaram —

Kamui Woods: ei garoto, vc que lutou contra os vilões? — ele se aproximou de mim é eu assenti — ok... — ele me analisou —

Mt. Lady: esse nanico derrotou seis vilões sozinho? — me olhou de cima a baixo —

Best Jeanist: posso conversar com vc garoto? — se aproximou de mim é mais uns cinco heróis —

Aizawa: podem ir se acalmando, ele está machucado e é meu aluno! — entrou  na minha frente —

Naomasa: eu também gostaria de falar com esse garoto Eraserhead!

Recovery Girl: com licença por favor! — todos deram licença é eu pude ver ela acompanhada do diretor é do Hawks — vc não consegue ficar longe de confusão não é mesmo Midoriya-kun? — se aproximou se mim é me deu um beijo —

Deku: não é minha culpa se os vilões atacaram justo no momento em que eu decidi vir brincar com as crianças! — me justifiquei —

Recovery Girl: vamos voltar pra escola pra vc tomar um banho é descansar! — eu assenti —

Repórter: esperem! — apareceu acompanhada de um monte de repórteres — nós queremos falar com o garoto que derrotou os vilões sozinho! — um repórter emburrou os outros é alguns dos heróis é veio até mim com uma câmera —

Repórter2: como vc conseguiu derrotar um esquadrão de ataque de uma gangue de vilões famosa? — perguntou é eu fiquei sem entender — vc é algum tipo de espião?

Deku: er... — as crianças entraram na minha frente —

Eri: deixem o meu oni-chan em paz! — disse chorando —

Repórter2: o que? — emburrou ela — fique quieta menina!

menino1: deixe eles em paz! — emburrou o repórter é o mesmo emburrou o menino de volta —

Deku: ei! — ele me olhou — quem deixou vc maltratar minha irmã ou os meus pequenos? — eu me levantei é fui até a Eri é todas as crianças vieram atrás — vc está bem? — ela assentiu — é vc? — perguntou pro menino é o mesmo assentiu também — que bom!

Repórter: vc acabou de derrotar um grupo de vilões sozinho, isso vai te deixar famoso!

Deku: eu só lutei contra eles porque, eles tentaram machucar essas crianças, não fiz por fama! — ele arregalou os olhos — me desculpem pequenos, mas eu tenho que ir... — eles ficaram cabisbaixos — não façam essa carinha triste... — eu olhei ao redor é vi um carrinho de sorvete — vcs gostam de sorvete? — todos assentiram — então vamos pegar uns pra gente! — eles me olharam surpresos — eu pago pra vcs.

Crianças: sorvete!!! — eles saíram correndo até o carrinho de sorvete —

Black: é lá se vai o seu dinheiro! — disse rindo é percebi que as costas dele não estavam mais machucadas — a Recovery Girl curou eu é a Esme!

Deku: entendo.... obrigado por terem protegido as crianças! — ele assentiu é eu me levantei — bom, vamos pegar um soverte pra gente?

Esme: sim!!! — disse animada —

Hawks: Midoriya-kun! — me abraçou — vc poderia--

Deku*interrompi*: eu compro um pra vc Hawks!

Hawks: valeu! — sorriu —

Kamui Woods: não acredito que vc vai fazer uma criança pagar sorvete pra vc! — disse em tom repriensivo —

Mt. Lady: ei nanico! — olhei pra ela — paga um pra mim?

Kamui Woods: vc também?!

Deku: tanto faz, se vc quer pode pegar um! — olhei pro aizawa — quer um? — ele assentiu — vamos então.

1 hora depois...

Eu já voltei pra escola, tomei um banho é coloquei uma roupa qualquer, a Eri também tomou um banho é vestiu um pijama de estrelinha. Fiz uma comida simples é todos os professores comeram em silêncio que chegava a ser sufocante ficar perto deles! Depois que eu terminei de comer peguei a Eri é fui pro gramado, me deitei é a Eri ficou observando as estrelas é dançando de um lado pro outro.

Nezu: vc está bem Midoriya-kun? — perguntou me assustando —

Deku: diretor! — me levantei — desculpa não tinha percebido o senhor.

Nezu: não faz mal. — se sentou do meu lado é eu me deitei de novo — então, vc está bem?

Deku: sim...

Nezu: sabe aqules vilões que vc derrotou hoje... eles morreram, exceto aquele que vc sufocou... — olhei pra ele — do resto, todos morreram por causa dos ferimentos! — seu olhar estava sério — sabe o que isso significa?

Deku: que a morte deles é minha culpa, que eu provavelmente não possa mais estudar aqui é que eu também não posso mais ser um herói? — ele ficou meio surpreso —

Nezu: normalmente sim, mas... — ele suspirou — alguns heróis profissionais querem conversar com vc é eles vão decidir o que fazer..... mas saiba que não será como da vez que vc atacou aquele herói, dessa vez a escola não pode interferir!

