História Vínculos vedados - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan), Tokyo Ghoul
Personagens Erwin Smith, Juuzou Suzuya, Ken Kaneki, Levi Ackerman "Rivaille"
Tags Attack On Titan, Crossover, Ecchi, Ghouls, Kaneki, Levi Ackerman, Sobrevivencia, Tokyo Ghoul, Vínculos Vedados
Visualizações 8
Palavras 1.467
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee pessoinhas!! Espero que vocês estejam gostando da história! Errr... desculpa qualquer erro de português e talz. Bom, boa leitura!!

Capítulo 3 - Tensões


Fanfic / Fanfiction Vínculos vedados - Capítulo 3 - Tensões

Ouviram o plano detalhadamente então foram colocá-lo em prática.

-“É loucura!” ~ ao observar o cenário Melannie quase desistiu do plano de Erwin. Os ghouls conseguiram adentrar o prédio por completo. Ele agora parecia um babaloo, uma estrutura de onde escorriam monstros por todos os lados. Não havia nenhuma entrada, se conseguissem ao menos chegar lá provavelmente não sairiam.

-“Claro que não! Vai dar certo!” ~ exclamou Erwin, ele parecia realmente animado. Mel revirou os olhos. O plano era bem simples, só tiveram de recolher alguns pedaços de carne no chão, não que os corpos realmente fossem precisar mais deles.

-“Por que diabos você está tão animado? Estamos indo pedir doces no Helloween?” ~ satirizou a garota que mexia nervosa em uma mecha do cabelo ruivo. Não estava realmente pronta para sair no meio deles, sempre os evitara ao máximo. Mas ela não queria mais ficar sozinha...

-“Vai ficar tudo bem...”- consolou o garoto de cabelos platinados colocando a mão no ombro de Mel e tirando imediatamente, ele olhou para o chão quando os olhos cinza claros dela encontraram os seus negros como a noite.

-“Vamos!” – disse Erwin, o plano iria começar. Kaneki e Melannie se separaram do loiro, indo para a direção contrária. Eles só estavam esperando a maioria deles saírem de perto da porta para correrem. A faca não seria tão eficiente, agora eles usariam as armas para abrirem caminho e simplesmente correrem até encontrar alguém. Para saírem teriam que contar com Smith, e era dessa parte do plano que a garota realmente não gostava.

Eles correram para a entrada e como esperaram aquelas coisas começaram a correr atrás deles. Isso daria tempo para Smith preparar a saída deles, se é que ele o faria. De qualquer modo eles correram pelos corredores gritando pelos nomes dos dois. Chegaram até o sexto andar sem encontrar nada e ficaram encurralados na porta que ia para o sétimo, estava trancada.

-“Merda!” –exclamou Mel, empurrando a porta. Logo o barulho daqueles animais aumentou, eles estavam vindo. Kaneki começou a forçar a porta com a garota, mas sem nenhum resultado. A garota avistou-os vindo em direção a eles no fim do corredor e apontou sua pistola na direção deles.

-“Vaiiii, abre....”- resmungou Kaneki demonstrando esforço, parecia calmo demais diante de uma situação tão desesperadora.

As balas da menina acabaram, alguns ghouls pararam no meio do caminho para se alimentar dos que caiam, nojento. Mas isso deu tempo para Melannie pegar emprestado o revólver do platinado. Ela gastou somente duas balas da mesma antes que Kaneki puxasse-a para trás. Assim que eles atravessaram a porta uma garota de cabelos azuis a fechou rapidamente. Ela estava com um casaco de uma banda qualquer e calças rasgadas, seus olhos meio rubros se destacavam sobre sua pele morena. Ela era exatamente como Erwin descrevera Ray, uma de suas amigas. Mel mal parou para vê-la e uma voz autoritária chamou sua atenção.

-“Quem são vocês? Mas que porra... atraíram eles pra cá!” – Virou e deu de cara com um garoto um pouco menor que ela, ele tinha cabelos negros e olhos tão escuros quanto. Ele estava muito perto então Mel percebeu que seus olhos não eram pretos, eram azuis anil, um azul tão escuro quanto a noite, um pouco diferentes dos de Kanekis. Não reparara em suas roupas, ela estava um pouco ocupada tentando dizer algo, mas só conseguiu ficar com a boca entreaberta encarando os olhos de quem supostamente seria Levi.

-“Nós viemos levá-los daqui... rápido!”- explicou Ken. Ele pareceu ter acordado Mel de uma sessão hipnótica.

-“Sim, Erwin disse que havia mais sobreviventes aqui, estamos indo para um lugar seguro.”- disse ela, arrancando um olhar surpreso e...  talvez feliz? de Levi.

-“Erwin?! Ele está bem?”- exclamou Ray, seus olhos ganharam um brilho escarlate e reluziram como a manhã. Mas eles logo escureceram ao ouvir investidas contra a porta atrás dela.

-“Quem não ficará bem somos nós se não dermos o fora daqui... mas isso vai ser meio impossível agora.”- Levi disse rispidamente. Ele acha que os dois “intrusos” encurralaram os lá em cima, mas ele não sabia que tinham um plano para sair. “Ele parece ser esperto e realista... se contarmos o plano provavelmente vai reagir da mesma maneira que eu...” pensou Mel.

-“Só siga-nos, viemos tirá-los daqui e queimar alguns desses monstros!” –falou calmamente Kan [nota: apelidinho que eu dei pra não ficar falando Kaneki toda hora]  que agora tinha um isqueiro em mãos.

