História Vingadores vs Exterminador do Futuro - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Um Futuro não tão distante


Data: 19 de setembro de 2046 

Local: Base principal da Resistência, NJ 

Um homem está sentado, analisando arquivos em seu quarto. Seu quarto não é muito grande, na verdade, é bem pequeno e simples. Ele possui somente uma cama, uma mesa, uma cadeira e um armário com poucas roupas. Já lhe foi oferecido um quarto bem maior e, de acordo com as pessoas que o ofereceram, mais digno dele, mas ele o recusou, pois não se acha melhor que nenhum dos outros soldados de seu exército. 

Seu nome é John Connor e ele é o líder da Resistência. 

Em 1984, uma máquina foi mandada para matar sua mãe, Sarah Connor, antes que ele nascesse. Para impedir que isso acontecesse, a versão futurista dele enviou Kyle Reese para protege-la. Kyle cumpriu sua missão e acabou se envolvendo com Sarah, além de dar a ela informações importantes sobre o futuro. Infelizmente, Kyle não sobreviveu a sua missão.  

Desse relacionamento entre a garçonete e o viajante do tempo, nasceu John. Sabendo do futuro e do destino de seu filho, Sarah o criou para se tornar um grande líder. A criação de John foi dura para o menino, mas hoje ele vê que sem ela, ele não teria se tornado o homem que é hoje. Um homem que já salvou milhares de vidas. 

Os arquivos a sua frente são fotos e detalhes de produção de máquinas conhecidas como Exterminadores.  

Exterminadores são máquinas criadas pelo inimigo com um único intuito: matar humanos. As versões mais comuns são semelhantes a um esqueleto humano, só que feitas de metal. Infelizmente esses não são o único tipo. Há também aqueles de infiltração. Esses são os mais perigosos, pois são iguais aos humanos e você só consegue perceber a diferença quando está se afogando com seu próprio sangue. Felizmente, eles ainda não chegaram no nível daqueles que foram enviados para impedir que ele se tornasse o líder que é hoje. 

De repente um alarme toca. O som vem de seu comunicador de bolso. John o pega e olha a mensagem: “Está na hora”. 

Ele levanta e vai até a sala da máquina do tempo. Infelizmente para o herói da resistência, para chegar lá ele tem que passar pelo cemitério. 

Quando ele chega no local de repouso dos mortos, o cheiro de podridão e as lápides tortas começam a incomodá-lo, mas isso não é novidade, pois ele sempre se incomoda.  

John anda pela trilha de pedras e olha os nomes de seus companheiros mortos: Scott Summers, Reed Richards, Luke Cage, Peter Parker e Steve Rogers. 

Scott Summers e os outros X-Men morreram no ataque dos Sentinelas-Exterminadores a base de Westchester (antigamente conhecida como Mansão X). Reed Richards e o resto do Quarteto Fantástico morreram quando as máquinas invadiram o Edifício Baxter e o Sr Fantástico precisou destruí-lo para que o inimigo não colocasse suas mãos nos inventos dele. Luke Cage, Matt Murdock, Jessica Jones, Daniel Rand e Frank Castle morreram protegendo uma vila humana pacifista de um ataque do inimigo. O pobre Peter Parker se sacrificou segurando vários Exterminadores durante a fuga da base de Nova York. Já Steve Rogers e os Vingadores, bom, eles morreram quando tudo isso começou. 

John finalmente chega à sala da máquina do tempo e segundos após entrar já se encontra com um ansioso Amadeus Cho. Amadeus foi considerado por Reed Richards a sétima pessoa mais inteligente do mundo. Ele poderia ter trazido maravilhas para o mundo e se tornado um dos grandes assim como o próprio Richards. Infelizmente, o inimigo tirou isso dele, mas John pretende trazer esse futuro grandioso de volta para seu amigo. 

-John, por favor, você deve ser um pouco mais inteligente que esses militares imbecis. Faça com que eles parem essa loucura – diz o não-tão-jovem cientista.  

-Você sabe que eu não posso fazer isso. É nossa única chance – John diz calmamente.  

-Você sabe muito bem que essa é uma chance em um milhão. Essa é a tecnologia do Destino, pelo amor de Deus. Até onde sabemos isso poderia explodir e matar todos nós e você sabe muito bem disso. Eu não vou ajudar a destruir o que restou da Resistência. 

-Você, eu e todos os outros sabemos que a nossa guerra contra as máquinas não está indo para lugar nenhum. Se as coisas continuarem como estão, a Resistencia será destruída em, no máximo, um ano. Então, se há uma pequena chance de que nós tenhamos sucesso, a humanidade seja salva e as máquinas destruídas, nós temos que tentar. Eu tenho que tentar, e para isso eu preciso de sua ajuda. Amadeus - John coloca a mão no ombro dele - eu não estou te pedindo para me ajudar a destruir a humanidade, eu estou te pedindo para me ajudar a salvar o mundo. 

Amadeus pondera por um instante, mas depois se decide.  

-Ok, eu vou te ajudar, mas é melhor essa coisa não explodir, senão eu vou ficar te dizendo que eu avisei por toda a eternidade – diz Amadeus sarcasticamente 

John sorri e depois vai em direção a máquina do tempo junto de Amadeus. O jovem cientista senta na cadeira de comando do aparato e John vai ir se armar para a missão. Enquanto ele está se preparando, uma cara familiar vai até ele: Kyle Reese, seu futuro (ou não, dependendo do ponto de perspectiva) pai. 

-Está pronto para isso, John? – Pergunta Kyle. 

-Quando é para destruir as máquinas, sempre – ele responde  

-Fico feliz em ouvir isso soldados – diz uma voz próxima deles. 

Os dois olham para traz e veem um velho com um tapa olho em uma cadeira de rodas: Nick Fury. 

-Eu vim aqui desejar boa sorte a vocês e agradecer pelo que estão fazendo por todos nós – Nick faz uma saudação militar. 

-Obrigado senhor – John responde a saudação. 

Nick vai embora e John termina de se arrumar. 

-Bom, eu acho que é só isso – nota John. 

-Boa sorte John – Kyle estende a mão a ele – Estamos contando com você. 

-Obrigado Kyle – John aperta a mão de seu pai. 

O herói está prestes a entrar na máquina, quando, de repente, Amadeus chega correndo. 

-Eu quase esqueci de lhe dar isso – Amadeus dá uma pulseira tecnológico a ele – Isso aqui servirá como uma ancora entre vocês e o nosso período, então, quando você terminar a missão, isso o trará de volta para casa. 

-Obrigado Amadeus. 

-Boa sorte. 

Connor sobe na plataforma circular da máquina do tempo. Amadeus aciona o circuito e uma redoma de energia começa a se formar ao redor dele. De repente tudo, um brilho surge e tudo desaparece. A máquina funciona.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...