História Villains - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~favdusty

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Aizawa Shouta, Asui Tsuyu, Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Mineta Minoru, Personagens Originais, Present Mic, Todoroki Shouto, Uraraka Ochako, Yagi "All Might" Toshinori
Tags Anime, Boku No Hero Academia, My Hero Academia, Original
Visualizações 57
Palavras 728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura povo

Capítulo 4 - Four


Local desconhecido.

[...]

Dabi observou Kaya entrar no pequeno bar, a garota o olhou com desprezo, ele sabia o motivo daquilo, por mais que aquilo tenha sido apenas um aviso, ele não queria o desprezo da garota.

— Onde estava?.— A voz de Tomura fez a garota se vira. — O aconteceu com o seu braço?

— Você sabe, a culpa é sua.— Kaya respondeu o mais velho.

— Como assim?— Tomura se aproximou da garota.— Responde, Kaya.

—Eu vou começar a fazer estágio com um herói.— A garota mudou de assunto.— Você não vai me impedir.

Tomura viu a garota se retirar, ele apenas olhou para Kurogiri que deu os ombros, ele sabia que aquilo no braço dela não era obra de alguém da U.A, podia ser alguém dali de dentro, mas quem era difícil saber, pois ninguém fala com ela, além dele e do Kurogiri.

Dabi suspirou ao ver Tomura ir para algum lugar, sabia muito bem que Tomura o mataria se descobri que foi ele que causou a ferida no braço da garota, sem sua permissão, apesar que a garota achava que foi o seu irmão que o mandou fazer aquilo, mas por quando tempo ela ficaria acreditando naquilo, era oque preocupava Dabi.

[...]

Kaya andava sem pressa, havia sido direta com o seu irmão, apesar que ela ficou nervosa com o mais velho por ele não assumir a culpa pela ferida que estava começando a cicatrizar, mas ainda ardia.

Kaya sentiu seu corpo se chocar com alguém que lhe segurou pelo braço, na verdade encima da ferida, oque fez a garota se soltar da pessoa rapidamente.

— Desculpa.— A garota falou levantando o olhar vendo uns doa garotos de sua sala.

— Me desculpe, Kaya-San, acho que apertei seu machucado.— Todoroki se desculpou.

— Não tem problema e tenho que ir.— Kaya se despediu, sem ao menos deixar o garoto falar algo.

Todoroki observou a garota sumir da sua visão, ele sabia que ela escondia algo, mas oque, ninguém descobri, por mais que ela não mostrasse, o garoto aasabia que ela tinha uma força e habilidade anormais, podia superar muito fácil qualquer um ali ou já tinha superado muitos, quase todos na percepção do Bicolor.

O garoto seguiu caminho para o lugar onde iria encontra os garotos de sua sala para algo que ele ainda não entendeu o motivo, mas sabia auê tinha haver com garota que agora apelidado de ovelhinha e Yin e Yang.

— Demorou demais.— Bakugo falou vendo o bicolor entrar.

— Eu encontrei a Kaya no meio do caminho.— Todoroki falou vendo todos o olhar curiosos.— A gente não conversou muito, mas o braço dela está machucado.

— Ela disse que estava treinando com um colega.— Denki falou.

— Isso é muito estranho, apesar que ela é bem forte.— Midoriya falou sentindo suas costas queimar.— Se ela quisesse, ela superaria muito de nós.

— Ela já superou, só que ninguém reconhece isso....

Os garotos continuaram a conversa

sobre a garota e sobre o fato que ela podia ter superado muitos alunos ou melhor, ela podia ter superado alguém do quarteto classe A.

[...]

Kaya havia saído do banheiro, ainda tinha a sensação de estar sendo vigiada, a mesma se olhou no espelho vendo as inúmeras cicatrizes que tinha na onde a toalha tampava, eram muitas, maioria de brigas com Tomura. A garota se vestiu, precisava buscar algumas informações para seu irmão e aquilo não a agradava nada.

A bicolor pulou a janela da casa, pois sabia que saísse pela porta, Ojo-san iria atrás dela e aquilo podia causar a morte das duas ou a da senhora que ousou se intrometer nos asuntos da liga. A garota colocou a máscara e seguiu caminho para o local, o frio era pior na madrugada e as ruas eram perigosas, oque fazia a menina andar mais rápido que o normal.

Kaya avistou o informante e seguiu na direção do homem, ela não podia se comunicar verbalmente com o homem, então apenas pegou o envelope e seguiu ate o beco mais próximo, encontrando Kurogiri.

—Ojou-San, agradeço por fazer esse trabalho por mim.— Kurogiri disse pegando o envelope.— Venha irei te levar para casa.

— Obrigado Kurogiri-Kun.— A garota agradeceu ao ver que já estava em seu quarto.

Kaya se jogou na cama ao ver que o portal ou sombra ela não sabia oque era sumir, ela estava exausta e precisa dormi, sabia que no dia na manhã daquele dia haveria prova e alguém a chamando de nomes que não faziam jus ao seu...

[...]


Notas Finais


1- Ojou-san é senhorita.

Obrigado por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...