1. Spirit Fanfics >
  2. Villan deku - o outro caminho >
  3. A fuga, a repercussão e um jantar perigoso

História Villan deku - o outro caminho - Capítulo 46


Escrita por:


Notas do Autor


fala galera bam?
bom ta ai vo prender voces nao, espero que gostem
boa leitura

- acoes
nome e: falas
*nomes () pensamentos

Capítulo 46 - A fuga, a repercussão e um jantar perigoso


Fanfic / Fanfiction Villan deku - o outro caminho - Capítulo 46 - A fuga, a repercussão e um jantar perigoso

cap anterior

-As duas meninas concordam e as três saem juntas, enquanto o esverdeado e o meio platinado observa em silencio o trio saindo de perto deles guiado por Toga

cap atual

Quebra de tempo

- já tendo passado 15 minutos Izuku, Tomura e Shoto conversavam junto de Enzo

Tomura: Dabi disse que já estão terminando de copiar tudo e vão começar a apagar os dados, devemos estar prontos para ir em 5 minutos

Enzo: isso é bom, meu informante na polícia entrou em contato e disso que eles já mandaram uma frota policial pronta para nos enfrentar junto de todos heróis que estão na região e nas cidades próximas

Shoto: vai dar tempo?

Enzo: deve dar sim, mesmo depois de chegarem sem planejamento não vão conseguir entrar

Tomura: isso é bom – diz e olha para Izuku apontando para a heroína ainda inconsciente e presa pela sombra do pequeno – o que faremos com ela?

Izuku: vou prender ela com algo e a deixar na porta da frente para os policiais

Tomura: tem certeza? Sei que tinha falado com o seu professor e tudo mais, mas não tem motivo para fazer isso tem?

Izuku: as meninas

Tomura: an?

Izuku: se eu a matar ou fazer algo com ela que não deveria logo depois de ter prometido para o Cementoss elas iriam ser contra, e além do mais eu sempre cumpro o que falei, não é porque a pessoa pra quem prometi está morta que vou mudar isso não concorda maninho?

Tomura sorri: sim isso é verdade

Izuku: bom já volto – diz dando um sinal com a mão enquanto carregava a heroína

Enzo: ele realmente é interessante

Shoto: nunca vai se cansar – diz sorrindo

-O grupo continua a conversar e o tempo passa, após algum tempo Dabi se aproxima do grupo

Dabi: Tomura terminamos aqui, os arquivos estão quase todos deletados também e tudo que e folha ou anotação ainda no papel foi levado já

Tomura: ótimo, terminem tudo e vamos embora – se vira para Shoto – entre em contato com Kurogiri e mande ele abrir os portais, aqueles que já tiverem terminado sua parte devem retornar, a sim, avise o Deku para ele esta preparado

Shoto: ok – diz saindo de perto do grupo já com um celular em mãos

-alguns minutos se passam e quando todos estavam prontos para ir embora uma explosão alta é ouvida vinda de uma das parede lateral do laboratório, a qual foi aberta, e após a explosão vários policiais entram armados se deparando com o grupo dos vilões apontam suas armas, mas antes de atirarem uma sombra chama atenção de todos enquanto assumia a forma de um garoto a frente dos vilões

Izuku: olá queridos policiais, é uma pena que chegaram tarde, mas eu tenho que agradecer pelo cooperação de todos ne? Bom foi um maravilhoso show, mas é a hora de dizer adeus – diz enquanto se curvava como um apresentador de show

-antes de algum policial dizer algo uma parede feita de sombras  aparece, de uma vez, entre os vilões e os policiais tampando todos e os policiais assustados começam atirar freneticamente, mas após alguns segundos, percebendo que não tinha efeitos aos poucos eles cessam fogo e começam se aproximar daquela parede que some de repente junto de todos vilões deixando todos confusos, antes que pudessem raciocinar sobre o que aconteceu o rádio policial começa a falar freneticamente

Nedorosl: grupo de entrada responda, eu repito, responda

Policial: estamos aqui secretario

Nedorosl: estão todos bem? Aconteceu algo? Como estão os reféns?

Policial: estamos bem senhor, mas ainda não encontramos os reféns e o senhor não vai acreditar, surgiu uma parede enorme entre nós e os vilões e quando ela sumiu todos vilões desapareceram junto

Nedorosl: aí também?

Policial: senhor?