-“Eu não me lembro dessa parte do plano.”- disse Mel um pouco receosa. Se Smith não cumpriu sua parte eles ficariam presos no terraço, não seria nada legal se o fogo os engolisse... Mas isso era só uma questão de ponto de vista. “Você prefere pegar fogo ou ser decepado e devorado?”-disse a grota para si mesma.

-“Bom, temos de chegar até o terraço, podem nos mostrar o caminho mais rápido?” –Kan se ocupou agora em queimar uma mesa que estava num canto depois de colocá-la na frente da porta.

-“Espero que tenham um helicóptero nos esperando lá...”-bufou Levi começando a caminhar.

-“Aqui, use isso também! Vai prendê-los aqui por um tempo... eu espero.”-exclamou Ray trazendo duas cadeiras, uma em cada mão. Depois pegou alguns pedaços de madeira para ajudarem a queimar. –“Só para saber, Erwin foi quem fez esse tal plano?” ~perguntou meio preocupada. Mel acentiu devagar juntando algumas outras madeiras ao lado da garota. –“Ahh... Meu palpite é que vamos pular do prédio ou algo assim. É bem a cara do Smith bolar algo esse tipo...~ Mel esboçou um sorriso como não fazia a tempos.

-“Ele é maluco...” ~ disseram as duas ao mesmo tempo. Olharam imediatamente uma para outra e deram um largo sorriso.

-Acho que vamos nos dar muito bem!~ Exclamou Mel. As duas viram o fogo aumentar e seguiram Levi escadas acima, depois delas Kan subiu também jogando pelo caminho móveis e colocando fogo neles. Agora era tudo ou nada!

Chegando ao terraço eles encararam o chão, estava a aproximadamente 10 metros, se alguém caísse de lá provavelmente ficaria dilacerado depois. Mas eles não cairiam no solo, aterrissariam em uma montanha de corpos mortos que Erwin preparara. A base do monte, em baixo, estava distraindo os poucos ghouls que não seguiram a multidão para o prédio, eles estavam tendo praticamente um banquete.

-“Vocês só podem estar brincando comigo!”~ disse Levi encarando a altura. –“Esse é o seu plano de fuga?”~ olhou com desdém para Kan.

-“Plano de fuga do seu amiguinho Smith...” - respondeu o platinado olhando para baixo. Balançou a cabeça negativamente depois de olhar o monte. “Não é tão grande... se algum de nós cair nas extremidades, teremos sorte de algum daqueles ghouls não nos pegarem, mas com certeza quebraremos algum membro...” –refletiu pensativo.

Ray olhou os dois enrolando, então revirou os olhos, subiu na pequenada elevação do terraço e simplesmente pulou. Mel se aproximou rapidamente e eles a viram cair longe de ghouls, mas estava em um lugar sem volume, com certeza machucada. Kan foi o segundo, depois Mel e Levi pularam praticamente ao mesmo tempo. Ambos caíram em lugares no meio, estavam bem.

Mel e Levi seguiram para o lado de Ray, enquanto Kaneki os defendia dos ghouls que se aproximavam. A perna estava quebrada, a garota de cabelos lápis-lazúli gritava graças ao ferimento, sua pele havia desgrudado e seu osso estava exposto. Levi tirou seu casaco, amarrou sua perna com ele e a pegou no colo.

-“Pra onde agora?”~ perguntou o moreno tentando não relar no machucado de Ray, infelizmente sem sucesso. O rosto da menina se contorceu de dor.- “Desculpe...”- voltou a olhar para Mel esperando uma reposta, mas antes da menina abrir a boca uma voz familiar gritou atrás deles.

-“Aqui! Rápido!”~ Smith tinha três mochilas ajeitadas aleatoriamente em seu corpo. Ele ia na direção da casa de Kan, todos correram atrás dele, fazendo o máximo para manter o ritmo.

Chegaram finalmente ao quarto de Kaneki, ele agora parecia realmente pequeno em relação á quantidade de pessoas que havia lá. O garoto platinado tinha um kit de primeiros socorros e tratou da perna de Ray antes de deitá-la na cama.

-“Não podemos ficar em um lugar assim... pode até ser seguro, mas não há espaço sequer para respirar!” –reclamou Smith bufando.

-“Tem alguma outra ideia brilhante?” –perguntou Kan meio alterado.

-“Eu tenho.”- Disse Mel dirigindo todos os olhares para ela. Contou sobre “uma casa que tinha um gerador”, lá podia ser um bom lugar para ficar, Mel já verificara o lugar. –“Eu gostaria de ficar com o último andar se não se importam... É que me sinto mais segura longe deles, do chão.”~ mentiu. Não os deixaria saber, não podia.

-“Ótimo, é mais espaçoso, podemos melhorar a segurança depois.”- Concordou Levi.

Pegando Ray eles caminharam pela noite atrás de Mel, acreditando em sua mentira mal contada.   


Notas Finais


Só agredecendo a Alicinha e Ray por me apoiarem tanto na fic!!! Se algum de vcs curtirem frerard ou historias shoujo (românticas) passem lá e vejam as fics delas, são bem legais!
Ice- Frerard
https://www.spiritfanfiction.com/historia/ice-12871003
Madness isn't a barrier to love (Shoujo)
https://www.spiritfanfiction.com/historia/madness-isnt-a-barrier-to-love-13017722
Bom, obrigadinha por lerem!!! Até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...