Deku: tudo bem, na verdade eu prefiro que vcs não interfiram mesmo, porque se vcs fizessem isso, com certeza a escola seria mal vista! — ele ficou surpreso com minhas palavras —

Nezu: acha que vc vai conseguir dormir? — ele mudou de assunto —

Deku: é por que não eu conseguiria dormiria?

Nezu: quando algumas pessoas matam outras, elas costumam ficar com a mente pesada, ter pesadelos com as pessoas que matou....

Deku: dúvido que eu tenho pesadelos com aqules caras, eu já tenho outra coisa que me tira o sono! — olhei pras estrelas —

Nezu: sua mãe é seu amigo?

Deku: não, eu aceitei que realmente não tinha como salvá-los, mas que eu vou me tornar mais forte por eles! — disse sério —

Nezu: então, o que tira seu sono? Um erro do passado?

Deku: não, é algo que eu não tenho controle, algo que aconteceu é que eu simplesmente era é ainda sou fraco pra ter evitado. Uma coisa que jamais irei superar ou esquecer, é um dos motivos pra eu ser, o que eu sou! — ele me olhava triste —

Nezu: do que vc está falando? — ele estava preoucupado comigo —

Deku: sinto muito diretor, mas é algo que eu ainda não consigo falar com facilidade..... — olhei pra ele —

Nezu: entendo...os heróis irão conversar com vc amanhã — se levantou — vc vai entrar?

Deku: não, faz tempo que eu não durmo debaixo do céu estrelado e é uma coisa que me faz bem!

Nezu: tudo bem, boa noite Midoriya-kun!

Deku: boa noite diretor. — ele foi embora — Eri venha aqui — a mesma me obedeceu é se deitou ao meu lado — como vc está?

Eri: estou bem, mas com medo dos homens maus.... — me abraçou —

Deku: calma, eu vou te proteger deles! — acariciei seus cabelos é logo ela dormiu — o que será que vai acontecer amanhã? Não acredito que gastei todo o meu dinheiro comprando sorvete pras crianças é os heróis..... — eu nem dormi, peguei a Eri no colo é fui pro campo de treinamento, deixei ela escorada em uma árvore é comecei a treinar —

Dia seguinte.... 12:30 da tarde

Eri: oni-chan eu to com fome! — disse emburrada —

Deku: eu sei, é o Black já foi comprar comida pra vc. — disse tentando fazer aquela gosma preta aparecer — quando ele foi comprar seu café da manhã ele demorou também!

Black: cheguei!!!!! — veio correndo segurando uma sacola — aqui, um hambúrguer, batata frita é um refrigerante! — entregou a sacola pra ela —

Eri: obrigada! — ela pegou a comida que estava dentro da sacola é comeu tudo rapidamente — oni-chan vc não está com fome? Nem café da manhã vc tomeu é não para pra descansar um segundo! — ela estava preoucupada comigo —

Deku: eu estou bem, não se preoucupe! — olhei pra ela é sorri —

Aizawa: finalmente eu te achei! — apareceu ofegante — vamos. — ele pegou meu pulso é saiu me puxando em direção ao prédio principal —

Deku: o que foi aizawa? Prá que essa pressa? — perguntei correndo —

Aizawa: vc se esqueceu que os heróis querem falar com vc? — perguntou irritado —

Deku: não... — menti —

Black: vcs não estão se esquecendo de ninguém não? — apareceu voando com a Eri —

Eu é o aizawa corremos o mais rápido que podíamos é quando chegamos na escola ele me guiou até uma sala que eu nunca tinha ido. Ele abriu a porta da sala com tudo é literalmente me jogou dentro da sala é eu caí de cara no chão!

Deku: caralho aizawa! — me levantei — não precisa disso. — eu olhei prós heróis é consegui reconhecer todos —

Sir Ningteye: vc é o Midoriya Izuku? — assenti — queremos conversar com vc sobre--

All might: os assassinatos que vc cometeu ontem! — disse sério é todos ficaram surpresos —

Hawks*sussurrou*: isso vai dar merda! — sussurrou no ouvido do diretor —

Fat Gum: não precisa falar desse jeito!

All might: como não? Ele matou cinco homens, tem que ser preso! — gritou com ódio —

Naomasa: All might por favor se acalme, ele é so uma criança! — disse tentando acalmar ele —

Eles começaram a discutir, eu me aproximei da mesa, puxei uma cadeira é me sentei enquanto eles gritavam. Depois de alguns minutos eu estava praticamente cochilando, até que minha paciência se esgotou, eu me levantei da cadeira é rugi estremamente alto assustando a todos.

Deku: tem como vcs pararem de gritar? — olhei pro All might — é para de me chamar de assassino! — disse irritado —

All might: é por que eu deveria? Vc é um assassino sem coração, assim como o desgraçado do seu pai! — gritou — admita! — se aproximou de mim é começou a me sufocar — assassino maldito, vc deve apodrecer na cadeia!

Continua...


Notas Finais


. . . O Deku se meteu em um problema grande dessa vez....o que será que vai acontecer?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...