Nedorosl: todos vilões que estavam guardando a entrada e o teto do laboratório desapareceram depois de um estranho portal aparecer atrás deles, mas isso não importa agora, vasculhem o local e procurem pelos reféns, não sabemos o numero exato, mas ainda deve ter alguém ai dentro, e quando terminarem de vasculhar o local envie alguns homens ao telhado e desçam  nossos homens que eles deixaram dependurados, não podemos deixar que sejam mais humilhados do que já foram

Policial: entendido senhor

-o grupo policial começa a vasculhar o local e após algum tempo encontram o corpo da heroína amarrado por uma fita adesiva, após verificarem ao arredor se aproximam rapidamente e a checam, então falam no radio

Policial: secretario

Nedorosl: pode falar

Policial: encontramos a heroína ainda com vida, ela estava amarrada e ainda inconsciente, mas não parece correr risco de vida

Nedorosl: entendido, e quanto a outros reféns?

Policial: bom senhor, não encontramos ninguém ainda, mas tem vários corpos aqui então tememos o pior

Nedorosl: entendo, continuem investigando e reportem qualquer coisa que acharem

Policial: mais uma coisa, senhor

Nedorosl: o que?

Policial: eles não destruíram nada, todos serves e maquinas estão intactos

Nedorosl* (então quer dizer que podemos conseguir os dados? Isso é perfeito)

Nedorosl: então conseguimos algum dado?

Policial: negativo senhor, todos dados que deveriam estar aqui sumiram, todos computadores e serves que deveriam ter dados estão em branco, além disso não a nenhuma anotação em papel tudo desapareceu

Nedorosl* (aqueles desgraçados levaram tudo e apagaram o que ficaria para trás para nós não pegarmos, agora não tenho com que limpar meu nome, meus superiores vão enlouquecer. eu vou matar esses dois custe o que custar!)

- Com a fuga dos vilões e a invasão da policia o tempo passou e no outro dia pela manhã a mídia estava toda reunida esperando uma pronunciação da policia e do dono e líder do laboratório, Boris. Estando todos reunidos Boris foi o primeiro a dar uma palavra

Boris: bom dia a todos, é com muito pesar que me encontro com todos aqui para falar sobre algo que não deveria ter acontecido, como todos sabem ontem um dos meus laboratórios sofreu um ataque covarde de vilões o que casou a perda de vários homens que estavam trabalhando em uma reforma em um dos sectores internos do laboratório, depois de analisarmos o que foi perdido no laboratório confirmamos que eles estavam atrás de nossas pesquisas e dados de experimentos que tínhamos entre nossos dados. Mas o que mais me dói no coração, além da perda das vidas de funcionários e alguns heróis tanto do pais quando o herói japonês que estava presente, é o fato de que esse ataque pode ter sido organizado pelo governo de meu próprio pais em comunhão com vilões que estavam atrás de nossas pesquisas.

-Nesse momento Boris da uma pausa em silencio, enquanto os repórteres tiram uma foto atrás da outra e ficam agitados com a fala do loiro

Boris: todos os senhores já devem ter visto o que fora lançado na internet, tanto em formas de documentos como de vídeos comprovando que o nosso governo participou ativamente sobre o planejamento desse ataque, e mesmo que eles se aleguem inocentes eu pergunto o que são tudo aquilo então? Estamos realmente seguros? Como cidadão russo eu realmente gostaria de poder confiar em meu país, mas depois de tudo isso eu me vejo com medo, não daqueles vilões ou de bandidos, mas sim medo daqueles que deveriam estar nos protegendo. – Boris se cala por um momento e solta um suspiro balançando a cabeça negativamente – desculpe, eu tenho outros compromissos então não responderei perguntas, tenham um bom dia – diz e sai do palco em que estava indo embora, mesmo sendo bombardeado de perguntas.

 -Quando o loiro sai do local o secretario assume seu lugar e mesmo antes de falar algo é bombardeado de perguntas e começa a tentar controlar os reportes enquanto respondia perguntas que iam desde sua integridade ate mesmo sobre as decisões do governo sobre o ocorrido

Quebra de tempo

- já era de tarde, quase anoitecendo, e estavam todos reunidos na base enquanto conversavam seus próximos passos e assistiam a conferencia de imprensa

Izuku: eu como “cidadão pergunto se estou realmente seguro?” hahaha esse Boris é um fala mansa em

-Todos começam a rir concordando

Shoto: também para conseguir te convencer a deixar ele namora sua mãe é o mínimo que ele tem que ser – diz dando de ombros rindo junto dos outros

Izuku: ei, sério mesmo vocês me amam de mais

-Toga entra na sala em que estavam e vai correndo e se joga sobre Uraraka e Momo que estavam sentadas no sofá

Toga: terminei tudo que tinha que fazer, vamos meninas?

Izuku: vão aonde? Que eu nem ganhei um beijo? – pergunta curioso

-toga cora um pouco e sorri mandando um beijo para o esverdeado

Uraraka: vamos fazer uma noite só de garotas, algum problema? – diz sorrindo

Izuku: nenhum meu amor

Toga: e mesmo se tivesse hoje as duas são só minhas – diz lambendo os lábios

Shoto: ei cara segura essa menina louca aí vai?

- Todos começam a rir, e toga mostra língua para o meio ruivo sorrindo. Então o telefone de Izuku toca e o pequeno o atende

Enzo: Deku? Aqui é o Enzo, pode falar agora?

Izuku: claro, o que foi?

 Enzo: podemos nos encontrar hoje? Quero discutir com você o resto dos detalhes e falar também sobre o nosso acordo que tínhamos pensado em fazer antes, você tem tempo?

Izuku: a sim, claro, tenho tempo sim, onde nos encontramos?

Enzo: vou mandar o endereço de uma de nossas bases, em uma hora pode abrir um portal para ela e nos encontraremos lá, então você janta conosco enquanto discutimos que tal?

Izuku: perfeito, vou levar uma pessoa comigo algum problema?

Enzo: sem problemas, então nos vemos em uma hora, até mais – diz enquanto desliga o telefone

Izuku: até – diz e após desligar o telefone se vira para Tomura – maninho, hoje vou jantar com ele e discutir sobre aquela oferta que nos fizeram

Tomura: entendo, mas vamos fazer o que você tinha falado certo?

Izuku: sim, e para isso o muscular ira comigo hoje tudo bem?

Tomura: ok, se divirtam, so tomem cuidado pois não sabemos qual é a Quirk de Enzo

Izuku: não importa qual seja, comigo e o muscular juntos não acho que vamos perder – diz sorrindo

Uraraka: algo acontecendo Deku?

Izuku: nada que precise se preocupar, é só um detalhe que precisamos acertar para nosso próximo plano, enfim, poderiam avisar minha mãe que jantarei fora hoje?

Uraraka: claro

Momo: não precisa de ajuda com esse “detalhe” não?

Izuku: não, obrigado Momo, bom vou indo me arrumar, Kurogiri avise o muscular para mim? Eu volto em uma hora espero que ele esteja pronto

Kurogiri: pode deixar

- O resto do grupo conversa um pouco enquanto Izuku se arrumava e o tempo passa, dando o horário Izuku volta para a sala de roupa social, com uma camisa de manga comprida branca e um colete preto por cima, colocando um chapel, ele sorri e se vira para o grupo

Izuku: como estou?

Shoto: quem é a sortuda que você vai se encontrar? – diz irônico

Izuku: bem engraçado, encontro formais exigem roupas formais, não concorda – diz com um sorriso abrindo os braços

Shoto: não nego que ta gatinho viu, essa bundinha fico deliciosa – diz mandando um beijo

Izuku: vo falar pra Momo que tu ta tarando minha bunda seu pervertido

Tomura: eu ainda acho que vocês são um casal na moral- diz balançando a cabeça

Shoto: inveja?

Tomura: inveja não por favor, ao menos diga ciúmes vai – diz sorrindo

- O grupo ri e após alguns segundos muscular aparece calado e Kurogiri abre o portal

Izuku: estou saindo

Kurogiri: tenha uma boa viajem

-Os dois passam pelo portal saindo em frente a uma garagem que ao abrir da em um elevador, ao entrarem os dois descem alguns andares e saem em um corredor branco se encontrando com Enzo que sorria os recebendo de braços abertos

Enzo: Izuku, seja bem-vindo, esse eu ainda não conheço poderia nos apresentar?

Izuku: claro, Enzo este é muscular– diz apontando para o loiro – e como já sabe este é e Enzo

Enzo: é um prazer

Muscular: prazer tudo meu – diz com um sorriso no rosto

-o trio anda junto de alguns homens e saindo em uma sala de jantar se sentam e começam a comer enquanto conversam

Enzo: então Deku, você pensou na nossa oferta?

Izuku: sim, é uma ótima oferta, é realmente tentadora ter em mãos munições como essas, mas eu tenho condições

Enzo: quais?

Izuku: primeiro eu quero encontrar a garota, segundo teremos o mesmo nível que o Chisaki, não somos tolos a ponto de aceitarmos sermos servos de vocês, e por último quero ver como é o procedimento para fazer a bala, como pesquisador não posso deixar uma chance dessa passar

- O clima fica tenso

Enzo: nos daremos arquivos de tudo, mas encontrar ela é bem complicado, e para o plano dar certo Chisaki deve ser o líder, então isso complica

Izuku: não finja de tolo meu amigo, eu sei que o poder da liga e algo que o seu líder quer para ele, e isso não vai acontecer, estamos no mesmo nível

Enzo suspira: encontrar com a garota é impossível, primeiro ela não está mais na Rússia, ela foi para o Japão, segundo o mestre não deixa ninguém se aproxima dela para evitarmos complicações e não pretende abrir exceções

Izuku: então nosso acordo não parece que vai dar certo, nós iremos embora então...

Enzo o interrompe: sabe, você deveria ser menos ganancioso

Izuku: como assim?

Enzo: se quando deixou o país atrás da garota tivesse entrado em contato conosco diretamente, as coisas poderiam ter dado certo, mas agora já passou

-Muscular sente um arrepio e começa entra em pose de briga

Muscular: Deku?

Izuku: acalme-se – diz levantando a mão, mas quando faz como se fosse sair pela porta e impedido pelos outros homens que estavam ali

Enzo: se você tivesse percebido que nós sabíamos o motivo de você vir para Rússia desde o começo e que as informações que tínhamos eram precisas, você teria tomado mais cuidado, mas agora já é tarde demais para vocês, e como disse antes não posso deixar irem embora pois se tornaram um perigo para nossos planos

Izuku: e o que você vai fazer? Está somente com capangas de terceira categoria e você mesmo, acha que pode nos deter?

Enzo: não preciso deles para isso – diz e sorri

-Muscular ativa sua Quirk e ataca rapidamente Enzo, mas antes que o alcance para de andar e cai de joelhos

Izuku *(mas o que aconteceu?)

Izuku: muscular?

-Enzo então encosta na cabeça do loiro que cai rolando impressionando Izuku

Izuku* (isso foi super velocidade? Algo no ar? Como ele fez isso, merda as coisas ficaram perigosas, acho que vou usar minha sombra e...)

-uma dor em seu abdômen corta sua linha de pensamento e quando o menor checa percebe uma das balas de inibição de Quirk tinha o acertado e fica confuso, mas antes de falar algo sente uma dor aguda no pescoço, e ao cair de joelho percebe que estava sangrando bastante por um corte no pescoço, que apareceu sem que percebesse, e sem conseguir usar suas Quirk não tinha como parar o sangramento, então Enzo chuta Izuku para trás e com um sorriso se aproxima do menor

Enzo: sabe, te matar agora seria muito fácil e sem graça, então vou fazer diferente, vou deixar que sangre ate a morte aqui enquanto agoniza e se lembra que seu ego o derrubou, sua Quirk é impressionante, mas sem ela não passa de um garoto indefeso, nunca pensou que a perderia ne? Ninguém pensa Hahaha

-Enzo chuta Midoriya no rosto o deitando, então amarra suas pernas e se vira para um dos vilões que estava com ele

Enzo: retirem o celular dele e o deixe sangrar até a morte, depois leve os corpos para a incineradora

Vilões: entendido – diz enquanto revistam Izuku e retiram o celular que estava em seu bolso

-Enzo se vira saindo devagar enquanto sorri, mas antes de passar pela porta se vira olhando para Izuku caído

Enzo: bye, bye “vilão super poderoso” – diz ironicamente e se vira indo embora

Izuku*(merda to perdendo muito sangue, vou acabar morrendo, o que eu faço?) – pensa enquanto olhava em volta, ao olhar um pouco mais pra frente percebe que tinha algo no chão e se arrasta até o lugar, vendo somente uma fita adesiva

Izuku* (essa fita é aquela que eu usei para prender a heroína, estava na minha sombra guardada? Isso não importa, merda to perdendo a consciência e não sinto meu corpo direito, tenho que ser rápido, será que isso vai servir? Eu só vi isso em filmes, tomara que funcione, eu preciso contactar os outros)

-os vilões que estavam de vigia vão para próximo da porta e se sentam conversando sem prestarem muita atenção no menor. Izuku começa sentir sua consciência se esvaziando e ele usa a fita para tampar o corte na garganta e pegando um celular que estava em sua cueca aciona um código que manda uma mensagem automática para Kurogiri, mas antes que tivesse alguma resposta ele perde a consciência e o sangramento, mesmo diminuído pela fita, continua lentamente o fazendo perder cada vez mais sangue.


Notas Finais


e ai povo o que acharam? bom? ruim? continua? morre?
comentarios? xingamentos? ameaças? criticas? zombacoes? concelhos? elogios? manda tudo que eu respondo
isso ajuda muito a incentivar alem de eu ver o que tao achando ne

bom é isso ai ate sabado que vem povo
vamo que vamo
fui


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...